Investir em imóveis é ou não um bom investimento? Veja a resposta definitiva!

ANÚNCIO

Hoje o jogo é simples, rápido e objetivo, meus caros! E a resposta está aí: investir em imóveis HOJE não é um bom investimento! Isso porque sempre podemos comparar o investimento A com o investimento B, então, comparando com outros, a compra de imóveis não é um bom negócio, definitivamente. “Ah, mas antes era. Sempre ouvi pessoas falarem de outras, bem-sucedidas, com a seguinte afirmação: ela tem vários imóveis no nome dela”.

Ok, você tem razão em dizer que antes era assim e que hoje, ainda que em menor expressão, continua sendo. Mas, independente disso, quem tem várias casas no nome não quer dizer, necessariamente, que saiba ganhar dinheiro como deveria (poderia). Como dissemos, tudo vai depender das comparações.

ANÚNCIO

Oras, comparado à Previdência Privada e à Poupança, que por sinal nem deveria ser considerados investimentos, a transação entre imóveis é uma boa. Mas, apenas comparado à isso, porque, se você jogar limpo e pensar em qualquer Renda Fixa ou no Mercado de Ações, aí, jovens, os imóveis não são nada vantajosos. Quer saber por quê? Vamos à prática!

Investir em imóveis é ou não um bom investimento? Veja a resposta definitiva!
Reprodução: Google

Antes, confiram os motivos pelas quais a poupança e a previdência privada NÃO são indicadas como bons investimentos: 5 questões importantes sobre a Previdência Privada: Ter ou não Ter, eis a questão! e 3 Motivos Para Não Investir na Poupança!

Você tem 1 milhão de reais e quer comprar um imóvel para fazer dinheiro. Sua ideia é aluga-lo por 7 mil reais mensais (Levando em conta um aluguel de 0,7% do valor do imóvel, o que é raro hoje em dia, já que o mais comum é usar 0,4%, mas… Vamos ser otimistas).

ANÚNCIO

Pronto, você acha que está lucrando 7 mil reais por mês, certo? Agora, vamos pensar na COMPARAÇÃO com a poupança, que teve rendimento de 0,68% nos últimos meses… Então, no mês, você teria uma renda de 6,8 mil reais, ou seja, um valor muito próximo do seu aluguel, concorda?

7 Dicas para Ficar Rico Rapidamente

Agora, VAMOS FALAR DE BONS NEGÓCIOS, imagine esse montante (1 milhão de reais) investidos em uma aplicação que se baseia no CDI, então, sua renda mensal seria de 10 mil reais! Uoooooo! Aí sim, e isso sem ter que ter dor de cabeça com inquilinos ein! Agora, se for um produto que renda um pouco mais que o CDI, seu lucro pode chegar à 15 mil reais por mês, OU SEJA, o dobro do aluguel da casa!

E aí, compensa comprar um imóvel e quando compensa ou compensa alugar?

Para que você possa ter essa resposta, você vai precisar entender algumas coisas, comparar algumas coisas. Já vou pedir aqui, para o nosso editor colocar na tela para vocês, algumas vantagens e desvantagens de ter a casa própria financiada e morar de aluguel. Veja no vídeo abaixo:

Entendeu? Se você conhece o mercado financeiro, se conhece as aplicações disponíveis, sem sabe sobre taxas, rentabilidades e prazos… Você, literalmente, já sabe que investir em imóveis não é um bom investimento, definitivamente.

Ah, você ainda não tem 1 milhão de reais para investir, não é? Então, não deixe de ler essa notícia e pare de marcar bobeira: Os 7 Passos para Alcançar 1 Milhão de Reais! Resumo: Hoje nós vamos conversar sobre o caminho ideal para você chegar ao seu primeiro milhão de reais no mercado financeiro! Para isso, vamos começar contando um pouco da história de Robinson Trovó, uma das pouquíssimas pessoas do mundo que conseguiu faturar a cifra de 1 milhão de reais antes de completar 30 anos de idade. Leia na íntegra!

