Entenda o EURO11 – um FII do segmento logístico de respeito

ANÚNCIO

Antes de tudo, saiba que esse texto não é uma recomendação de investimento financeiro. No entanto, considere como um texto informativo que vai falar um pouco mais sobre um FII do segmento logístico, que tem sido tendência entre os investidores brasileiros.

Assim, temos o fato de que um FII é um Fundo de Investimento Imobiliário. O ativo é negociado na bolsa de valores. Portanto, não é para qualquer perfil de investidor. Além do mais, ele está sujeito a oscilações (para baixo ou para cima).

ANÚNCIO

Por fim, saiba também que esse tipo de investimento (o FII) tem sido muito recomendado para os novos investidores que estão migrando da renda fixa para a renda variável. Assim, antes de irem para as ações, eles estudam e aplicam em FIIs. Então, bora lá conhecer o EURO11?

O que é o EURO11

Não tem forma melhor de começar esse artigo se não para explicar o que é o EURO11. Até mesmo porque você já sabe que é um FII do segmento logístico, né? Fora isso, considere que é do tipo tijolo. Ou seja, ele aplica em imóveis físicos. O foco, aliás, está nos galpões.

A ideia é a seguinte: obter imóveis físicos, que podem ser comprados ou reformados, para depois gerar alugueis ou rendimentos com a venda deles. Uma curiosidade é que esse FII é conhecido entre os investidores mais experientes como Europar.

ANÚNCIO

Ele existe desde 2002 e tem visão para investir em imóveis comerciais ou industriais. Ambos, de alto padrão de acabamento, que são focados na locação, para o longo prazo. E quem administra o fundo é a Coinvalores.

Apesar dos benefícios, tem um ponto negativo nesse fundo: a taxa de administração é alta. Mas, vamos falar mais disso no decorrer do artigo. Continue lendo para saber tudo, das vantagens aos pontos negativos.

Quanto custa a cota do EURO11

Um dos pontos que mais interessam os novos investidores é saber sobre a cotação do FII. No caso desse FII do segmento logístico, saiba que atualmente o valor é de R$ 219,48 (a pesquisa foi feita no início de setembro de 2020).

Portanto, não se trata de um ativo com valor tão acessível como outros FIIs. Ainda assim, há vantagens. Vamos entender. Quando analisamos os últimos 30 dias do fundo, a gente vê que ele chegou a ficar a R$ 200 em 18 de agosto e agora está em mais de R$ 219.

Mas, devido à pandemia, o mais aconselhável é que estudemos o histórico geral do fundo, que vem lá do seu início. Assim, em todo gráfico vemos o valor mais baixo em 2014, quando chegou a ficar R$ 120 (em março desse ano, também atingiu esse patamar).

No entanto, entre os pontos mais altos, nós temos outubro de 2012, quando atingiu R$ 255. Assim, o valor recente, de R$ 219, é considerando um dos pontos altos também.

Quanto o cotista recebe de dividendos

Se você não sabe, um dos pontos diferenciais da maioria dos FIIs é que eles pagam dividendos. Ou seja, além de ganhar com a valorização do ativo (lembrando que o investidor também pode perder se houver desvalorização), dá para ganhar rendimentos mensais.

Esses rendimentos mensais são os dividendos. Assim, o lucro que o ativo ganha é dividido entre os cotistas de forma proporcional. Para se ter uma ideia, da última vez, o dividendo pago foi de R$ 0,75 por cota. E esse é um valor médio agradável.

Assim, temos um total de R$ 2,33 em 3 meses, R$ 4,28 em 6 meses, R$ 8,23 em 12 meses e R$ 249,58 em 12 meses. Nessa última conta, a gente tem um valor que ultrapassa os 100% da relação entre o dividendo e o valor da cota atual.

No gráfico de dividendos do EURO11, a gente vê que havia uma regularidade que fica sempre entre R$ 1 e R$ 2. Porém, o valor tem caído um pouco a partir de R$ 2018.

Quantos ativos tem o EURO11

Os ascendentes a investidores dos fundos imobiliários também querem saber sobre o número de ativos. Afinal, sempre ouvem falar que quanto mais ativos um FII tem, melhor. Ao todo, nós temos 6 ativos, divididos em 2 estados, sendo São Paulo e Rio de Janeiro.

E como esse é um fundo logístico, obviamente, estamos falando de galpões, como é o CDA 1, CDRIO-1 e até mesmo um laboratório de teste de elevadores.

Ainda sobre os ativos é bem legal a gente falar que desde abril desse ano para cá todos os imóveis estão 100% ocupados. Ou seja, sem vacância. Isso quer dizer que estão rentabilizando. Em agosto de 2019, a ocupação física era de 70%, por exemplo.

Conheça também outros FIIs logísticos

Nos últimos dias, nossa equipe tem se dedicado a criar artigos focados em FIIs. Assim, também já citamos aqui no blog outros dois ativos da área de logística.

HGLG11 – é um ativo bastante conhecido. Ele tem liquidez diária de mais de 78 mil negociações, com um último dividendo ótimo, de R$ 0,78 por cota. Além do mais, a rentabilidade mensal ficou em 1,54%. Saiba mais.

FII do segmento logístico

XPLG11 – também é um ativo de logística de respeito. Inclusive, é uma tendência do mercado de FII. O último rendimento foi de R$ 0,58 e a rentabilidade mensal ficou acima de 1%. A liquidez diária também é boa, de mais de 51 mil negociações por dia. Conheça mais.

E para fins comparativos, saiba que o EURO11 tem liquidez de 193 negociações. O último rendimento foi de R$ 0,75. E a rentabilidade mensal ficou em 4,71%.

ANÚNCIO