Investimentos financeiros para iniciantes – guia para quem está começando

ANÚNCIO

Se você está lendo este artigo agora, saiba que já deu o primeiro passo para o seu sucesso.

Isto porque as pessoas desejam ficar ricas e ganhar muito dinheiro, mas sem se importar em colocar esse sonho na prática – falta o que os especialistas chamam de “fazer acontecer”.

ANÚNCIO

A ideia deste artigo é muito simples: falar apenas o básico sobre os investimentos financeiros para iniciantes a ponto de que eles entendam que sonhar em ter independência é tão possível quanto realiza-la, no entanto.

Para isso, será preciso estudo e dedicação.

E por que ficar rico pode ser uma boa opção para a sua vida? Não é para ficar se gabando ou ostendo os carros luxuosos, nada disso. Se o seu pensamento é esse, saiba que dificilmente vai conseguir.

ANÚNCIO

A ideia de ter independência é para poder trabalhar com o que gosta e ter mais horas livres para cuidar dos filhos ou passar com a família em viagens incríveis.

No geral, os investimentos financeiros proporcionam melhor qualidade de vida, afinal, você não vai precisar ficar de cabelo em pé todo final de mês porque está sem dinheiro.

E, mais do que isso, o seu dinheiro vai render mesmo que você não venda um único produto ou serviço.

Vamos falar também sobre a importância dessas aplicações. Elas são a base para que todo sucesso financeiro venha a acontecer.

Para entender, faça essa relação: imagine que você tenha uma padaria e o seu objetivo é vender pães. Então, o que você deve fazer todos os dias? Produzir o alimento e abrir as portas do seu comércio, certo?

Claro porque se você não fizer isso, os pães não serão produzidos sozinhos e os clientes não vão conseguir adentrar ao recinto… parece óbvio e realmente é!

A mesma ideia vale para os investimentos financeiros para iniciantes.

O primeiro passo é entender que você precisa fabricar os pães (investir seu dinheiro) e abrir as portas do seu estabelecimento (buscando os investimentos financeiros mais rentáveis do mercado).

Se você não tem disciplina para fazer isso, então, sua padaria será apenas um espaço vazio.

E antes que você pense: “ah, mas eu não tenho nada de dinheiro para investir”, já vamos te comunicar que você não precisa ter para começar.

É claro que se tivesse seria melhor, mas mesmo que não tenha, você pode chegar à independência financeira sim.

Como o texto ficou um pouco grande, separamos um sumário para você saber o que vai encontrar pela frente:

  • Por que começar a investir dinheiro hoje?
  • Investimentos financeiros para iniciantes – por onde começar?
  • Investimentos financeiros para iniciantes – como começar?
  • Coisas que todo iniciante deve saber antes de começar a investir
  • Bônus – como escolher um bom curso de finanças?

Separamos esse guia básico em tópicos para facilitar seu entendimento. Leia com bastante carinho e atenção porque, temos a certeza de que, ele pode mudar a sua vida financeira a partir de agora!

Investimentos financeiros para iniciantes – guia para quem está começando
Reprodução: Google

Por que começar a investir dinheiro hoje?

Quanto mais cedo você começar, mais rápido seu dinheiro vai se multiplicar. E isso não é mágica, tá? É apenas o trabalho dos juros compostos.

Basicamente, funciona assim: se você investir 200 reais todos os meses, ao final do ano terá somada uma quantia de 2,4 mil reais, certo? Então, se você soube escolher a sua aplicação financeira, verá que o valor disponível é maior do que isso.

E por que esse valor é maior? Porque os juros compostos trabalharam nesse período de tempo que você aplicou seu dinheiro. Entende que você ganhou dinheiro sem fazer nada – apenas investindo dinheiro mensalmente?

É isso que as pessoas não entendem – o tempo é primordial para quem quer ganhar dinheiro com investimentos financeiros.

Suponha que você aplique dinheiro todos os meses durante 10 anos… Os seus juros compostos terão trabalhado muito e, obviamente, você vai conseguir um bom rendimento.

E você pode conseguir tanto rendimento que uma hora vai ter mais dinheiro rendendo do que aplicando. E é aqui que começa a ter independência financeira.

