11 hábitos para ficar rico ainda este ano

A vida é feita de hábitos. Para ter uma ideia: acordar e ir trabalhar todos os dias é uma necessidade, mas logo se torna hábito. Por isso, como comprovado por especialistas da medicina e do dinheiro, você pode criar hábitos para ficar rico! E o melhor de tudo é que isso pode ser bem mais fácil do que você imagina.

É claro que antes de você criar o hábito de ficar rico, você precisa ter o hábito de poupar dinheiro e, posteriormente, o hábito de investir dinheiro. Além de que é necessário ter o hábito de ter um planejamento financeiro fiel ao seu orçamento mensal.

Você achou tudo muito confuso? Fique tranquilo porque não é.

Antes de continuar, entenda uma coisa! Hábito é uma maneira usual de ser, fazer, sentir. É um costume, uma regra, um modo. O hábito também é definido como uma maneira frequente ou permanente de comportar-se.

Portanto, sempre que usarmos a palavra hábito, entenda que você está apto para tal. Não há nada de diferente nisso. Mesmo que ainda não tenha notado, você possui muitos hábitos diários, como o hábito de olhar no celular de minutos em minutos, o hábito de tomar aquele bom chá antes de dormir, o hábito de configurar o despertador toda noite.

O que queremos é que você crie também o hábito (ou seja, uma maneira permanente) de poupar dinheiro, investir dinheiro, ficar rico. Isso não é pedir demais, é?

Para isso, criamos uma grande lista com 11 hábitos que você deve ter se quiser mudar de vida, se quiser prosperar na vida, se quiser ter mais dinheiro, fazer mais dinheiro, ficar rico!

Ah, e por sinal, para deixar o artigo mais dinâmico, durante todo o texto vamos inserir algumas frases verdadeiras e reais sobre o mercado financeiro que você, com certeza não conhecia e que podem ser vistas como motivação para você criar coragem e investir em hábitos que vão te deixar rico.

11 hábitos para ficar rico ainda este ano

Reprodução: Google

11 hábitos para ficar rico ainda este ano

Começaremos então pelo assunto “Planejamento Financeiro”. Controlar as finanças é fundamental para quem quer prosperar na vida financeira. Ele pode ser considerado uma ferramenta de gerenciamento cotidiano, por isso, um hábito.

Independente de tudo, o planejamento financeiro pode te fazer evitar erros que são capazes de colocar o seu objetivo (de ficar rico) em xeque!

Confira, incialmente, alguns hábitos para ficar rico pensando no planejamento financeiro.

  • Hábitos para ficar rico com foco Planejamento Financeiro

1 – O hábito de classificar as despesas

Se você ainda não tem o hábito de classificar as suas despesas, com certeza está longe de criar um hábito para ficar rico.

O que é normal é que as pessoas não considerem a importância dos gastos e, com isso, misturam todos os rendimentos pessoais, com empresariais, com gastos efetivos, com gastos supérfluos, com gastos essenciais.

O resultado disso é que os cálculos são feitos de forma inadequada. Um hábito para ficar rico é separar as despesas entre as fixas e as variáveis, por exemplo.

Uma dica é selecionar as despesas fixas como aquelas que já fazem parte da rotina de pagamentos mensais e que são consideradas essenciais para a sobrevivência, como a conta de água, a conta de luz, a conta de telefone. Já as despesas variáveis são aquelas que são consideradas como “gastos imprevisíveis”, como almoço fora de casa, lazer.

2 – O hábito de ter uma reserva financeira

Não é improvável que você conheça alguém que não tenha alguma reserva financeira. E também não é improvável que essa pessoa não tenha boas projeções para ficar rico. Logo, separar uma parte do dinheiro mensal para possíveis emergências é um hábito para ficar rico.

Sabe por quê? Porque em momentos de instabilidade, se você tem essa reserva financeira, você torna possível tomar uma decisão de forma mais inteligente independente da sua realidade.

Quer um exemplo? Suponha (#deusmelivre) que você perca o emprego hoje. O que você faria, se não tivesse uma reserva financeira?

Você faria um empréstimo bancário para pagar as suas contas fixas, não é verdade? Mas, sinceramente, fazer um empréstimo financeiro não é um bom hábito para ficar rico porque você vai pagar juros para o banco e empobrecer.

A melhor alternativa seria usar a sua reserva de emergência e pagar as contas, sem precisar do empréstimo financeiro.

