4 Opções de Investimentos para Juntar Dinheiro e dar de entrada na Compra do Imóvel

ANÚNCIO

Se existe o Jeito Correto para comprar uma casa é juntar o dinheiro suficiente para pagar tudo à vista. No entanto, sabemos que não é fácil conseguir poupar uns 100 ou 200 mil reais de uma só vez. Por sinal, isso poderia demorar meses, anos, décadas. Então, dependendo da renda mensal, pagar aluguel pode ser muito mais vantajoso do que financiar uma casa ou um apartamento.

Mas esse assunto entre alugar um imóvel ou comprar uma casa foi assunto de outro artigo nosso, publicado recentemente e que você pode acompanhar no vídeo abaixo!

ANÚNCIO

Para hoje, nós falaremos sobre outro ponto: como Juntar Dinheiro para conseguir um uma boa quantia e dar um valor de entrada na sua nova morada. Sabemos que atualmente existem alguns facilitadores, como o uso do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), amortização da dívida, pagamento de prestações, entre outros.

Ainda que não seja o mais indicado, no Brasil, a maior parte das pessoas opta por fazer o financiamento do imóvel, muitos deles através do Programa Minha Casa, Minha Vida. Aí, tem aquela dica de ouro: dar uma boa entrada, o que diminuirá o restante do valor, logo, o financiamento será menor e os juros pagos também.

ANÚNCIO

Leia Também: Está Endividado? Saiba como usar o FGTS da Forma Correta!

Bem, em uma breve simulação é possível notar que um imóvel de 200 mil reais, quando financiado em 30 anos, terá um custo efetivo total de 0,80% ao mês, o que faria o imóvel subir para 488 mil reais, ou seja, mais do que o dobro do verdadeiro valor.

“Sabemos que ao final do financiamento pagaríamos o dobro do valor do imóvel. Logo, teríamos que encontrar aplicações financeiras que rendessem bem mais que o valor da taxa de financiamento”, diz o agente de investimentos Antonio Brown, da Xcare Investimentos.

Quais os tipos de investimentos para quem quer poupar dinheiro para o imóvel?

O 1º ponto a se pensar: poupar dinheiro pensando na casa própria nos sugere que precisaremos de tempo. Um tempo maior do que fosse para comprar um carro, por exemplo. Mesmo porque a compra do imóvel, por ser um dos maiores bens, deve ser feita com um bom planejamento financeiro.

O objetivo é a médio e longo prazo, ponto número 1.

O 2º ponto é buscar uma proteção contra a inflação, pensando que nos prazos maiores ela pode ter um peso significativo. Em se tratando de imóveis, essa proteção é essencial porque os preços, normalmente, acompanham os índices inflacionários. Com isso, selecionamos algumas opções:

1 – Renda Fixa indexada à Selic ou ao CDI

São investimentos conservadores e muitos melhores do que a poupança e os outros rendimentos, atrelados ao CDI, costumam ser superiores à inflação. Logo, tornam-se boa pedida para os investidores mais conservadores, ou seja, que não tem o intuito de arriscar.

Veja como Ganhar Dinheiro em várias aplicações financeiras, exceto na poupança

No geral, a acumulação nessas aplicações financeiras pode ser lenta, mas funcionam muito bem. Nesse grupo, enquadra-se:

  • Títulos Públicos do Tesouro Selic,
  • Certificados de Depósito Bancário (CDBs) indexados ao CDI,
  • Os fundos de Renda Fixa, como Fundos DI.

Como Conseguir Acumular 270 mil reais no Tesouro Direto para a aposentadoria?

Abaixo, vamos citar os tipos de aplicações no tesouro direto, mas antes, para você se localizar, veja alguns exemplos:

O Tesouro Selic é um papel que rende o equivalente à taxa de juros da economia, logo, é indicado para os conservadores e em momento que não há expectativa de alta de juros. O Tesouro IPCA + (NTN-B) é ideal para a aposentadoria já que possuem vencimentos longos (2035 ou 2050), onde o investidor pode casar a data com a aposentadoria. O Tesouro Prefixado LTN é interessante quando os juros estão altos. E os com cupom semestral pagam os juros a cada semestre e, por isso, são indicados para quem planejar viver da renda desses papéis.