Bom, isso é fácil entender. Então, vamos citar agora alguns pontos que provam os motivos pelos quais você deve buscar essa independência e fazer o dinheiro trabalhar para você.

A realização dos sonhos mais impossíveis

Supondo que você, inicialmente, se dedique a aprender sobre os investimentos financeiros para iniciantes e que depois consiga alcançar a independência, então, podemos dizer que você poderá realizar todos os seus sonhos.

Até mesmo aqueles que você achava que era pura ilusão, que era impossível.

Algumas pessoas falam em trabalhar da praia e outras querem viajar todos os países do mundo… Essas atividades demandam dinheiro, mas se você sabe controlar suas finanças e os juros compostos te auxiliam nisso, então, você tem tudo para poder realiza-los.

Lembre-se que estamos falando em ter paciência e disciplina para aplicar mensalmente e para deixar os juros compostos trabalhar.

Por outro lado, até que poderíamos evitar, mas temos que falar: se você não buscar conhecimentos os investimentos financeiros mais rentáveis do mercado para aplicar e fica dependente do governo federal, então, o seu sucesso, provavelmente, não será o mesmo.

Isso porque com as políticas públicas e os problemas na economia, o país está reduzindo valores da aposentadoria e aumentando a idade dos trabalhadores que tem esse direito – logo, os sonhos ficam mais distantes de ser realizados.

Bom, vamos finalizar esse item e é importante você notar que os investimentos financeiros servem para tirar os seus sonhos do papel e torna-los realidade.

A garantia de um futuro tranquilo

Como complemento do item acima, podemos dizer que se você não depende do governo para nada, você pode ter um futuro tranquilo e não estamos nem falando da aposentadoria ou da velhice, está bem?

Se você começar a investir dinheiro com 18 anos, por exemplo, pode chegar aos 40 com um bom patrimônio acumulado e ter uma independência financeira precoce.

Neste caso, pode até ser que você não tenha dinheiro suficiente para comprar 10 mansões, 20 carros de luxo e 30 iates; mas você há de concordar que poderá ter o que chamamos de previdência complementar.

Por exemplo, você ficaria tranquilo se tivesse uma renda mensal de 4 mil reais? Isso é possível com 40 anos, se você começar a poupar desde os 18, sabia?

Você está duvidando? Então tá, vamos te dar um exemplo real.

Se levarmos em conta uma rentabilidade de 12% ao ano de um investimento financeiro rentável e depósitos mensais de 500 reais, ao longo de 20 anos teríamos um patrimônio acumulado de mais de 450 mil reais.

Esses 450 mil reais poderiam te render mensalmente mais de 4,5 mil reais.

Está satisfeito?

Aí você pode dizer: “mas eu não tenho 500 reais por mês e nem sei qual é a aplicação que rende 12% ao ano”.

Então, tudo bem, é por isso que criamos esse guia, para te ajudar nessa missão de encontrar a melhor forma de aplicar o seu dinheiro sem alterar seu padrão de vida.

O fato mais importante é entender que no longo prazo, se você é dedicado, pode chegar à independência financeira precocemente sem ficar dependente das políticas e leis do governo – e vamos combinar, isso seria ótimo, não?

Ah, mesmo porque após a fase adulta, temos um momento de aumento de gastos nas nossas vidas – seja com os netos ou com os remédios. Por isso, é importante ter um “dinheirinho” guardado!

O dinheiro vai render mesmo que você não trabalhe

Essa talvez seja a maior lição sobre investimentos financeiros para iniciantes que você vai aprender hoje: as aplicações rendem dinheiro conforme você aplica, mas, em certo ponto, esses rendimentos serão maiores do que os seus depósitos.

Vamos explicar de maneira bastante didática que é para não ficar nenhuma dúvida.

Suponhamos que você possa investir 100 reais todos os meses em uma aplicação financeira. No começo, o rendimento será pouco porque seu patrimônio acumulado é pequeno.

Mas, com o tempo (quando você tiver mais de 1 mil) o seu rendimento será maior do que os 100 reais.

O seu lucro será maior do que o que você investe, sacou?

Aqui citamos um exemplo hipotético para você entender, mas quando você pegar os números reais e fizer as contas, vai ver que é exatamente assim que funciona.