Notou a importância da reserva de emergência como hábito para ficar rico?

E isso vale para muitas outras situações e não apenas para a perda do emprego. Um gasto emergencial e alto com o carro (7 maneiras de economizar dinheiro com os gastos do carro) ou uma doença crônica, por exemplo, pode te fazer precisar desse dinheiro na hora.

Ah, mas o melhor de tudo é que se a reserva financeira implica em um hábito para ficar rico, esse hábito pode estar dentro do cronograma do planejamento financeiro, onde é possível poupar pouco dinheiro por mês sem que prejudique o orçamento mensal.

11 hábitos para ficar rico ainda este ano

Reprodução: Google

O importante é notar que ter uma reserva financeira vai te ajudar a evitar o descontrole das finanças e garantir, automaticamente, que algum imprevisto afete o orçamento financeiro pessoal de forma negativa. Esse fundo, inclusive, pode evitar crises.

Então, não hesite: ter uma reserva de emergência faz parte dos melhores hábitos para ficar rico.

3 – O hábito de registrar as transações

Na real, não importa qual seja o seu objetivo: poupar dinheiro, investir dinheiro, ficar rico ou simplesmente sair do vermelho… Você vai precisar criar o hábito de registrar as suas transações financeiras.

No começo pode até parecer algo meio “desafiador”, mas o resultado disso é a criação de outro hábito para ficar rico, que vai ser útil para o seu andamento na chegada do objetivo final: ter independência financeira.

Isso acontece porque, quando você criar uma planilha de gastos e registra as transações, você sabe exatamente para onde o dinheiro está indo ou de onde está vindo.

Independente do tamanho do gasto, da importância ou forma, eles são gastos e devem fazer parte do seu planejamento financeiro pessoal.

E para criar esse hábito para ficar rico de forma efetiva, você precisa usar alguma artimanha. Aqui, nós não vamos julgar qual é a essa forma – apesar de termos 2 indicações: Sr. Invest ou Técnica dos Envelopes.

  1. Sobre o Sr. Invest: um dos pontos positivo do aplicativo são os indicadores econômicos! Você vai conseguir saber exatamente quanto está a Selic, quanto está o Dólar, quanto está a Inflação. São várias matérias sobre investimento, que vai estar em outro campo do aplicativo, que você vai conseguir ver com facilidade. Saiba Mais!
  2. Sobre a Técnica dos Envelopes:  Você vai até a papelaria e compra 10 envelopes de carta. Em cada um deles você vai escrever itens dos quais serão destinados o seu dinheiro. Em seguida, coloque o valor você acha que gasta no mês com aquele item. Depois… Continue Lendo. 

Independente de se for algum aplicativo de celular, envelopes ou alguma planilha do excel, você tem que notar que fazer essas anotações, de forma fiel e exata, é importante para a criação de mais um hábito para ficar rico.

4 – O hábito de avaliar o desempenho

É uma continuação do tópico anterior e é peça importante na criação de hábitos para ficar rico!

Pense cá: se você criou o infalível hábito de adicionar as informações na planilha do excel ou nos envelopes, resta agora fazer uma análise do que está errado ali.

Afinal de contas, só escrever não funciona. Para o hábito fazer sentido e te deixar verdadeiramente rico, você precisa analisar como está entrando o dinheiro e para onde ele está indo.

O importante é sempre se orientar para que a entrada seja maior do que a saída.

7 Dicas Essenciais para Conseguir cumprir todas as Metas e Objetivos financeiros sem Falhar

Existem muitas pessoas que já tem o hábito para ficar rico de registrar as transações, mas pecam na hora de analisar, vias de fato, os números. Compreender quais os lucros e quais os gastos é fundamentalmente importante.

A dica, neste caso, é fazer relatórios:

  • Compare os gastos do mês passado com os desse mês atual,
  • Veja onde houve mais gastos,
  • Note se as despesas fixas mantiveram seus valores,
  • Observe onde você gastou mais do que deveria,
  • Preste atenção se houve algum fato ou evento que te faz gastar muito mais do que podia.

Essa autoanálise vai te fazer ter uma visão crítica sobre o seu dinheiro e isso é outro hábito para ficar rico.

5 – O hábito de ter disciplina financeira

Ainda continuando os tópicos anteriores, chegamos à disciplina financeira.

