Saiba como ganhar dinheiro com o mercado de fraldas sustentáveis

ANÚNCIO

O melhor jeito de aprender sobre um determinado setor é estudando sobre ele. Inclusive, no meio do empreendedorismo, a gente aprende só de conversar com as pessoas. O conteúdo de hoje é para falar sobre como ganhar dinheiro com o mercado de fraldas sustentáveis.

Abaixo, nós temos uma história de alguém que faturou mais de R$ 1 milhão ao ano. Como? A empresa simplesmente atendeu as expectativas de mamães que buscavam um produto que não agredisse o meio ambiente. Aliás, ele tinha que ser bom para os seus bebês também.

ANÚNCIO

Inclusive, na era do que é ecologicamente correto, usar fraldas descartáveis nos filhos, especialmente nos bebês, ainda é um tabu muito discutido entre as mamães.

Por um lado, o produto agride o meio ambiente. E, por outro, as mamães e consumidoras se questionam como fazer para não comprar esse tipo de fralda. Até mesmo porque, na maioria das vezes, elas trabalham fora de casa. Além de terem a rotina familiar.

A ideia

Foi pensando justamente nessa questão que a Laís de Oliveira estudou a fundo o assunto. Ela, no início, deixou seu emprego na área de Tecnologia da Informação para se dedicar exclusivamente ao filho, que tinha acabado de nasce.

ANÚNCIO

A partir disso, começou a se perguntar se valeria a pena gastar dinheiro em fraldas descartáveis. Essas são as fraldas comuns, que encontramos em várias marcas e em vários lugares, como mercados e farmácias.

Se você não sabe, elas demoram até 500 anos para se decompor. Dessa forma, cada fralda descartável que você usa pode demorar mais de 5 séculos para se decompor. É algo assustador, não acha? Laís achava que sim.

Então, ela começou a fazer inúmeras pesquisas sobre o assunto. Dessa forma, fez disso o seu próprio negócio. Assim, entrou de cabeça nesse mercado de fraldas sustentáveis e não descartáveis.

A empresa

Em 2013, ela fundou a Nós e o Davi. Atualmente, essa é uma empresa que tem como objetivo desenvolver uma fralda ecológica que atenda às expectativas de mães como ela, que busquem produtos que não agridam o meio ambiente.

Aliás, como é que faz isso? Através de um produto novo, que está sendo divulgado no mercado nos últimos anos. Aliás, com grande surpresa, até mesmo o mercado de fraldas que não sustentáveis tem olhado para esse lado.

Para Laís, tudo começou na fase da gestação, quando o seu bebê ainda estava se formando dentro do útero. Dessa forma, ela engravidou do Davi aos 20 anos. Então, esse mundo novo, da maternidade, estava totalmente fora da sua realidade.

Confira o que ela disse à uma revista impressa que foi publicada no início do ano: “Eu me conectei à internet para me envolver nesse universo. Foi então que encontrei depoimentos de famílias que faziam o uso de fraldas ecológicas”.

O produto

Ela conta que essa foi a primeira chamada que recebeu. Mas, o maior impacto foi nas primeiras semanas de vida do seu bebê. O motivo? Ela ficava muito apavorada com a quantidade diária de lixo produzida apenas pelas fraldas.

Para quem não tem ideia disso, um bebê usa, na média, 8 fraldas descartáveis por dia. A conta é uma média. Mas, já indica o tanto de poluição e lixo que isso gera. São, pelo menos, 240 fraldas no mês. Imagina isso tudo se decompondo só daqui 500 anos…

“Era uma sacola de lixo de fraldas cheia por dia”, ela diz. Com isso em mente, ela pensava em todos os bebês do planeta. E foi isso que a estimulou a procurar uma solução e a fez cair nesse mercado. Sendo a prova de que dá para ganhar dinheiro com o mercado de fraldas.

De acordo com a empresária, as fraldas ecológicas são o carro-chefe da empresa. Porém, ela também trabalha juntamente com a opção de fraldas diferenciadas. Por exemplo, aquelas que podem ser usadas na piscina, também ecológicas.

A produção

Saiba como ganhar dinheiro com o mercado de fraldas sustentáveis

Agora, se você está pensando mesmo em ganhar dinheiro nesse mercado é bom ficar de olho nas inovações. Laís é uma pessoa que apostou muito nisso. Inclusive, já até citamos as fraldas ecológicas para piscinas, mas tem mais dentro desse mercado de fraldas sustentáveis.

Em 2018, ela lançou as camisetas infantis com proteção UV. No entanto, essas pessoas estão fora da questão ecológica. “É apenas para atender às demandas dos consumidores e clientes”, ela diz.

Já quanto às fraldas, considere que elas são feitas com duas camadas de tecidos. A primeira é uma camada externa com estampa impermeável. E a outra é interna, sendo uma camada que protege o bebê molhado.

Essas peças foram desenvolvidas para atender aos biótipos dos bebês brasileiros. Dessa forma, possuem tamanho regulável por meio de 12 botões frontais e elásticos nas pernas e costas.

Com isso, as fraldas ecológicas podem ser usadas desde o nascimento até o desfralde do bebê. Sendo que esse período varia de bebê para bebê.

Os diferenciais

E se você sabe que dá para ganhar dinheiro com o mercado de fraldas. No entanto, vender fraldas não é tão simples assim, ainda mais quando se trata de fraldas novas e ecológicas, veja o que diz a empresária sobre os seus diferenciais de mercado.

“Além da durabilidade, o investimento na compra desse tipo de fralda é único para as minhas clientes. O motivo é que elas podem ser reaproveitadas para outros filhos. Mas, há as mamães que possuem filhos únicos que fazem doações para instituições de caridade”.

Segundo Laís, o principal diferencial da empresa é a cadeia de produção. Sendo que eles investiram muito para estruturar a fábrica. Por isso, o produto torna a mãe um exemplo em seu mercado de trabalho, criando um ambiente favorável e sustentável.

3 dicas para aprender como economizar com a compra de roupas infantis

A venda online

E já que o assunto é o mercado de fraldas sustentáveis e o empreendedorismo, vamos finalizar o conteúdo falando sobre as vendas online. Afinal, foi dessa forma que a Laís conseguiu alavancar o seu negócio de fraldas para bebês.

Atualmente, eles possuem um escritório em Florianópolis, no estado de Santa Catarina. É lá que fazem o armazenamento do estoque de fraldas prontas. Depois, fazem toda a operação e despacho da loja virtual.

Também é em SC que funciona o atendimento ao cliente, marketing e financeiro. Atualmente, há uma equipe de cinco mulheres que atuam nessa área da fábrica.

Inclusive, a fábrica fica em Tijucas, onde acontece todo o processo de produção. Por lá, elas recebem a matéria-prima, cortam, costuram, fazem o acabamento e revisões. Nessa outra área, são mais 9 mulheres empregadas fazendo o produto nascer.

ANÚNCIO