7 coisas que você deveria saber sobre investir bem

Para ganhar dinheiro investindo dinheiro você não tem apenas que investir. Isso é essencial e é o primeiro passo. Só que para ganhar dinheiro de verdade, o ideal é você investir bem.

E o que é investir bem? É você saber o que está fazendo!

Afinal, não estamos falando sobre investir e torcer. Isso é loteria, é copa do mundo, é carnaval.

Investir bem é investir o seu dinheiro de modo a ganhar dinheiro.

É claro que existem eventos que podem alterar suas rentabilidades, ok.

Isso realmente acontece. O que não dá é para você investir e ficar torcendo.

E hoje separamos 7 coisas bem importantes que você  deveria saber ao investir.

Depois de ler todo artigo, você vai ver que não existe muitas dúvidas na hora de fazer bons investimentos – justamente porque você vai estar sabendo o que fazer.

É preciso investir com inteligência.

E nós separamos 7 coisas que vão te tornar mais inteligente para investir bem. Acompanhe.

E garante que os seus investimentos estarão de acordo com os seus planos para que esses planos sejam bem-sucedidos – e você ganhe dinheiro.

1 – Os efeitos da inflação

Os efeitos da inflação é algo que nunca deve ser ignorado por quem quer investir bem.

Muita gente faz planos para o futuro esquece que o nosso dinheiro desvaloriza com o tempo.

O chocolate custa 5 reais hoje, por exemplo, e pode custar 20 reais amanhã.

Aumentar 4 vezes em 1 dia pode até ser exagero, mas serve para representar a realidade da inflação.

Sabe aquele carro de 50 mil reais que você está de olho?

Então, ele pode custar 100 mil reais para ser quitado se você optar pelo financiamento de longo prazo.

Fique sempre de olho nos efeitos da inflação!

A inflação é uma realidade e assim como influencia no preço dos produtos, também influencia diretamente as suas rentabilidades.

Especialmente sobre os rendimentos dos seus investimentos se pensarmos nas suas aplicações periódicas.

O fato é que negligenciar isso pode minar completamente os planos do futuro para você.

Sim, amanhã tudo estará mais caro.

E sim, seus investimentos se alteram com a inflação.

E olhe: ninguém quer que você acerte a inflação de manhã.

Mas, considere e saiba que ela existe de verdade, tá bom?

2 – O impulso do consumo

Não assuma compromissos fora dos planos.

É isso mesmo.

Se você tem o objetivo de investir bem e aplicar 500 reais por mês…

Então, não vai rolar você comprar um tênis novo a cada 15 dias.

É preciso controlar não só grandes compromissos como também os pequenos desperdícios.

Sim, pode ser que trocar de carro fique para o próximo ano.

Assim como aquele cafezinho de apenas 3 reais que pode se multiplicar em 90 reais no mês.

Algumas coisas precisam ser controladas e até mesmo cortadas.

E isso requer muito controle diário dos gastos que você não pode ceder.

Agora, se o compromisso for grande como a compra de um carro, o ideal e fundamental é colocar sempre na planilha as consequências que a compra trará para você.

Comprar um carro não significa apenas arcar com o valor da compra, você sabe, né.

Mas, também com os gastos extras, como: combustível, seguro, manutenção, estacionamento.

Não deixe de pesar esses gastos também.

Dê mais valor à vida do que as coisas, tá bom?

Tem coisas que são imprescindíveis para viver e trazem conforto… Mas, nem tudo!

3 – Invista em bem-estar

A dica aqui é incluir entre os seus gastos os investimentos com a saúde e bem-estar.

Porque não podemos ser tão loucos em dizer que você tem que viver para juntar dinheiro né.

Acredite: investir em bem-estar tem a ver com investir bem.

Não quero parecer clichê, mas é prevenir é sempre melhor do que remediar.

Às vezes, podemos passar a vida inteira pagando por um plano de saúde e não o utilizar.

Mas, todos nós conhecemos a ineficiência do sistema de saúde público brasileiro.