Se o seu investimento financeiro for rentável e está dando lucro, então, é o que chamamos de fazer o dinheiro trabalhar para você. E aqui desmistificamos uma informação: a de que apenas quem tem muito dinheiro consegue fazer mais dinheiro.

Viu? Nem sempre devemos acreditar no que as pessoas falam porque nem sempre elas conhecem a fundo o mercado financeiro.

A menor quantia que seja, se você começar a investir, vai começar a fazer dinheiro – FATO!

A lição desse item é justamente essa: você pode ter uma renda mensal (um lucro) mesmo que não trabalhe, não venda, não tenha serviço porque o seu dinheiro vai estar rendendo.

Claro que só vai acontecer se você souber escolher os investimentos financeiros mais rentáveis.

O plano de emergência para todas as horas

Outro benefício dos investimentos é que você cria um patrimônio.

E por que isso é positivo? Porque nós não sabemos o que vai acontecer amanhã. Sempre desacreditamos de tudo. Acidentes e doenças parecem acontecer apenas com os outros e nunca com nós mesmos, não é?

Mas um dia pode acontecer sim. E se acontecer, o que você fará?

Se você foi um estudioso dedicado e aprendeu com os investimentos financeiros para iniciantes a criar sua própria poupança, vai ter recursos para sanar essa dificuldade financeira sem precisar recorrer a empréstimos financeiros.

Investir dinheiro te dá segurança para saber que se precisar, ele vai estar lá.

Olha, não queríamos falar nesse assunto porque ele realmente é muito triste, mas vamos ter que tocar na ferida: existe uma doença muito incomoda, que é o câncer.

Todos estamos sujeitos à ela e ela exige um preparo financeiro muito grande – devido ao tratamento.

Se você, por obra do destino, tiver esse problema de saúde e conseguir pagar o tratamento, suas chances de se recuperar são muito maiores. E aqui estamos levando em conta que o SUS (Sistema Único de Saúde) ainda é ineficiente no Brasil.

Bom, chega de falar de coisa ruim… O fato é que ter uma reserva de emergência te dá segurança para uma vida mais tranquila e próspera – afinal, você sempre estará preparado para o que der e vier.

O aumento da qualidade de vida

Com a certeza de que o seu dinheiro vai render, você pode fazer melhores opções na sua vida – dá, por exemplo, para sair do trabalho mais cedo e frequentar aquela academia que você tanto sonhou.

Dá para folgar em algum dia da semana, para caminhar mais vezes, para comprar aquelas comidas mais saudáveis (e mais caras), para frequentar o clube todo final de semana, para viajar mais, para viver mais intensamente.

O retorno é positivo e não apenas financeiramente, mas na alto-estima também. A sua vida fica mais equilibrada e mais sustentável.

Não nos resta dúvidas de que aprender sobre investimentos financeiros vai te trazer benefícios para além do que se pode imaginar, não é? Então, sem mais demandas, vamos direto ao ponto – aprenda mais sobre os investimentos financeiros para iniciantes!

Investimentos financeiros para iniciantes – guia para quem está começando
Reprodução: Google

Investimentos financeiros para iniciantes – por onde começar?

Aqui no blog já recebemos muitos questionamentos de pessoas que perguntam “como escolher os investimentos mais rentáveis da renda fixa”, mas sem antes ter se perguntado: “como começar a investir dinheiro”.

O ideal é que você conheça o mínimo desse mercado financeiro!

E nós listamos o que seria o mínimo desse mercado. Leia com atenção.

Os vocabulários do mercado financeiro

É muito comum que na hora que você for analisar os investimentos financeiros para iniciantes, o seu gerente comece a falar coisas como ativos e passivos, carteira de investimento e liquidez. Você, se for novato, não vai entender muita coisa.

Portanto, a dica é conhecer e estudar um pouco desses vocábulos e expressões.

Os ativos e os passivos são expressões que diferenciam os bens. Quando são ativos eles geram rendimentos (como as aplicações financeiras e os imóveis para alugar) e quando são passivos eles só geram despesas (como carros e imóveis que não são alugados).

Já a carteira de investimentos é um conjunto de aplicações que uma pessoa tem.

Ou seja, se você tem mais de uma aplicação, já pode montar uma carteira. Ela serve para medir o grau de investimento do investidor, podendo ser conservador, moderado ou agressivo.

