Finanças Pessoais: 5 Passos Fundamentais para Fazer o Salário Caber Dentro do Mês?

ANÚNCIO

A verdade é que nosso salário nunca está justo o suficiente com a qualidade do nosso serviço, não é? Ainda está para nascer uma pessoa que nunca passou por essa situação. Mas, mesmo assim, será que é possível fazer o dinheiro durar até o próximo pagamento? É possível. Especialistas afirmam que, independente do quanto você ganha, você pode enriquecer. E para isso, basta investir uma pequena parte do seu salário, aproximadamente, 10% do total.

Então, como incluir todos os custos mensais dentro de 90% do salário? Através de um fiel Controle Financeiro. Veja como fazer isso no decorrer do texto!

ANÚNCIO

O 1º Passo é fazer um diagnóstico financeiro dos seus gastos.

Como na medicina, para achar a solução de um problema é preciso saber de onde ele está vindo, ou seja, descobrir a causa. A medicação pode até fazer efeito, mas tratará apenas a dor e não a causa. É assim que funciona quando você usa (e abusa) dos cartões de créditos e dos cheques especiais. Porque, acredite você, eles nunca vão solucionar o seu problema, apenas adiá-los.

Cheque Especial, que de especial não tem nada, é a 2ª linha de crédito mais cara do Brasil

Para ter o Controle De Gastos Mensais, você precisa anotar tudo, exatamente tudo que sai do salário e para onde vai. Aliás, temos uma técnica muito simples e eficaz que pode ser usada nessa situação. Se você fizer com cautela, com certeza, vai conseguir encontrar as causas das suas dores logos nos primeiros meses. Conheça e comprove: Técnica dos Envelopes.

Por exemplo, o combustível que você adiciona no seu carro todos os meses, se não for registrado pode fazer você ter um descontrole mensal muito grande. Já se você anota tudo, vai saber, inclusive, quando andou mais ou quando o preço do combustível subiu nas bombas dos postos.

ANÚNCIO

O 2º Passo é planejar os gastos com o dinheiro do seu salário.

Bem, se você já tem o diagnóstico do problema, resta agora tratar a causa, não é? E, para tanto, defina metas: 30% vai para a habitação, 15% para alimentação e etc. Se o valor ultrapassar a renda mensal, você vai precisar cortar, imediatamente, de algum lugar. Não tem segredo: você tem que gastar menos do que ganhar!

O segredo é: você tem que enxugar até que sobre 10% do seu salário todos os mesmos! Isso é o que pulo do gato, porque vai te fazer sair da pobreza e caminhar para a riqueza, ao mesmo tempo. Quando você estiver conseguindo poupar 10% do salário, saiba que está no caminho certo para a felicidade financeira!

Se você já poupa 10% e não sabe muito bem o que fazer com o dinheiro, veja essa matéria:

Aprenda a Poupar 10% do seu Salario… É a hora de receber juros!

Sabe o que é mais importante nesses 2 primeiros passos? Registrar tudo! Não adianta você fazer contas mentais e dizer que bom de matemática. E também não adianta jogar a nota fiscal fora e dizer que quando chegar a casa vai anotar porque você é o rei da memória. Você precisa fazer tudo isso com exatidão, sem falhas! Essa organização é o principal diferencial entre as pessoas ricas e as pobres.

As principais diferenças entre os Ricos e os Pobres e os 10 hábitos fundamentais para prosperar na vida: Se você acha que a quantidade de patrimônio acumulado é a única diferença entre as pessoas ricas e as pessoas pobres, você está (completamente) enganado. Aliás, essa discrepância é apenas uma resultante das atitudes tomadas e do comportamento desses dois tipos de indivíduos. Isso comprova, inclusive, por que muitas pessoas perdem todo o dia logo após ficarem ricas quando ganham na loteria. Continue Lendo…

O 3º Passo é não contrair dívidas!

Se você já está endividado tem que quitar logo essas contas. E o 1º pensamento que você precisa ter é o de não ficar nervoso. Relaxe, ponha a cabeça no lugar e pense. Veja como fazer isso no vídeo abaixo:

https://youtu.be/mjgTFj_4MjM

Se não está, não caia nessa bobagem. Vamos fazer uma suposição para você entender melhor: uma pessoa que ganha um salário de 2 mil reais e paga prestações de 300 e 400 reais, a principio, você pode achar que são valores que serão pagos tranquilamente, já que representam apenas 35% do salário. Ok.

Mas aí, suponha que esse parcelamento de 300 reais tenha sido feito em 12 vezes, ou seja, durante 1 ano. E o de 400 reais tenha sido em 36 parcelas ou 3 anos. Se você somar tudo vai ver que o valor final é de 18 mil reais. É muita coisa. É quase 10 vezes o seu salário.

