Será que é garantido fazer investimentos financeiros com o Bolsonaro no poder?

Com um novo governo, sempre nascem novas expectativas e esperanças. Mas, com pouco tempo no poder, Jair Bolsonaro já tem trazido algumas dúvidas para a população brasileira.

Assim, a pergunta que não quer calar é: onde colocar o dinheiro para render de forma garantida?

Aliás, será que compensa investir onde existem riscos? E, quais serão os riscos que podem estar vindo por aí com o novo governo de Bolsonaro? Para essas perguntas, temos reflexões. Acompanhe até o fim e tire as próprias conclusões.

O novo governo Bolsonaro

bolsonaro
Foto: (reprodução/internet)

Não estamos falando bem ou mal de um ou de outro, ok?

A nossa ideia é simplesmente dizer que o novo governo ainda está montando sua equipe de trabalho. E faz isso escolhendo os ministros, por exemplo.

Aí, depois, ouvimos muito falar sobre as novas estratégias de governo, ou melhor, os planos e os projetos de governo de Jair Messias Bolsonaro.

Mas, o nosso negócio aqui é falar de dinheiro sem se importar se você é contra ou a favor do governo. Combinado? Deixe o seu partidarismo de lado por alguns instantes porque vamos falar de dinheiro. Essa que é a real.

E vamos direto ao ponto: compensa fazer investimento com esse novo governo?

E se sim, qual é o investimento mais seguro neste momento de transição de governo?

Será que existem riscos vindo por aí? Mesmo porque muito se fala da reforma da previdência, né.

A reserva financeira

Em primeiro lugar, devemos observar que apesar de tudo, os economistas ainda falam de estabilidade quanto ao governo atual. Por isso, sem criar pânicos, vamos estudar.

Mesmo porque isso não é o mais importante.

Afinal, mesmo que nós não tivéssemos uma definição sobre o futuro da economia, a gente tem que pensar longe disso – considerando essa possibilidade de incertezas.

O mais importante não é o que o governo fará e não é estratégia do governo, inclusive, não é como ele vai se comportar com a economia e nem mesmo como o câmbio vai se comportar. Nada disso é tão importante quanto outra coisa.

Quanto à sua reserva de emergência.

O que vai fazer diferença na sua vida é você agir com coerência e com critérios.

Por isso, estamos falando de você manter aquelas regras básicas e fundamentais para ter uma vida próspera e saudável. E uma delas é ter uma reserva financeira.

Por que ter a reserva?

Esta reserva financeira vai te ajudar a cobrir os imprevistos que surgem pelo caminho e vai ajudar a você realizar os seus sonhos também.

Viu como isso não depende do Lula nem do Bolsonaro?

Primeiramente, você começa como um poupador para pagar as suas contas. E junto com isso, você para de comprar parcelado. E para também de querer trocar o carro.

E aí vai chegar um momento que você vai se tornar um investidor. É  quando a sua reserva passa a render dividendos, que são os juros que vão acrescentar à sua renda.

E só aí você vai viver com melhor qualidade de vida.

Agora, qual é o caminho para chegar aí, nesse ponto de ter melhor qualidade de vida? É começar pela sua reserva de emergência, obviamente.

Investimentos conservadores

O caminho é escolher aplicações conservadoras porque não importa o que o governo faça, se você escolher investimentos conservadores, mesmo que houver uma grande instabilidade na economia, você não será afetado!

E os investimentos conservadores para este momento de transição são aqueles que se chamam Renda Fixa.

A renda variável, a bolsa de valores e as ações não são da renda fixa e não são para você, que está pensando em ter reserva de emergência, ok?

Qual é a dica, portanto? Faça investimento pós-fixado. Pense em uma renda fixa com uma renda pós-fixada.

Isso quer dizer que se a economia desenvolver e crescer e você tiver uma reserva, através de uma aplicação bem conservadora, você vai ter melhores resultados ainda.

Você vai render aquilo que está acontecendo na economia, entende?

Portanto, a renda fixa vai te garantir não ter perdas e vai te garantir bons resultados quando a economia estiver positiva.

A inflação

Acompanhe a evolução da inflação, essa é outra dica de ouro para aprender hoje.

É algo que o governo usa para regular a economia.

Se você faz um investimento atrelado à Selic, por exemplo, você não vai correr riscos.

Outra coisa é que você pode fazer o investimento indexado a um indicador de inflação, como um CDB pós-fixado atrelado ao IPCA.

Assim, mesmo que a inflação dispare, você estará protegendo seus recursos sem inflação. E se a inflação não disparar você não vai ter também uma grande remuneração.

Agora, se você quiser investir com um pouquinho de risco, temos o multimercado, com uma variaçãozinha cambial. Só que nesse caso, faça apenas com parte da sua reserva e não a reserva dos imprevistos todo. Tá certo?

Investir com o novo governo

Portanto, saiba que sim, saiba que podemos investir com o novo governo, independente de qual seja ele.

Pode fazer isso sem problemas e sem medo, desde que você saiba onde investir.

A nossa dica é fazer aplicações conservadoras. E para comprovar que você tem opções, está aí o Tesouro Direto e está aí também os CDBs pós-fixado, que são boas ideias para que você siga em frente de forma positiva e rentável.

Assim sendo, estude e busque conhecimento. Depois, faça aplicações e aportes mensais. Com governo de direita ou de esquerda, essa é a forma mais real e sincera de prosperar hoje em dia.