20 Filmes sobre o Mercado Financeiro para Ver nas Férias

ANÚNCIO

Em um mundo cada vez mais diversificado e dinâmico, as pessoas tiram férias em períodos diferentes. No entanto, a grande maioria ainda aproveita os dias de julho para descansar, ainda mais se levarmos em conta as férias escolares, que influência nesse processo.

Se você está com uns dias livres e tem disposição para fazer um grande curso gratuito sobre o Mercado Financeiro, faça uma maratona e selecione algumas dessas obras do cinema para ver em casa. A maioria delas tem no Netflix.

ANÚNCIO
  • No final do artigo, você terá um tópico bônus: Como Ficar Rico e Lucrar mais de 300 mil reais assistindo Netflix? Portanto, não deixe de ler!

Fizemos essa breve lista (por ordem de ano de lançamento) para te orientar sobre os possíveis filmes que vão agregar muito valor à sua compreensão acerca do Mercado Financeiro.

Todas as sinopses apresentadas aqui foram divulgadas pelos próprios filmes e alguns comentários foram publicados no site AdoroCinema, que é especializado na cultura cinematográfica.

Antes de chegarmos à lista, saiba como analisar os filmes que falam de dinheiro…

Se você gosta de cinema, provavelmente já viu um filme chamado “O lobo de Wall Street”, estrelado por Leonardo Di Caprio.

ANÚNCIO

E, depois de assistir, você deve ter pensado: “Investimento não é pra mim”.

Mas, pode ficar tranquilo, que nós vamos desmistificar algumas informações, ok?

Mentira 1: Vivemos em iates e em festas todos os dias.

Isso não faz o menor sentido.

Primeiro você precisa entender que as pessoas que investem dificilmente tem o hábito de ostentar. Porque pra elas, ostentar é sinônimo de viver em função do que os outros pensam. E ter essa vida em prol dos outros faz com que os seus gastos aumentem e você gaste mais do que ganha, caminhando para a mentalidade da pobreza.

De fato, quem vai querer ostentar com iates e festas são os filhos e sobrinhos dos investidores. E também os netos dele.

Eu estou nesse mercado há 13 anos e isso nunca me aconteceu. O que a gente faz é estar sempre com a família e com os amigos.

De segunda a sexta a gente trabalha, para chegar ao final de semana e dar aquela relaxada com a família. Mas, sem ostentar.

Conheço muita gente desse mercado que é, aliás, totalmente contra esse mau comportamento.

Que fique claro: iates e festas só acontecem em Hollywood.

Mentira 2: Só investe quem tem muita grana.

No mesmo filme que citei logo no começo do vídeo, o personagem principal – vivido por Leonardo Di Caprio – está montado no dinheiro. A impressão que fica é que aquela realidade está muito distante da nossa realidade.

Mas, você sabe quanto precisa ter para começar a investir?  

Você precisa ter o que sobra no final do mês. É a subtração do quanto você ganhar menos o quanto você gasta, seja, 100, 50 ou 70 reais.

Você investe e começa a receber juros. Assim, aos poucos, seu investimento vai ficando cada vez mais denso.

A gente vai ter um vídeo falando sobre isso, mais pra frente.

Então, essa história que tem que ter muita grana e que tem que ser um milionário para poder começar a investir é mentira e só acontece em filmes!

Mentira 3: Seu local de trabalho parece um harém.

Rodeado de mulheres lindas, poderosas, com champanhe, um telão de led…

É mentira!

Só para você ter uma ideia, a maioria das pessoas que eu conheço e que investem no mercado financeiro, trabalham em casa.

Você precisa de muito pouco para começar a investir: um computador, uma internet e um local tranquilo.

Com isso, por mais simples que possa parecer, você está apto a ser um grande investidor.

Em resumo, fica a dica: da próxima vez que vocês assistiram algum filme de Hollywood, que vai dar ênfase ao mercado financeiro e aos investimentos, prestem bastante atenção, combinado?

20 Filmes sobre o Mercado Financeiro para Ver nas Férias

Agora sim, vamos às indicações dos filmes… Lembre-se que eles estão em ordem cronológica, sendo que o primeiro é o mais recente e o último, o mais antigo.