Parece óbvio, mas seguir as dicas que demos acima é bastante difícil. Quando vamos criar um hábito (inclusive o hábito para ficar rico), precisamos ser persistentes e focados no propósito final. É como emagrecer, você tem que criar o hábito mental para só depois ir para a prática.

Imagina você, que não tem o costume de anotar os gastos mensais e menos ainda de analisar eles… Quando começar a fazer isso, com certeza, vai ter alguns dias que vão passar em branco. Afinal, você ainda não criou esse hábito para ficar rico.

É engraçado que nunca nos esquecemos de tomar banho, não é? Mas é diferente porque isso é uma necessidade fisiológica. Se bem que o planejamento financeiro também deveria ser considerado como tal porque isso é fundamental para uma vida próspera. Mas, deixa que falaremos disso em outro artigo.

FRASE MOTIVACIONAL: Se você tem apenas 10 dólares (ou mais ou menos 30 reais) no bolso e não possui dívidas, saiba que já é considerado mais rico do que 25% dos norte-americanos!

E até aí, está tudo bem se você esquecer-se de anotar as transações em algum dia.

O que não pode acontecer é você deixar de seguir esses conselhos de forma gradual. O planejamento financeiro requer disciplina, foco, determinação.

Nesse sentido, a técnica dos envelopes pode ser uma boa opção porque, dependendo de onde você guardar os envelopes, vai vê-los e se lembrar de que precisa anotar os gastos ainda naquele dia.

O mesmo vale para aplicativos de celulares, já que alguns têm a opção de te “alertar” diariamente sobre o registro das transações financeiras.

Isso não é uma cobrança, mas você tem que entender que se deixar de fazer toda essa anotação, você pode ter prejuízos financeiros muito grandes ao longo do tempo. Na verdade, quem não tem esse hábito para ficar rico acaba por não perceber de que forma o dinheiro está indo embora.

6 – O hábito de ter objetivos

  • Por que você tem o interesse de criar hábitos para fica rico?
  • O que te leva a pensar que isso te trará uma vida financeira melhor?
  • Para que você quer uma vida financeira melhor?
  • Quais os seus sonhos?
  • O que você faria se tivesse muito dinheiro?
  • O que você espera do futuro?

Depois que você estiver todas essas respostas, você estará apto para conseguir criar hábitos para ficar rico porque, antes disso, sem essas respostas, você pode até começar no processo, mas, com certeza, vai desistir no meio do caminho.

É como prestar um concurso público. Se o candidato não tem um objetivo (que pode ser melhorar de vida, ganhar um salário melhor, ter estabilidade financeira e profissional), ele dificilmente vai ter êxito durante os estudos e a prova.

O objetivo é aquilo que vai te ligar do hoje até o seu ponto final. Esse caminho, mesmo que pareça curto, é cheio de intervenções e percalços. Portanto, você só conseguirá chegar até o ponto final quando estiver realmente disposto a fazer isso.

Se você ainda não sabe qual o seu objetivo financeiro, comece a pensar nisso agora!

E se você não tem ideia por onde começar volte às perguntas do início desse tópico!

E não tenha vergonha de dizer qual o seu objetivo.

FRASE MOTIVACIONAL: Duas em cada três famílias que recebem dinheiro de herança não conseguem administrar seus bens e acabam perdendo tudo.

Pode ser sim uma viagem para a Disney, assim como poder ser passar a lua de mel no Caribe, assim como comprar um imóvel na cobertura, trocar o carro por um de ano mais novo, pagar a faculdade dos filhos, ir conhecer os elefantes africanos ou simplesmente viver de juros…

Independente do tamanho ou do prazo, você tem que ter objetivos financeiros.

Depois disso, você pode começar a dividir esses objetivos em prazos (de curto, médio e longo prazo), mas para não estender o tópico, falaremos disso em próximos artigos.

Note que apenas com objetivos financeiros bem traçados e metas claras, você conseguirá ver sentido no seu planejamento financeiro pessoal.

Portanto, criar objetivos financeiros e atualizar eles de tempos em tempos é um dos melhores hábitos para ficar rico em diferentes períodos de tempo.

  • Para Ler Mais: Um dos objetivos mais frequentes é o desejo de ter uma aposentadoria milionária, mas será que isso é possível? Leia a notícia abaixo e descubra!

