10 Manias que te inibem de Ficar Rico, mas Ninguém tem Coragem de Contar

ANÚNCIO

Para Ficar Rico, você não precisa ganhar na loteria ou participar de um reality show – apesar disso ser realmente possível. A riqueza pode ser construída de uma base simples, da pobreza. E esse não é um fato isolado, há inúmeras histórias de pessoas que mesmo ganhando pouco dinheiro conseguiram chegar à famosa independência financeira.

Mas, como será que isso foi possível? No geral, o principio é o mesmo: mudanças de hábitos. Vamos listar vários hábitos e alguns deles são contrapostos já que te puxam para baixo e não te deixam crescer financeiramente. Por exemplo, um dos mais simples é sobre investir dinheiro.

ANÚNCIO

Você investe?

Não estamos falando em poupança ou em deixar que o próprio banco debite seu salário para “guardar” em uma previdência privada. Estamos falando em investimentos financeiros, que envolvem juros, rentabilidades, impostos e, principalmente, aumento de patrimônio.

Para você que ainda não entendeu como os hábitos ou as manias são determinantes para preservar, aumentar ou diminuir sua riqueza, saiba que a diferença do pobre e do rico não está na causa, como muitos pensam, mas sim nas consequências.

ANÚNCIO

Obviamente, para manter o exemplo acima, quem investe dinheiro consequentemente ficará rico. Simples assim.

É causa que a famosa lei da Causa e Efeito, que você já deve ter ouvido falar.

Ainda acha que o principal problema é a falta de dinheiro?

Então, explique porque a maior parte das pessoas que ganham na loteria, em reality shows ou que recebem heranças perdem tudo alguns anos depois? Viu, ter dinheiro não quer dizer que você vai ficar rico para sempre. É preciso uma base, é preciso hábitos.

E é sobre eles que vamos falar neste artigo.

Antes, no entanto, vamos ser justos e dar as devidas referências.

Os nossos hábitos aqui citados são originados de uma pesquisa temporal feita por um homem chamado Tom Corley, que publicou o livro “Change Your Habits, Change Your Life: Strategies that Transformed 177 Average People into Self-made Millionares” ou, na tradução, MUDE SEUS HÁBITOS, MUDA SUA VIDA: ESTRATÉGIAS QUE TRANSFORMARAM A VIDA DE 177 PESSOAS COMUNS EM MILIONÁRIOS.

Ele pesquisou a vida de pessoas selecionadas – e obviamente ricas – que começaram a vida na pobreza. Ele listou e selecionou vários pontos em comuns entre essas pessoas. No fim, chegou a dizer que acredita que qualquer pessoa pode melhorar a situação financeira se mudar de hábito.

Para Corley, a prosperidade financeira não depende apenas de quanto você ganha ou da estratégia que você usa ao investir dinheiro. E sim dos seus hábitos diários, que vão determinar se você será uma pessoa rica ou pobre.

Confira essas 10 manias selecionadas e tire as próprias conclusões: “será que você conseguirá ficar rico mudando apenas os hábitos”?

10 Manias que te inibem de Ficar Rico, mas Ninguém tem Coragem de Contar
Reprodução: Google

10 Manias que te Inibem de Ficar Rico

Ah, antes de listar os hábitos, vale ressaltar que Corley considera uma pessoa rica aquela que tem uma renda anual acima de 160 mil dólares ou seja, 13,3 mil dólares por mês. O que equivale a, mais ou menos, 46,6 mil reais por mês.

Já os pobres são aqueles que ganham menos do que 10 mil reais por mês. Quem fica nesse vão é chamado de classe média.

1 – A Mania do Jogo

Das 177 pessoas pesquisadas por Corley, nenhuma delas conquistou a riqueza de forma fácil ou rápida. Ao contrário, essas pessoas acreditam que jogar (na loteria ou no bicho) é perda de tempo e ilusão.

Conforme estudos de Corley, 77% das pessoas pobres fazem apostas esportivas ou em loterias regularmente. Enquanto que 94% das pessoas mais ricas do mundo nunca perderam tempo ou dinheiro apostando nisso.