1 – Jogo do Dinheiro – 2016

Lee Gates (George Clooney) é o apresentador do programa de TV “Money Monster”, onde dá dicas sobre o mercado financeiro mesclando com performances típicas de um popstar.

Um dia, um desconhecido (Jack O’Connell) invade o programa exatamente quando ele está sendo gravado e, com um revólver, obriga Lee a vestir um colete repleto de explosivos.

Patty Fenn (Julia Roberts), a produtora do programa, imediatamente ordena que o mesmo saia do ar, mas o invasor exige que ele permaneça ao vivo, caso contrário matará Lee.

Assim acontece e, a partir de então, tem início uma investigação incessante para descobrir quem é o sequestrador e algum meio de salvar todos os que permanecem no estúdio.

Paralelamente, a audiência do programa sobe sem parar e todos passam a acompanhar o que acontecerá com o apresentador.

2 – A Grande Aposta – 2016

Michael Burry (Christian Bale) é o dono de uma empresa de médio porte, que decide investir muito dinheiro do fundo que coordena ao apostar que o sistema imobiliário nos Estados Unidos irá quebrar em breve.

Tal decisão gera complicações junto aos investidores, já que nunca antes alguém havia apostado contra o sistema e levado vantagem.

Ao saber destes investimentos, o corretor Jared Vennett (Ryan Gosling) percebe a oportunidade e passa a oferecê-la a seus clientes. Um deles é Mark Baum (Steve Carell), o dono de uma corretora que enfrenta problemas pessoais desde que seu irmão se suicidou.

Paralelamente, dois iniciantes na Bolsa de Valores percebem que podem ganhar muito dinheiro ao apostar na crise imobiliária e, para tanto, pedem ajuda a um guru de Wall Street, Ben Rickert (Brad Pitt), que vive recluso.

3 – O Lobo de Wall Street – 2013

Durante seis meses, Jordan Belfort (Leonardo DiCaprio) trabalhou duro em uma corretora de Wall Street, seguindo os ensinamentos de seu mentor Mark Hanna (Matthew McConaughey).

Quando finalmente consegue ser contratado como corretor da firma, acontece o Black Monday, que faz com que as bolsas de vários países caiam repentinamente.

Sem emprego e bastante ambicioso, ele acaba trabalhando para uma empresa de fundo de quintal que lida com papéis de baixo valor, que não estão na bolsa de valores.

É lá que Belfort tem a ideia de montar uma empresa focada neste tipo de negócio, cujas vendas são de valores mais baixos mas, em compensação, o retorno para o corretor é bem mais vantajoso.

Ao lado de Donnie (Jonah Hill) e outros amigos dos velhos tempos, ele cria a Stratton Oakmont, uma empresa que faz com que todos enriqueçam rapidamente e, também, levem uma vida dedicada ao prazer.

4 – Grande Demais para Quebrar – 2011

O banqueiro Richard Fuld, entre março e outubro de 2008, em meio a conversas com personalidades como Hank Paulson (secretário do Tesouro estadunidense), Ben Bernanke e Tim Geithner tenta salvar o Lehman Brothers.

Durante as negociações, buscava-se uma solução privada envolvendo banqueiros de investimento e membros do Congresso para preservar a empresa sediada em Nova York.

5 – O Homem que Mudou o Jogo – 2011

Billy Beane (Brad Pitt) é o gerente do time de baseball Oakland Athletics.

Com pouco dinheiro em caixa e a ajuda de Peter Brand (Jonah Hill), ele desenvolveu um sofisticado programa de estatísticas para o clube, que fez com que ficasse entre as principais equipes do esporte nos anos 80.

6 – Margin Call: O Dia Antes do Fim – 2011

Peter Sullivan (Zachary Quinto), Seth Bregman (Penn Badgley) e Will Emerson (Paul Bettany) trabalham no setor de riscos em uma corretora, que está realizando uma série de demissões.

Cerca de 80% do setor em que trabalham foi demitido, entre eles o chefe do trio, Eric Dale (Stanley Tucci).

Ao pegar o elevador Eric entrega a Peter um pen drive, que contém algo em que estava trabalhando no momento.