Aí, sempre vai ter aquele velhinho chato (com todo respeito) que vai dizer: “Ah, mas o imóvel valoriza”. Sim, vamos pensar nisso. Mas, vamos pensar em números menores para facilitar o raciocínio, ok? Pensa que você comprou um terreno de 70 mil reais há cinco anos e que agora, o terreno valha 120 mil reais. Parece um grande negócio, não é? Seu lucro quase que dobrou, você ganhou 50 mil reais. Mas, não é bem assim que funciona…

Sabe por quê? Essa foi a mesma valorização do CDI dos últimos 5 anos, ou seja, a grande diferença, na verdade, é que no CDI você teria o dinheiro de verdade e, com o imóvel, você só terá se conseguir vender por esse valor. Aí, meu amigo, vai precisar levar em conta o bairro, a situação financeira das pessoas, a sua necessidade de resgatar o dinheiro, e etc.

Está achando isso uma bobagem? Então, pega essa: o Instituto Assaf afirmou que nos últimos 15 anos os imóveis tiveram um rendimento real de apenas 23,54%. O que isso significa? Que as Rendas Fixas, esses tais investimentos que sempre sugerimos, renderam mais de 307% no MESMO PERÍODO! E aí? Vai encarar?

Como Investir em Renda Fixa: O Guia Definitivo!

Aliás, se você ainda não “manja” muito das Rendas Fixas, tem que ler o nosso Guia Definitivo, que ensina como Investir em Renda Fixa. Veja como foi feita a divisão dos capítulos: CAPÍTULO 1: INVESTIMENTOS, CAPÍTULO 2: RENDA FIXA, CAPÍTULO 3: TIPOS DE RENDA FIXA, CAPÍTULO 4: VANTAGENS DAS RENDAS FIXAS e CAPÍTULO 5: COMO APLICAR NA RENDA FIXA. Gostou? Baixe gratuitamente! 

Investir em imóveis é ou não um bom investimento? Veja a resposta definitiva!
Reprodução: Google

O quê, ainda não entendeu? Tá, vamos lá: se você tivesse um imóvel de 300 mil reais em 2001 e ainda fosse dono dele, hoje teria quase 1 milhão de reais! Aêêêê! Tá milionário ein, cara. MAS, SE VOCÊ TIVESSE INVESTIDO 300 MIL REAIS EM 2001, HOJE TERIA MAIS DE 3 MILHÕES DE REAIS, conforme informações do especialista em mercados financeiros, César Urbini, que cedeu artigo ao Jornal A Cidade de Votuporanga.

Ah, aliás, se você gostou da palavrinha mágica “1 milhão de reais”, vai ter que ler essa matéria que tem tudo a ver com você, com o seu futuro e com o seu patrimônio:Preocupado com o INSS? Conheça 3 opções de investimentos que oferecem renda de mais de R$ 1 milhão na aposentadoria!

Ah, só pra você ficar ainda mais desesperado: a gente falou em um aluguel de 7 mil reais, mas sem descontar algumas taxas. Vai vendo, vamos supor o seguinte: 700 de taxa de administração da imobiliária, mais uns 1,5 de Imposto de Renda, mais 700 reais de vacância… e aí, o aluguel líquido seria de pouco menos de 4 mil reais. Pouquinho pra quem tem 1 milhão de reais, né? Pensa aí, fera!

Se você tem imóveis investidos, pensa em fazer isso ou tem interesse em saber sobre os valores, taxas e rendimentos, continue lendo que separamos algumas notícias quentinhas do mercado para você!

Preço dos Imóveis Residenciais ficam estáveis em janeiro, na média de 20 cidades

Essa notícia é do MSN, mas foi feita com base em um estudo da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), com base em anúncios do site Zap Imóveis, com dados de 20 cidades.

E o que essa pesquisa mostrou? Mostrou que o mercado imobiliário no Brasil permanece ESTAGNADO, assim como tem acontecido mês após mês. A oscilação de preços foi bem pequena, coisa de 0,13% em dezembro, 0,07% em novembro e 0,11% em outubro. Já no acumulado do ano, os preços das moradias avançaram apenas 0,65%, ou seja, valor menor à alta da inflação, que foi estimada em 5,49% pelo Banco Central nesse período.

