Saiba o que é um Fundo Multimercado Macro

ANÚNCIO

Você sabe o que é um Fundo Multimercado Macro? Aliás, você sabe como funciona um Fundo Multimercado Macro? Se não sabe nada sobre esse tipo de fundo de investimento fique tranquilo porque esse artigo é para explicar tudo isso.

De modo geral, saiba que você vai gostar deste conteúdo porque estamos falando de um produto financeiro que é bem versátil para os dias de hoje. A ideia central dele, para você ter uma noção do que vem por aí, é ficar sempre acima do CDI (Certificado de Depósito Interbancário).

ANÚNCIO

Saiba o que é um Fundo Multimercado Macro

Assim sendo, ele é um fundo que permite vários tipos de alocações e ativos, sempre baseados em análises macroeconômicas. Daí, vem o nome de Fundo Multimercado Macro. O que você tem que considerar também, desde já, é que são investimentos para o médio e longo prazo.

Afinal de contas, praticamente todos os fundos de investimentos são pensados nesses prazos e nunca no curto. Assim, evite usar fundos para montar a sua reserva de emergência, por exemplo. Isso pode não ser uma boa ideia.

ANÚNCIO

Então, vamos começar por partes. Primeiro vamos falar sobre o que é um Fundo Multimercado Macro. Depois, sobre como ele funciona. E, no fim, traremos uma breve análise sobre esse tipo de ativo: será que vale a pena comprar?

O que é um Fundo Multimercado Macro

Como já mencionamos é um tipo de fundo que mistura vários ativos. Assim, é comum que se tenha dentro dele a renda fixa (formada por CDB de bancos e Tesouro Direto, por exemplo) e também juros, câmbio e ações (da Bolsa de Valores do Brasil, a B3).

O objetivo desse fundo é sempre ficar acima do CDI.

De modo geral, são fundos vistos com bons olhos para quem quer ter uma proteção quanto ao dólar alto. Só que ele é diferente dos fundos cambiais, ok? Isso porque o câmbio reflete apenas a alta ou a queda do dólar. E o fundo multimercado, não.

E é bem fácil entender isso.

Como são fundos que possuem muitos ativos, o gestor pode achar que o dólar não está valendo a pena. Daí, ele retira uma porcentagem do dólar e investe em outro ativo, como em juros ou na Bolsa, por exemplo. Sempre buscando a rentabilidade.

No Brasil, os principais gestores macro são: Adam Macro Strategy e Fundo Verde. Mas, há ainda os fundos da Western Asset, da SPX Capital e outros.

Corretora de valores ou banco de investimentos – saiba qual escolher!

Como funciona o Fundo Multimercado Macro

Esse ponto também é simples de ser entendido. De um modo geral, um Fundo Multimercado Macro começa com uma análise de cenário local e internacional. Depois, os gestores selecionam os principais ativos com base no risco-retorno.

Todos os dias, os gestores fazem avaliações sobre os fundos e traçam planos. A ideia central continua sendo a de otimizar o risco-retorno. E aí, eles podem alterar os ativos do fundo.

Sabendo disso, considere que existem dois tipos diferentes de gestão no fundo macro. Um deles é o Top-Down, que foca no quadro geral da economia e depois entende cada setor. De modo comum, essa opção é sempre pensada no longo prazo.

Tem ainda o Bottom-Up, que identifica tendências a longo prazo, mas separadas dos ruídos gerais. Assim, ele consegue minimizar a volatilidade no curto prazo também.

E a escolha do tipo de gestão vem de cada corretora. Sendo que cabe ao investir descobrir qual é a melhor estratégia do fundo para ele. E, vale saber que ambas as opções evitam surpresas negativas, na maioria das vezes.

As vantagens do Fundo Multimercado Macro

Agora, vamos falar um pouco sobre as vantagens desse tipo de aplicação financeira. Os fundos macro não são tão conservadores como um fundo de renda fixa. Portanto, existe a chance de renderem mais. Isso é uma vantagem.

A outra é o fato de não ser tão arriscado como a bolsa de valores. Portanto, ele se arrisca menos nas perdas. E assim acaba ficando entre o que é conservador e o que é arriscado demais, sendo essa a outra vantagem.

Só que quando se fala em Fundo Multimercado Macro, o grande benefício está em poder aplicar em vários ativos ao mesmo tempo. É um fundo muito diversificado e isso o torna atrativo para muitos investidores.

O fato de ser versátil traz ao investidor a chance de ter uma boa liquidez e ganhos que ficam acima do mercado.

O Fundo Multimercado Macro vale a pena?

Saiba o que é um Fundo Multimercado Macro

E a gente não poderia terminar o conteúdo de outra forma, se não trazendo uma reflexão sobre ele. Será que vale a pena? O que a gente pode dizer é que, de um modo geral, a estratégia usada nele é versátil, flexível e está entre o conservador e o arriscado.

Outra coisa é que sempre fica acima do CDI. Mas, há de se considerar como em todo fundo tem taxas, de administração e de performance. No fim das contas, o segredo é saber escolher um Fundo Multimercado Macro que seja compatível com o que você espera do mercado.

Existem corretoras e empresas que cobram taxas altas, o que já não compensa. Por outro lado, existem fundos que são ótimos em termos de rentabilidade, o que é bom. Assim como tem muitas opções de fundos multimercados macro. Então, o jeito é pesquisar.

E uma forma de fazer isso é comparando as opções que temos no mercado. Se você quer fazer isso, anote aí os nomes que são mais conhecidos por aqui. Truxt Macro FIC FIM, Verde AM Scena FIM, Ibiuna Hedge STH FIC FIM, Bahia AM Maraú FIC de FIM, AZ Quest Mult Max FIC FIM, Adam XP Macro FIC FIM, Garde D’Artagnan FIC FIM, XP Macro FIM, entre outros.

ANÚNCIO