O alerta para que tomasse cuidado com o conteúdo chama a atenção de Peter, que fica após o horário de trabalho para dar uma olhada no arquivo.

Logo ele descobre que trata-se de uma análise da volatilidade da empresa, que indica que há duas semanas ela ultrapassou e muito o limite de risco o qual pode correr.

Desta forma a empresa está prestes a falir, o que provoca uma reunião de emergência com diversos setores da empresa, entre eles seu dono, o acionista John Tuld (Jeremy Irons).

https://www.youtube.com/watch?v=ZpTxFtL6H98

7 – Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme – 2010

Após cumprir pena por fraudes financeiras, Gordon Gekko (Michael Douglas) deixa a prisão.

Impossibilitado de operar no mercado financeiro, ele dedica seu tempo a realizar palestras e a escrever um livro, onde critica o comportamento de risco dos mercados.

Um dia, após uma das palestras, ele é abordado por Jacob Moore (Shia LaBeouf), um operador idealista do mercado de Wall Street.

Ele vive com Winnie (Carey Mulligan), filha de Gekko que não fala mais com ele, e usa esta proximidade para conseguir sua atenção.

Jacob quer conselhos sobre como agir com Bretton James (James Brolin), um grande investidor que fez com que seu mentor, Lewis Zabel (Frank Langella), tivesse que vender sua tradicional empresa por uma ninharia.

Gekko decide ajudá-lo, pedindo em troca que Jacob o ajude a se reaproximar de Winnie.

8 – Trabalho Interno – 2010

Em 2008, uma crise econômica de proporções globais fez com que milhões de pessoas perdessem suas casas e empregos.

Ao todo, foram gastos mais de US$ 20 trilhões para combater a situação.

Através de uma extensa pesquisa e entrevistas com pessoas ligadas ao mundo financeiro, políticos e jornalistas, é desvendado o relacionamento corrosivo que envolveu representantes da política, da justiça e do mundo acadêmico.

9 – Os Delírios de Consumo de Becky Bloom – 2009

Nova York. Rebecca Bloomwood (Isla Fisher) é uma garota que adora fazer compras e seu vício a leva à falência.

Seu grande sonho é um dia trabalhar em sua revista de moda preferida, mas o máximo que ela consegue é um emprego como colunista na revista de finanças publicada pela mesma editora.

Quando enfim seu sonho está prestes a ser realizado, ela repensa suas ambições.

10 – Capitalismo: Uma História de Amor – 2009

Michael Moore apresenta uma análise de como o capitalismo corrompeu os ideais de liberdade previstos na Constituição dos Estados Unidos, visando gerar lucros cada vez maiores para um grupo seleto da sociedade, enquanto que a maioria perde cada vez mais direitos.

11 – Quem Quer Ser um Milionário? – 2008

Jamal K. Malik (Dev Patel) é um jovem que trabalha servindo chá em uma empresa de telemarketing. Sua infância foi difícil, tendo que fugir da miséria e violência para conseguir chegar ao emprego atual.

Um dia ele se inscreve no popular programa de TV “Quem Quer Ser um Milionário?”.

Inicialmente desacreditado, ele encontra em fatos de sua vida as respostas das perguntas feitas.

12 – As Loucuras de Dick e Jane – 2006

Dick (Jim Carrey) e Jane (Téa Leoni) formam um casal que vive confortavelmente, até ele ser demitido. As dívidas se acumulam cada vez, deixando-os em estado caótico.

Para manter o padrão de vida que levavam eles decidem realizar pequenos roubos.

Após um início cheio de problemas, eles se vêem diante do golpe que pode deixá-los milionários.

13 – A Procura da Felicidade – 2006

Chris Gardner (Will Smith) é um pai de família que enfrenta sérios problemas financeiros. Apesar de todas as tentativas em manter a família unida, Linda (Thandie Newton), sua esposa, decide partir.

Chris agora é pai solteiro e precisa cuidar de Christopher (Jaden Smith), seu filho de apenas 5 anos.

Ele tenta usar sua habilidade como vendedor para conseguir um emprego melhor, que lhe dê um salário mais digno.