Investir em imóveis é ou não um bom investimento? Veja a resposta definitiva!
Reprodução: Google

Já em termos de cidades, as que tiveram queda nominal dos preços entre janeiro e dezembro foram Rio de Janeiro (-0,06%), Distrito Federal (-0,44%) e Fortaleza (-0,81%). Já as maiores altas ficaram para Belo Horizonte (1,43%), Porto Alegre (0,06%) e Goiânia (0,25%). Em janeiro, o valor médio do m² dos imóveis residenciais foi de 7,6 mil reais.

Com relação aos imóveis comerciais, as quedas foram expressivas. De acordo com o Índice FipeZap, houve que da de mais de 13% nos aluguéis e 9% nas vendas, levando em conta a inflação de 6,29%.

Casas Mais Caras do Mundo

Crise? Alguns milionários optaram por investir em mansões luxuosas com heliportos. Listamos as 5 casas mais caras do mundo, segundo informações do site CNN. Confira:

  • Unique Taohuayan, na China – Está a venda pelo valor de 1 bilhão de yuans chineses, ou seja, cerca de US$ 150 milhões.
  • Playboy Mansion, na Califórnia – A residência foi vendida por US$ 100 milhões em agosto último. O Novo comprador é Daren Metropoulos.
  • 301 N Carolwood Drive, na Califórnia – São 20 banheiros, 10 quartos, uma quadra de basquete e uma garagem para 10 carros, o que totaliza US$ 100 milhões pagos por Tom Gores.
  • Crespi Hicks Estate, no Texas – Ela foi arrematada pelo criador do Beal Bank, Andrew Beal, por US$ 100 milhões em janeiro. A casa tem 7 quartos, um heliporto e casas para hospedes.
  • The Penthouse, 432 Park Avenue, em Nova York – É uma cobertura que foi vendida para Fawaz Al Hokair por US$ 87,7 milhões em setembro último.

Nesse artigo também destacamos as cidades mais caras para morar e os melhores países para morar! Confira: 6 Notícias (apenas) para quem tem muito dinheiro!

Crowdfunding Imobiliário

Recentemente foi divulgado o financiamento para a construção de um prédio residencial que contará com remunerações periódicas. A novidade é da empresa gaúcha Urbe.me, que aceita cadastros online e, a partir daí, escolhe o projeto imobiliário para que você transfira os seus recursos. Não há custo, exceto o Imposto de Renda que já é retido na fonte.

O investidor vai sendo remunerado conforme a comercialização de unidades do edifício. A incorporadora é responsável pela comercialização e construção as unidades.

Trocando em miúdos, essa é uma alternativa aos Fundos Imobiliários, e, por ser novo e ainda de pouco conhecimento, não é um investimento tão popular. Para diminuir os riscos, o fundador do projeto afirma que é feita uma rigorosa análise para aceitar o financiamento. “Fazemos uma série de análises antes de colocar o projeto no ar, verificamos se o projeto é viável e se faz sentido, e também se ela tem o know-how”.

Investir em imóveis é ou não um bom investimento? Veja a resposta definitiva!
Reprodução: Google

Os Fundos DI são uma excelente alternativa para os investidores que tem o dinheiro investido em CDBs (Certificado de Depósito Bancário) com liquidez diária, já que a maioria dos bancos não oferecem pagamentos perto do 100% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário). Entenda que liquidez diária significa que o investidor pode resgatar o seu capital a qualquer momento sem prejudicar a taxa de retorno. Leia: Fixa dos Fundos DI e as 3 Melhores Vantagens!

E aí, investidor, vale a pena? A resposta disso virá em outro artigo, para o momento, o foco é apenas noticiar os eventos do setor imobiliário. Continue Lendo…

Polêmica: Taxas e Regras sobre Corretagem de Imóveis

Conforme o código civil, a corretagem é um contrato de prestação de serviço autônomo, exercido por um profissional devidamente registrado e independente, cujo objeto consiste na intermediação para a compra, venda, permuta ou locação de imóveis.

