17 hábitos simples para ganhar dinheiro em 2018

ANÚNCIO

A falta dos bons hábitos financeiros pode te distanciar cada vez mais do seu objetivo de “ganhar dinheiro em 2018”. Além disso, pode te colocar em uma situação difícil, como acontece com muitos brasileiros nos dias atuais.

Para se ter uma ideia, pesquisas indicam que apenas 5% dos consumidores brasileiros são conscientes, 61% da população está endividada e 24,5% dos brasileiros são inadimplentes…

ANÚNCIO

Ou seja, ter uma mudança de hábito financeiro pode ser decisivo na sua vida no próximo ano.

Pensando nisso, selecionamos os 17 hábitos financeiros que mais podem te fazer mudar de vida – considerando também o fato de ser praticado pelas pessoas mais ricas do mundo.

1 – Encontrar mais de uma fonte de renda

Todas as pessoas que já passaram pela situação do “desemprego”, sabem que todo negócio pode ir de mal a pior em qualquer momento. Se você não é dono do negócio, pode ficar ainda mais a mercê do seu salário… O que também é ruim.

ANÚNCIO

O mais importante desse tópico é entender que nenhum emprego no mundo é vitalício e isso tem sido provado nos últimos anos – com a crise, o desemprego aumentou substancialmente.

A recomendação é cuidar da própria vida para que se houver falha na sua principal fonte de renda, as coisas não desandem – ou ao menos, que a queda não seja tão grande.

Aqui, vale também a expressão antiga e tradicional que diz: “não ponha todos os ovos na mesma cesta”. O mais aceitável é criar várias fontes de renda.

2 – Criar metas para os vários prazos (curto, médio e longo)

Ter o hábito de criar metas financeiras faz parte da vida de quase todas as pessoas que são milionárias no mundo.

No livro “Alice no País das Maravilhas”, há uma citação que diz: “Para quem não sabe onde vai, qualquer caminho serve”. Logo, o recomendável é ter metas para os vários prazos. Sendo assim, você pode considerar as seguintes orientações:

  • Curto prazo – até 1 ano,
  • Médio prazo – entre 1 ano e 5 anos,
  • Longo prazo – acima de 5 anos.

Uma dica sobre as metas é que, depois de estabelecidas, elas estejam dispostas em lugares visíveis e de fácil acesso: como na parede do quarto ou na tela de início do seu computador.

3 – Ter hábitos matinais positivos e inteligentes

Se você acorda tarde demais, saiba que está longe de ter hábitos milionários.

As pessoas mais ricas do mundo, mesmo os mais experientes (velhos), tem hábitos matinais que são importantes para o decorrer do dia, como: caminhadas leves, um café da manhã de negócios, a alimentação de frutas e cereais e a leitura de jornais.

Programe o que você vai fazer nas primeiras horas do seu dia – aliás, um banho gelado costuma ser aconselhável para dar motivação para o dia a dia.

4 – Criar listas para todas as tarefas diárias

Um dos hábitos que mais vai te ajudar nessa empreitada para ganhar dinheiro em 2018 é o de fazer listas – para todas as suas tarefas diárias.

Listar as tarefas é importante para que você não chegue ao final do dia sem saber se cumpriu a sua meta e se fez tudo que tinha para fazer, por exemplo.

Além disso, você pode usar listas para ir ao supermercado e não comprar em excesso.

Quando você vai listar as suas atividades é você que vai decidir. A maior parte das pessoas prefere fazer isso pela manhã, só que há quem opte pela noite.

5 – Gastar menos do que se ganha

Uma pessoa que ganha 20 mil reais não é mais rica do que uma pessoa que ganha 5 mil reais se ela gastar mais dinheiro do que ganha. Isso resultaria em um saldo negativo. O ideal é você ter um saldo positivo se quiser ganhar dinheiro.

Algumas pessoas costumam tratar o dinheiro como algo sujo, nocivo. Só que não: ele é algo de valor e cada centavo que você ganha tem o seu valor… Portanto, você (e todas as pessoas do mundo) deveria dar a devida atenção ao dinheiro.

A partir do momento em que você consegue controlar a sua finança, você passa a ter mais poder para realizar os seus sonhos. Com uma renda sob controle, você pode comprar o que quiser, inclusive, aplicar em investimentos financeiros para ganhar dinheiro.

6 – Comprar à vista (e nunca de maneira parcelada)

Por que comprar á vista é um bom hábito financeiro? Porque te força a comprar apenas aquilo que o seu salário permite. Já se você usar o cartão de crédito vai ter a chance de parcelar as suas compras… Mas, quem disse que isso é bom?

Quando você parcela uma compra, você compromete o seu próximo mês. E aí, se chegar nesse próximo mês e você não conseguir pagar a fatura, então, você vai entrar em dívidas porque os juros são altíssimos – um dos maiores do mundo!