Chris consegue uma vaga de estagiário numa importante corretora de ações, mas não recebe salário pelos serviços prestados.

Sua esperança é que, ao fim do programa de estágio, ele seja contratado e assim tenha um futuro promissor na empresa.

Porém seus problemas financeiros não podem esperar que isto aconteça, o que faz com que sejam despejados.

Chris e Christopher passam a dormir em abrigos, estações de trem, banheiros e onde quer que consigam um refúgio à noite, mantendo a esperança de que dias melhores virão.

14 – Enron: Os Mais Espertos da Sala – 2005

Um estudo sobre um dos maiores escândalos corporativos da história dos Estados Unidos, em que executivos da Enron, a 7ª maior companhia do país, fugiram com bilhões de dólares e deixaram acionistas e investidores sem um único tostão.

Através de depoimentos e gravações é mostrada como funcionava a hierarquia interna na Enron.

15 – O Primeiro Milhão – 2000

Seth Davis (Giovanni Ribisi) um jovem trambiqueiro que montou um pequeno cassino em seu apartamento e possui dois sonhos na vida: ganhar seu primeiro milhão de dólares e conquistar o respeito do pai, um importante juiz federal.

Para isso, ele tenta deixar de lado sua vida ilegal e sai em busca de um emprego de verdade.

Consegue uma vaga numa empresa que promete transformar seus empregados em milionários. Mas a felicidade dura pouco, pois logo Seth descobre que existe algo de na empresa.

16 – A Fraude – 1999

Nick Leeson (Ewan McGregor) é um dos muitos empregados do Barings Bank.

Nick é mais ambicioso que a maioria e não pretende trabalhar sempre como um escriturário, assim quando lhe é oferecida a chance de ir para Jacarta para resolver um problema, que ninguém quer assumir, ele agarra a oportunidade com ambas as mãos.

Lá ele conhece e se casa com Lisa (Anna Friel). Juntos eles vão para Singapura, quando o banco oferece a ele um emprego de corretor da bolsa para montar as opções de operação em mercado futuro.

Para economizar dinheiro, o banco força Nick a contratar empregados mal-remunerados, que não precisem de qualificação profissional.

Seu primeiro ano de negócios é um grande sucesso e ele consegue grandes lucros para o banco, embora tenha ilegalmente quebrado as regras tradicionais e secretamente tendo escondido as perdas na conta 88.888, que foi criada para este fim.

Tendo mais liberdade, e até mesmo mais dinheiro, e sem ninguém o checando, Nick começa a acumular perdas e tenta outra vez negociar por fora, mas desta vez ele gera perdas bem maiores.

Quando Lisa perde o bebê que tanto esperavam, Nick perde totalmente o controle e especula sem nenhuma restrição com o dinheiro de outras pessoas. Isto conduz a uma crise financeira sem precedentes, que leva o banco a falência.

17 – Dinheiro, para que Dinheiro? – 1993

Quando Joey Coyle (John Cusack), um homem desempregado, acha 1,2 milhões de dólares sua primeira reação é pegar a maleta e sair correndo.

Ele pede conselhos a sua namorada Monica (Debi Mazar), que trabalha com investimentos, antes de entregar a quantia para máfia fazer a lavagem do dinheiro. Mas enquanto Joey faz planos para deixar o país, um detetive esta cada vez mais perto de o encontrar e recuperar o dinheiro.

18 – Wall Street: Poder e Cobiça – 1987

Nova York, 1985. Bud Fox (Charlie Sheen) é um jovem e ambicioso corretor que trabalha no mercado de ações. Após várias tentativas ele consegue falar com Gordon Gekko (Michael Douglas), um inescrupuloso bilionário.

Durante a conversa Bud sente que precisa dar alguma dica muito quente para ter a atenção de Gekko e então lhe fala o que seu pai, Carl Fox (Martin Sheen), um líder sindical, tinha lhe dito, que a Bluestar, a companhia aérea para a qual trabalha, ganhou um importante processo.

Esta informação não foi ainda divulgada oficialmente, mas quando isto acontecer as ações terão uma significativa alta.

Gekko o adota como discípulo e logo Bud trabalha secretamente para Gekko, abandonando qualquer escrúpulo, ética e meios lícitos, pois só quer enriquecer.