Com isso, quando o consumidor vai até um estande de vendas, ele o faz para adquirir o imóvel e não para a contratação da assessoria. Ocorre que as incorporadoras violam o dever de transparência do Código de Defesa do Consumidor, impondo a venda casada de produtos e serviços.

Sem contar que os serviços de corretagem são imprecisos e genéricos, o que confunde o consumidor, inclusive, com o plexo de direitos e deveres relacionados à aquisição do bem.

O assunto tornou-se ainda mais polêmico porque em setembro do último ano, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu um julgamento de Recurso Especial Repetitivo, no qual reconheceu a validade da cláusula contratual que transfere ao promitente-comprador a obrigação de pagar a comissão de corretagem nos contratos, desde que previamente informada ao consumidor.

A questão termina com outra decisão do Tribunal, que entende que é abusividade na cobrança do serviço de assessoria técnico-imobiliária (SATI). O assunto continua polêmico e novas decisões estão em aberto. Para produzir essa informação, buscamos base em um texto do advogado Rodolfo Bezerra que é especialista no assunto.

Investir em imóveis é ou não um bom investimento? Veja a resposta definitiva!
Reprodução: Google

Brasileiros voltam a comprar imóveis na Europa

A Athena Advisers calcula um crescimento de 60% no montante gasto pelos países europeus em 2016. A empresa registrou uma injeção de mais de 32 milhões de euros, ou seja, quase 130 milhões de reais na compra das propriedades. Isso, segundo a empresa, deve-se ao fato de o real ter valorizado 51% frente à libra, que aconteceu em plebiscito na qual o Reino Unido deixou a UE (União Europeia).

Londres foi a cidade preferida, seguido por Lisboa. A expectativa é que as vendas aumentem ainda mais, cerca de 30%.

Governo anuncia nova faixa para o Programa Minha Casa Minha Vida

A criação da faixa de 300 mil reais é para famílias com renda mensal de até 9 mil reais, lembrando que atualmente o teto é de 6,5 mil reais. Os beneficiários podem comprar o imóvel, inclusive, com recursos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), como já acontece, e à juros de 9,16% ao ano. Uma taxa bem maior do que os outros planos, que tem juros de 8,16% ao ano. Apesar disso, é mais atrativo do que os juros dos bancos, que é de 14% ao ano.

Fique por dentro de tudo que está rolando sobre o FGTS Inativo:

3 Motivos para Não Antecipar o Saque do FGTS InativoPlanejamento – Passeio de férias é uma ótima opção de lazer. No entanto, é preciso monitorar as despesas para que elas se encaixam no seu orçamento. Ou seja, não adianta pegar o FGTS de 5 mil reais, sendo que na viagem você vai gastar 10 mil reais, correto? Continue Lendo…

Descubra, em números, por que vale a pena sacar o FGTS inativo e investir em Renda Fixa: 2017 promete ser um ano de retomada. E, justamente por isso, deve ser o momento certo para observar melhor a economia e começar a entender as transformações que tem surgido ao longo dos anos. É importante começar a olhar além da poupança e dos bancos, e experimentar novas pequenas mudanças. Continue Lendo… 

Saque do FGTS Inativo: sua chance de quitar as dívidas e investir o seu dinheiro: se você tem dívidas, aproveite para quitá-las. Se não tem, use o dinheiro para investir. Ah, não está afim de investir? Pensa na sua aposentadoria lá na frente, bonitão. Faça uma simulação da sua rentabilidade, veja os lucros, tenha uma ideia do quanto esse dinheiro possa render. Continue Lendo…

Banco Santander antecipa saque do FGTS Inativo: 5 Motivos para saber se Vale a Pena: O empréstimo é parecido com o que já é feito com o 13º Salário e com a Restituição do Imposto de Renda. O trabalhador que tem um valor a receber pode pegar esse dinheiro antecipado pelo banco, em troca, ele, posteriormente paga juros. Continue Lendo…

Veja qual o valor do imóvel que você pode financiar de acordo com a sua Renda

Os juros caíram (SELIC) e as exigências da Caixa Econômica Federal na concessão do crédito para imóveis novos também. Com isso, o Canal do Crédito fez uma simulação sobre o poder de comprar dos consumidores. Veja, de acordo com o estudo, qual o valor do imóvel que você pode financiar, de acordo com a sua renda mensal.