Então, ponha na ponta do lápis o que vale a pena para você.

As vezes o plano de saúde pode compensar. As vezes, não.

O fato é você entender que não existe regra para isso.

Muita gente prefere investir em academia e alimentação saudável ao invés de investir em planos de saúde. E tudo bem.

É você que tem que saber o que é bom e certo para você.

Pense também no custo com os médicos e o tratamento em hospitais particulares – que podem ser altos a ponto de levar uma família a falência.

Lembre-se: não há regras, não há o melhor nem o pior a se fazer.

O ideal é você saber fazer as contas e saber como investir bem na sua saúde e de toda a sua família – seja pela alimentação, esporte, planos de saúde…

4 – Educação Financeira Infantil

Conscientize os seus filhos da importância do planejamento financeiro.

A educação formal não costuma ter foco no desenvolvimento da inteligência financeira.

E é por isso mesmo que cabe a você ajudar seus filhos a desenvolver um pensamento que leva uma vida mais rica e de melhores escolhas.

Tente pensar que isso pode trazer benefícios para ele.

Mas, ó. Sempre estude o que os pedagogos e educadores dizem: não dê o peixe, assine a pescar.

A ideia de falar de educação financeira não quer dizer que você tenha que dar uma mesada gorda para ele, tá bom?

Educar é ensinar e não dar! Pelo menos quanto ao dinheiro.

A saída mais justa e mais assertiva é conversar sobre dinheiro e ensinar o valor das coisas.

Fale sobre as responsabilidades e mostra a importância da disciplina e da a realização de sonhos.

Essa conscientização que pode fazer a diferença em ter um filho bem-sucedido e independente de outro que passará o resto da vida pedindo ajuda para você.

Dê a ele a chance de conquistar suas próprias coisas, ter seu próprio dinheiro e o mais importante de tudo: aprender a administra-lo.

5 – Conheça tudo

Outra dica para investir bem é buscar sempre novas informações sobre investimentos tradicionais e sobre novos investimentos.

Nem sempre o velho vai ser antigo demais e nem sempre o novo vai ser o melhor de tudo.

Aprenda com o antigo, busque ideias no novo e tenha uma carteira diversificada.

Investir bem é conhecer de tudo um pouco.

Não é só no Tesouro Direto que você vai ficar rico e nem só nas ações.

Até pode ser – mas quando falamos em equilíbrio, o ideal é ter um pouco de cada.

As mudanças acontecem e isso é inevitável.

Por isso, se a sua ideia é otimizar os seus ganhos nunca se acomode com as suas aplicações.

Estude o mercado, faça avaliações regulares a cada seis meses, um ano pelo menos sobre o desempenho dos seus investimentos e assim por diante.

Aplicar na bolsa e deixar o tempo resolver não é o ideal.

Sim, o tempo até resolve algumas coisas para você – só que você tem que dar base para isso.

Compare com produtos semelhantes em outras instituições.

Isso sim é investir bem, ein!

Nunca esqueça que o produto que era bom quando você adquiriu, pode não ser mais agora.

Tem investimentos que exigem um tempo de aplicação de 5 anos. Ok.

Mas, você não tem que morrer deixando o investimento no mesmo lugar, tá?

Procure sempre o que é melhor para a sua grana, afinal, se você não dar valor, ninguém mais dará!

6 – Seja conservador em suas projeções

Essa é uma dica para investir bem especialmente para os iniciantes.

Tem muita gente que se desespera com as contas que tem que resolvem dar um jeito de ganhar dinheiro rápido – só que não é bem assim.

Aqui estamos falando em investir bem e isso tem a ver com ter cautela.

Muita gente faz planos baseados em conquistas que nem sabem se vão acontecer.

  • Sabe quando você fica pensando em um possível bônus?
  • Sabe aquela promoção da sua empresa com um lucro acima do normal?
  • Ou aquele negócio que te parece render os maiores lucros do mundo?
  • Até mesmo a chegada de alguma herança?
  • O prêmio na loteria?

