Entenda como fazer a inscrição para o FIES de 2020

ANÚNCIO

A inscrição para o FIES de 2020 vai funcionar de forma idêntica aos anos anteriores. Portanto, elas serão abertas 2 vezes no mesmo período anual. Dessa forma, a primeira delas vai acontecer logo após a liberação das notas do Enem.

Já a outra é no meio do ano. Assim sendo, ela tem o foco pensado na abertura de vagas de estudo em escolas de graduação privadas, que possuem os cursos que se iniciam na metade do ano letivo.

ANÚNCIO

Se você quer saber tudo sobre a inscrição para o FIES desse ano, continue lendo. Nos próximos tópicos vamos trazer informações valiosas sobre esse processo, que pode ser uma virada de chave na vida de muita gente. Inclusive, na sua.

O que é o FIES

O FIES é um programa social que possibilita a entrada de alunos no ensino superior. Ele foi criado pelo Governo Federal e já beneficiou milhares de brasileiros que podem financiar os estudos em cursos de graduação.

Todos os anos, acaba sendo um dos programas sociais educacionais que mais fazem sucesso no país. Além disso, ele recebeu modificações nos últimos anos, quando passou a ser distribuído em processos seletivos.

ANÚNCIO

É por isso que agora todo mundo se interessa por saber mais sobre a inscrição para o FIES de 2020. Afinal de contas, se perder o prazo da inscrição, o estudante pode até perder a chance de estudar e pagar os cursos de forma parcelada pelo programa.

O FIES de 2020

Para este ano de 2020, o FIES vai ter prazos de inscrições que serão divididas em duas etapas. A primeira delas vai acontecer entre os dias 5 e 12 de fevereiro, que é após a divulgação dos resultados oficiais do Enem. A divulgação do resultado do FIES será em 16 de fevereiro.

Já a outra etapa vai acontecer no mês de junho ou julho, sem prazo definido ainda. Porém, além de saber sobre a inscrição para o FIES de 2020, o ideal é que você saiba também sobre as vantagens e o funcionamento do programa.

Uma das vantagens é que essa é uma forma de obter crédito para custear o estudo com taxas de juros bem reduzidas perante ao que o mercado financeiro atual oferece. É uma boa ajuda para impulsionar esse investimento em educação.

Aliás, sobre o prazo de pagamento do financiamento estudantil, saiba que ele pode ser longo, o que vai depender da análise de crédito que é feita. Mas, no geral, a cobrança só é feita após a formatura do estudante.

O processo seletivo

Como já mencionamos, de alguns tempos para cá, o FIES passou a ser feito a partir de um processo seletivo. Isso quer dizer que todo interessado em fazer a inscrição para o FIES de 2020 também deve saber sobre o processo.

Logo, o critério usado para a seleção é a nota do Enem. Por isso, ela é tão importante. Então, a duração da seleção é de 4 dias e os alunos podem até mudar de cursos ou faculdades durante a seleção para terem mais chances de entrar na faculdade. No máximo, são 3 opções.

Inclusive, saiba que qualquer pessoa que prestou o Enem vai poder participar do processo seletivo. A regra é ter feito ao menos 450 pontos nas provas do Enem e não ter zerado a redação do Enem. Mas, há regras também sobre a renda.

Entenda como parcelar a mensalidade escolar em 2020

A renda familiar

A renda familiar bruta mensal precisa ter um valor máximo para que o candidato possa ser participante do processo seletivo do FIES. Esse valor é de até 3 salários mínimos por pessoa para quem vai tentar o financiamento a juro zero.

Nessa opção, os candidatos vão concorrer em duas chances, sendo na primeira chamada ou na lista de espera. Já para o P-FIES, que vamos explicar abaixo, a tentativa é única, na primeira chamada, sem outra chance.

Mas, também tem a opção da modalidade P-FIES. Essa é uma opção com juros variáveis, mas ainda assim abaixo do que é praticado no mercado. Nesse caso, a comprovação deve ser de até 5 salários mínimos por pessoa, no máximo.

Lembrando que o FIES pode financiar o curso de forma integralmente ou parcial. Para saber isso, o interessado vai ter que fazer o perfil socioeconômico, que será analisado pela equipe do Governo Federal.

A inscrição no FIES

Entenda como fazer a inscrição para o FIES de 2020

Saiba que o FIES acontece 2 vezes no ano. Em ambos os casos é necessário fazer a inscrição. As datas já foram informadas (5 a 12 de fevereiro e junho ou julho). Nesses prazos, o candidato tem que entrar no site do FIES para se inscrever.

Assim sendo, aqueles participantes que cumprem os requisitos vão ter que informar alguns dados no site, como o número do CPF ativo, a data de nascimento e um e-mail válido, que será usado para comprovação de dados.

Nessa inscrição online também será preciso informar a renda familiar. A dica final para a inscrição para o FIES de 2020 é que o aluno se atente ao envio das informações. Isso porque em caso de divergências, ele poderá perder o direito a alguma vaga de estudo.

Bônus – PROUNI

É importante que você saiba que além do FIES, os futuros estudantes também possuem oportunidades diferentes de entrar na faculdade privada. Uma delas é o PROUNI, que é um programa de bolsas de estudo também.

Nesse caso, o estudante ganha a bolsa integral e não precisa parcelar o pagamento da mensalidade da faculdade. O sistema de seleção também funciona a partir da nota do Enem. Mas, cada instituição educacional pode ter a sua exigência quanto à renda e requisitos.

ANÚNCIO