Encontramos 3 comuns golpes online durante a Black Friday – aprenda a se prevenir

ANÚNCIO

Talvez você nunca tenha passado por isso. E tomara que não mesmo. Mas, se foi uma das vítimas dos golpes online sabe o quanto isso é doloroso. Por isso, nesse conteúdo a gente quer trazer alertas sobre os golpes online durante a Black Friday.

Afinal, tem gente que acha que está economizando dinheiro. Mas, quando o produto não chega em casa, a surpresa acontece. Mais do que isso, tem gente que acha que está pagando mais barato, só que acaba pagando mais caro. Entenda toda essa história.

ANÚNCIO

Ah, e só para constar, saiba que no final do artigo a gente tem uma dica extra. A gente usou o tópico final para falar sobre algumas formas de fazer compras mais inteligentes, mais econômicas e totalmente seguras na internet. Por isso, leia até o fim.

1 – Os preços diferentes no carrinho de compras

Um dos principais golpes que são aplicados com mais ênfase durante a Black Friday é sobre os preços diferentes nos carrinhos de compras. Mas, como assim? É muito fácil entender. Aliás, muitas vezes, as lojas grandes e conhecidas fazem isso, como se fosse “sem querer”.

É o seguinte: o preço anunciado é um. Mas, quando a pessoa clica nele e adiciona no seu carrinho de compras virtual, o preço que aparece é outro. E olha que nas Black Friday passadas já ouvimos falar de valores que eram o dobro do anunciado, viu.

ANÚNCIO

Logo, se há uma boa dica para se prevenir ela é: atente-se ao preço do carrinho antes de fechar a compra online. Se o preço estiver errado, não conclua a compra. Mais do que isso, entre em contato com a empresa e tenha os “prints” para comprovar o erro.

2 – Os sites falsos, mas que se parecem muito com os verdadeiros

Esse é outro dos golpes online durante a Black Friday que mais fazem vítimas. De fato, até mesmo especialistas afirmam terem dificuldade para reconhecer um site falso, já que a maioria deles é muito idêntico ao verdadeiro.

Assim, só uma dica: ficar atento ao site. Mas, como? Na maior parte das vezes, o jeito mais fácil de identificar um site falso é pela URL (endereço eletrônico). Ou seja, tente observar se há alguma letra ou número ali que não faz sentido.

Nas edições passadas, a gente também teve um exemplo desse. O site oficial da Americanas é o americanas.com.br. Correto? Mas, foram encontramos sites falsos com nomes parecidos, como: “americanaas.com.br” ou “america-anas.com.br”, etc.

A gente tem outra matéria falando sobre como ver se um site é seguro. Leia.

3 – Os e-mails, mensagens e publicações falsas na internet

Mais uma forma de dar golpes é através do envio de links maliciosos. Na verdade, esse jeito é bem antigo e muito comum, sendo que não aparece apenas na Black Friday. Inclusive, é uma tática adotada pelos hackers durante o ano todo e em todo canto do mundo.

O que acontece é que a técnica do “phishing” envia para as pessoas alguns códigos maliciosos. Sendo assim, eles ficam “escondidos” dentro de links ou imagens. Logo, quando o usuário clica na opção, acaba pegando o vírus no seu celular ou computador.

A partir disso, ele tem muita dor de cabeça. Logo, o que se deve fazer é simples: evite comprar produtos através de links. Mesmo que você ache que seja da loja oficial que você mais gosta. Afinal, como falamos acima, os hackers conseguem “copiar” muito bem os sites verdadeiros.

Leve em conta sempre a comparação de preços dos produtos

Para terminar a matéria sobre os golpes online durante a Black Friday, a gente tem aqui uma dica extra. A gente não vai chamar isso de golpe, mas bem que poderia ser. Você sabe porque no Brasil a Black Friday é chamada de “Black Fraude” por muita gente? Porque, às vezes, a promoção é falsa.

Sendo assim, os consumidores acham que estão pagando menos por um produto, mas não acontece assim. O motivo é que os lojistas ou a empresa aumenta o preço do produto dias antes do evento e depois dá a promoção. Algo que é bastante errado de se fazer.

Por outro lado, a boa notícia é que hoje em dia a gente tem várias formas de evitar essa “mentira” que é contada na Black Friday. Como? Usando aplicativos, extensões e sites que permitem a comparação dos preços e mais do que isso, o histórico do preço do produto.

Como saber o histórico de preços do produto?

golpes online durante a Black Friday

Se você viu o tópico acima deve ter ficado muito bravo, né? Será que alguma vez já comprou algum produto na Black Friday achando que estava pagando a menos e não estava? Bom, deixa isso para lá e vamos mostrar como se prevenir nesse ano.

Hoje, mais cedo, a gente fez 2 matérias falando exatamente disso. Nelas, a gente conta sobre como dá para usar essas ferramentas digitais para economizar dinheiro DE VERDADE na Black Friday. Veja abaixo os títulos:

A única diferença entre as matérias é que em uma a gente fala mais das extensões, que é mais prática de ser usada. Isso porque elas funcionam de forma automática. A outra matéria site os sites, que podem ser mais confiáveis e são mais conhecidos pelos brasileiros.

Na dúvida, leia ambas as matérias e decida qual é a melhor ferramenta para você usar na Black Friday.

ANÚNCIO