Isso não é planejar a vida financeiramente, tá!

O que você tem que saber é que planejar a vida financeira é investir no futuro.

Se você não depositar seus 100, 200, 300 ou 500 reais todos os meses, você não vai ganhar dinheiro do céu.

Tá, pode ser que você vá para o BBB ou que ganhe na loteria… Pode ser.

Mas estamos falando em você criar a própria riqueza sem depender da sorte!

É sempre bom ter sorte, mas não podemos contar com elas em nossos planos.

Já pensou se você pensasse assim: “vou passar no semáforo vermelho porque tenho sorte de não sofrer acidente”.

Isso te parece loucura?

Viver dependendo da sorte de ganhar na loteria tem a mesma ideia.

Portanto, pode ser uma loucura também.

O fato é que se algum dinheiro inesperado aparecer, ótimo!

Porque você vai ter a sua oportunidade de ficar rico.

Só que se você continuar agindo como pobre, logo vai perder tudo.

E olha que não faltam histórias de pessoas que perderam tudo ein.

Mude a sua chave da cabeça aí. Pense como rico e aja como rico – invista bem!

7 – O seu padrão de vida

A dica final para investir bem é você ajustar o seu padrão de vida para comportar os seus investimentos da forma certa e mais adequada possível.

Jamais deixe de destinar gastos e tempo para diversão, cuidados pessoais e lazer.

Isso é essencial.

Se você deixar de comer, de se divertir ou de ter saúde para juntar dinheiro… Você vai perder tudo: o dinheiro, a família, a saúde.

Agora, você comprar um micro-ondas que gasta menos energia ou deixar de comer fora todos os dias da semana não vai te prejudicar tanto assim, vai?

A vida é feita de escolhas e é isso que trará equilíbrio para a sua vida.

Existem muitas pessoas ricas com pouco dinheiro e muitas pessoas pobres com muitos recursos, já pensou nisso?

Como sempre falamos aqui: dinheiro é só mais uma em as muitas riquezas que podemos ter.

Então, não troque o que te faz feliz pela caderneta da poupança.

Reserve gastos para aquele programa com os amigos, para aquele jantar especial, para viagem, para curso que você quer fazer.

Mesmo que você tenha que simplificar o restante do seu estilo de vida como moradia, carro, custos fixos, um plano de independência financeira.

Pense sobre romper bloqueios, maus hábitos e desenvolver uma forte disciplina para enriquecer.

Mas a partir do momento em que esse plano coloque em prática tudo tem de evoluir naturalmente.

Mantém o foco no equilíbrio seus objetivos e busque sempre seguir esses mandamentos.

Assim, você colherá muito mais lá na frente e sem afetara sua qualidade de vida no presente.

investir bem

Bônus: 7 passos para o sucesso financeiro que você deve seguir em 2018

Criamos um conteúdo que vai te servir de inspiração e motivação para todo mundo que já passou por perrengues na vida e que nunca desistiu de alcançar a riqueza.

E essa riqueza é por conta própria tá? Sem ser loteria ou sorte!

E para você que também acredita nisso, está aqui uma lista com 7 sacadas que você já deve ter cogitado realizar ao longo dos seus dias, só que nunca parou para pensar a atenção nisso!

Os 7 passos listados aqui é para você, que conseguiu sobreviver a tantas crises econômicas e a tanta falta de desemprego, contas atrasadas, boletos por vencer… E agora está mais forte, mais otimista, mais inteligente.

– Porque é nos momentos difíceis que a gente aprende mais!

Então, vamos direto ao ponto e, obviamente, começaremos pelo 1º passo para você realizar o seu sonho de ter sucesso financeiro, que nada mais é do que ter dinheiro de sobra para ter qualidade de vida.

Ficou interessado no assunto? Leia agora mesmo este artigo que publicamos recentemente: 7 passos para o sucesso financeiro que você deve seguir em 2018.

Da redação