Para Investir no Tesouro Direto não é preciso muito e se você já tiver conta em alguma corretora de investimentos, o processo pode ser todo auxiliado. O importante é entender que o prazo do título esteja relacionado com o seu objetivo para a aplicação. Se você quer juntar dinheiro para comprar um carro, o melhor investimento será um, enquanto que, se for para se aposentar, a melhor aplicação financeira será outra.

Como Conseguir Acumular 270 mil reais no Tesouro Direto para a aposentadoria?

7 – O hábito de estimar os gastos

Neste ponto, entenda que estimar nada mais é do que prever os futuros gastos.

Calma lá, jovem! Você não vai precisar adivinhar o futuro e nem ir até a mãe Diná. Aliás, você precisa apenas saber que eles podem vir a acontecer, sem que saiba, necessariamente, o valor exato.

Ainda não entendeu como estimar os gastos pode ser um bom hábito para ficar rico?

Bom, vamos aos exemplos antes de continuar, então!

O que você sabe sobre janeiro? Isso, sobre o mês de janeiro… Sabe que o mês é um dos piores para quem quer criar o hábito de ficar rico, não sabe? E por quê? Porque tem gastos com materiais escolares, IPVA, IPTU, rematrículas… e outros!

Viu, esse é só um exemplo de como é possível estimar gastos. Portanto, assim que você receber o 13º salário ou as férias, sabe que vai precisar manter aquele velho hábito para ficar rico que é o de poupar dinheiro porque no mês seguinte você terá alguns gastos excessivos, que até então não estava no seu planejamento financeiro dos meses anteriores.

Por sinal, você não precisa usar essa grana extra para usar em janeiro, desde que comece a poupar dinheiro bem antes.

Normalmente, esses gastos (que podem ser estimados) são considerados fixos, mas por serem cobrados em apenas uma parte do ano e não mensalmente, as pessoas esquecem-se deles.

Então, há segredos: a ideia é muito mais se lembrar desses gastos do que propriamente estimar.

Entenda que a estimativa é quanto ao valor. Para você nunca errar, procure pegar os valores gastos no ano anterior e some com a inflação do período, assim dá para ter uma noção bem mais próxima da realidade.

Se o seu IPVA do ano passado foi de 2 mil reais e esse ano a inflação esteve em 10%, com certeza, seu novo IPVA estará em torno de 2,2 mil reais. Entendeu? Lembre-se que é apenas uma estimativa!

Aliás, se você é uma pessoa que não gosta de errar, jogue sempre os valores estimados para cima, afinal, antes sobrar dinheiro do que faltar, não é?

FRASE MOTIVACIONAL: Um dos principais motivos de separações de casais são as brigas por causa de dinheiro e problemas financeiros.

Apesar de o tópico estar ficando longo demais, não podemos prosseguir sem antes falar de uma dica muito importante na hora de prestar a atenção nesse hábito para ficar rico. Entenda que essa previsão de gastos é importante para que você não necessite mexer na sua reserva financeira, tá?

Se você sabe que em janeiro terá gastos a mais, poupe dinheiro para isso. Não é aconselhável pensar: “Ah, como já estou fazendo uma reserva de emergência, posso usar esse dinheiro para as contas a mais de janeiro”.

Você realmente pode fazer isso, mas não é o ideal.

8 – O hábito de manter processos manuais

O que você acha mais recomendável: automatizar ou fazer manual? Manual sempre é mais trabalhoso… E automatizar evita erros. Portanto, a resposta parece exata: automatizar é mais viável. Será que isso também pode ser um hábito para ficar rico?

Não (pelo menos, não necessariamente)! Para criar hábitos para ficar rico é preciso manter alguns processos manuais.

Claro que essa é não é uma regra e tudo vai depender do seu perfil. No entanto, de forma geral, o ideal é manter processos manuais. Confira as explicações.

Antigamente, as pessoas faziam o planejamento financeiro pessoal a partir de anotações feitas em caderno. Isso era muito simples… Mas quer saber a real? Funcionava perfeitamente! E funcionava porque impedia que a pessoa gastasse demais em certos momentos.

Você se lembra daquelas cadernetas da padaria? Talvez você não seja dessa época, mas há alguns anos usavam-se muito as cadernetas, onde a pessoa “dava” certa quantia em dinheiro para o dono da padaria e poderia ir lá todos os dias comprar os seus pãezinhos.

