Chegou a hora de Ficar Rico com Investimentos de Alto Risco

ANÚNCIO

Vamos pular a parte do sair das dívidas e poupar dinheiro para entrar direto no fator “investir dinheiro”. Com a queda dos juros, mesmo que continuem atrativas, as Rendas Fixas perderam um pouco da sua rentabilidade.

Portanto, para quem buscar ganhar muito dinheiro – ficar rico – chegou a hora de pensar nos investimentos de alto risco.

ANÚNCIO

Mas, você provavelmente já deve ter ouvido: “Conheço um amigo que perdeu dinheiro na Bolsa de Valores”. E, vamos combinar, isso acontece muito. Mas muito mesmo. Muito mais do que deveria acontecer.

Apesar de estarmos nesse passo – que ainda é um pouco distante da realidade de muitos brasileiros – investir dinheiro em ações exige o fundamento número 1 de qualquer pessoa que lida com dinheiro: o planejamento financeiro.

Além do mais, se você está triste demais ou desesperado, melhor nem começar a comprar ações agora, de imediato. Características emocionais e psicológicas influenciam diretamente nesse tipo de investimento.

ANÚNCIO

A novela da Rede Globo da atualidade – A Força do Querer – tem falado muito disso. Só que não no mercado de ações e sim no poker.

Dadas as suas proporções, o que podemos tirar de proveito é a observação de que a possibilidade de ganho da bolsa de valores – assim como a do poker – faz com que muitas pessoas se iludam com o mercado e invistam nele sem conhecimento prévio.

Esse é o erro: não ter conhecimento prévio do assunto.

Qualquer pessoa que encontre uma frase que tenha “dinheiro” e “rápido”, já fica eufórica. Afinal, explicação melhor não há: o grande número de pessoas que jogam na loteria todos os dias, meses, anos. É um número absurdo, grandioso.

Mas, nunca se esqueçam: na bolsa de valores, os degraus da subida são os mesmos que os da descida – assim como na vida. Portanto, ao mesmo tempo em que poderá ganhar muito dinheiro, poderá perder também.

Existem sim formas de ganhar dinheiro na Bolsa de Valores. Nunca duvide disso. Afinal, dá para narrar todas as histórias de pessoas que já conseguiram isso. E não foram poucas.

Mas note que todas elas souberam exatamente o que fazer. Aprenderam com os erros, tentaram de novo, diminuíram os riscos e, enfim, ficaram milionárias.

Com planejamento, a B3 – antiga BM&FBovespa – pode ser o ponto de partida para uma vida mais confortável, mais cômodo e com menos estresses. Basta que você faça como todos aqueles que conseguiram: investir com conhecimento.

Investir em Conhecimento sempre Rende os Melhores Juros” – Benjamin Franklin.

Sobre Minimizar os Riscos – é uma técnica muito usada nos mercados voláteis e tem a intenção de nunca arriscar todo seu patrimônio em um único investimento. Um exemplo é criar um fundo de emergência, diversificar com a Renda Fixa, ter um investimento no longo prazo.

Foi dessa forma que o Trovó ficou milionário, conheça a história.

Chegou a hora de Ficar Rico com Investimentos de Alto Risco
Reprodução: Google

Leia Também: 10 hábitos fundamentais para prosperar na vida

Se você acha que a quantidade de patrimônio acumulado é a única diferença entre as pessoas ricas e as pessoas pobres, você está (completamente) enganado.

Aliás, essa discrepância é apenas uma resultante das atitudes tomadas e do comportamento desses dois tipos de indivíduos. Isso comprova, inclusive, por que muitas pessoas perdem todo o dia logo após ficarem ricas quando ganham na loteriaContinue Lendo…

Mercado de Ações nos Dias Atuais

Para os investidores mais novatos, uma rentabilidade de 1% ao mês torna-se logo o sonho “de consumo”, sendo um dos fatores mais almejados. Isso é levado em consideração pelo fato de que ativos de baixo risco estão sempre atrelados ao CDI – Certificado de Depósito Interbancário ou à Selic – Taxa Básica de Juros.

Porém, com uma taxa dessa em torno de 10,25% ao ano, o investidor precisa olhar mais adiante, levando em conta que esse número deve continuar caindo ao longo dos próximos anos.