Já liquidez tem a ver com a facilidade com que se pode resgatar os seus investimentos. Quanto maior é a liquidez, mais fácil o resgate. Se a liquidez é diária, quer dizer que você pode sacar os recursos financeiros todos os dias.

Alguns investimentos financeiros têm prazos maiores.

Bom, citamos três e já ocupamos boa parte do artigo. Hoje em dia reconhecem-se muitas palavras no mercado financeiro que não são habituais as pessoas comuns.

Nós não vamos poder citar todas aqui, mas se você tem interesse em conhecê-las, pode ler um artigo anterior, que publicamos recentemente e fala sobre elas.

Glossário Financeiro – os 30 termos mais usados no mercado financeiro.

Os índices financeiros

Esses indicadores financeiros serão muito úteis quando você começar a pesquisar as melhores aplicações financeiras ou aquelas mais rentáveis. Isso porque eles fornecem ao mercado comparações com toda a economia do país.

Os mais usados são:

  • IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo),
  • a taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia),
  • TR (Taxa Referencial) e o
  • CDI (Certificado de Depósito Interbancário).

Mas há muitas outras e nós também não vamos ter espaço para divulgá-las aqui.

Se você ainda não conhece termos financeiros e indicativos como esses, pode estuda-los mais tarde, com a nossa matéria os 20 indicadores financeiros essenciais para o mercado financeiro.

Os conceitos básicos das aplicações financeiras

Aqui também estamos falando em expressões desconhecidas para muita gente. Mas, também é um passo importante para quem quer buscar informações sobre os investimentos financeiros para iniciantes.

Como os outros itens, também existem muitos conceitos básicos, mas nós separamos apenas 3, que parecem ser os mais importantes para esse momento: renda fixa e variável, taxas e juros compostos.

Renda fixa e renda variável

Essa é uma classificação básica para o assunto dos investimentos financeiros.

E é bastante didática também: renda fixa são opções que dão resultados previsíveis em prazos pré-estabelecidos e a variável estão sujeitas a oscilações do mercado.

O que é preciso entender aqui é que a renda variável é a mais arriscada, portanto, não muito aconselhável para quem está começando no mercado financeiro.

Com o tempo e conhecimento, pode-se migrar para ela para que se tenha mais chances de ganhar dinheiro.

A renda fixa vai te fazer ganhar dinheiro (ainda que em menor porcentagem) de maneira mais segura. Se você não tem pressa e sabe trabalhar com o tempo, essa é uma ótima opção.

As taxas

Também são muitas as taxas dos investimentos financeiros.

A de administração, por exemplo, é cobrada pelos bancos ou pelas corretoras para fazer a gestão dos títulos e dos ativos. Os valores podem variar entre 0 e 5%.

O problema aqui é que elas corrompem as aplicações.

É fácil entender: você aplica seu dinheiro em um investimento. Sobre o que ele rende devem-se descontar as taxas e o imposto de renda. Logicamente, o seu lucro fica menor.

Mas, calma. Não se assuste porque ainda assim é possível ganhar dinheiro com os investimentos financeiros. Os lucros são menores, mas eles ainda existem.

Os juros compostos

Até que já falamos bastante dos juros compostos, não é?

Mas, para concretizar a ideia, saiba que ele é chamado também de juros sobre juros e é sempre calculado sobre uma quantia total – é como se fosse um reinvestimento automático.

O saldo sempre cresce em progressão geométrica e essa é a principal vantagem de investir dinheiro em aplicações rentáveis.

As modalidades de investimentos financeiros

Esse é ponto que as pessoas mais perguntam: “como escolher os investimentos financeiros mais rentáveis do ano”. Se você leu tudo que foi escrito acima, pode se dedicar, agora, a esse item.

Antes de fazer qualquer aplicação, o estudo de investimentos financeiros para iniciantes tem que passar por aqui: você tem que conhece a maior parte de todas as variações de opções que o mercado mundial oferece.

Por que é importante estuda-los? Porque eles variam muito conforme suas próprias características. Por exemplo, uma Letra de Crédito tem a isenção do imposto de renda, ou seja, ele não corrompe tanto o seu lucro.