Assim, em cada dia, o proprietário diminuía aquela quantia que você havia dado, conforme a sua compra.

Isso funcionava porque quando ia até a padaria e a caderneta estava zerada, o consumidor notava que não poderia comprar mais nada (a não ser que “investisse” outra quantia).

É bastante prático, não é?

Claro que hoje não se usa mais devido à falta de confiabilidade entre consumidor e empresário e também em outros fatores, como o avanço da tecnologia e o uso de cartões de crédito ou a não fidelização do cliente em pontos específicos de comércio. Mas, novamente, isso é conversa para outro artigo.

FRASE MOTIVACIONAL: A Sibéria utilizada tijolos de chá como moeda até o início da Segunda Guerra Mundial.

O fato é que, mesmo indiretamente, esse era um hábito para fica rico porque o consumidor sabia exatamente quanto podia gastar por dia com aquela caderneta.

Conclusão desse tópico: se você é uma pessoa bastante disciplina e não se esquece de anotar todos os seus gastos, pode usar a tecnologia a seu favor e não terá problema nenhum nisso. Use aplicativos que apitam, que somam sozinhos, que fazem porcentagens e tudo mais.

Por outro lado, se você ainda tem dificuldades em manter hábitos que te deixam ricos, como esse, o ideal é usar processos manuais, como a anotação em papel ou mesmo a técnica dos envelopes, como já falamos muito aqui.

Junto com essa técnica também é possível usar as planilhas de excel, que tem opções e comandos que podem formular contas, subtraindo, somando, dividindo, entre outros.

Note que mais importante do que automatizar é realizar!

  • Hábitos para ficar rico com foco Investir Dinheiro

Agora, nessa 2ª parte do artigo, vamos sair um pouco do planejamento financeiro (mas só um pouco porque ele sempre vai estar presente de alguma forma) e entrarmos no assunto de “Investir Dinheiro” da melhor forma.

9 – O hábito de falar sobre dinheiro

FRASE MOTIVACIONAL: Pensar sobre dinheiro deixa as pessoas mais focadas e determinadas. No entanto, viver com questões financeiras na mente faz com que nos preocupemos menos com as necessidades e os sentimentos dos outros.

Uma perguntinha básica: quantas vezes você falou sobre dinheiro nesses últimos dias?

Pouquíssimas, com certeza. Mas esse não é um problema exclusivo seu, fique tranquilo. O brasileiro não mantém bons hábitos para ficar rico, como esse, de falar sobre o mercado financeiro, sobre juros, sobre dinheiro.

No entanto, as consequências disso são as piores possíveis. Confira algumas delas!

Pessoas continuam caindo em golpes: Quem conversa sobre dinheiro sem constrangimento cria um hábito para ficar rico porque entende que não existe dinheiro fácil no mundo. Aliás, até existe (herança, loteria) só que isso acontece em uma pequeníssima porcentagem. Portanto, sempre que ouvir falar algo de “bilhete premiado”, desconfie!

Pessoas continuam aceitando produtos bancários: Por não entender sobre o mercado financeiro, as pessoas acatam o que os gerentes dos bancos dizem. Você como todas as outras pessoas, precisa saber que os melhores e mais rentáveis produtos financeiros não estão nos bancos, mesmo que eles “aparentam” ser seguros.

Pessoas continuam ostentando: A “arte” de ostentar não é hábito comum entre as pessoas mais ricas do mundo. Ao contrário: quem gosta de ostentar, tem grandes chances de caminhar para a pobreza. Se você quer criar hábito para ficar rico, comece pela sua simplicidade, ou seja, não queira ter mais do que o seu orçamento financeiro pessoal permita.

Esses são só alguns motivos do por que falar sobre dinheiro sem constrangimentos é tão importante! Estamos vivendo um mundo de quebra de paradigmas e temos certeza que esse também será quebrado em breve!

Mais um hábito para ficar rico: conversar sobre dinheiro!

10 – O hábito de conhecer tudo sobre as taxas (Selic e IPCA, principalmente)

Todo e qualquer investimento financeiro tem influencias de taxas. Portanto, conhecer sobre elas é um hábito para ficar rico.

Neste tópico não vamos falar muito porque já temos alguns artigos que explicam tim por tim das taxas, dos índices, das rentabilidades.

Leia também: O que é a Taxa Referencial?

