7 Dicas Fáceis para Escolher o Melhor Home Broker do Mercado Financeiro

Home Broker é uma ferramenta que permite que os investidores de todo lugar do mundo possa comprar e vender suas ações ou outros ativos da renda variável por conta própria, direto da sua própria casa.

A plataforma online de investimentos conecta os investidores e a Bolsa de Valores.

Na tradução mais simples, Home Broker quer dizer Corretor de Valores Doméstico.

O Home Broker é oferecido por quase todas as corretoras de valores atuantes no atual mercado financeiro – e, normalmente, tudo acontece de forma prática, autônoma, ágil e transparente.

Bastam alguns cliques certeiros e plim – uma transação é feita. Tem até programas que dão ordem de compras ou venda fora dos horários de negociação. No Brasil, são mais de 500 mil pessoas ativas no mercado financeiro.

Quem quer se tornar um cliente de home broker, precisa seguir algumas orientações básicas e também simples: abrir uma conta em uma corretora de valores que ofereça tal plataforma, além de ter uma boa conexão com a internet e um computador otimizado para o uso.

Nos Estados Unidos, 52% das pessoas tem conta em Corretora de Valores e investem constantemente na Bolsa de Valores de lá.

A ideia do Home Broker substituiu o conceito de um monte de profissionais postados em seus telefones na mesa de operações da corretora para dar uma ordem de compra ou venda – isso ainda pode acontecer se você quiser tirar alguma dúvida ou tiver problemas técnicos.

Bônus no Final do Artigo – Os 7 Principais Home Broker da Atualidade

Além disso, a plataforma de Home Broker também disponibiliza informações importantes do mercado financeiro, como cotações em tempo real – o que facilitaria a tomada de decisão, análises, notícias, acompanhamentos da transação, ativos da carteira, custos das transações e outras informações.

As Vantagens do Home Broker

Existem várias vantagens do Home Broker nos dias de hoje. Fizemos a seleção das principais delas em tópicos, confira rapidamente.

Comodidade

O Sistema envia notificações sobre as ordens que são executadas, guarda o histórico da carteira das ações e mostra todas as cotações e notícias do mercado financeiro em tempo real.

Diversificação

Atualmente, a utilização do Home Broker não se resume ao mercado de ações, futuros ou opções – assim, os investidores podem optar por controlar e operar também nos fundos de investimentos, que são da renda fixa.

Praticidade

O investidor também pode programar ordens de compra e de venda pela plataforma e receber a confirmação das ordens executadas, sem precisar acompanhar isso em tempo real.

Facilidade

A maior parte das corretoras de valores oferece home brokers através de aplicativos para que o investidor possa operar de onde estiver, sem precisar estar conectado à um desktop – aí, vai depender da segurança que os smartphones oferecem.

7 Dicas para Achar o Melhor Home Broker

Abaixo estão algumas orientações na hora de escolher as suas plataforma de investimentos, chamada de home broker, e que fazem parte dos benefícios das Corretoras de Valores.

1 – Conheça a Corretora de Valores

Ainda que você vá operar sozinho no mercado financeiro e de ações, você tem que ter a segurança de estar atuando em uma Corretora de Valores confiável – afinal, você precisa saber que pode contar com ela quando precisar.

2 – Confira os Custos do Home Broker

Faça uma conferência sobre os custos para operar no Home Broker, inclusive, observando se há vantagens ou descontos para os clientes que operam com frequência – isso faz muita diferença para o seu bolso e sua rentabilidade.

Se você é iniciante, vai precisar considerar os seguintes custos…

Taxa do Home Broker

Normalmente não é cobrada, sendo que o investidor paga apenas para fazer operações.

Taxa de Corretagem

É cobrada para realizar operações de compra e venda na Bolsa de Valores – o custo varia conforme a corretora e existem pacotes definidos para cada perfil.

Taxa de Custódia

É uma taxa mensal que é cobrada pela B3 (Antiga BM&FBovespa) para guardar os títulos.

Taxa de TED

É cobrada para fazer transferências de recursos da sua conta bancária para a sua conta na corretora de valores.

Outros Custos

Para os investidores da Bolsa de Valores, também é cobrado o ISS (Imposto sobre Serviço) que equivale à 5% da corretagem e os emolumentos.