E não venha dizer: “Ah, mas eles não jogam porque já são ricos”. Essas 177 pessoas pesquisadas por Corley nunca apostaram em jogos, MESMO QUANDO ESTAVAM NA POBREZA. Tudo bem? Vamos continuar a leitura, mas sem desculpas ou mimimi.

Se você quiser saber mais sobre como perder dinheiro em jogos de loteria, aqui no blog já fizemos algumas contas para mostrar quanto você pode perder se jogar diariamente. Aí, pegamos esse valor e fizemos uma projeção de um investimento que renda 1,3% ao mês.

Quer saber o resultado? Você ficaria milionário em apenas 20 anos se deixasse de jogar na loteria e começasse a aplicar seu dinheiro em investimentos financeiros.

Quer entender essa história e saber como chegamos aos números? Clique aqui – 3 Passos Simples para Ficar Milionário em 20 anos deixando de Jogar na Loteria.

2 – O Vício da Bebida

Sobre fazer mal para a saúde, nem vamos falar muito, afinal, você já deve estar cansado de saber. Mas, um fato importante e pouco falado sobre isso é que as pessoas mais pobres exageram na bebida alcoólica durante boa parte da vida, como se ali estivesse “a cura para solucionar todos os problemas financeiros existentes”.

Conforme conta Corley, existe uma gigantesca diferença entre o hábito de beber um copo de cerveja ocasionalmente e transformar isso em um hábito. “Quem tem o mau hábito de beber regularmente diminui as chances de sucesso financeiro”.

Tom conta que 50% das pessoas mais pobres pesquisadas por ele bebiam mais de dois copos de bebidas alcoólicas por dia. Sendo que 84% dos milionários estudados bebem quantidades bem menores do que isso.

Além disso, e sobre o mesmo assunto, o autor diz que beber em excesso pode prejudicar a memória e a capacidade de pensar com clareza. Você desperdiça saúde e dinheiro, em formas proporcionais e exponenciais. O álcool, ele diz, gera problemas financeiros e não o contrário.

“Isso vai de um acidente de trânsito até a perda do emprego ou divórcios”.

Por sinal, a única pessoa que vai ficar feliz com o seu hábito de beber é Jorge Paulo Lemann, que é dono da Ambev e vende produtos como Brahma, Skol, Antarctica e outras cervejas.

Aqui no blog também já publicamos uma notícia que falamos sobre os maiores vícios das pessoas, que podem representar os maiores gastos doméstica. A cerveja, para se ter uma ideia, foi a grande campeã por ser a principal razão do cartão de crédito estourado. O valor é estrondoso, confira aqui.

3 – O Convívio com Pessoas Tóxicas

É, esse ponto é bem interessante porque pouquíssimas pessoas param para pensar sobre ele. Pessoas Tóxicas, para o autor são aqueles indivíduos que te ligam para “reclamar do cônjuge”, “reclamar da saúde”, “reclamar do passado”… Reclamar.

Se você começar a observar, existem vários “amigos de reclamação”. São pessoas que “parecem” ter o hábito de reclamar todos os dias, sequencialmente. Para sair dessa roubada, faça um teste: tente conversar de forma consciente com seus amigos e parentes e vigie se existem aquelas pessoas tóxicas.

Em números, o autor afirma que 80% das pessoas mais ricas do mundo e que fizeram parte do estudo desenvolveram o hábito de se associarem a outras pessoas positivas (que são o contrário de pessoas tóxicas). Para Corley, essas pessoas tem a denominação de “Espírito de Sucesso”.

  • Quantas pessoas você conhece que sentem prazer em falar do sucesso?
  • Das conquistas?
  • Dos ganhos?
  • Das ideias inovadoras?
  • Tecnologia?
  • Quantas falam de livros interessantes?
  • De resultados extraordinários?
  • Sobre planos de negócio?
  • Quantas te dão uma amostra de qual é o caminho para o sucesso financeiro?