Mas, vamos deixar aqui uma importante reflexão, feita com um exemplo hipotético:

O mesmo vale para os investimentos financeiros: as taxas Selic e IPCA são aquelas que comandam a nossa economia de forma geral.

Se você não tem noção nenhum sobre essas duas forças econômicas, vai ser difícil conseguir argumentar com o seu gerente do banco quando ele dizer que a poupança vale a pena. Pense nisso!

11 – O hábito de conhecer os tipos de investimentos disponíveis

O hábito de ficar rico tem tudo a ver com o hábito de conhecer os investimentos financeiros. E isso é um pouco do que falamos acima: você não vai conseguir enriquecer se deixar o seu dinheiro guardado na poupança, sendo que poderia investir no tesouro direito, um programa mais seguro e mais rentável, do governo federal.

Todo o blog da Trovó Academy, assim como este artigo, tem o objetivo de compartilhar conhecimento financeiro. Não queremos dizer quem está certo, quem está errado e nem te julgar por ter feito algo incompreensível. O foco é mostrar que existem formas práticas e simples de chegar á independência financeira.

Lógico, como falamos até aqui, criar hábitos para ficar rico faz toda a diferença.

E você consegue criar esses hábitos seguindo as nossas dicas dadas até aqui. Mas, sinceramente, você vai conseguir ter um bom dinheiro em mãos quando começar a poupar dinheiro da forma certa, mas não vai adiantar muito se você não souber o que fazer com esse dinheiro extra.

Por isso, é mais que fundamental ter o hábito de conhecer investimentos financeiros.

E o ideal é conhecer todos. Dos perfis mais conservadores, como a poupança, CBD, Tesouro Direto até os mais ousados, que passam pelo câmbio e o mercado de ações. Mas nesse meio tem uma gama de opções, como ouro, CRI, COE… E outros.

Você não tem que saber tudo de todos, mas um pouco de cada um. Aí, quando conseguir enxergar qual é a melhor opção de investimento para você, neste momento, você pode se tornar um especialista nessa opção, visando as melhores estratégias do mercado financeiro.

George Soros ficou conhecido por andar contra a maré e aplicar dinheiro em empresas que não estavam com moral frente á outros investidores. Já Warren Buffett não investe dinheiro em empresas que não tenham bom histórico e boa liquidez. Ambos são considerados ótimos investidores, mesmo com estratégias diferentes.

FRASE MOTIVACIONAL: Se Bill Gates gastasse US$ 1 milhão por dia, ele precisaria viver por 218 anos para ficar sem nada em sua conta bancária.

O próprio Trovó, aqui do blog, conseguiu ganhar muito dinheiro criando estratégias que focavam, principalmente, em não correr risco. E sim, ele estava na bolsa de valores. Aí você diz: “Mas é possível investir dinheiro na bolsa de valores sem correr riscos”? Provavelmente sim porque ele conseguiu.

Se você quiser saber como, clique aqui.

Agora, você precisa saber que o mais importante é buscar o conhecimento e não sair aceitando tudo o que o seu gerente diz. Algumas coisas podem ser verdade, mas a maioria não. As corretoras, os especialistas, as notícias… Tudo está aí para que você consiga absorver o máximo de informação possível e não ficar a mercê dele.

Não tenha dúvidas de que quando você consegue identificar os vários tipos de investimentos financeiros, você cria um ótimo hábito para ficar rico.

Bônus: 6 Investimentos Financeiros para conhecer agora!

O nosso artigo, como previsto no título, termina aqui. Mas, como estamos falando de investimentos financeiros, selecionamos 6, que são os mais comuns e que você deveria conhecer ao menos o mínimo deles.

Fizemos um resumo (muito rápido mesmo) sobre as características de cada um deles. Antes de você fechar essa página, leia e descubra o que você conhece do mercado financeiro e o quanto precisa conhecer a mais para ter bons hábitos para ficar rico.

Poupança – é o investimento mais conhecido dos brasileiros. No entanto, nos dias atuais, tem se tornado desvantajosa em meio há tantas opções que o mercado oferece. E nem só por isso, com a nova regra, ela passou a ter rentabilidade menor do que a inflação, o que faz os investidores perder poder de compra.

Ela tem um risco baixo e a isenção do imposto de renda, além de ser garantida pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Esses são os pontos positivos. Em resumo, deixar de investir dinheiro na poupança pode ser um bom hábito para ficar rico.