“Com juros em queda é preciso ter aplicações mais sofisticadas. Não dá mais para pensar em ter aquela rentabilidade de 1% ao mês com tranquilidade”, disse Celson Plácido, que é estrategista-chefe da XP Investimentos.

“É preciso começar a buscar outras alternativas de investimento. Temos aumentado um pouco a posição em bolsa fora do Brasil. Não conseguimos fazer esse aumento na bolsa brasileira ainda porque estamos com viés negativo pelo cenário político”, diz Luciano Telo, Head de Estratégia e alocação da XP Advisory.

“O novo normal é ter um pouquinho mais de volatilidade nas carteiras”.

Para José Eduardo Laloni, que é diretor da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), os investidores se mostraram atentos às questões de governança corporativa e ao valuation das companhias, o que fez crescer o apetite pelas emissões da renda variável.

“Existe uma agenda política, mas mesmo assim no longo prazo o investidor tem otimismo e vê que as instituições estão funcionando e que o país tem condições para passar por isso”.

A Bolsa de Valores Brasileira

No dia 18 de maio o mercado despencou com a notícia da gravação de Joesley Batista, da JBS, com o atual presidente da República Michel Temer.

Relembre o Fato:

A delação premiada do presidente do Grupo JBS (uma das maiores indústrias de alimentos do mundo), Joesley Batista, que aconteceu nos últimos dias, causou uma reboliço na política nacional, o que interferiu, inclusive, no mercado de açõesdaqui (na BM&FBovespa) e do exterior (principalmente na Bolsa de Nova York – New York Stock Exchange).

Agora, nessa semana, a JBS vendeu todas as suas ações para a Minerva (Argentina, Uruguai e Paraguai), o que também trouxe alterações para o mercado de ações.

Se você é daqueles investidores que sabem ganhar dinheiro na bolsa de valores com a oscilação de preços, notou que esses últimos dias foram propícios à tais monetizações. Mas, se você é novato na Bolsa de Valores, talvez ainda não tenha entendido o que tenha se passado nesses últimos dias.

Leia na Íntegra!

De lá para cá, muitos analistas deixaram de ficar otimistas, como o Head da XP.

“Achávamos que as reformas iriam sair, então estávamos um pouco sobrealocados na Bolsa. Quando deu aquela balançada no mercado, a gente começou a reavaliar isso. Hoje acreditamos que se sair alguma reforma, ela será desidratada”, diz.

“Nós temos o custo de oportunidade do CDI. Então estamos um pouco mais defensivos agora, em função das reformas que parecem estar em segundo plano”, garante Telo.

A opinião é compartilhada por outro representante da XP, João Luiz Braga, que também cita a turbulência do mercado a partir do final de maio.

“Antes eu estava muito otimista. Estávamos em um caminho que me lembrava muito 2009 e 2003. Em 2003 o Brasil vinha de uma base muito ruim, antes da. O risco país foi para o alto e a bolsa caiu”, ele lembra.

“Depois da carta aos brasileiros, isso mudou. Em 2009 não foi diferente. Tivemos a crise de 2008, saímos mais fortes e a bolsa subiu 80% em 2009 e mais alguns anos”, diz o especialista.

Para ele, 2017 parecia seguir esse mesmo caminho.

“Vínhamos de dois anos de forte recessão. As empresas já tinham investido em fábricas, linhas de produção. Elas vendem menos, mas o custo fixo continua. É o conceito que chamamos de alavancagem operacional. O nível de utilização da capacidade instalada da economia brasileira estava lá embaixo”, afirma.

“Então o que acontece quando você volta a vender mais? É margem na veia. A Renner ia vender mais calça jeans, a Duratex venderia mais placa de madeira. Já iam ganhar mais. Mas, além disso, esse ganho seria ocupando uma linha de produção já existente”, garante.

Porém, depois do dia 18 de maio… “É como se a gente tivesse batido num muro. Por outro lado, os outros fatores estão já (juros, capacidade das empresas, etc). Então eu continuou tendo uma visão otimista da bolsa de longo prazo. No curto prazo, é melhor ser cauteloso. Estou com freio de mão puxado”, finaliza.