Esqueça a poupança e aprenda a investir seu dinheiro no Tesouro Selic

A pesquisa foi feita com base nos financiamentos dos 5 maiores bancos do país: Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Itaú, Bradesco e Santander. Porém, a Caixa é responsável por cerca de 70% dos financiamentos do Brasil e também é importante saber que os bancos não permitem que as parcelas sejam superiores à 30% da renda do consumidor. A taxa de juros média que os bancos cobram é de 11%.

Leitura Obrigatória: Fuja dos Empréstimos dos Bancos! Antes de continuar lendo esse tempos, você vai precisar ler outro. É sobre os empréstimos (absurdamente altos) que os bancos fazem! É, realmente, assustador e você precisa ler > Fuja dos Empréstimos dos Bancos!

A tabela abaixo está na seguinte ordem: RENDA MENSAL, VALOR DO IMÓVEL e VALOR DA ENTRADA, sendo todos os itens em Reais. Confira:

  • 3 mil                      115 mil                 34,5 mil
  • 6 mil                      220 mil                 66 mil
  • 8 mil                      300 mil                 90 mil
  • 10 mil                    370 mil                 111 mil
  • 12 mil                    448,5 mil              134,5 mil
  • 15 mil                    560 mil                 168 mil
  • 20 mil                    750 mil                 225 mil
  • 25 mil                    940 mil                 282 mil
  • 30 mil                    1 milhão              310 mil
  • 40 mil                    1,3 milhão           414 mil

Para fins de comparação, nessa pesquisa foi mostrado que pessoas que ganham mensalmente 8 mil reais, podem obter um crédito de um imóvel de 300 mil reais. Em janeiro de 2015, essas pessoas podiam comprar um imóvel de apenas 240 mil reais, um valor 20% menor.

O levantamento considerou o sistema de amortização SAC, com parcelas decrescentes e uma entrada de 30% conforme exigido pelos bancos. A simulação foi feita também em um prazo de 35 anos, período máximo que os bancos permitem. A simulação incluiu ainda os seguros obrigatórios, conforme já falamos e uma cotação para um comprador de 40 anos.

Sistema de Amortização Constante (SAC) é uma forma de amortização de um empréstimo por prestações que incluem os juros, amortizando assim partes iguais do valor total do empréstimo. Saiba Mais!

É preciso saber que o levantamento é apenas um indicador, e os bancos podem aceitar ou recusar tais valores, dependendo, inclusive, do relacionamento. Aliás, como visto, não é indicado usar todo o valor que o comprador tem disponível para a entrada, já que há sempre os impostos e as taxas, como está no tópico abaixo.

Investir em imóveis é ou não um bom investimento? Veja a resposta definitiva!
Reprodução: Google

3 notícias MEGA ULTRA BLASTER importante sobre os bancos! É sério, essas vocês vão precisar ler agora:

Bradesco, Santander e Caixa Econômica Federal são os bancos mais reclamados dos últimos 2 meses: Fizemos uma listagem dos bancos seguindo a ordem do número de reclamações e o total de clientes que o banco possui, em tópicos separados pelos tamanhos dessas instituições. Leia na Íntegra!

7 Mentiras que os Bancos Contam e Como não Cair nessas Conversas Fiadas: Por isso, se você ganhou um dinheiro inesperado ou se trabalhou duro por muito e conseguiu acumular algum patrimônio, saiba que nem sempre o banco vai ser a melhor opção. Leia na Íntegra!

9 dicas realmente eficazes para renegociar dívidas com os bancos: Mas, em ampla discussão e na maioria das vezes nas vozes dos especialistas, a resposta é: a melhor forma de quitar as dívidas é buscar uma renegociação com o banco, baseado em um valor que é possível de ser pago, mês a mês. Leia na Íntegra!