CDB (Certificado de Depósito Bancário) – é um título de renda fixa que é emitido pelas instituições financeiras, na qual o banco recebe o dinheiro e paga uma compensação por isso, chamada de juros. O CDB, portanto, paga um acréscimo pelo valor emprestado, que vai depender justamente do valor e do período de aplicação.

Fundos de Investimentos – reúnem recursos financeiros de vários investidores que são “acolhidos” por uma instituição financeira, que vai operar no mercado com a finalidade de remunerar juros aos investidores.

Tesouro Direto – tem se tornado muito popular nos dias atuais e tomado o lugar da poupança. É um investimento do Governo Federal, possibilita várias modalidades de aplicações e tem um valor baixo, a partir de 30 reais, o que o torna um investimento seguro, rentável e melhor do que a poupança. Se você ainda não tem nenhum hábito para ficar rico, esse pode ser o 1º deles.

Câmbio – investir em câmbio é comprar moedas estrangeiras, como o dólar, euro e a libra. O foco é pensar na valorização em relação ao real. Se a moeda desvalorizar, o investidor perde dinheiro.

FRASE MOTIVACIONAL: Todos os anos, os norte-americanos jogam foram 62 milhões de dólares em moedas, cerca de 196 milhões de reais.  

Ações – quando um investidor compra uma ação, ele se torna sócio da empresa acionista. Portanto, cada ação é uma pequena parte da empresa e tudo isso é negociado na bolsa de valores. O investimento é conhecido por gerar as melhores rentabilidades, mas é considerado de alto risco.

Clique aqui e aprenda a Investir no Mercado de Ações com Risco Zero!

Bônus 2: Como ficar Rico?

Há alguns anos, 2 pesquisadores de investimentos – William Dankos e Thomas Stelin – fizeram uma pesquisa que se alongou por mais de 2 décadas.

A pesquisa tinha o intuito de descobrir se as pessoas milionárias, ou seja, aquelas que têm mais de 1 milhão de dólares, tinham alguma coisa em comum.

O que vocês acham que eles descobriam?

  • Que os homens, para ficarem ricos, se casaram com mulheres ricas?
  • Que eles ganharam na loteria?
  • Que nasceram gêmeos?

Nada disso!

Os pesquisadores descobriram que as pessoas ricas tem uma única coisa em comum: a forma de pensar!

Eu separei duas dicas para vocês, com base nessa pesquisa.

Prestem atenção!

1 – As pessoas ricas não ostentam!

A pesquisa provou que as pessoa que possuem mais de 1 milhão de dólares não ostentavam. Elas não viviam em função do que os outros pensavam.

E olha que engraçado, esse tem sido o grande problema dos brasileiros: hoje temos quase 60 milhões de brasileiros endividados por causa disso.

Quando entrevistaram os brasileiros, os pesquisadores descobriram que a maioria estava endividada porque “precisava” aparentar para a sociedade a fama de bem sucedida.

Inclusive, sobre esse assunto, temos uma matéria que mostra essa farsa apresentadas pelos filmes. Leia: 3 Mentiras que os filmes contam sobre o Mercado Financeiro.

Essa fama de pessoa bem sucedida custa muito caro. E acaba gerando a compra excessiva: é daí que surgem as dívidas.

Quando você está endividado ninguém vai te ajudar, certo?

“Ah, Trovó, mas os playboys ostentam”.

Esse cara aí não é investidor! Ele é filho ou neto de alguém rico. Ele não se esforçou, ele recebeu, de graça! Geralmente, essa fortuna vem de uma herança! E tudo aquilo que vem fácil, vai fácil!

Então para de viver em função do que os outros pensam! Ponto.

2 – 98% das pessoas atingiram o primeiro milhão de dólares, começaram, praticamente, do zero.

Pessoal, as pessoas milionárias se esforçaram, caíram fora daquela rotina, daquele mundinho e não deram muita bola pro que os outros falavam!

Vocês precisam fazer como eles.

As pessoas vão querer te puxar de volta e você tem que ter um pouquinho de persistência para poder atingir o objetivo, que, por sinal, é diferente das pessoas que estão ao seu redor.

Outra coisa importante: eles também compartilham conhecimento com as pessoas.

Quem tem pensamentos milionários compartilham conhecimento!

Leia a notícia na íntegra:

Como ficar Rico?

Com informações do organizze