Bud obtém sucesso, o que faz seu padrão de vida mudar. Além disto se envolve Darien Taylor (Daryl Hannah), uma decoradora em ascensão, mas se os ganhos são bem maiores, os riscos também são.

19 – Trocando as Bolas – 1983

Louis Winthorpe III (Dan Aykroyd) é um executivo de sucesso que, assim como o negro marginalizado Billy Ray Valentine (Eddie Murphy), que vive de pequenos golpes, tem sua vida muito mudada quando dois riquíssimos corretores, Randolph Duke (Ralph Bellamy) e Mortimer Duke (Don Ameche), apostam sobre qual o fator preponderante que determina o sucesso de uma pessoa.

Mortimer crê que é o genético, enquanto Randolph acredita que seja o meio social.

Assim fazem acontecer desgraças com Louis, enquanto Billy Ray tem uma mudança tão brusca de status que inicialmente se desconcerta, sem imaginar que agora tem a casa, o carro e o emprego de Louis.

20 – O Poderoso Chefão – 1972

Don Vito Corleone (Marlon Brando) é o chefe de uma “família” de Nova York que está feliz, pois Connie (Talia Shire), sua filha, se casou com Carlo (Gianni Russo).

Porém, durante a festa, Bonasera (Salvatore Corsitto) é visto no escritório de Don Corleone pedindo “justiça”, vingança na verdade contra membros de uma quadrilha, que espancaram barbaramente sua filha por ela ter se recusado a fazer sexo para preservar a honra.

Vito discute, mas os argumentos de Bonasera o sensibilizam e ele promete que os homens, que maltrataram a filha de Bonasera não serão mortos, pois ela também não foi, mas serão severamente castigados. Vito porém deixa claro que ele pode chamar Bonasera algum dia para devolver o “favor”.

Do lado de fora, no meio da festa, está o terceiro filho de Vito, Michael (Al Pacino), um capitão da marinha muito decorado que há pouco voltou da 2ª Guerra Mundial.

Universitário educado, sensível e perceptivo, ele quase não é notado pela maioria dos presentes, com exceção de uma namorada da faculdade, Kay Adams (Diane Keaton), que não tem descendência italiana mas que ele ama.

Em contrapartida há alguém que é bem notado, Johnny Fontane (Al Martino), um cantor de baladas românticas que provoca gritos entre as jovens que beiram a histeria.

Don Corleone já o tinha ajudado, quando Johnny ainda estava em começo de carreira e estava preso por um contrato com o líder de uma grande banda, mas a carreira de Johnny deslanchou e ele queria fazer uma carreira solo.

Por ser seu padrinho Vito foi procurar o líder da banda e ofereceu 10 mil dólares para deixar Johnny sair, mas teve o pedido recusado.

Assim, no dia seguinte Vito voltou acompanhado por Luca Brasi (Lenny Montana), um capanga, e após uma hora ele assinou a liberação por apenas mil dólares, mas havia um detalhe: nas “negociações” Luca colocou uma arma na cabeça do líder da banda.

Agora, no meio da alegria da festa, Johnny quer falar algo sério com Vito, pois precisa conseguir o principal papel em um filme para levantar sua carreira, mas o chefe do estúdio, Jack Woltz (John Marley), nem pensa em contratá-lo.

Nervoso, Johnny começa a chorar e Vito, irritado, o esbofeteia, mas promete que ele conseguirá o almejado papel.

Enquanto a festa continua acontecendo, Don Corleone comunica a Tom Hagen (Robert Duvall), seu filho adotivo que atua como conselheiro, que Carlo terá um emprego mas nada muito importante, e que os “negócios” não devem ser discutidos na sua frente.

Os verdadeiros problemas começam para Vito quando Sollozzo (Al Lettieri), um gângster que tem apoio de uma família rival, encabeçada por Phillip Tattaglia (Victor Rendina) e seu filho Bruno (Tony Giorgio).

Sollozzo, em uma reunião com Vito, Sonny e outros, conta para a família que ele pretende estabelecer um grande esquema de vendas de narcóticos em Nova York, mas exige permissão e proteção política de Vito para agir.