Saiba qual deve ser a Renda Mínima para Financiar um Imóvel nas capitais nacionais

A informação é de uma pesquisa feita pelo Índice FipeZap, calculado pela Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) em parceria com o portal Zap. E o número correto é 8,95%, ou seja, o aluguel ficou quase 9% mais barato, isso sem considerar a inflação do período medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), de 6,29%.

Segundo a pesquisa, o preço médio do metro quadrado de apartamentos prontos para alugar em 11 cidades nacionais era de 30 reais em dezembro. O levantamento apurou cidades que tiveram queda real no valor médio do aluguel residencial e o Rio de Janeiro continua liderando o ranking com os valores mais altos, sendo que até o fim de dezembro, o metro quadrado valia 35,21 reais, seguido por São Paulo (34,95 reais) e Distrito Federal (31,82 reais).

Por outro lado, Curitiba é o mais barato, com valor de 16,57 o metro quadrado, seguida de São Bernardo do Campo (18,83 reais) e Belo Horizonte (19,82 reais). Leia:

Saiba qual deve ser a Renda Mínima para Financiar um Imóvel e pense mais sobre Alugar um

Ainda tem o sonho da casa própria? Então, guarde dinheiro também para as taxas e os impostos!

Já mostramos o tanto que investir em imóveis não é vantajoso. Mas, vamos supor que você ainda tem aquele pensamento de ter a casa própria, afinal, é o seu único sonho de consumo. Ter o seu cantinho, os seus móveis, o seu quarto é sinal de independência financeira e pessoal. (Dica de Leitura: 7 Passos Para Atingir Sua Independência Financeira).

Então, para você não ficar triste, vamos ter ajudar também. Veja essas informações sobre as taxas e os impostos.

Os corretores de imóveis afirmar que os compradores reservem 8% do valor do imóvel para os gastos extras, tais como a taxa de registro em cartório, o imposto de transferência, o pagamento pela vistoria e os custos da mudança. Em Porto Alegre, por exemplo, a taxa de avaliação da casa (Imposto de Transmissão de Bens ImóveisITBI) é de 3%. Mas o valor varia conforme o município e o estado.

Os gastos com a documentação, como tabelionato e taxa de registro podem passar dos 2 mil reais, dependendo do valor do imóvel. Vale lembrar que quem for comprar o 1º imóvel tem um desconto significativo de 50%, através do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

Tem também o IPTU e o valor mensal do condomínio, se for um apartamento, por exemplo. “O condomínio pode demandar reformas ou chamadas extras à ponto de comprometer o orçamento da família”, alerta Marcelo Bettio, de uma empresa que organiza o Índice de Expectativa do Mercado Imobiliário (IEMI).

No geral, para te auxiliar nas suas anotações, fizemos uma listinha para você se atentar:

  • Documentos – Faça um orçamento do quanto vai gastar com registros e certidões:
  • ITBI é de 3% do valor do imóvel, normalmente,
  • Certidões Negativas de Ônus e os Selos do Tribunal da Justiça sai em torno de 150 reais,
  • Tabelionato varia, mas para um imóvel de 200 mil reais, o gasto será de, aproximadamente, 1 mil reais,
  • Taxa de Registro, para um imóvel de 200 mil reais, é de 981 reais,
  • Desconto de 50% nos custos de cartório para quem comprar o 1º imóvel.

Para o Financiamento de Imóveis:

  • Taxas de Vistorias, cobradas pelos bancos,
  • Seguros de Morte e Invalidez e Danos Físicos dos Imóveis, determinado por lei,
  • Custo Efetivo Total (CET),
  • Atenção à vendas casadas, como Cartão de Crédito ou Cheque Especial.

Condomínio e IPTU:

IPTU e Condomínio podem variar,

  • Veja o tamanho das áreas extras e os gastos com manutenção e reformas,
  • Notifique o Selo de Eficiência Energética e Tecnologias de Reaproveitamento da água.

5 dúvidas sobre a regularização do imóvel

Joyce Bahiense é especialista na regularização de imóveis e listou as 5 dúvidas mais frequentes sobre o tema, veja!