As Bolsas dos Estados Unidos

Nos últimos dias, um grupo restrito de gestores conseguiram se dar bem: aqueles que aplicaram seus ativos em fundos de ações neutros em relação ao que é chamado de momentum – um indicador de análise técnica que mede o quanto o preço de uma ação variou em determinado tempo.

Assim, o momentum do mercado está bastante ligado às ações de tecnologia só que ele tem sofrido por causa do tombo do Nasdaq 100.

O S&P 500 caiu 0,3% desde o dia 4 de julho.

Para os analistas, a operação está fadada a se recuperar – em se tratando apenas de um escorregão temporário. Na opinião da BlackRock, por exemplo, essas quedas são apenas oportunidades de compra para uma tática inclinada a reversões breves.

“O atual ambiente de baixa volatilidade juntamente com a expansão econômica sustentada são bons para o momentum”, disse Richard Turnill.

“A queda acentuada das ações de tecnologia em meados de junho ilustrou os riscos dos rompimentos de momentum”, conclui.

Longo do mercado de ações, as tendências também não tem sido fácil de serem encontradas. Os fundos de commodities que apostam nos preços por meio de contratos futuros estão caminhando para o seu pior ano.

Voltando à Renda Variável, os bons desempenhos dos índices mostram bons caminhos.

“Começos a ver estabilização das estratégias de momentum e liderança”, disse Satya Pradhuman, que é da Cirrus Research. “Devem continuar funcionando bem”.

“Foram mais as posições a descoberto: cerca de 5% com posições vendidas em perdedoras do ano passado e 2% em posições compradas de vencedoras do passado”.

74 Minutos: Curso Gratuito Ensina Como Sair das Dívidas e Ficar Rico Rapidamente

O curso contém 9 vídeos selecionados para você que quer ficar rico. Todos eles estão disponibilizados no Youtube e não há qualquer pagamento para ser feito, nem mesmo cadastros. Basta acessá-los, assistir e começar a caminhar para a riqueza hoje mesmo.

Portanto, se você tem problemas com dívidas e não sabe como sair delas, se está começando a ficar endividado com os juros do cartão de crédito, está superendividado e não sabe de onde tirar dinheiro para pagar os seus credores, tem uma vida razoável, mas não sabe como fazer sobrar dinheiro no fim do mês…

Ou ainda se tem uma vida razoável, mas não descobriu como ganhar dinheiro a mais ou se quer apenas aprimorar seu conhecimento sobre o dinheiro…

Assista todos esses vídeos agora mesmo.

Esse curso é voltado para todas as pessoas do mundo que, por algum motivo, querem aprender mais sobre o dinheiro e como lidar com ele. Neles, há informações importantes e que, possivelmente, você nunca tenha ouvido falar.

Assim como há também algumas verdades, que vão desmistificar inverdades ditas pelo mercado.

Sinceramente, não há pegadinhas: selecionamos os 9 vídeos em uma ordem que vão te ajudar a conhecer mais sobre o mercado – partindo do início, que você vai saber que investir dinheiro não é coisa só de gringo rico, até o ponto em que vai descobrir qual o melhor jeito para fazer aplicações financeiras.

Tudo é gratuito. Para você assistir cada um dos vídeos, você só tem que clicar nos links destacados. Nada mais do que isso. Sem cadastro, sem pagamentos, sem pegadinhas.

O melhor de tudo é que esses vídeos ficarão publicados no Youtube por tempo indeterminado, sendo que você não precisará assistir tudo de uma só vez e poderá pausar quando precisar, voltando aos estudos sempre que for possível. É prático, versátil e didático.

Além do mais, dá para ver pelo celular.

Aliás, se você acha que não precisa conhecer mais nada do mercado financeiro, porque não faz esse teste para saber? Faça esse curso e note que sempre há motivos para aprender algo novo todos os dias.

É gratuito, lembra? Você não vai precisar investir nada além do seu tempo.

E, por mais precioso que ele seja, investir tempo em educação é um dos melhores investimentos. Você não concorda?

A MENTE QUE SE ABRE A UMA NOVA IDEIA JAMAIS VOLTARÁ AO SEU TAMANHO ORIGINAL”, ALBERT EINSTEIN.

Faça o Curso Agora > Clique Aqui!

Com informações do organize, infomoney, istoé

ANÚNCIO