Ver Filmes sem Gastar Dinheiro – Saiba como Ter uma Sala de Cinema em Casa

A sensação de ver filmes no cinema é realmente boa. Você tem uma tela gigante, um som (normalmente) acústico, pipoca e a emoção de ter tudo em “primeira mão”. Mas, quando falamos em dinheiro, parece que o assunto muda de rota – os gastos são exagerados.

Se você é uma das pessoas que conseguiu entender que é possível economizar dinheiro na hora de ver filme, saiba que você não é o único – o número de pessoas que trocam o passeio no cinema pela sessão de filmes em casa é grande.

Se divertir em casa é possível, a começar pelo lugar confortável – você pode esticar as pernas o quanto quiser, por exemplo. As vantagens são as mais variadas. Separamos algumas.

Sem Filas

Dependendo do dia e do filme, você teria que encarar uma grande fila no cinema.

Ver em casa torna-se uma boa opção para os impacientes.

Inclusive, você pode até mesmo ter alguns convidados, sem que haja incômodos.

Pipoca

Quem não gosta de uma pipoca e comer o quanto quiser?

Você pode até preparar um brigadeiro ou acertar na receita de um bolo quentinho.

Acredite: tudo isso, mais o suco ou refrigerante, sai bem mais em conta do que o valor pago nos mesmos produtos vendidos no cinema.

Clima

Você é daquelas pessoas que passam frio com o ar-condicionado da sala de cinema?

Ou você passa calor?

Em casa, você não sofre com isso. Pode pegar até um cobertor se quiser. Tem a liberdade de ligar o ventilador, o ar-condicionado, abrir as portas, apagar as luzes… Fazer o que quiser.

Sossego

Quando assiste filmes em casa, as pessoas ficam livres dos tumultos do cinema, dos gritos e das risadas exageradas.

Além de tudo, você pode pausar o filme quando quiser para ir ao banheiro, por exemplo. E não perderá uma única cena.

Aliás, se distraiu e perdeu a fala do personagem? Volte algumas cenas… Simples assim.

Filmes

Começou a assistir o filme não gostou? Pause e escolha outro! Só em casa você tem liberdade para fazer isso.

Serviços de Streaming

Antes você precisa locar filmes e esperar os lançamentos saírem do cinema. Hoje não mais.

Os serviços de streaming disponibilizam lançamentos, opções dubladas e qualidade. Vamos falar disso no próximo tópico.

Entenda o Mercado Financeiro Assistindo Essas 5 Séries – algumas no NETFLIX

Ver Filmes sem Gastar Dinheiro – Saiba como Ter uma Sala de Cinema em Casa
Reprodução: Google

Plataformas para Assistir Filmes em Casa

Nesta parte do artigo, consideramos que você esteja realmente “duro” e deixamos de lado as TVs por assinaturas. É claro que você vai pensar: Netflix! Sim, esse é o serviço de streaming mais conhecido do mundo, mas há outras opções, confira a lista!

PopcornFlix

É um streaming controlado pela produtora Screen Media Ventures.

Ela disponibiliza filmes e séries atuais e os mais antigos.

A plataforma não tem legendas ou dublagens em português. Isso torna necessário ter alguma noção de inglês para assistir os filmes.

É uma boa opção para quem quer praticar a língua.

O acesso é totalmente gratuito.

Amazon Prime Video

Também faz parte dos streamings.

Ele tem filmes e séries originais e outros mais populares.

Com uma assinatura mais barata do que o Netflix, é possível acessar e assistir filmes na plataforma via celular e pelas Smart TVs.

Google Play Filmes

A Google não poderia ficar de fora e tem um formato um pouco mais diferente do que os seus concorrentes.

Ela fez uma parceria com as distribuidoras de filmes, por isso os grandes lançamentos é que fazem parte do seu catalogo.

A plataforma funciona por meio de aluguel e compra de títulos. Os filmes rodam diretamente no Youtube.

Crunchyroll

É dedicado as pessoas que gostam de “otaku”, ou seja, como Naruto e Cavaleiros do Zodíaco.

A plataforma oferece uma lista grande de títulos no seu acervo, com episódios lançados simultaneamente com o mundo todo.

Crackle

É parecido com o PopcornFlix e pertence a uma produtora, só que desta vez com a Sony.

No seu acervo, ele tem filmes e séries criados pela produtora e outros títulos.