Don Corleone odeia esta ideia, pois está satisfeito em operar com jogo, mulheres e proteção, mas isto será apenas a ponta do iceberg de uma mortal luta entre as “famílias”.

Bônus: Como Ficar Rico e Lucrar mais de 300 mil reais assistindo Netflix?

Netflix é um serviço que disponibiliza um amplo catálogo de filmes, séries e shows pela internet. O método de transmissão é parecido com o do Youtube, o que torna possível assistir à programação em tempo real. O grande diferencial é o preço que é de 19,90 reais para o mais básico e 29,90 para a versão premium.

Explicado o que o Netflix, se é que você ainda não sabia, o que você quer mesmo é saber como ganhar tanto dinheiro com ele, não é? Continue lendo e a resposta estará no decorrer do texto!

Benefícios do Netflix

Bom, em 1º lugar se você ainda não sabe os motivos pelo qual assinar Netflix é vantajoso, então selecionamos alguns dos principais benefícios. São aqueles mais óbvios e também os mais reais. Tudo está explicadinho em tópicos e de forma bem sintetizada. Dê uma olhada aí para descobrir, depois, como ganhar dinheiro com o Netflix:

1 – Comodidade: Você pode assistir onde estiver, a hora que quiser e no dispositivo que quiser. Ou seja, pode ser na televisão, no notebook, tablet, celular, vídeo game. E não é como alguns canais de televisão que “alugam” os filmes que tem que ser vistos até certa data. Ele é liberado até que o filme seja, de fato, excluído da biblioteca, se é que isso vá acontecer.

2 – Qualidade: Você paga por um preço único e tem qualidade em todos os filmes. Se você estava acostumado a ver filmes online, saiba que não existe essa de ter aquelas gravações feitas de dentro do próprio cinema. Todos são de qualidade, como se tivesse ido buscar na locadora.

3 – Perfil: Você pode escolher perfis diferentes. Tem a assinatura básica e aquelas mais caras. As diferenças não são muitas, mas claro que você tem todo direito de escolher aquela que melhor te satisfaz. Se você ainda não sabe, fizemos uma breve tabela para que você veja quais são os 3 perfis existentes!

Considere que o Ingresso do Cinema no Brasil é um dos mais caros do Mundo

Essa informação foi considerada por uma pesquisa feita pelo professor Samy Dana, da Escola de Economia de São Paulo, que apurou os preços das entradas de cinema em 15 cidades do país. Assim, o preço médio do cinema no Brasil foi comparado com outros 18 países dos 5 continentes.

Os resultados: o bilhete mais em conta fica na Singapura e o mais caro, na Nigéria. “Não por coincidência, a Nigéria possui uma política de meia-entrada bastante semelhante à do Brasil”, diz o professor, lembrando que outros países oferecem descontos de 30% para idades especificas, como crianças, jovens e idosos.

Por fim, o professor diz que os ingressos dos países que formam os BRICS (BrasilRússiaÍndiaChina e África do Sul), no qual está o Brasil, estão entre os mais caros do planeta.

Outra pesquisa foi feita pelo Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) e mostrou que enquanto o ingresso no Brasil custa em torno de 20 reais, em Nova York, ele sai por pouco mais de 16 reais. Se os valores do ingresso fossem comparados ao salário mínimo, então, o ingresso brasileiro é mais caro do que de Paris, Tóquio e Londres.

“Se consideramos que 40% da população brasileira recebe o salário mínimo, vamos ver que o acesso à esse bem cultural é dificultado. O consumo está crescendo entre as classes C e D, mas seria interessante que pudesse aumentar também o consumo de cultura”, diz o coordenador da pesquisa, Guilherme Varella.

Bônus 2: O que podemos aprender com o filme 

Ao longo dos anos, separamos alguns filmes que, mesmo não sendo indicados diretamente para quem quer aprender mais sobre o mercado financeiro, nós traz uma visão sobre o dinheiro. Alguns, de produção nacional, podem ser vistos por toda a família.

Listamos essas matérias, veja:

Com informações do infomoney, hcinvestimentos e adorocinema

ANÚNCIO