Assim, o perceptível é que, mesmo que as prestações, aparentemente, se encaixem no salário mensal, a dívida toda representa quase 75% da renda anual líquida. Então, definitivamente, não contraia dívidas.

O 4º Passo é Diminuir os Gastos.

Se tudo está analisado, marcado e contabilizado, basta você analisar qual é o excesso e cortar. Bom, voltando ao exemplo da Medicina, se você estava com dor de cabeça e descobriu que a causa da dor é a falta de sono, o que resta fazer agora? Tomar remédio para passar a dor ou dormir melhor todas as noites? O mesmo vale para as finanças!

Se você já sabe qual o seu maior gasto ou os supérfluos, então, não resta alternativa à não ser passar a faca! Corte! Ou, no mínimo, reduza-o. É claro que isso não é tão fácil assim, qualquer equilíbrio financeiro requer esforço e dedicação, mas, acredite, é o melhor caminho a se tomar.

E vamos combinar, sempre há o que cortar. Veja essa notícia:

“Esse artigo, vamos falar de várias formas de você conseguir alcançar todos os seus objetivos. Para isso, você vai aprender a Economizar Dinheiro, Ficar Rico e chegar à Independência Financeira. Tudo começa com as metas, que precisam ser bem traçadas. Depois, o seu planejamento financeiro precisa estar afinado o seu comportamento. E, por fim, você precisa criar o hábito de prosperar”!-> Leia! 

Ah, por sinal, caso você queira, existe também outra opção: aumentar a sua renda! Isso é muito indicado em casos na qual os gastos não tem como serem diminuídos, talvez, você tenha muitos financiamentos, por exemplo, então, a saída é conseguir aumentar a renda da família. Veja 5 opções de como fazer isso:

  1. Conheça 7 Maneiras Surpreendentes de Ganhar Dinheiro Fácil na Páscoa 2017
  2. Quer ganhar dinheiro extra nesse verão? Veja 7 ideias de negócios
  3. Home Office: uma nova forma de fazer negócios
  4. Quer ganhar dinheiro em casa? Veja essas dicas de negócios
  5. Apertado? Aprenda a Ganhar Dinheiro Extra na Internet e com Investimentos

O 5º Passo é Evitar Comprar por Impulso.

Se todo o planejamento financeiro está sendo feito, você não pode chutar o pau da barraca e sair comprando tudo que tem vontade. Em algum momento da vida, você vai precisar apertar e deixar as regalias de lado. Tenha um consumo racional e se limite aos valores da sua renda mensal. Mesmo que a loja esteja com uma promoção, talvez não seja o momento de você comprar. Lembre-se que nenhuma promoção é imperdível.

Ah, e mesmo quando você já tiver reservado um dinheiro para uma compra maior, reveja essa necessidade e avalie se ela realmente é necessária. Na maioria dos casos, vai notar que não é. E nunca se esqueça de perguntar tudo e pechinchar o máximo que puder, antes de bater o martelo final, ou, na linguagem atual, antes de passar o cartão de crédito.

Sobre esse 5º passo, temos uma continuação, no tópico abaixo. Se você quer saber como evitar Comprar por Impulso, continue lendo…

Como Evitar a Compra por Impulso?

Essa parte do texto é para você que se encanta com a vitrine do shopping ou com as Chamadas Imperdíveis do seu E-mail. Aliás, e mais do que isso, essa parte é para você que quer comprar tudo na hora, naquele momento, como se o mundo fosse acabar. Isso tem nome: Consumo por Impulso e isso não tem nada a ver com comprar com consciência.

Você, se quiser ter um bom planejamento financeiro e sair das dívidas, vai precisar deixar esse tesão pelas comprar um pouco de lado. Algumas ações podem ter reações, realmente, dolorosas. E, por sinal, podem te custar muito caro. Nesse caso, Estripulias Financeiras e Compras Impulsivas precisam ser tratadas como seriedade.

Vamos citar algumas dicas, mas saibam que, antes de tudo, você precisa ser paciente e constante no seu objetivo. E, já pensando nisso, saiba que um dos maiores erros do ser humano consumista é comprar quando não está bem, emocionalmente, dizendo. Porque a compra justifica, em partes, a ação de extravasar aqueles sentimentos, tais como a Raiva, a Ira ou mesmo a Tristeza e a Felicidade.

Que atire a 1ª Pedra quem nunca curou as mágoas no Shopping Center!