O streaming é compatível com aparelhos da Sony, mas também está disponível para smartphones, tablets e computadores.

O serviço é gratuito.

Sobre Ficar Rico: 15 Filmes sobre o Mercado Financeiro no Netflix

Como Ter uma Sala de Cinema em Casa

Se você já viu as vantagens de ver filmes em casa e conhece algumas plataformas para fazer isso. Resta saber agora como ter um cinema dentro de casa. Confira algumas dicas breves e baratas!

Use o que você tem

Você poderia investir o seu dinheiro e comprar uma bela TV e um home theater para montar o seu cinema em casa, mas estamos falando em economizar dinheiro, lembra?

Portanto, considere usar o que você tem em casa. Você não precisa de muito e os ingredientes são simples: assentos confortáveis, uma tela grande e um programa para assistir o filme.

Você pode até criar o clima: apague a luz, climatize do seu gosto, mude o brilho da TV.

Mudanças periódicas

Se o seu orçamento é curto, você pode começar a montar uma sala de cinema aos poucos até que fique perfeita para você.

O ideal é começar aos poucos – não troque tudo de uma só vez. O ambiente não precisa de muito. Considere primeiro uma TV que esteja de acordo com o seu perfil.

Depois, almofadas confortáveis. A partir daí, os outros itens não são necessários, mas pode deixar tudo do seu agrado, como o rack e a iluminação.

Use o dinheiro da forma certa

Se você planeja ter uma sala de cinema, comece a pesquisar preços, mas sem pressa.

Em certos períodos do ano, algumas lojas fazem promoções, queima de estoque… E se você já tem em mente mudar o ambiente, saberá quando o valor estará valendo a pena ou não.

Com o tempo e a paciência, você pode até pensar em ter uma pipoqueira vintage, por que não?

20 Filmes sobre o Mercado Financeiro para Ver nas Férias

Ver Filmes sem Gastar Dinheiro – Saiba como Ter uma Sala de Cinema em Casa
Reprodução: Google

Cinema em Casa – um lazer barato

Considere o cinema em casa como uma forma de ter lazer sem gastar muito.

Mas faça isso da forma certa. Não adianta ficar em casa e ficar pensando em todos os problemas que tem no dia a dia. Trate sua sala como se fosse um cinema mesmo. Tire o tempo para descansar, relaxar, curtir.

Dependendo da sua região, você não gastará mais do que 12 reais para ver um filme em casa, se já tiver um software para assistir online. Ainda pode ter opções mais saudáveis, como fazer um suco natural de laranja ao invés do refrigerante de máquina.

Tenha em mente que economizar dinheiro não tem a ver com ficar preso em casa sem puder fazer o que gosta. Aqui neste artigo está uma boa prova disso!

Gestão Financeira Pessoal em 5 Passos – Para Controlar os Gastos Mensais

dar prioridades às contas necessárias e cortar os gastos extras, procurar pendências com taxas de juros elevadas e renegociar elas e, mais importante que tudo, investir dinheiro em aplicações financeiras que rendam algum juros periodicamente.

1 – Encare os Números

Nada de “anotar depois” ou “é um gasto pequeno, não preciso anotar”. Você nunca vai conseguir organizar as suas finanças se não fizer o controle exato que entra e do que sai de dinheiro todos os meses.

Registro dos Gastos é fundamentalmente importante.

O lado bom é que você pode escolher o seu próprio método para fazer isso – existem aplicativos para celulares, planilhas de controle de gastos do excel e registros manuais.

Aqui no blog já ensinamos como Fazer o Registro Manual através da Técnica dos Envelopes.

“É mais vantajoso porque você nunca vai esquecer de anotar com o que gastou o dinheiro, além disso, poderá fazer uma análise sobre quanto imaginava gastar e quanto acabou realmente gastando”, disse o criador da técnica, Robinson Trovó.

Se você quer entender um pouco mais como funciona essa técnica, clique aqui.

Para todos os casos, o mais importante é manter os números atualizados diariamente, incluindo os centavos, os empréstimos, os boletos, as balas, entre outros.

O seu cafezinho, por exemplo, pode custar apenas 5 reais hoje. Mas, se o valor for diário, pode representar um gasto exorbitante de 1,8 mil reais no ano todo.

