Conheça 2 fundos de previdência para a aposentadoria da BTG Pactual

ANÚNCIO

Na hora de pensar no seu futuro, o que você costuma levar em consideração? Foi pensando em uma pergunta como essa que a gente selecionou dois fundos de previdência para a aposentadoria. Entenda que não são indicações de investimentos, mas uma forma de estudar cada opção que o mercado disponibiliza.

Isso porque antes de investir você vai precisar fazer uma análise sobre o seu perfil financeiro, que é algo imprescindível. De qualquer modo, a nossa ideia é trazer aqui ideias, que parecem ser interessantes. E, quem sabe, você não conecta elas com o seu perfil.

ANÚNCIO

Conheça 2 fundos de previdência para a aposentadoria da BTG Pactual

Além do mais, nem sempre a gente entende essa ideia de fundos, ou de previdência, ou mesmo de aposentadoria. Por isso, esse é um conteúdo relevante. Você vai ver como existem alguns produtos que podem ser interessantes. E até mesmo mais interessantes do que a velha caderneta da poupança.

Entendendo a ideia da previdência privada

Antes de qualquer coisa vamos explicar porque a gente escolheu fundos de previdência para a aposentadoria. Mesmo porque a gente sempre acaba falando que maioria das previdências não são recomendadas, né. Mas, a gente usou alguns exemplos e vamos explicar os motivos.

ANÚNCIO

Recentemente, a gente falou sobre alguns casos familiares que têm problemas com heranças. E aí que talvez essa seja a grande vantagem de uma previdência privada: ela diminui a burocratização do processo de inventário.

Isso porque na hora da morte e de dividir a herança, os investimentos passam por inventários. E na previdência isso é facilitado. Assim, os herdeiros possuem caminho mais simples na hora de ver, rever e analisar os investimentos.

Outra coisa é que a previdência é bem focada na aposentadoria. Ou melhor, no futuro. E ter um capital disponível para qualquer momento da vida é algo que devemos pensar desde cedo.

Agora, considere que a previdência privada não deve ser, em nenhuma hipótese, o seu único investimento pensando na aposentadoria. Estamos combinados? Ela pode ser uma alternativa e um dos ovos da sua cesta de investimentos.

Sem mais enrolações vamos às opções que a BTG tem no mercado.

1 – BTG PREV

Primeiro, temos o BTG PREV conservador. O benchmark dele é o CDI. Assim sendo, aqui já vai ficar a primeira dica importante do dia: se você tem uma previdência privada que é conservadora e ela não supera o CDI, você tem um produto não muito bom.

O motivo é que existem boas previdências no mercado que não cobram taxa de carregamento e superam o CDI. Portanto, para que você vai em uma aplicação menor melhor do que outra? Basicamente, pode ser conservadora e superar o CDI, combinado?

Então, aqui temos um dos fundos de previdência para a aposentadoria e ele supera o CDI.

2 – Constellation

O segundo fundo é o Constellation. E a verdade é que ele é bem diferente do primeiro.

No caso da previdência privada do BTG o valor inicial é de R$ 1 mil para investimentos. Isso é importante de saber porque isso pode mudar algumas coisas depois. E dá para fazer depósitos de R$ 50, R$ 100, R$ 200… Também.

Dentro do Constellation tem várias opções. Uma delas é o 70 PREV Multi, que é moderado. A rentabilidade dos últimos 12 meses dele foi de 30% e o CDI ficou em 6,32%.

Esse fundo tem como objetivo obter ganhos de capital mediante operações. E o detalhe que essas operações vão também para os mercados de ações “podendo também atuar nos mercados de juros, câmbio e dívida”.

A taxa de administração dele é 0,80% ao ano. E ele tem taxa de performance de 20%.

Conheça mais dos fundos

Essas foram as opções de previdência para a aposentadoria que citamos. Mas, claro, existem muitas outras. O fato é que você deve analisar tudo: rendimento, taxas, performance, etc.

Agora, se você ainda está meio perdido com as informações, saiba que um bom começo é entender os tipos dos fundos que existem.

De modo geral, existem os referenciados, como aquele que está baseado no CDI. Eles, quase sempre, têm 80% dos recursos alocados em títulos da renda fixa. E, portanto, são de baixo risco, mais conservadores, como o que citamos no item 1.

Depois, temos aqueles que são de curto prazo, que não é o caso aqui porque estamos falando de aposentadoria. E tem também os de renda fixa. Os de renda fixa são bem parecidos com os fundos referenciados.

Em um patamar mais agressivo, a gente tem o fundo multimercado. Que é o que citamos no item 2. Essas opções investem em um mix de opções, que vão desde a renda fixa até mesmo a variável. Como é o caso das ações e de toda bolsa de valores.

Agora, ainda mais arriscado é o fundo de ações, que é focado em ações somente.

Bônus – leia mais sobre os fundos!

Se você ficou interessado no assunto, saiba que também se deve analisar as taxas que são cobradas, como de administração. Mas não é só ela que existe. Temos ainda a taxa de performance, de ingresso, de saída e outras despesas.

A gente fez um conteúdo incrível há algum tempo falando sobre tudo isso. Inclusive, a gente até citou alguns fundos diferentes e outros da Caixa, por exemplo. É uma matéria bem legal e que ficou completa. Se você tem o interesse nesse assunto, leia:

Reservas de Previdências Privadas tem Ritmo Baixo – saiba escolher o seu fundo de investimento!

Para saber mais sobre os fundos da BTG, acesse a página da corretora.

ANÚNCIO