Mas isso, apesar de dar a sensação de satisfação, não vai curar o seu problema ou a sua insatisfação. Por sinal, essa atitude pode acentuar tais problemas. O ideal, então, é dar o gás na autoestima de outra forma e, preferivelmente, em outro lugar. Ao invés de “caminhar” no shopping, por que não fazer isso na praça ou no parque? Pense bem.

Ah, e se tratando de compras, você tem que saber desse segredo: o Vendedor, antes de ser seu amigo, é um vendedor. Ou seja, ela precisa bater a meta mensal dele. Então, quando ele disser que aquele produto é o último da loja, não acredite. E desconfie também quando ele dizer que na próxima semana o valor do produto vai dobrar. Respire fundo!

Por sinal, esses vendedores tem a mesma função dos gerentes dos bancos, que querem, de qualquer forma, vender os seus produtos.

Que atire a 1ª Pedra quem nunca foi bombardeado pelos produtos bancários demonstrados pelo Gerente!

Leia Mais sobre issoServiços, Taxas, Pacotes, Contas Grátis, Gerentes… Veja um Guia Completo de como se comportar com o seu banco! “Denominamos esse texto como um Guia porque ele lista muitos aspectos corriqueiros dos bancos. Nesse texto você vai comprovar como 1 mil reais no cartão de crédito, por exemplo, pode virar 5 mil reais em apenas 12 meses”. Leia a notícia inteira!

E, ainda continuando a falar sobre compras, não podemos esquecer o nosso “queridíssimo” Cartão de Crédito! Sabe, aquele parceiro nosso que está conosco em todos os lugares em todas as compras? Pois bem, saiba que ele é um verdadeiro come quieto! Ah, e se você considera consumista, deixe esse bendito em Casa. Esse é a dica de ouro: Deixe-o em casa e em um lugar bem escondido.

Quando for sair às compras, quando essas compras forem realmente necessárias, tais como a alimentação, leve o dinheiro vivo e contado. Porque assim, você não vai gastar mais do que pode, concorda? E mesmo que você preferir comprar a picanha, ao invés do contra filé, vai ter que, na mesma hora, trocar o sabão em pó de 5 Kgs pelo Sabão em Pedra. É tudo proporcional.

Usar o Cartão de Crédito pode parecer uma atitude passiva, mas o boleto que chega na sua casa todo mês é bem ativo. E afinal…

Que atire a 1ª Pedra quem nunca se arrependeu de ter usado o Cartão de Crédito!

Ah, claro! Você ficou com dúvida do por que usar o Cartão de Crédito não é um bom negócio, mesmo que ele pode facilitar as compras, não é? É por causa dos juros! Os Juros São Compostos, ou também chamados de Juros sobre Juros. Bom, a história é muito triste porque o Cartão de Crédito, se não for usado com sabedoria, pode destruir até mesmo o seu relacionamento.

Veja 2 notícias, abaixo: a 1ª sobre os Juros do Cartão de Crédito e a 2ª Sobre os relacionamentos:

  1. Cartão de Crédito já tem juros altos e agora ainda terá o preço diferenciado… Entenda essa história!
  2. Problemas com Dinheiro é a principal causa dos divórcios: 3 passos para ter um Bom Planejamento Financeiro Familiar em 2017

Voltando ao assunto das compras por impulso, não podemos deixar de falar das compras realizadas na internet. Bem, lá em cima falamos para você deixar o Cartão de Crédito em casa. Ok. Mas, não adianta fazer isso, se, ao chegar em casa, você pegar o cartão e comprar pela internet. Ficará elas por elas, concorda?

Qual é a dica nesse caso? Elimine todos aqueles e-mail que você recebe das lojas com PROMOÇÕES IMPERDÍVEIS. Descadastre-se é a palavra chave! E de ordem! Ah, aquela página do Facebook ou do Instagram, também! Pelo menos nesse momento, que você tem que evitar gastos, tire tudo de perto! Não curta, não compartilhe e não veja! Essa é a melhor forma de você não “sentir vontade” de comprar algo. Porque…

Que atire a 1ª Pedra quem nunca ficou com vontade de consumir algo só porque viu na Internet!

Mesmo aqueles sites da China, que vendem produtos super baratos… Esqueça-os. Você não está precisando de nada que está ali. E, se estiver precisando, faça uma longa pesquisa, entre em vários sites, veja os valores dos fretes, os parcelamentos e etc. Mas só se estiver precisando mesmo, estamos combinados?

O seu Comportamento é que fará a sua Riqueza

Estamos no final do artigo já, pessoal. Mas, não podemos terminar sem antes falar da importância do seu comportamento frente ao seu sucesso financeiro! Isso porque notamos que muitas pessoas justificam tais fracassos culpando os pais ou a educação que tiveram. A justificativa maior é que: “O meu pai fazia isso, por isso, eu faço também”.