  1. Escritura Pública e Registro – A primeira é o negócio jurídico, é feita em Cartório de Ofício de Nota, onde é necessária o reconhecimento de firma. Já o Registro é feito após a assinatura da escritura, no Cartório de Registro de Imóveis.
  2. Como proceder após o pagamento do financiamento – O contrato é adquirido como alienação fundiária, ou seja, é um contrato definitivo e não precisa lavrar a escritura. Para regularizar, depois de pagas todas as parcelas, basta solicitar ao banco a carta de quitação e averbar este ato no Registro de Imóveis.
  3. Terreno que virou casa – O primeiro passo é regularizar a casa construída junto à Prefeitura. O segundo é emitir o Habite-se, que permitirá a ocupação do imóvel. Depois, a averbação.
  4. Qual o valor do Imposto de Transmissão de Bens de Imóveis (IBTI) – Depende do estado, mas normalmente o percentual é de 2% do valor total do imóvel. No entanto, pode ser que a Prefeitura não concorde, então, a atribuição final é sempre dela.
  5. Imóveis hipotecados – Isso não impede a venda para terceiros. Depois do registro da escritura, basta ir ao Registro de Imóveis.

Veja o que pensa a MRV, maior incorporadora do Brasil e que é focada na venda de imóveis para famílias de baixa Renda

“Nós vimos um ano desafiador, com os bancos sendo muito duros na concessão de crédito. Mas, ao mesmo tempo, uma demanda que não caiu. As pessoas continuam procurando imóvel de baixa renda para comprar”, disse Eduardo Fischer, presidente da MRV.

Em entrevista ao G1, ele comentou que as famílias mais pobres continuam buscando imóveis mesmo em meio à crise. Listamos 10 pontos importantes na voz do executivo, veja!

1 – Por mais que tenha uma crise aguda acontecendo, com o desemprego muito alto, o ano acabou não sendo tão ruim assim (para a MRV) porque a gente tem uma discrepância grande entre demanda e oferta em habitação popular no Brasil. Nós vimos um ano desafiador, com os bancos sendo muito duros na concessão de crédito para o cliente. Mas ao mesmo tempo uma demanda que não caiu. As pessoas continuam procurando imóvel de baixa renda para comprar. Foi um ano desafiador, mas surpreendente porque a gente consegue ver o tamanho da demanda por imóveis de baixa renda no Brasil.

2 – A partir do momento que você vê o cenário macroeconômico melhorando, a confiança melhora e traz as pessoas de volta para o mercado para procurar e investir em imóveis. E também, do lado do financiamento, à medida que você tem uma redução da taxa de juros, com os bancos mais predispostos a conceder crédito, não tão duro e tão rígido como hoje, você tem um cenário mais otimista. Eu olho 2017 com muito mais otimismo do que eu olhava 2016. A minha perspectiva para 2017 é boa.

3 – Então eu não vejo o desemprego como sendo uma variável muito relevante. Principalmente porque a partir de 2017, mais precisamente no fim de 2017, a gente deve ver o cenário melhorar. E existe um cenário mais otimista ainda para 2018. É uma variável importante, mas o nosso negócio específico não sofremos muito. A demanda por imóveis de baixa renda é muito maior que a oferta.

4 – O fundo de garantia é uma ferramenta importantíssima nessa equação. O fundo está equilibrado e ele consegue atender essa família em habitação em condições muito vantajosas, com taxa de financiamento baixas e subsídio para a família, dando condições para ela adquirir o imóvel. Então isso me dá a segurança para olhar para frente e pensar que ainda é hora de investir, porque uma hora isso vai passar e essa demanda não vai diminuir. Pelo contrário, ela vai crescer.

Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) seleciona 38 empresas para carteira 2017. Celesc e MRV são novidades

5 – Você tem que olhar para o mercado imobiliário e separar dois segmentos. O de baixa renda, que é onde a MRV atua, e o de média e alta renda. Esse movimento (de queda de preço) ocorreu muito fortemente no segmento de média e alta renda. Tivemos um crescimento muito grande nos preços nos últimos anos e agora com a queda da demanda você tem um ajuste.