Continue Lendo:

Como Conseguir Acumular 270 mil reais no Tesouro Direto para a aposentadoria?

2 – Letras de Crédito Imobiliário e Letras de Crédito do Agronegócio

Os LCIs e as LCAs são parecidas com os CBDs, ou seja, também emitidos pelos bancos e protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito, a mesma garantia da poupança. As Letras de Créditos também são isentas de Imposto de Renda e costumam ter liquidez no vencimento, com carência de 90 dias.

Fundo Garantidor de Crédito: O que é? 

Pensado na Casa Própria, o conselho é escolher LCIs e LCAs que tenham prazos mais longos, e que melhoram a rentabilidade. Assim como os CDBs, as LCs são melhores nos bancos médios e pequenos. E a remuneração está atrelada ao CDI, mas existe outra opção com taxas prefixadas.

3 – CDBs indexados à inflação

Já até falamos um pouco deles: são emitidos pelos bancos e são melhores nos médios e nos pequenos. Também tem a opção da taxa prefixada mais a variação da inflação, em geral, feita pelo IPCA. Logo, quanto maior o prazo, maior a rentabilidade.

4 – Título Público Tesouro IPCA+

É o investimento mais acessível de todos aqui citados e ótimo para quem investe em médio e longo prazo. Tem a opção do Tesouro IPCA+ com ou sem juros semestrais (NTN-B e NTN-B Principal), que pagam o acréscimo da inflação pelo IPCA.

Há títulos que tem prazo em 2050. O risco do calote é mínimo, já que tem garantia do governo. O aporte inicial é de 30 reais, desde que respeite o valor mínimo de 1% do valor de um título.

Passo Final: Traçar o Objetivo de Forma Detalhada

Para que o investimento seja bem-sucedido, o mais importante é traçar o objetivo da forma adequada, com foco, com detalhes. A partir do momento que se tem o imóvel desejado, é preciso verificar o preço e saber quanto será preciso poupar por mês, para saber quais serão os aportes iniciais.

Saiba qual deve ser a Renda Mínima para Financiar um Imóvel e pense mais sobre Alugar um

3 Notícias sobre o Mercado de Imóveis para quem tem Muito Dinheiro

1 – 834 Fifth Avenue, em Nova York, foi considerada a maior cobertura à venda por uma pechincha de 96 milhões de dólares. Localizado no 7º e 8º andares, é um duplex de mais de 1 mil metros quadros, com 20 quartos, vista para o Central Park, chão de madeira e pé direito alto. O design é original e foi mantido. Construído em 1931, ele pertenceu ao ex-CEO do banco de investimentos Salomon Brothers, John Gutfreund.

No 1º andar fica uma grande entrada que leva à livraria e à sala de jantar, de onde se vê o parque mais famoso da cidade. Há 2 lareiras e uma biblioteca do século 17 e na área privativa fica o quarto máster com uma lareira e um banheiro completo em mármore da década de 1930. O design é do arquiteto de Manhattan Rosario Candela. O prédio tem, ao todo, 24 apartamentos.

2 – A Mansão de Michael Jackson está à Venda nos Estados Unidos por 67 milhões de dólares. A mansão chamada de Neverland vai ter um novo nome: Sycamore Valley Ranch. Ela foi desenhada pelo arquiteto Robert Altever em 1982 e estava repleta de decorações inspiradas no Peter Pan. No local há 5 quartos, 8 banheiros e um cinema para mais de 40 convidados.

O eterno cantor adquiriu a propriedade em 1987 pelo valor de 19,5 milhões de dólares.

3 – A Regente Seven Seas Explorer foi considerada a mais luxuosa embarcação do mundo. Todos os quartos são suítes e alguns têm varandas de mais de 300 metros quadrados, com espaços públicos, obra de arte de artistas como Pablo Picasso. Entre as rotas percorridas pela embarcação estão o Caribe, Mar Báltico e Mar Mediterrâneo.

Com informações do Infomoney e MSN

 

ANÚNCIO