Está procurando um investimento em ações para iniciantes? Conheça 3 deles

Será que existe o investimento em ações para iniciantes que seja o ideal para começar? Por exemplo, comprar ações da Magazine Luiza, da Petrobras e da Hering é uma boa ideia? Na verdade, a gente tem algumas opções para quem está começando, que são aconselháveis.

Mas, atenção: esse texto não está recomendando a compra das empresas citadas acima, ok? O nosso real objetivo é mostrar que tem formas de comprar ações sem que isso seja feito diretamente. Afinal, nem todo mundo tem tempo para fazer isso.

Nesse caso, opções como os fundos de investimentos em ações, os clubes e os ETFs se tornam alternativas viáveis. Assim, mesmo tendo taxas administrativas, eles podem ser considerados os primeiros passos para se investir na renda variável.

Abaixo, vamos falar um pouco mais sobre cada uma dessas alternativas. Continue lendo.

O investimento em ações para iniciantes

Se você é novo no mundo dos investimentos da renda variável pode ser que imagine que para investir em ações o único jeito seja através da compra direta das ações. Porém, saiba que existem alternativas. Inclusive, que são menos complicadas.

Abaixo, nós vamos citar 3 dessas alternativas, sendo que uma ou mais delas podem ser interessantes para você. De todo modo, para fechar esse tópico inicial vamos explicar, brevemente, como é a compra direta de ações.

Para quem tem tempo para estudar as empresas e fazer análises, a compra direta pode ser uma opção também. Assim, a ideia é que o investidor tenha uma carteira de ações que represente o seu perfil, considerado quantidade, valores, setores, etc.

Nesse caso, a vantagem está justamente em montar a própria diversificação. Porém, para quem está começando no mercado, talvez, essa também seja a opção mais arriscada. Por isso, conhecer as alternativas abaixo faça tanto sentido.

As 3 alternativas

O que essas alternativas consideram é justamente algumas outras vantagens, que não seja a de montar a própria carteira de ações. Assim, elas acabam sendo ideias para quem ainda quer aprender sobre as empresas ou não tem tempo suficiente para isso.

1 – Os clubes de investimentos em ações

De fato, essa não é a alternativa mais conhecida. No entanto, ela existe. Por isso, resolvemos trazer aqui, como curiosidade. Saiba que a ideia de um clube é diluir os custos das aplicações. Por isso, eles possuem entre 3 e 50 participantes.

Outra curiosidade é que realmente foi criado para atender o pequeno investidor do mercado de capitais. Logo, acaba sendo uma opção mais acessível para investir em ações. Atualmente, esses clubes são comuns entre amigos ou colegas de trabalho.

Para quem tem interesse, saiba que há duas regras para se criar um clube como esse. Sendo: 67% do patrimônio tem que estar na renda variável. Além disso, nenhum cotista poderá ter mais do que 40% de todas as cotas.

2 – Os fundos de investimentos em ações

Todas as vezes que você encontrar a sigla FIA por aí, saiba que se trata de um fundo como esse. Hoje em dia, ele é o investimento em ações para iniciantes mais buscado e conhecido. De modo geral, cada investidor compra uma cota do fundo. Por isso, ele também é acessível.

Porém, a principal vantagem é que há um gestor por trás de cada fundo. Esse gestor é quem vai ficar responsável por escolher os ativos do fundo. Por outro lado, esse trabalho tem um custo, que geralmente vem na taxa administrativa do fundo.

Só para contextualizar aqui, saiba que há fundos de ações divididos entre os de curto prazo, os referenciados e assim por diante. Recentemente, a gente fez uma matéria contando sobre os tipos de fundos de ações que existem atualmente no mercado. Leia aqui.

3 – Os ETFs

A última alternativa de investimento em ações para iniciantes que vamos citar aqui são as ETFs. Ou seja, Exchange Traded Funds. Mas, o que seria isso? É como um fundo também, porém, ele é referenciado. Ou seja, segue algum índice.

Logo, é como um fundo, mas com gestão passiva, já que o gestor não tem que ficar escolhendo cada ativo. Os ativos são escolhidos com base nos índices. Geralmente, esse índice pode ser um IDIV (Índice de Dividendos) ou ISE (de Sustentabilidade Empresarial), entre outros.

Recentemente, a gente também fez uma matéria falando de uma ETF, que é a mais conhecida do país, a BOVA11. Ela tem a sua formação com base nas ações mais negociadas na bolsa de valores do Brasil. E você pode ler o que falamos dessa ETF aqui.

Como comprar as ações da bolsa de valores?

investimento em ações para iniciantes

Para concluir o texto, considere que a gente vai tirar uma dúvida que é muito comum hoje em dia, entre os mais novatos do mercado financeiro. Para comprar ações na bolsa, você tem que saber qual dos tipos acima você vai escolher.

Por exemplo, para a compra direta, você tem que escolher uma corretora, ter dinheiro nela (que pode ser transferido) e efetivar a compra pelo aplicativo mesmo.

Porém, no caso de você ter escolhido uma das 3 opções listadas (ETF, fundos ou clubes), então, você só precisa autorizar as propostas que foram feitas pelos analistas ou responsáveis, em um processo mais simples.

Você já investiu na renda variável alguma vez? O que acha disso? Qual dos tipos acima você usou ou usa? Deixe o seu comentário abaixo.