Na baixa renda, quando você olha para a evolução dos preços dos imóveis, vê que ele foi muito em linha com a inflação. Os imóveis de baixa renda não subiram tanto quanto subiram os de média e alta renda (no passado). Então esse imóvel não cai de preço, porque ele também não subiu tanto de preço. A curva vai continuar na minha visão, para a baixa renda, com preço evoluindo com a inflação.

XPi, BTG e outras 17 corretoras renovam Carteira de Investimentos para Fevereiro, confira as ações mais indicadas

6 – Realmente, em 2009, 2010, tivemos um crescimento do custo muito grande, seja de mão de obra ou de materiais. Mas desde 2015 você enxerga essa curva no sentido contrário. Os custos de material vêm caindo mês e a mês e a mão de obra hoje é mais qualificada, mais produtiva e consequentemente, custa menos.

A linha de custos foi muito favoravelmente impactada em 2015 e 2016, talvez isso seja o único ponto de positivo da crise. Isso reequilibrou a nossa matriz de custos e hoje estamos em uma situação muito boa. E, pela situação econômica do Brasil e do setor, ainda há margem para que os custos caiam ainda mais, especialmente o de materiais de construção.

7 – Por mais que o Minha Casa Minha Vida tenha sido uma bandeira do governo Lula e Dilma, com a transição do governo nada mudou. O programa continua funcionando. Eu enxergo o Minha Casa Minha Vida continuando em 2017 e 2018, sendo um projeto de estado e não de governo.

8 – Eu não vejo razão para que isso pare, seja com o nome Minha Casa Minha Vida ou não. Isso é interessante demais para a sociedade como um todo porque resolve um grande problema que é a escassez de habitação. A falta de habitação gera uma série de outros problemas. Além do que o programa é sustentável, calçado no fundo de garantia.

E, para o governo, os impostos gerados superam em muito a verba que o Tesouro Nacional coloca no programa. Não faz sentido parar o programa. Essa não é uma preocupação que eu tenha.

O que é Tesouro Direto? Os 5 Melhores Motivos para aplicar no Investimento Mais Democrático do Brasil: Segundo o site da Fazenda, o Tesouro Direto é a oportunidade que o Tesouro Nacional abre para você ter a rentabilidade de grandes investidores, a partir de 30 reais. Justamente por isso é considerado o ativo com menor risco em uma economia. Saiba Mais!

9 – Nós temos um cenário de demanda grande e não deixamos de lançar nada por conta da crise. Eventualmente se em uma praça especifica tem dois produtos lado a lado eu escalono esse lançamento. O mais difícil é ter o produto pronto para ser lançado. A nossa gestão de estoque não é tão simples. Você tem que comprar um terreno e prepará-lo para ser lançado, com aprovações, etc, e isso demora dois ou três anos. O principal desafio é esse.

Investir em imóveis é ou não um bom investimento? Veja a resposta definitiva!
Reprodução: Google

10 – A gente enxerga que tem uma demanda enorme no país por habitação de baixa renda e vê uma oportunidade de crescimento absorvendo melhor os mercados onde a gente já atua. Então tem mercados em que eu já estou algum tempo mas tenho um número de lançamentos anual que é menor que o potencial.

Nos últimos dois anos a gente fez um investimento pesado na compra de terrenos para preencher essa lacuna. Em 2017, eu enxergo a gente com potencial de lançar mais do que a gente fez em 2016 e 2015.

Bolsa de Valores: Janeiro foi ótimo para o Setor de Construção! Confira os números

O Ibovespa terminou o mês de janeiro com saldo positivo de 7,38%, quebrando a sequência dos 2 últimos meses de 2016. Os destaques foram: a Vale (VALE3, VALE5), Bradespar (BRAP4) e Usiminas (USIM5), que subiram até 40%. Os números também foram puxados pelo setor de construção civil, que teve ganho de até 200%.

Com o corte de juros, as construtoras Cyrela (CYRE3) e a MRV Engenharia (MRVE3) tiveram bons números, com altas de 26,10% e 16,64%. O shopping também foi beneficiado e a BR Malls (BRML3), subiu 22,76%. Leia a notícia! 

Com informações do Infomoney, Exame e MSN

ANÚNCIO