Está acostumado a investir dinheiro? Cuidado com esses 3 vícios comportamentais!

O assunto aqui hoje vai se basear em 2 expressões bastante comuns, mas que acabam sendo desconhecidas ou até mesmo ignoradas por muitas pessoas: os investimentos financeiros e as armadilhas mentais.

E para você que acha que isso não tem nada a ver com você, saiba é a leitura é altamente recomendável porque sim, os assuntos tem tudo a ver!

O motivo é que essas armadilhas podem ser verdadeiros obstáculos para os seus investimentos financeiros. As vezes, a gente estuda e aprenda que investir é um bom negócio. Mas, o vício do comportamento ou as armadilhas nos levam as escolhas erradas sobre as aplicações.

Entenda melhor isso!

 O vício dos comportamentos

A gente pode até se planejar e estudar bastante o mercado, mas as nossas escolhas só se tornam inteligentes quando aprendemos a driblar os vícios comportamentais que existem no mundo atual.

Esse um tema bem interessante que entrou em assuntos sobre o que é chamado de “psicologia econômica” e que tem tudo a ver com o ramo das finanças comportamentais.

Para quem não sabe, essa área busca explicar certo atos (atitudes) que as pessoas adotamm em relação ao dinheiro.

Isso tem a ver com escolhas e investimentos!

Como explicar, por exemplo, que as pessoas mantenham o seu dinheiro em caderneta de poupança mesmo que existem opções muito mais rentáveis e tão seguras como a poupança?

Não teria como justificar isso do ponto de vista lógica. Só que na verdade, a explicação passa pelas armadilhas mentais as quais estamos sujeitos todos os dias. Então, se não tem a lógica, tem a psicologia para explicar isso.

A psicologia econômica demonstrou ao longo dos anos que há diferentes armadilhas mentais quando o assunto é finanças na vida de todo mundo, especialmente, os brasileiros.

Só que 3 delas se repetem com maior frequência. E vamos ver quais são elas.

1 – O otimismo exagerado!

Você se considera uma pessoa otimista? Muito otimista? Otimista demais?

Se a resposta for sim, saiba é importante encontrar a dose certa para os seus investimentos.

Pois o otimismo está entre as principais armadilhas mentais.

Repare como muitas pessoas tendem a dar mais atenção aos indicadores positivos e passam batido pelos riscos de investimento.

Quando esse investidor analisa o histórico de uma ação, por exemplo, dá muito mais atenção aos registros de elevação de preço do que aos de queda – sendo que ambos são importantes e têm pesos iguais.

Essa postura mais emocional contamina a análise final e pode levar a escolhas desastradas mais cedo ou mais tarde.

Qual é a dica para evitar essa armadilha de otimismo exagerado? Procure sempre se manter racional para que o otimismo não saia de controle e comprometa os seus investimentos.

E por falar em se manter racional, já sentiu aquele excesso de confiança em certos momentos? Pois esse é outro dos vícios comportamentais percebidos pela psicologia financeira.

Está acostumado a investir dinheiro? Cuidado com esses 3 vícios comportamentais!

2 – O excesso de confiança

A maioria das pessoas costuma confiar demais na sua capacidade de tomar decisões mesmo quando não tem o domínio sobre o tema.

É o famoso: eu aprendo, eu sei lidar, eu vou fazer, eu vou aprender… E isso pode ser legal. De verdade. Mas, somente estudando, buscando conhecimento e treinando é que se aprende.

Na bolsa de valores, por exemplo, não dá para entrar em campo sem saber jogar. Entende?

Não adianta alguém se iludir achando que a leitura de alguns artigos simples, básicos e importantes como esse vai transformar a vida em dinheiro.

Esse é o começo, mas só o começo. É preciso ir além: fazer cursos, treinar, tentar e arriscar aos poucos!

Acredite: se subir no salto alto vai tropeçar logo.

Mais uma vez, a dica é dosar o excesso de confiança.

Para te ajudar a entender isso pense como um jogo de azar: você pode até estar ganhando, mas se resolver arriscar de forma irracional corre o risco de perder tudo.

No caso dos investimentos, o componente de sorte existe, só que em menor medida. O grande segredo é manter os pés nos chão e não abusar da ambição de superar os prognósticos.

3 – A acomodação nos investimentos

Sabe  aquela pessoa acomodada com a sua realidade no mercado financeiro? Esse perfil também dá as caras e pode levar a uma paralisia nas decisões.

A outra grande armadilha mental nos investimentos decorre de certa estabilidade conquistada nos investimentos. Aquelas informações acabam direcionando as aplicações por um longo período.

Mas, no mercado financeiro o que está em alta hoje pode ver o barco virar em questão de horas. E você sabe disso, né? Então, nunca fique parado no tempo.

Esqueça essa ideia de que “é só investir e deixar o dinheiro lá”.

Essa volatilidade que é verdadeira e existe mesmo obriga os investidores a exercitarem sua curiosidade diariamente para fazer as melhores escolhas e os que ficam parados ou deixam de se dedicar aos estudos sobre finanças podem perder dinheiro com a sua carteira de investimentos.

Por isso, qual é a dica nesse caso? Revise a sua estratégia com regularidade. isso é fundamental, além de ser curioso e buscar sempre novas informações, seja sobre o mercado, o setor, a empresa, as aplicações, etc.

Procure ter confiança na medida certa para manter uma rotina saudável nos investimentos e ganhos sempre crescentes.

Os vícios comportamentais podem até ficar nos unindo no seu ouvido, mas é tudo uma questão de equilíbrio e disciplina para não ser traído pela própria mente. Com isso, os seus investimentos vão crescer no tempo certo e proporcionar ganhos muitos satisfatórios.