Esse é o momento de investir em fundo cambial? Descubra

ANÚNCIO

Parece que em todo momento de crise, as pessoas começam a procurar informações sobre como investir em fundo cambial. Mas, por que isso acontece? Agora, por exemplo, alguns meses após o início da pandemia, muito tem se falado sobre isso.

O que a gente precisa saber, antes de tudo, é que esse tipo de fundo de investimento é novo. Sendo assim, antes não tínhamos essa opção no mercado ou quando haviam, elas eram bem restritas a uma pequena parcela dos investidores. Mas, o mercado mudou.

ANÚNCIO

Atualmente, a gente encontra diversos fundos cambiais acessíveis. Porém, a pergunta se mantém a mesma: eles valem a pena? Afinal, para quem é o fundo cambial? Todo mundo deveria investir nesses ativos do mercado? Vamos estudar cada uma dessas perguntas.

O que são os fundos cambiais

E para começar, nada além de saber o que são esses fundos. De modo geral, é simples: eles representam a maioria da carteira do fundo aplicada em moedas estrangeiras. Por isso, a gente ouve falar de fundo cambial euro ou fundo cambial dólar, por exemplo.

A outra parte da carteira, sendo assim, vai para os títulos da renda fixa, que podem ser prefixadas ou pós-fixadas, mas sempre atreladas às Selic ou ao CDI. Logo, dá para ver que a ideia deles é sempre estar acima desse índice (CDI).

ANÚNCIO

Ah, sobre as porcentagens, normalmente, a divisão é feita sendo 80% para a moeda estrangeira e apenas 20% para o CDI. Ah, e tem outro detalhe importante: o foco não é investir na moeda propriamente dita, mas sim em derivativos.

Por fim, ainda sobre os fundos, você precisa saber que eles são como outros fundos, onde há cotistas, taxas, impostos. Fora isso, dá para fazer novas aplicações sempre que quiser, além de ter que respeitar os prazos de resgaste, como a cotização.

Para quem são os fundos cambiais

Agora parece que ficou bem fácil entender o que são esses fundos. Mas, investir em fundo cambial vale a pena? Antes de saber disso, vamos considerar para quem eles são destinados. Será que é para todo tipo de investidor?

A gente pode dividir essa resposta em duas. Primeiro, esse tipo de fundo pode ser pensado em quem quer proteger a carteira de ativos com relação a outras moedas. Por exemplo, se você vai fazer intercâmbio nos Estados Unidos dá para pensar em um fundo cambial dólar.

Isso porque, nesse caso, o fundo cambial vai funcionar como um ativo para manter a valorização do investimento. O outro motivo para investir em fundos cambiais é quando se imagina na desvalorização do real frente à moeda internacional.

Assim sendo, eles acabam sendo uma alternativa para diversificar a carteira. Uma vez que pode trazer proteção para a variação cambial, assim como ganhos decorrentes dela. No geral, esses fundos são para investidores arrojados ou moderados.

É o momento de investir em fundo cambial

Então, definitivamente, chegamos a pergunta inicial do texto. Será que esse é o momento ideal para esse tipo de investimento. Se você é um investidor moderado ou arrojado pode continuar lendo. Em caso contrário, então, esse fundo não é um bom negócio para você.

Agora, mesmo que você continuou lendo, considere que há riscos nos fundos cambiais. O primeiro deles tem a ver com a valorização do real. Se isso acontecer, você pode perder rendimento. E nunca dá para prever o que vai forçar essa valorização.

Talvez turbulências políticas, ou crises econômicas, ou ainda as políticas nacionais. O que isso quer dizer, no fim das contas, é que se você vai aplicar recurso pensando naquele intercâmbio ou viagem ao exterior, ótimo. Isso faz sentido.

Porém, se você está pensando em investir considerado uma desvalorização do real, então, saiba que podem ter outros ativos ou outros fundos melhores para você. Exceto se você estiver bastante disposto ao risco de perda.

Como investir em fundo cambial

Já chegando ainda mais ao final do conteúdo, se você está aqui ainda é porque realmente tem interesse nesse tipo de fundo. Logo, saiba que o próximo passo é aprender como investir nele. E o bom é que não há muito segredo nisso.

A aplicação está cada vez mais acessível e hoje você encontra fundos cambiais a partir de R$ 100 em várias corretoras de investimentos. Mas, os mais comuns partem dos R$ 500. Lembrando que além das corretoras, dá para investir pelo banco.

XP permite investimento em fundos de ações por R$ 100 – veja 5 deles

Sendo assim, você só tem que seguir o passo a passo para investir em qualquer ativo: abrir conta na corretora que você preferir, fazer a transferência eletrônica do dinheiro, configurar o seu perfil de investidor e, por último, aplicar no fundo que você tem interesse.

As taxas dos fundos de câmbio

Ainda antes do término, trouxemos aqui as dicas sobre as taxas, os impostos e todos os custos desse fundo de investimento. Saiba que como todo fundo, esse também tem a taxa de administração, que é para o gestor.

Depois, pode haver taxa de performance, que vai variar conforme o fundo. E sobre os tributos, nós temos a tabela regressiva dos fundos de longo prazo. Por isso, para aplicações de até 180 dias você pagará 22,5% e para acima de 720 dias será de 15%, por exemplo.

investir em fundo cambial

No intervalo desse tempo, você ainda poderá ter taxas de 17,5% ou 20%, que vão depender do tempo de investimento que você fizer. E sobre o IOF, que é o Imposto sobre Operações Financeiras, ele vai acontecer se você aplicar e resgatar em um intervalo menor do que 30 dias.

ANÚNCIO