Além de tudo, quando você parcela ou financia algo, você paga o valor mais alto do que o produto vale. (Essa ideia de 10 vezes sem juros é patifaria).

7 – Criar um orçamento financeiro anual (além do mensal)

O hábito de fazer um orçamento anual te permite visualizar as despesas fixas (que acontecem todos os meses) e também as periódicas (como o imposto do carro e do imóvel).

O orçamento é uma ferramenta ideal para quem quer planejar onde o dinheiro será investido, aplicado ou gasto no decorrer dos dias. Quem é cristão pode verificar esse tópico na frase: “Os planos bem elaborados levam à fartura”.

Se você duvida disso, basta observar os seus gastos em alguns meses bastante específicos: janeiro, maio, outubro e dezembro… É impossível o seu orçamento se manter o mesmo nesses 4 meses. Faça as contas!

As pessoas financeiramente inteligentes que buscarão formas de ganhar dinheiro em 2018 vão entender que será preciso guardar recursos para as contas de fim e começo de ano – por exemplo!

Ah, e se você não sabe fazer um orçamento financeiro, use as planilhas do excel, que são ótimas formas de automatizar as contas e manter os números sempre reais.

8 – Acompanhar todas as despesas financeiras

Tão importante quanto ter um orçamento financeiro anual, é fazer o acompanhamento das despesas financeiras. Isso evita que os fatos inesperados quebrem a sua planilha de contas.

De tempos em temos vale muito a pena registrar também os gastos do cartão de crédito e o débito da planilha.

Para que as pessoas que não conseguem usar os aplicativos para fazer essas despesas, recomenda-se a técnica dos envelopes – se você não conhece leia agora mesmo!

9 – Solicitar descontos e pechinchar os preços dos produtos

Se você vai usar o seu poder de compra à vista, sabe que vai ter descontos. Portanto, nunca deixe esse hábito deixar de existir: o de pechinchar o preço dos produtos.

Para ganhar dinheiro em 2018 – essa é uma ótima recomendação financeira.

Muitas pessoas pensam que pechinchar é um ato de pobres, mas é exatamente o contrário. As pessoas mais ricas do mundo sempre pesquisar sobre o melhor custo-benefício e não gastam um único real se acharem que não vale a pena.

Outro ponto interessante de se pensar é que apenas a pesquisa de locais diferentes pode resultar em uma economia financeira significativa em uma compra.

10 – Evitar despesas que podem (e devem) ser cortadas

Cada pessoa inventa uma expressão para isso: gastos desnecessários, gastos supérfluos, despesas redundantes… O fato é que o seu plano de celular, o pacote da TV e a internet precisam ser revisados de tempos em tempos.

Isso deve acontecer também com todos os outros gastos. Inclusive, para que você tem 2 carros na garagem? Isso é mesmo necessário? Comece a se questionar sobre suas escolhas.

Esses questionamentos têm a ver com a criação de um hábito que vai te ajudar a evitar as despesas que podem ser cortadas ou diminuídas. Se você consegue economizar dinheiro, começa a caminhar para o objetivo de “ganhar dinheiro”.

Reflita sobre todos os bens e serviços que você está consumindo hoje.

11 – Considerar as manutenções ao invés de adquirir os novos

Se o seu celular quebrou, o que você pensa logo em fazer? Comprar um novo, provavelmente. Mas, saiba que com a crise econômica, a maior parte das pessoas tem optado por “mandar arrumar” – isso porque o valor é muito mais em conta!

Há, inclusive, histórias na internet que contam que as contas de energia podem aumentar significativamente se você ficar comprando muitos eletrodomésticos novos – e não porque eles gastam mais energia em termos de eficiência, mas sim porque são mais potentes.

O mesmo pensamento vale para a aquisição dos carros – quando você compra um novo, você perde dinheiro por vários motivos: como o fato da desvalorização momentânea que ele sofre.

A partir de agora, vale a pena você começar a pensar sobre o fato de levar seus produtos a manutenção ao invés de comprar os novos.

12 – Evitar os jogos de azar e os vícios

Recentemente foi publicado um estudo que mostrou que mais de 70% dos ganhadores da loteria entraram em estado de falência antes mesmo de completar 5 anos após vencer o prêmio. Isso foi mostrado pelo National Endowment for Financial Education.

O jogo já não começa bem pelo seu nome: “azar”. Mas, mais do que isso, o que a gente vê no mercado financeiro é que todo resultado deve vir do esforço de cada pessoa.

Porque quando não nos dedicamos para ganharmos algo e ganhamos, acabamos não dando o devido valor.