3 – Observe se há Apoio Técnico

Operar por conta própria requer conhecimento, mas isso não quer dizer que você não possa ter uma assessoria por trás – muitas corretoras contam com especialistas de renome para tirar dúvidas dos investidores, independente do nível de conhecimento técnico.

4 – Saiba se a Corretora oferece Funções para Conhecimento

A plataforma online tem diversas funcionalidades e um grande diferencial são aquelas que oferecem treinamentos, vídeos e palestras para ensinar estratégias e conteúdo para os investidores, que poderão operar cada vez melhor no mercado acionário.

Se a corretora tem esse tipo de conteúdo isso é, sem dúvidas, um diferencial.

5 – Análise se a Conta é Gratuita

Quase todas as corretoras de valores tem a abertura da conta como forma gratuita de ingressar no Home Broker – lembre-se, portanto, de verificar o valor mínio para operar.

6 – Atenção ao Atendimento no Home Broker

O atendimento online é importante porque dá suporte necessário no tempo que você precisa – é importante contar com profissionais à disposição para que você comece pelo caminho certo!

7 – Faça Operações Simuladas

O ideal é experimentar uma operação no mercado financeiro – com recursos comentados aqui, isso se torna mais fácil e mais prático do que você imagina. Busque conhecimento e comece a investir dinheiro da forma certa.

São nessas simulações que você poderá aprender a analisar os gráficos avançados, os ativos financeiros e o sistema de negociação próprio do home broker.

Para Investir Dinheiro Agora: As 10 Maiores Corretoras de Valores do Brasil

Como uma Corretora de Investimentos pode te fazer Ficar Rico? 

Para quem não sabe, na definição mais simples, uma Corretora de Investimentos é uma instituição financeira que faz uma intermediação entre o investidor e as aplicações financeiras.

Elas são parecidas com os bancos, com a grande vantagem de ser, especialmente, dedicadas aos investimentos financeiros.

O que isso quer dizer?

No banco, temos vários produtos financeiros, como empréstimos e financiamentos por exemplo. Na corretora, não. São apenas ativos voltados a investimentos.

Mas, qual a vantagem?

Se o banco também tem investimentos e, além disso, tem outros produtos financeiros, então, por que a corretora de investimentos seria mais vantajosa?

Justamente por ser especifica para investidores, ou seja, para quem tem a intenção de fazer o dinheiro render e o patrimônio aumentar.

Vamos tentar explicar isso na prática! 

Suponhamos que o seu banco tenha um CDB (Certificado de Depósito Bancário) que pague 90% do CDI (uma taxa que fica próxima à Selic).

Agora vamos imaginar que você descubra que outro banco, que não é o seu pague a mesma rentabilidade.

Ao que tudo indica, fica tudo na mesma.

Mas, você tem que pensar que a taxa de administração do seu banco pode ser um pouco maior, ainda mais se for um banco de grande porte.

Isso é importante?

Muito! Porque influencia diretamente na rentabilidade final e líquida do seu investimento.

Bom, muito, além disso, pense agora na quantidade de CDBs que existem em todos os bancos do Brasil… Muita coisa, não?

A corretora tem uma vantagem muito grande quanto à isso: ela busca e encontra o melhor produto para o seu perfil em qualquer canto do país.

Você, claramente, ganharia tempo e, mais do que isso, ganha em escolher o melhor investimento financeiro para você.

Mas, o foco de entrar em uma corretora de investimentos é apenas conseguir chegar ao melhor produto financeiro?

Na verdade, não. 

A especificidade das corretoras de investimentos e tratar somente das aplicações faz com que ela tenha condições, entre outras coisas, de acompanhar o mercado financeiro!

Mas isso é importante?

Sim! Porque os melhores investimentos hoje não, necessariamente, são os melhores investimentos de amanhã.

Bom, apenas para te orientar: o CDB é uma renda fixa que pode estar variando conforme a escolha do investidor – sendo com taxas fixas ou algumas que (ainda que oscilem) variam conforme o mercado.

7 Dicas Fáceis para Escolher o Melhor Home Broker do Mercado Financeiro

Reprodução: Google

Por isso, acompanhar o mercado financeiro é importante: pense só nessa queda de juros que estamos convivendo – há algum tempo, a Selic estava em 14% e agora a expectativa é que cai para 7%.

