Sebrae dá 5 ideias de negócios para mães – conheça as opções

ANÚNCIO

Quem é mãe sabe o quão a maternidade pode nos ensinar. No entanto, após esse período nem sempre é fácil voltar ao mercado de trabalho. Por isso, muitas delas pensam em algumas ideias de negócios para mães. E o Sebrae também pensou nisso.

Tanto é que trouxe algumas ideias para quem quer ser dona do próprio negócio. A ideia é que essas mamães consigam encontrar formas de ganhar dinheiro sem deixar de lado a maternidade. Portanto, são opções bastante simples, mas muito efetivas.

ANÚNCIO

E se um dia alguém dizer que uma mãe não pode empreender, lembre-se dessas dicas do Sebrae, que provam que isso é sim possível. Aliás, histórias comoventes e de superação não faltam para provar que toda mãe pode enriquecer.

O empreendedorismo para as mães

Atualmente, o mercado de trabalho brasileiro anda muito movimentado. No entanto, segundo o Sebrae, existe um grupo que cada vez mais quer ser distante dessa forma de emprego. É o grupo das mães.

De modo geral, o que elas buscam é uma possibilidade de conciliar o trabalho com a maternidade. Assim sendo, uma das alternativas mais prováveis é a de abrir o próprio negócio e trabalhar para si mesma.

ANÚNCIO

Inclusive, existem diversos fatores que podem auxiliar nessa vontade que elas têm. São vantagens e benefícios que antes não se tinha. Mas, que hoje podem ser alcançados. Ao invés de contratar babás, por que não considerar essas ideias de negócios para mães?

Foi essa a pergunta que o Sebrae fez para encontrar as ideias que vamos listar abaixo. “Hoje, elas querem e podem mudar os seus horários de trabalho e cuidar dos filhos ao mesmo tempo, serem mais presentes”, avalia o Sebrae.

As ideias de negócios para mães

Partindo desse pressuposto, com uma mudança no perfil das mulheres mamães e uma maior flexibilidade na hora de abrir o próprio negócio, as ideias abaixo podem fazer todo sentido.

1 – Uma loja virtual de roupas de bebês

A loja virtual casa com a ideia de que dá para trabalhar de casa. Assim sendo, já é uma das melhores opções de negócios para as mamães. Só que isso não vai fazer com que elas trabalhem menos, só que vão poder criar a própria rotina, pelo menos.

Também dá para pensar em uma loja física, mas hoje em dia essa pode não ser a melhor ideia.

No caso da loja virtual, considere que você terá que ter, ao menos, um espaço para guardar o estoque de roupas, como um quarto vazio. Outra boa dica do Sebrae é procurar profissionais especializados para aprender mais sobre administração e finanças, além das vendas.

2 – Uma loja de roupas infantil ou de adultos

A próxima opção vai na mesma linha. O que muda é o público alvo. Ao invés de bebês, você também pode pensar que ter uma loja de roupas para crianças ou para adultos também é uma alternativa nos dias de hoje.

E o mesmo vale para o caso de lojas físicas ou e-commerce. No entanto, no caso da loja física vai precisar de um investimento maior, com espaço físico, decoração, conforto aos clientes, etc.

O Sebrae traz 3 dicas que julga importantíssimas para essas situações. Veja: ter roupas com numerações variadas para vários públicos, prezar sempre pela qualidade do produto e vender por um preço que seja justo.

3 – Realizar a venda de fraldas

Quem é mãe sabe que no começo os bebês usam muitas fraldas. A média dada pelos especialistas é de 8 fraldas por dia. Portanto, temos aqui um mercado bem grande e com ótimas perspectivas de lucro.

Assim sendo, o Sebrae se pergunta: “sabendo disso, porque não investir na venda de fraldas”? Dessa forma, temos mais uma das ideias de negócios para mães. Aliás, você pode fabricar as próprias fraldas para vender ou revender também.

De qualquer modo, você deve ter uma forma muito intensa de divulgação dos seus produtos nas redes sociais, especialmente ao oferecer tamanhos e preços diferenciados.

4 – Abrir um espaço de SPA para gestantes

O próximo dos mercados que temos é focado nas gestantes. Veja o que o Sebrae diz: “além das alterações humanas, que já deixam a gestante estressada, há também as preocupações com a gravidez, com a saúde do bebê e com a situação profissional”.

Conheça 5 opções de vagas de emprego para trabalhar em casa

Dessa forma, o que for importante para ajudar a gestante relaxar vai ter o seu mercado. O melhor exemplo, conforme o Sebrae, é um SPA. Nesse caso, não tem como ter uma loja virtual, já que ela vai precisar ser física mesmo.

Além do mais, é preciso pensar em uma boa estrutura, como banheiras, ofurôs, massageadores, profissionais capacitados, etc.

5 – Revenda de produtos de beleza e cosméticos

A última das ideias de negócios para mães é a revenda de cosméticos. Hoje em dia, essa é uma das alternativas mais buscadas pelas donas de casa, também. Dá para vender por catálogos, recebendo produtos em casa, online, de porta em porta, etc.

Para começar, o ideal é escolher uma marca só e se especializar nela. Também será um diferencial ter um preço acessível e produtos de qualidade. Veja as outras dicas do Sebrae.

“Faça as primeiras vendas para amigas, familiares e conhecidos. Depois, exponha o produto através de amostras. E cumpra sempre os prazos de entrega das mercadorias”.

O Sebrae também diz que toda mãe que queira empreender pode buscar ajuda em qualquer agência ou unidade do Sebrae. Aliás, até mesmo na internet tem as informações.  Esse tipo de serviço é oferecido gratuitamente e tem o intuito de auxiliar na abertura de um negócio próprio.

ANÚNCIO