É exatamente o que acontece com as pessoas que “apostam” dinheiro na loteria do governo federal, em programas como a Loto Fácil, Mega Sena, entre outros.

Além disso, todo e qualquer vício te faz perder dinheiro – opostamente ao seu objetivo (de ganhar dinheiro em 2018). Logo, ainda que seja difícil sair dele, há como criar hábitos que vão à contramão desses vícios.

Por exemplo, se você tem o comportamento de ir beber cerveja com os amigos todo sábado à noite que tal criar o hábito de ir praticar algum exercício nesse horário e dia? A ideia não deixar de socializar (porque isso é importante), mas de mudar o foco.

Também existem pesquisas que provam que a economia com o cigarro e cerveja poderiam te fazer milionário no longo prazo.

Se você não acredita, faça um teste: pegue todo dinheiro que gastaria com esses itens e invista em alguma aplicação financeira. Confira o resultado ao final de 10 anos.

13 – Poupar dinheiro para compras grandes

Comprar um veículo ou uma casa não é algo tão fácil… São raras as pessoas que conseguem adquirir esses bens à vista.

Para estes casos, há recomendações especificas: juntar dinheiro até conseguir dar uma entrada representável (acima de 50% do valor total do bem).

Isso faz com que o seu financiamento caia pela metade e, obviamente, você pagará menos juros ao longo do tempo.

14 – Ter um fundo de emergências financeiras

O fundo de emergência pode significar muita coisa na sua vida financeira e te fazer ganhar dinheiro em 2018 – muito mais do que você imagina!

Imagine que suas contas estejam “rendondinhas”. Daí, de repente você pega uma gripe daquelas fortes e precise gastar muito dinheiro com medicamentos. O que você faz? Você precisará fazer um empréstimo, não é verdade?

Então, se você tem um fundo de emergência, consegue reverter a situação (sem precisar do empréstimo financeiro).

Dessa forma, é fácil concluir: um fundo de emergência consiste em ter uma reserva que esteja disponível para o fácil acesso e esteja destinada totalmente aos imprevistos que a vida apresenta.

O indicado pelos especialistas é ter um fundo que varie entre 3 e 6 meses da sua renda mensal – mas quanto maior for esse valor, mais “seguro” você estará!

Por exemplo, se você é um trabalhador informal (um empreendedor), e tem um salário não fixo, então, recomenda-se ter uma reserva um pouco maior – que fique entre 8 e 12 meses.

15 – Investir na educação financeira

“Um ladrão rouba um tesouro, mas não furta a inteligência. Portanto invista nela”, Augusto Cury.

Se você é uma daquelas pessoas que não passa um dia sem reclamar da vida, é melhor começar a se perguntar sobre o que tem feito para mudar as coisas…

  • Quantos livros você leu nos últimos meses?
  • O que você aprendeu de novo nesse tempo?
  • Em quais eventos ou cursos foi neste ano que passou?
  • O que você sabe sobre o dinheiro?

Reclamar é muito fácil, mas por as mãos na massa é bem mais difícil.

E se você está pensando e já lançar aquela desculpa de que “não tem dinheiro para isso”, saiba que existem muitas alternativas gratuitas para estudar e aprender mais todos os dias.

Aqui mesmo no blog nós temos essas opções sem custos:

Pode ter certeza que ganhar dinheiro em 2018 é totalmente possível… Mas, vamos lá, diga: o que você vai fazer para que isso aconteça? Vai ficar sentado no sofá apostando na mega-sena da virada? Tudo é uma questão de escolha, saiba disso!

16 – Investir dinheiro para a liberdade financeira

Quase todas as pessoas do mundo têm sonhos, poucas conseguem realiza-las. Por que será?

Há uma diferença básica entre o sonho e a realidade. Se você tem o hábito de transformar os seus desejos em metas, você tem grande chance de conseguir realizar os sonhos, também!

Para sermos mais exatos, vamos entender na prática: “quero ganhar dinheiro em 2018”, você diz. Aí, perguntamos: “o que você vai fazer para ganhar dinheiro em 2018”? E, obviamente, sua resposta deverá ser: “investir dinheiro com mais frequência”.

Esse é um processo que envolve o sonho até que se chegue a realidade.

É importante considerar isso porque muitas pessoas apenas sonham e não fazem nada para realizar tais objetivos.

17 – Ter bons mentores e amigos (evitar pessoas tóxicas)

Você pode aprender tudo sozinho, se for autodidata. Mas, pode contar com a ajuda de pessoas que sabem o caminho do sucesso – isso vai agilizar todo o processo porque você não precisará errar para aprender.

O segredo neste tópico é considerar quem realmente sabe sobre o assunto – porque com o advento da internet, muitos cursos e pessoas tem se apresentado como soluções, sendo que não tem experiência e nem histórico para isso.