Uma diferença, no mínimo, representativa. 

Óbvio que as rentabilidades mudaram, assim como as melhores opções de investimentos.

Até a legislação mudou! E deve mudar mais. 

Governo Federal está estudando, por exemplo, cobrar imposto de renda em alguns títulos que eram isentos – LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio).

Isso diminuiria muito a rentabilidade desse ativo da renda fixa a ponto de deixá-lo inválido para o mercado financeiro.

Existe também um novo título, que mescla a renda fixa e a renda variável, que será usado para angariar fundos para o setor imobiliário.

Ah, e como estamos falando da Renda Variável, saiba que a Corretora de Investimentos é importante nesse ponto porque sem uma conta em uma delas, nenhum investidor consegue aplicar dinheiro na Bolsa de Valores.

Essa é uma forma de regular o mercado.

Mas, as Corretoras de Valores cobram taxas para administrar os negócios.

Isso é verdade, mas calma lá! Isso não quer dizer que por isso as corretoras te fariam perder dinheiro.

O que é preciso pensar é na rentabilidade líquida – somando todas as taxas e impostos, qual é o rendimento do ativo?

Cuidado quando você fizer essa pergunta por que provavelmente não vai gostar dos seus rendimentos do banco. Sim, eles rendem bem menos do que aqueles expostos pelas corretoras.

No fim das contas, vale sempre fazer as contas e saber o que é mais vantajoso. Observe que uma Corretora de Valores pode ser tão segura quanto um banco, se você tiver definido o seu perfil para investir.

Bônus – Os 7 Principais Home Broker da Atualidade

Escolher uma corretora de valores não é tarefa fácil – é preciso avaliar muito bem os diversos critérios para você não errar na escolha – atendimento, produtos e serviços, além das ferramentas, que inclui o Home Broker.

Para facilitar essa escolha, separamos 7 principais corretoras que tem o que são considerados bons home brokers do mercado financeiro, confira!

1 – XP Investimentos

Atualmente tem mais de 100 mil clientes e 10 bilhões de reais sob custódia.

A XP é considerada a maior corretora do país cadastrada na B3, nova Bolsa de Valores.

Ela oferece diversos produtos financeiros que vão desde fundos de investimentos até seguros e previdências, além, claro do mercado acionário.

2 – Easynvest

Foi uma das pioneiras a oferecer os serviços pela internet e o atendimento online.

Com análises gráficas, treinamentos e mobile broker, a corretora tem um dos melhores serviços prestados ao investidor online.

Porém, não tem sistema integrado para o Tesouro Direto, mesmo que tenha um material educacional online e gratuito para isso.

Qual a Melhor Corretora para Investir Dinheiro no Tesouro Direto?

3 – Spinelli Corretagem

Também é antiga no mercado e é especializada em pesquisa e tem como foco encontrar as melhores oportunidades de investimentos para os seus clientes.

O Home Broker permite ao investidor conversar com analistas via chat.

4 – Rico

Também é uma das maiores corretoras da atualidade, ainda mais depois que se juntou à Directa Invest (da CGD Securities) em 2014 para se fortalecer no mercado acionário.

O Home Broker permite acompanhar as ações, notícias e gráficos. E também tem o Mobile Broker – que oferece serviços além, como treinamentos, recomendações e atendimento online.

5 – Banco do Brasil

É uma corretora do banco mesmo – que tem portfólio de produtos e serviços bem limitados.

Claro, como sabemos, os bancos não tem a mesma disposição das corretoras de valores.

Também não tem área educacional especifica para quem quer usar os serviços – o custo de corretagem, além de tudo, é bastante alto se comparado com as corretoras independentes.

6 – Itaú Corretora

Exatamente como no caso do Banco do Brasil, o Itaú tem a própria corretora e o destino são os clientes que possuem conta no banco – não tem área educacional e o custo é alto.

7 – Bradesco

A corretora do Banco Bradesco se destaca pelos cursos presenciais de introdução à Bolsa de Valores e pela participação em mercados da renda variável, no entanto, é um banco e sim, isso pode ser um problema.

Com informações do GenialInvestimentos, Rico e Tororadar