Mas, mesmo assim, ela pode ser menos vantajosa do que um CDB (certificado de depósito bancário). Entendeu?

Você vai precisar analisar muitos fatos, especialmente o valor inicial para a aplicação, o tempo de resgate, a rentabilidade do título.

Se você bem pouco dinheiro para começar a investir, nós temos que citar o Tesouro Direto – ele é do governo federal e super garantido. Exige aplicações de apenas 30 reais e o trâmite está apenas em abrir uma conta em uma corretora de valores.

E aqui citamos apenas alguns nomes da renda fixa… Porque tem muitos outros: CRI, Previdências, Poupança e por aí vai.

Se você não sabe a diferença entre cada um, o melhor a se fazer é conhecê-los.

A nossa indicação é baixar (gratuitamente) um ebook que produzimos no ano passado e que explica exatamente isso. Quando for ler, faça com atenção para poder escolher o melhor investimento financeiro para você.

Guia básico da renda fixa – tudo o que você precisa saber!

A disciplina financeira do investidor

Ainda neste tópico sobre por onde começar a investir dinheiro em investimentos financeiros para iniciantes, vamos falar sobre a disciplina do investidor.

Por que de nada vai adiantar saber toda a teoria, se você não tiver determinação para fazer os aportes mensais.

Você já deve ter entendido que para ganhar dinheiro e ter independência financeira será necessário aplicar dinheiro, não é?

E, realmente, nós não queremos mudar a sua rotina de trabalho e nem o seu padrão de vida, mas muitas vezes será necessário abrir mão de algumas coisas para conseguir poupar dinheiro para este fim – tudo é uma questão de saber onde você quer chegar.

Se o seu foco é investir dinheiro, então, faça-o. Seja diferente das pessoas que desejam ficar ricas e deixam essa meta apenas no sonho, sem buscar formas de trazer para a realidade.

Você tem todo direito e potencial de fazer acontecer, só depende de você.

Investimentos financeiros para iniciantes – guia para quem está começando
Reprodução: Google

Investimentos financeiros para iniciantes – como começar?

Você já sabe quase tudo sobre investir dinheiro, especialmente a importância de fazer isso.

Agora, resta saber, como fazer isso?

Esse novo tópico é, também, um complemento do que foi dito no final do tópico anterior:

Se o seu foco é investir dinheiro, então, faça-o. Seja diferente das pessoas que desejam ficar ricas e deixam essa meta apenas no sonho, sem buscar formas de trazer para a realidade. Você tem todo direito e potencial de fazer acontecer, só depende de você”.

Aqui estamos falando do fazer acontecer, está bem? E, por isso, talvez o assunto seja um pouco mais dolorido para você do que tem sido até agora.

É comum que as pessoas não gostem de ouvir a verdade – porque isso pode atingir o calor, sabe?

Mas, como nossa missão é te informar e fazer um guia completo sobre os investimentos financeiros para iniciantes nós vamos ser firmes no propósito!

Para se tornar um investidor de sucesso é preciso ter determinação – se você é do tipo de pessoa que fica inventando desculpas e procrastinando na vida, melhor mudar seus conceitos.

Confira alguns passos para conseguir trazer a prática para a nossa teoria! Esses pontos realmente são valiosos, memorize-os!

Controle financeiro pessoal

O Trovó é o criador desse blog que você está conectado. Ele foi um dos poucos a ganhar dinheiro com a bolsa de valores e outros ativos do mercado financeiro.

Mas, não vamos nos ater a falar da história dele – ao menos neste guia.

Ele conta que um dos principais fatores pelo qual o brasileiro não se dá bem na vida financeira é o mau hábito de não conseguir economizar dinheiro, sem que haja, para tanto, uma criação de metas de gastos.

“O ideal é economizar, todo mês, pelo menos 10% do salário”.

E para isso torna-se necessário saber quanto se ganha e quanto se ganhas a cada 30 dias. “Eu ensino as pessoas a usar envelopes para se planejar financeiramente”.

Ele fala da Técnica dos Envelopes, confira!

Ficar rico em 2018 é um sonho comum, mas pouco praticável.

As pessoas querem ganhar dinheiro, mas não querem economizar dinheiro. Elas não entendem que para ter dinheiro, não se deve gastar todo salário.