Por outro lado, se você está bem amparado, o seu sucesso financeiro é só uma questão de tempo e ganhar dinheiro em 2018 é um sonho que vai se tornar realidade.

A nossa produção termina por aqui… Mas, se você quer ir além e saber como escolher um bom curso sobre finanças, leia a parte seguinte. É um bônus que separamos para quem buscar os melhores resultados financeiros, sem perder tempo!

17 hábitos simples para ganhar dinheiro em 2018
Reprodução: Google

Bônus – como escolher o melhor curso de finanças?

O segredo do mundo é o conhecimento. Logo, se você quer ter sucesso em qualquer área da sua vida, deve estudar. No mercado financeiro, isso pode ser feito através dos cursos de finanças.

Mas, será que existe algum curso recomendado?

Aliás, como escolher o melhor curso de finanças da atualidade?

Sim, existem formas de encontrar um bom curso para estudar o mercado financeiro. E a escolha errada pode te fazer perder dinheiro.

A nossa recomendação é: não deixe de estudar… Mas faça isso com fontes confiáveis.

Confira alguns passos para escolher o melhor curso de finanças da atualidade!

Conhecer o autor do curso de finanças

Essa é a primeira pergunta que você deve fazer ao encontrar um curso, qualquer que seja: quem é o mentor/tutor/palestrante?

Claro que você não precisa analisar todo o currículo e a vida pessoal dessa pessoa, mas precisa saber, ao menos, qual a relação dele com o tema.

Não é a toa que hoje até o mercado de futebol tem optado pelos ex-atletas para serem técnicos, comentaristas ou conselheiros…

Afinal, eles já tiveram do outro lado e sabem bem como funciona o jogo dentro dos gramados.

Em qualquer canal de televisão, você encontra ao menos um comentarista que já jogou bola profissionalmente. E isso tem valido a pena porque ele comenta sobre o ponto de vista prático e não apenas o teórico.

Se levarmos o assunto para as finanças, vale o mesmo pensamento: a pessoa que se comprometeu a dar o curso ou ensinar algo tem algum conhecimento prático – ela já atuou no mercado financeiro?

Porque dizer “comprar na baixa e vender na alta” é fácil… Mas, será que na prática é assim mesmo que funciona? Será que qualquer ação (de qualquer empresa) pode ser comprada na baixa?

O mais importante desse tópico é compreender que não estamos falando para você ser exigente, mas, ao menos, conhecer o autor.

Com a internet e suas facilidades, qualquer pessoa pode criar um curso para falar sobre dinheiro, só que nem todas estão aptas para falar sobre esse assunto, que é tão importante!

Entender por que deu certo

Se o curso de finanças que você está buscando deu certo para alguém, você está no caminho certo.

Resta entender por que deu certo para essas pessoas.

Será que a pessoa conseguiu seguir os passos descritos? Teve facilidade para isso? Perdeu antes de ganhar? Investiu muito para isso?

Pergunte-se todo esse tipo de coisa! Se deu certo, isto é ótimo; mas fique curioso para saber os motivos!

Todas essas perguntas devem ter respostas. E elas estarão nos tópicos abaixo. Confira!

Descobrir a base para o método

A melhor forma de provar uma afirmação é com a prática. Então, vamos ser bastante objetivos a partir de agora!

Sobre o tópico 1, considere que estamos falando de Robinson Trovó. Ele é conhecedor do mercado financeiro por tê-lo estudado por muito tempo e com muitos cursos sobre finanças.

Dessa forma, ele largou a faculdade que tinha e entrou no mercado do dinheiro. Perdeu todo seu investimento e continuou estudando ainda mais.

Depois, tornou-se um dos poucos brasileiros a somar 1 milhão de reais quando ainda tinha menos de 30 anos.

Já no tópico 2, falamos em se perguntar por que deu certo? Então, aqui vem a resposta…

Trovó, após conseguir êxito nesse mercado, criou um curso a partir dos seus erros e dos seus acertos.

Logo, por que deu certo? Porque ele errou muito antes de aprender a se portar na bolsa de valores.

Agora, isso responde esse tópico: a base usada para a criação desse curso de finanças é justamente o seu empenho e a sua experiência no mercado financeiro.

Ele não criou algo a partir do que ele achava, mas sim com as informações que ele colheu durante a empreitada do seu primeiro milhão de reais.

Isso faz sentido para você?

O Curso de Finanças Risco Zero nos Investimentos tem a ver com a história de um homem que estudou o mercado e atuou nele. A parte disso, criou uma metodologia de estudos.

Aqui, não há segredos! Você vai poder aprender com quem já viveu “dentro dos gramados”.

Da Redação, com informações da vamosprosperar

ANÚNCIO