Descubra como saber se é a hora certa de vender uma ação da carteira da renda variável

ANÚNCIO

Com o movimentado ano de 2020, muita gente começou a investir na renda variável. Ao mesmo tempo, tem que entrou na renda fixa. E aqueles que fizeram retiradas em ambos. Por isso, hoje vamos tirar uma dúvida frequente: sobre a hora certa de vender uma ação da carteira de ativos.

Por exemplo, pode ter acontecido de que você usou toda reserva que tinha e agora vai precisar resgatar alguma ação. Então, qual delas escolher? Ou pode ser que, simplesmente, você esteja achando que aquela ação já não é boa suficiente para você, também.

ANÚNCIO

O fato é que, independente do motivo, talvez você queira vender a sua ação. Porém, nem sempre é fácil saber a hora certa de fazer isso. Ou pode ser que você só queira saber qual delas é melhor vender agora. Para essa resposta, a gente tem algumas dicas.

Assim, fizemos aqui um texto com os principais pontos que importam na hora de você vender uma ação. Analisar o balanço da empresa é um deles. Mas, não é só isso. Também se deve analisar o gráfico da cotação. Entre outras coisas que vamos falar abaixo.

O balanço da empresa

Uma das formas mais simples de análise que se pode fazer sobre uma empresa tem a ver com o balanço dela. Geralmente, eles são trimestrais. Essa é uma fonte para fazer a análise fundamentalista da companhia e, por conseguinte, do papel listado na bolsa.

ANÚNCIO

Todas as empresas da bolsa devem fazer esse balanço. Assim, o tipo de análise que é feita com esse dado serve para quem investe no longo prazo. Até mesmo porque envolve o desempenho operacional e financeiro.

Em resumo, saiba que os resultados corporativos são os principais geradores de riqueza para os acionistas. Assim, será um alerta se você notar que não há bons resultados. Agora, se houver motivos para a estagnação temporária, isso também deve ser considerado.

Ah, saiba que não se deve considerar apenas um único balanço, ok? Mas, após 3 resultados negativos sequenciais, os analistas costumam ficar de olhos bem atentos para tal empresa.

O preço está justo

O ideal, antes de comprar uma ação, é estudar se o preço-alvo dela está bom. Por exemplo, se o papel tem um preço-alvo de R$ 10, mas a ação na cotação por R$ 7, então, vale a compra. Na hora de vender, os analistas dizem que é a mesma coisa.

Então, para saber se é a hora certa de vender uma ação da carteira da renda variável, faça essa análise sobre o preço justo do papel. Geralmente, se o ativo estiver com algum potencial de valorização, o investidor pode segurar a venda.

Mas, se ele já chegou no objetivo, então, pode ser a boa hora da venda.

O setor daquela companhia

Uma próxima forma para descobrir se é um bom momento para vender o seu papel é analisar o setor daquela empresa. Logo, considere o ciclo econômico atual. A ideia é entender sobre a performance da companhia.

Por exemplo, suponha que a empresa teve queda de 10% e o setor desvalorizou 30%. Isso quer dizer que ela conseguiu performar bem, mesmo com a queda do preço da ação. Isso é comum em casos de crises. Mas, se a empresa anda muito abaixo da concorrência, fique de olho.

Assim, saber se o setor tem um futuro positivo pela frente também importa. A dica é analisar os setores em várias óticas e com vários pontos de vistas. Além da empresa e do setor, também é legal fazer um comparativo com toda a economia.

Os indicadores padrões

A gente também não pode esquecer de falar que hora certa de vender uma ação da carteira pode ter ligação com os indicadores padrões que podemos usar. É simples entender isso: a gente deve fazer aquelas análises fundamentalistas, como falamos lá em cima.

Então, considere o P/L, que é o valor da ação e o lucro líquido da empresa. Nesse caso, se a empresa tem uma P/L muito acima do que é razoável, talvez seja a hora de vender o papel.

Tem ainda o Valor da Firma e o Ebitda, que tem a ver com o cálculo do valor de mercado da empresa, com os papéis emitidos e a dívida líquida. Logo, isso vai dar uma visão geral do retorno de investimento nos últimos 12 meses.

Saiba quais foram as melhores pagadoras de dividendos dos últimos anos

E, entre tantos, também podemos falar do dividend yield, que é um indicador que ajuda na avaliação do papel. Ele é o retorno dos dividendos. Logo, nesse caso a conta é bem simples: quanto maior for o resultado, maior será o retorno para o acionista.

Ação em queda livre

Um último ponto que queremos destacar aqui é para quando a ação está em queda livre. O que isso quer dizer? Que muita gente diz que não se deve vender um ativo quando ele significa perda para o investidor. Porém, alguns analistas criticam isso.

Para eles, em alguns casos é preciso amargar o prejuízo antes que ele fique maior ainda. A dica é que você imponha uma perda máxima para o seu ativo. É como se fosse o botão de “stop”. Isso pode ser importante para evitar grandes perdas.

E não esqueça – do gráfico!

hora certa de vender uma ação da carteira

Além de tudo o que falamos acima, considere que também é importante analisar o gráfico de preço da ação antes de vender o papel. Logo, essa análise técnica pode ser complementar a análise fundamentalista e pode demonstrar, também, o melhor momento para a venda.

ANÚNCIO