A conta é muito simples de ser feita: se você ganha 1.000 reais todos os meses, deve (indiscutivelmente) gastar bem menos do que isso e não o contrário.

E, mesmo que você ganhe um salário mínimo, saiba que é possível ficar rico ganhando pouco porque tudo vai depender de quantos por cento você está poupando.

Uma pessoa que poupar 30% do salário tem mais chances de ficar rica do que aquela que poupa apenas 5%, mesmo que os salários brutos delas seja abundantemente adversos!

Não importa quanto você ganha e sim quanto você poupa, está bem? Essa é uma das grandes ideias para começar nos investimentos financeiros para iniciantes e que realmente funcionam!

Invista 10% do seu salário (no mínimo)

Toda mudança é difícil. Ter uma mudança de comportamento, então, mais ainda! Por isso é que você tem que assistir esse vídeo.

Sua mudança vai ser sucinta: começar a poupar apenas 10% do seu salário por mês. Nada mais do que isso. Se você tem uma renda de 1.000 reais por mês, saiba que tem que investir apenas 100 reais, só!

Simples, não? Se você conseguir poupar 10% todos os meses não vamos garantir que ficar milionário daqui 5 anos. Mas, com certeza, podemos afirmar que será muito mais rico do que é hoje.

E sua meta é ficar rico, não é?

E 10% é bem razoável. Se você ganha um salário mínimo, vai precisar guardar apenas 90 reais. Fala sério! Isso é muito mais que possível, não?

  • Mas, como poupar 10%?
  • Vender o carro?
  • Vender a casa?
  • Doar o cachorro?
  • Cancelar a televisão?
  • Fazer hora extra?
  • Deixar aa viagens de lado?

Bom, se você não sabe exatamente como fazer tudo isso, veja o próximo vídeo!

https://youtu.be/tXfddhCV5mA

Defina os seus objetivos para escolher os melhores investimentos financeiros

Aplicar dinheiro tem que ser uma das suas metas para 2018 sem falhas!

Aplicar dinheiro é investir dinheiro. É saber escolher os investimentos financeiros certos para o seu tipo de desejo.

Bom, você viu que acima falamos sobre a reserva de emergência, não é? Ela é uma opção que tem que estar disponível 24 horas por dia porque nunca sabemos quando vamos precisar, afinal, imprevistos não marcam data para acontecer.

Então, a melhor opção, nesse caso, seria alguma aplicação que tivesse a liquidez diária, ainda que o rendimento fosse menor.

Por outro lado, se você fosse aplicar dinheiro pensando na sua aposentadoria, então, aí não precisaria pensar na liquidez e sim na rentabilidade do longo prazo.

Entende que são efeitos diferentes que são vistos a partir dos vários investimentos que existem no mercado?

Não há no mundo o melhor investimento financeiro para iniciantes… Simplesmente por que cada pessoa tem suas próprias necessidades e prioridades.

Entenda que definir seus objetivos é o diferencial – você quer aposentar-se precocemente ou comprar uma casa? Quer trocar de carro ou pagar a faculdade do filho? Quer fazer um intercâmbio no Reino Unido ou viajar para a Disney?

Tenha uma lista de desejos e se guie por ele – só assim vai conseguir encontrar o melhor investimento para você!

Estude o mercado (porque ele se atualiza constantemente)

Essa dica é de Benjamin Franklin – “investir em conhecimento sempre rende os melhores juros”.

Sempre que alguém questiona: “qual o melhor investimento do momento”, saiba que não há resposta para tal.

E sabe por quê?  Não existe nada no mundo como um investimento universal que serve para todas as pessoas.

É como no futebol, não há o melhor time do mundo. Em certo ano, o Barcelona é campeão e no outro o Real Madrid, por exemplo.

No mercado financeiro, cada pessoa é única e possui suas características próprias, seu horizonte próprio e sua tolerância ao risco própria. Assim o melhor investimento acaba sendo realmente o investimento em conhecimento!

É esse viés que vai alavancar a sua carreira e tornar você mais sábio.  É isso que vai fazer com que você ganhe muito mais dinheiro ao longo da sua vida – e claro, tudo começa quando você se dispõe a juntar dinheiro.