2 – Identifique os Gastos Supérfluos

Com as despesas registradas, fica mais fácil reconhecer os gastos que são supérfluos, ou seja, não necessários. Mais importante do que reconhecer é saber que eles podem comprometer o seu orçamento financeiro muito mais do que você imaginava.

Depois que listar todas as possibilidades de corte desses gastos, leve em conta definir aquilo que é prioridade.

A questão é muito simples de ser resolvida – normalmente, os gastos necessários são: alimentação, saúde e educação. O restante pode ser considerado supérfluo.

“Você tem que economizar sem sacrificar o bem-estar”, afirma Rodolfo Amstalden, que é sócio-fundador da Empiricus Research.

“De todos os gastos que você teve no mês, quais são aqueles dois quais você se arrepende”?

“Não estou falando para deixar de sair e ficar só em casa assistindo aos filmes do Netflix. Mas é importante equilibrar estes gastos. Se você puder analisar seu extrato, apontar aquilo que não traz algo bom e tentar cortar gastos no mês seguinte, vai sobrar mais dinheiro para investir”, diz Rodolfo.

3 – Evite Parcelar as Compras

Mesmo que você deixe de comprar o que é prioridade, você continuará fazendo compras. Aliás, o supermercado tem que ser feito todos os mesmos para que não falte comida em casa. A dica, para as compras prioritárias é não parcelar.

O Cartão de Crédito, por exemplo, pode ser usado de forma positiva, mas muito raramente. Enquanto você estiver trabalhando o seu orçamento financeiro e definindo suas prioridades, o ideal é que deixe ele no “banco de reservas”.

Dê um tempo ao seu cartão de crédito e faça compras apenas à vista.

Todo pagamento à vista gera desconto, além de tudo.

Dan Ariely entrevistou muitas pessoas e pediu que analisassem seus extratos bancários. A grande maioria das pessoas disse que se arrependem quando gastaram muito dinheiro na balada, saindo para um bar ou em um restaurante. Pense nisso.

4 – Tenha uma Reserva Financeira

Ter um Fundo Financeiro Emergencial é importante para evitar que Imprevistos desmorone sua vida. Existem dois exemplos clássicos – e tristes – que explicam por que é importante ter essa reserva:

1) para o caso de perda de emprego e

2) para o caso de doenças sérias que exigem tratamentos imediatos e caros.

E não adianta vir dizer que você tem “sorte” ou que “essas coisas não acontecem com você”. Porque em todo momento da vida acontecem imprevistos. O carro pode quebrar, a casa pegar fogo, o remédio custar caro…

E uma infinidade de ações que não estavam no planejamento.

Por isso, ter uma reserva financeira é importante e fará com que você tenha facilidade em tomar atitudes, sempre pensando no crescimento financeiro.

Se você não tem nada guardado, fica difícil até mesmo planejar o pedido de uma promoção no trabalho, para se ter uma ideia.

Quanto ao valor, os especialistas não tem uma opinião única, mas na média, fala-se em reservar o equivalente à 6 meses de trabalho. Por exemplo, se sua Renda Mensal é de 3 mil reais, então, imagina-se que sua reserva seja de, pelo menos, 18 mil reais.

“As pessoas ficam felizes quando identificam que investiram em algo que vai trazer retorno positivo”, diz Rodolfo.

5 – Procure As Melhores Opções de Investimento

Existem muitas opções de investimentos no Mercado Financeiro atual. Então, se você é daquelas pessoas que só conhecem a poupança, melhor olhar para frente e para os lados. Conheça mais sobre o mercado.

Aliás, Aplicações Financeiras não é só sobre Investir Dinheiro na Bolsa de Valores.

Existe, por exemplo, a Renda Fixa que é um tipo de investimento muito seguro e tem rentabilidades superiores ao da poupança.

Normalmente, são títulos de bancos ou do Governo Federal. O importante é fazer sua reserva render e ter segurança para que ela não fique abaixo do índice de inflação.

Quando você encontra tais investimentos que dizem respeito ao seu perfil investidor, você começa a entender um pouco mais sobre investir, lucrar e multiplicar, que são verbos que passam pela cabeça de quem se preocupa em ter um patrimônio financeiro que garanta um futuro tranquilo.

“Economize um pouco a cada mês, investir aquela economia. O dinheiro que você não gastou ainda vai se multiplicar. Será um ciclo virtuoso bom de acompanhar”, finaliza o especialista.

Além de levar em conta os investimentos financeiros, pense também em f

Com informações da Organizze