7 pensamentos para gastar menos dinheiro no supermercado

Um dos itens que mais pesam no orçamento das famílias brasileiras tem a ver com as compras do supermercado. Agora, sabendo dessa realidade muito comum por aqui, fica a dúvida: será que é possível economizar dinheiro nesse item?

Otimizar as suas despesas e otimizar o seu salário gastando menos dinheiro com as compras no mercado é possível tanto quanto aconselhável para as famílias hoje em dia.

Por isso, o que temos aqui são algumas dicas importantes para você ficar ligado nesse gasto doméstico, que é necessário e, ao mesmo tempo, representa uma boa fatia do salário.

As 7 melhores dicas

7 pensamentos para gastar menos dinheiro no supermercado

A ideia aqui é muito simples: falar sobre a economia com as compras no supermercado!

E isso vale para que você faça reflexões sobre o seu hábito de compras.

Porque até mesmo as pequenas mudanças no seu comportamento quando você for ao supermercado, se tiver um olhar mais atento, pode fazer a diferença para o orçamento familiar.

1 – Crie um Cardápio

Normalmente, as despesas maiores do supermercado são com alimentos.

Então, a sugestão é: faça um cardápio do que você vai usar nos próximos dias.

Aí, considere se você vai no mercado uma vez por semana ou uma vez a cada 15 dias ou uma vez por mês. O ideal, ou o mais aconselhável, é ir a cada 15 dias.

Portanto, pense no que você vai gastar nos próximos 15 dias!

  • Vai receber alguém em casa?
  • Vai ter que preparar um prato diferenciado?
  • Vai ter que preparar uma sobremesa?
  • Vai almoçar só com a sua família todos os dias?
  • Quantas vezes você vai comer em casa?

Ter uma ideia básica daquilo que você vai gastar com alimentação nos próximos dias é fundamental para o controle dos gastos com o mercado.

Assim, você já sabe exatamente os produtos que você vai precisar comprar!

Seguindo essa ideia, você vai escrever na sua listinha esses itens.

2 – Faça uma Lista de Compras

E é claro que esta lista é importante!

Você vai ter que ser fiel a esta lista e não apenas os itens como materiais para limpeza de casa, materiais de higiene pessoal… Mas, também com alimentos.

É ainda mais importante anotar as despesas com alimentação!

É muito errado ir no mercado e simplesmente ir pegando os itens das prateleiras para depois colocar na despensa de casa. Uma geladeira cheia nem sempre é sinal de sabedoria, está bem?

Isso porque você corre o risco de ter algumas coisas que você comprou estragadas porque ficaram passadas da validade!

Assim como pode ser que não tenha mais uma boa qualidade quando você for preparar e de repente você vai ser obrigado a comer algo que está lá na geladeira e você gostaria de comer algo diferente.

Portanto, pense nisto e gaste um pouquinho de tempo criando a sua lista de compras.

3 – Lembre-se dos Produtos da Estação

A outra dica para controlar o gasto do mercado é planejar o cardápio com produtos da estação!

Quais são as frutas da estação?

Essa pergunta é importante porque essas frutas, certamente, estarão mais em conta e você pode conseguir guardar por alguns no seu refrigerador ou até mesmo no freezer da sua casa.

Portanto, considerando um preço mais em conta, procure conhecer os produtos da estação e eles estarão mais baratos lá no mercado.

4 – Guarde os Alimentos no Freezer

Acima falamos sobre isso, mas sem dar muita ênfase.

A verdade é que hoje em dia criou-se uma ideia de guardar alimentos em saquinhos próprios para o congelador, sabe?

Aí, em muitas casos, dá para comprar as frutas ou legumes da estação e guarda-las em picadinhos para que você tenha um suco delicioso daqui há alguns dias.

Essa ideia de armazenamento é muito usada em carnes e embutidos. Agora, está sendo uma vertente também para quem tem pouco tempo no preparo de alimentos saudáveis, como os legumes.

Os legumes, por exemplo, podem ser cozidos e guardados dessa forma.

5 – Evite a Compra de Produtos menos Necessários

Você já percebeu que os grandes supermercados a entrada fica do lado dos produtos que são “supérfluos”, que são aqueles que você não compra regularmente?

E aí que os produtos de primeira necessidade estão lá no fundo do mercado, quase sempre no oposto da entrada do mercado? Eles são aqueles do açougue, da padaria, etc.

Isso acontece porque as pessoas vão ter que chegar até lá, então, o objetivo do supermercado é fazer que você entre por aquele outro setor que vende roupas e outras coisas mais para que você seja obrigado a passar pelos corredores e sinta vontade de comprar.

Se você não levar a listinha, você pode levar coisas que não precisava, tá?

Então, por isso a lista de compras é importante. E sabendo disso, você evita as compras sem tanta necessidade, tá bom?

6 – Não vá ao Supermercado com Fome

Outro detalhe curioso que faz muita diferença é ir ao supermercado com fome!

Tudo que você vai ver na sua frente vai dar vontade de comer.

Existem muitas pesquisas que provam que você pode comprar mais do que deveria e até comer mais do que deveria quando vai ao supermercado com fome.

Então, “encha a barriga” antes de ir às compras.

7 – Sempre faça a Comparação de Preços

Compare os preços de acordo com a qualidade e a quantidade do que você vai comprar!

Você já percebeu que um creme dental, em uma embalagem maior, é mais caro do que da embalagem menor?

Mas, se você comparar a relação preço verso quantidade vai perceber que a grama daquele produto maior é mais barata.

Portanto, é necessário que você faça essa matemática para conseguir economizar dinheiro.

Se o produto é durável, por exemplo, compensa você comprar uma embalagem com 3 unidades do que 1 única unidade.

Claro que é importante observar a quantidade, assim como a qualidade também!

E aqui vai uma dica no que diz respeito à alimentação: não se preocupe é economizar apenas comprando o que é mais barato.

O ideal é que você procure produtos integrais e naturais porque o seu corpo é a sua máquina e também a sua ferramenta de trabalho, portanto, ele precisa estar saudável!