Leia essas 10 dicas para conseguir investir uma parte do salário

ANÚNCIO

Usar de forma consciente o salário é uma missão complicada para quase todo mundo que ganha um salário menor do que acharia que seria o justo. Mesmo assim, a boa notícia é que dá para investir uma parte do salário e nós vamos te ajudar a descobrir como com essas dicas.

Inclusive, saber controlar o dinheiro que entra e o que sai do orçamento é muito importante, tanto para hoje como para o futuro. Ao mesmo tempo, gastar tudo o que tem apenas para pagar contas não é uma atitude adequada e nem gastar com compras desnecessárias.

ANÚNCIO

Para conseguir fazer seu dinheiro render mais, chegar até o final do mês e ainda, conseguir investir o brasileiro tem que se desdobrar. Será? Não é assim, na verdade. Com algumas pequenas mudanças de hábito você pode. Ou melhor, com esses passos você pode!

As melhores dicas para investir uma parte do salário

Para resumir toda essa introdução é o seguinte: mesmo que você ganhe pouco, saiba que dá para investir dinheiro. Obviamente, vale pensar na porcentagem sobre o salário. Afinal, hoje dá para investir a partir de R$ 30, né. Então, leia essas dicas e saiba como fazer isso.

1 – Crie a sua planilha de gastos

A primeira dica é organizar o seu salário para que consiga investir uma parte de tudo o que receber. Então, bora lá criar uma planilha de gastos.

ANÚNCIO

Anote todas as despesas que tenha na sua casa e veja o quanto do seu salário está indo para cada área. Foque nas despesas fixas e diminua os gastos supérfluos que irá descobrir que tem mesmo que nunca tenha notado.

2 – Viva um nível abaixo

Depois disso, comece a limitar seu gasto total. Vamos supor que você ganha R$ 3 mil mensais. Então, ao invés de contar com todo esse capital, se eduque para gaste menos que isso. Por exemplo, faça com que os seus gastos cheguem até R$ 2.500 – no máximo.

O valor você vai ajeitando e afirmando com o passar dos meses. No entanto, o importante é considerar que ter essa folga é crucial para superar momentos de crises ou para quando você for surpreendido com gastos imprevisíveis, tipo um acidente de carro.

3 – Programe quanto irá investir

A partir do resultado da sua planilha e a diminuição do seu limite de gastos mensais, você poderá ponderar com mais segurança um valor que deverá ser destinado para poder aplicar seu dinheiro para buscar seus objetivos financeiros. Comece com 2%, suba para 5%, 10% e quando chegar em 30% você estará bem perto do ideal, que é 50%, como os ricos fazem.

4 – Crie uma rotina para anotar os gastos

Estabelecer uma rotina é fundamental para identificar os gastos, pois além de anotar todas as suas despesas, você precisa se conscientizar de sempre estar sempre procurando gastar o necessário. Com o tempo, isso vai acabar virando um hábito.

5 – Faça viagens apenas com planejamento

Outra coisa sobre investir uma parte do salário sem complicações é saber que um dos erros mais comuns das pessoas é gastar um dinheiro que nem tem para viajar. Claro que pegar a estrada e se divertir com família e amigos é legal – e até incentivamos a fazer isso.

No entanto, se planeje para isso, com alguma antecedência (ao menos, 12 meses). Dessa forma, deixe um dinheiro separado para isso. Se não conseguir juntar dinheiro para viajar é porque não se esforçou o suficiente ou não tem condições para tal.

6 – Saiba usar o cartão de crédito

As maiores dívidas surgem do uso incorreto do cartão de crédito e também do cheque especial que, por consequência, são os produtos que possuem juros mais altos. Definitivamente, eles levam o seu nome para o vermelho.

Então, se há uma boa dica é que você tenha apenas 1 único cartão de crédito, com um limite que não seja maior do que você poderia e arcar e que, por fim, você faça o uso dele apenas para casos mais emergenciais.

7 – Economize dinheiro no mercado

Talvez você não saiba, mas uma grande parte do salário fica no mercado. Isso é inevitável para toda família brasileira. No entanto, é possível reduzir seus gastos, aproveitando ofertas, promoções e comparar preços antes mesmo de entrar nos mercados. Essa dica também pode ser usada para comprar eletrodoméstico, eletrônicos, móveis e outros objetos.

8 – Faça investimentos com segurança

Investir não é simplesmente pegar um valor e deixar rendendo na poupança – até mesmo porque o rendimento dela é bem ruim. Antes disso, você precisa entender o valor que poderá investir e quanto tempo poderá ficar sem aquele capital.

Se você aplicar uma grana que vai lhe fazer muita falta, seu prejuízo será certo se aplicar no ativo errado. Além do mais, tudo vai depender dos seus objetivos. Um dinheiro guardado para viagens, por exemplo, deve estar em um título com alta liquidez.

9 – Metas possíveis

Para se manter focado é preciso que você estabeleça metas. Mais importante do que definir o que você pretende, é que elas sejam atingíveis, de acordo com a sua realidade financeira, perfil e em quanto tempo pretende alcançar.

investir uma parte do salário

Não adianta acreditar que vai comprar uma Ferrari em 1 ano, se não tiver um bom salário para isso. Pense em coisas que realmente poderá atingir, por exemplo, reformar sua casa. A partir disso, veja o valor que precisa e projete um tempo para guardar todo o dinheiro.

10 – Não prive a sua felicidade

Por fim, saiba que todas essas dicas para investir uma parte do salário não são para privar daquilo que gosta de fazer, um churrasco com a família, ir ao cinema ou jantar em pizzaria.

Nossa intenção é que você possa fazer todas essas atividades, sem ter aquele peso na consciência ou gastando mais do que deveria. No seu planejamento de gastos, você deverá separar uma parcela para o seu divertimento, lazer, entretenimento.

Sobre criar um orçamento financeiro, leia também essas matérias: Aprenda como criar um orçamento financeiro para passar o Réveillon na praia, Controle do orçamento financeiro para quem tem renda mensal variável e Como economizar dinheiro com o orçamento do carro.

ANÚNCIO