Abaixo vamos dar uma dica especial sobre como escolher um bom curso de finanças (gratuito)!

Coisas que todo iniciante deve saber antes de começar a investir

Como foi provado nesse guia, qualquer pessoa pode começar a investir dinheiro e o mercado financeiro não é um bicho-de-sete-cabeças.

Para ter independência financeira, o começo é conhecer os investimentos financeiros para iniciantes. Mas, o processo é continuo e envolve a busca pelo conhecimento de todo mercado.

Fizemos esse tópico apenas para que você não deixe passar alguma informação importante e que considere vários aspectos antes de investir dinheiro. Leia.

Começar cedo é uma grande vantagem

Se você tem 20 anos ou menos, já tem uma grande vantagem porque o tempo será o seu aliado nessa busca pela independência.

Para essa faixa etária, praticamente todos os investimentos financeiros são aconselháveis – até mesmo algumas previdências privadas (que costumam ter rentabilidades menores).

Isso faz sentido devido aos juros compostos – que já falamos.

Por outro lado, se você tem mais de 20 anos, não deve ficar procrastinando e dizer que “é tarde demais para investir” é apenas mais uma das várias desculpas esfarrapadas que você poderia dar.

Se você gosta de ditados, saiba que “antes tarde do que nunca”.

Investir de formas diferentes dependendo do objetivo e tempo

O horizonte do tempo é determinante para quem está buscando conhecer os investimentos financeiros para iniciantes. A estratégia também conta conforme o objetivo.

Sabe aquela ideia de ter liquidez diária, então, isso pode fazer diferença positivamente.

As taxas sempre vão existir independente do investimento

Investir não é gratuito. A poupança, mas quem disse que é investimento? Brincadeiras a parte, a poupança rende tão pouco que os grandes investidores nem as consideram.

O fato é que todas as categorias têm suas próprias taxas – a saída é investigar qual é mais vantajosa. Em se tratando de títulos bancários, os médios e pequenos podem ter opções mais rentáveis.

Aplicar o dinheiro e esquecer-se dele não é um bom comportamento

O mais aconselhável é conferir os rendimentos, ao menos, mensalmente. Lembre-se que há oscilações no pais e no mundo, portanto, os lucros também podem ser alterar.

Todo mundo, na vida, passa por mudanças. Os investimentos também, portanto, sempre considere fazer ajustes financeiros.

Bônus – como escolher um bom curso de finanças?

O segredo do mundo é o conhecimento. Logo, se você quer ter sucesso em qualquer área da sua vida, deve estudar. No mercado financeiro, isso pode ser feito através dos cursos de finanças.

Mas, será que existe algum curso recomendado? Aliás, como escolher o melhor curso de finanças da atualidade?

Sim, existem formas de encontrar um bom curso para estudar o mercado financeiro. E a escolha errada pode te fazer perder dinheiro.

A nossa recomendação é: não deixe de estudar… Mas faça isso com fontes confiáveis.

A melhor forma de provar uma afirmação é com a prática. Então, vamos ser bastante objetivos a partir de agora!

Considere que estamos falando de Robinson Trovó. Ele é conhecedor do mercado financeiro por tê-lo estudado por muito tempo e com muitos cursos sobre finanças.

Dessa forma, ele largou a faculdade que tinha e entrou no mercado do dinheiro. Perdeu todo seu investimento e continuou estudando ainda mais.

Depois, tornou-se um dos poucos brasileiros a somar 1 milhão de reais quando ainda tinha menos de 30 anos.

Trovó, após conseguir êxito nesse mercado, criou um curso a partir dos seus erros e dos seus acertos.

Logo, por que deu certo? Porque ele errou muito antes de aprender a se portar na bolsa de valores.

Agora, isso responde esse tópico: a base usada para a criação desse curso de finanças é justamente o seu empenho e a sua experiência no mercado financeiro.

Ele não criou algo a partir do que ele achava, mas sim com as informações que ele colheu durante a empreitada do seu primeiro milhão de reais.

Isso faz sentido para você?

Curso de Finanças Risco Zero nos Investimentos tem a ver com a história de um homem que estudou o mercado e atuou nele. A partir disso criou uma metodologia de estudos.

Da redação com informações do financasforever e guiainvest

ANÚNCIO