As 10 Melhores Maneiras de Ensinar Educação Financeira para os seus filhos

O que temos para comentar sobre isso é que… Os tempos mudaram. E nem tudo o que era certo fazer, é o certo a se fazer hoje! Vamos te dar um exemplo muito simples: há algum tempo atrás, construir vários imóveis para depois alugar era sinônimo de riqueza e de pessoa bem-sucedida! Assim, a pessoa poderia viver apenas com a renda daquele negócio.

Hoje, não é assim! Hoje, basta notar, temos uma grande oferta de imóveis pelo Brasil todo. E, somado à isso, uma oscilação de preços, de valores, de opções, de concorrentes, de inquilinos. O que, no fim das contas, nos gera um grande problema. A resposta é curta e grossa: hoje, investir em imóveis não é um bom negócio.

Sobre esse assunto, fizemos nessa semana uma matéria completa. Simulamos, inclusive, valores reais! Supomos um valor e, em cima dele, fizemos uma conta para mostrar o quanto você pode lucrar no mercado financeiro e o quanto vai lucrar se comprar imóveis. Para você ter uma ideia: no investimento financeiro, você pode faturar 1 milhão de reais em apenas 10 anos, coisa que, infelizmente, não ocorrerá no caso do imóvel.

Ficou curioso, não é? Então, veja essa explicação completa na matéria

Como Lucrar 1 milhão de reais em 10 anos com imóveis? Seja um dos poucos a saber essa resposta!

Agora, voltando ao assunto dos pais, precisamos ter a consciência que já somos adultos e lidamos com as nossas próprias características, tanto físicas quanto psíquicas! Mas, o que importa mesmo é que temos uma caixa de ferramentas para trabalhar! E, essa caixa é sua. E só sua, então, nada muda se ficarmos apenas colocando a culpa em outras pessoas.

Precisamos refletir e detectar os problemas. Depois, buscar as melhores soluções, que vão estar dentro dessa caixa de ferramentas. Sendo humanos, temos a grande vantagem de poder mudar os nossos hábitos e obter, com isso, melhores resultados.

Até é compreensível que joguemos a culpa na nossa cultura, afinal, quem viveu ao longo dos anos de 1950 a 1990 sabe muito que passamos por um período de inflação, na qual era preferível consumir a poupar. No entanto, a partir de 1994, com o Plano Real, os preços ficaram estáveis e as condições econômicas melhoraram. O resultado foi a expansão do crédito e o aumento do consumo.

A partir de então, não há mais motivos, ao menos culturais, para não poupar dinheiro. Mesmo porque, quando o assunto é consumo, além da enxurrada de propagandas e publicidades que recebemos, ainda tem o alto valor dos impostos do governo. E as taxas bancárias? Bem, a época do consumo exacerbado já passou, não tenham dúvidas. Em suma, o importante é economizar dinheiro.

Finanças Pessoais: 5 Passos Fundamentais para Fazer o Salário Caber Dentro do Mês?
Reprodução: PixaBay

Mas, para finalizar, vem a pergunta-chave: economizar dinheiro para quê? A resposta é sua, meu caro. Você precisa criar metas e ter objetivos, precisa seguir uma orientação, que seja ao sul ou ao norte, mas é preciso ter foco. Quando você não as tem, o seu sucesso financeiro fica distante, longínquo.

A notícia boa é que a Educação Financeira tem ganhado espaço, tanto é que você está aqui, lendo uma notícia sobre esse tema. Algo que era quase que impossível nos anos atrás, como citado acima. Então, faça você a sua parte e divulgue esse conhecimento, fale com a família sobre dinheiro. E com os amigos também. Reflita, debate e consuma menos.

E nunca esqueça que… Para enriquecer, é preciso investir. Faça o dinheiro trabalhar por você! E, por fim, nunca deixe de lembrar que a decisão final é sempre sua e de mais ninguém!

Aprenda a Investir com Risco Zero

Leitura Complementar: Descubra um Jeito Revolucionário para você Economizar Dinheiro Rápido

Como Economizar Dinheiro e por que é importante poupar parte do seu salário, você já viu aqui no Blog. Porém, pode ser que, mesmo assim, você ainda não conseguiu controlar os seus instintos consumistas e continua gastando além do que deveria. E, para tal, existem algumas mudanças de hábitos que são necessárias, entre elas, tornar-se fiel à seu planejamento financeiro mensal.

Mas hoje, vamos mudar o rumo dessa conversa e vamos falar sobre uma tecnologia que promete te ajudar (e muito) a poupar dinheiro! Leia a notícia toda!

Com informações do Organizze e MSN

ANÚNCIO