Note que, conforme conta Corley, você (assim como as pessoas estudadas) não precisam se afastar dos amigos tóxicos, mas pode gerenciar a sua exposição para que consiga perceber, de forma consciente, o quão negativa é a comunicação com aquelas pessoas.

Tom diz que apenas 4% das pessoas mais pobres possuem amizades com indivíduos positivos. Já o contrário, 96% deles (pobres) cultivam amizades tóxicas.

“Para ser bem-sucedido é bom cercar-se de pessoas que também querem ou já são bem-sucedidas”.

Uma pessoa não tóxica que você pode acompanhar sem sombra de dúvidas é Warren Buffett. O homem bilionário não herdou dinheiro da família e nem recebeu fortunas, mas a construiu a partir de investimentos feitos durante décadas. Conheça um pouco da trajetória dele.

4 – O Hábito de Assistir Televisão

77% dos mais pobres assistem mais de 1 hora de televisão por dia. Já 67% dos milionários assistem menos de 1 hora de televisão por dia. Assim, para o autor, fica claro que os ricos têm outras formas de diversão que não a televisão e, mais do que isso, buscam outros meios para se informar, como livros, vídeos e exercícios.

Para Corley, os mais ricos possuem hábito de aproveitar melhor o tempo, que seja de forma produtiva enquanto as pessoas pobres optam pelos passatempos – que nada mais são do que maneira de perder o tempo.

“A televisão matou a janela”, Nelson Rodrigues.

5 – Pensar Negativamente

“O sucesso de longo prazo é só possível quando você tem uma perspectiva positiva”. Corley diz, portanto que ser otimista em relação ao futuro é o primeiro passo para o sucesso financeiro, o que não acontece na maior parte das pessoas pobres.

Para ele, essas pessoas são completamente inconscientes sobre seus pensamentos, não importando se eles são positivos ou negativos. Ele diz que todo mundo para “ouvir os próprios pensamentos”.

Os pensamentos são a base dos nossos atos.

Logo, se você fica pensando negativamente o tempo todo, sua decisão sempre serão baseadas nesses pensamentos. As pessoas que tem medo de investir fora da poupança, mesmo sabendo que ela rende muito pouco, nunca vão ter o prazer de ver os rendimentos serão exponenciados.

Ainda que tenha a desculpa do “medo”, elas optam por perder dinheiro ao invés de entender o mercado e faturar com ele.

Medo e Preguiça, vale dizer, são os principais pensamentos negativos do mercado financeiro. O medo de encarar algo que valha mais a pena ou a preguiça de buscar mais conhecimento sobre assuntos desconhecidos é que faz as pessoas se manterem nas condições financeiras que estão.

“O otimista erra tanto quanto o pessimista, mas não sofre por antecipação”, Fernando Sabino.

6 – A Inconsciência sobre Procrastinar

A procrastinação é um nome teórico para a prática do “deixar para depois”. O mau hábito é muito comum nas pessoas da classe média ou baixa. Para Corley, muitas pessoas talentosas não conseguem prosperar na vida por culpa do hábito da procrastinação, já que sempre deixam decisões para quando é tarde demais.

Napoleon Hill, que também estudou os ricos, sempre dizia que as pessoas mais ricas são aquelas que tomam mais decisões.

10 Manias que te inibem de Ficar Rico, mas Ninguém tem Coragem de Contar
Reprodução: Google

7 – Agradar Todo Mundo

Agradar todo mundo, na opinião de Tom Corley, tem a ver com o fato de buscar conhecimento sobre as suas práticas. Mesmo que você seja um empresário de sucesso, pode ser que não esteja agradando a todos, portanto, saber ouvir as críticas é crucial e totalmente positivo.

Para ele, toda crítica é boa. O que você faz com ela é que vai determinar se será uma “coisa” boa ou ruim. Ofender-se é inútil. Se as pessoas nunca te criticassem, talvez você não teria tanto poder para poder crescer financeiramente.

Essa é uma teoria muito usada pelas pessoas ricas – elas adoram receber feedback dos clientes, fornecedores, patrões, de todo mundo. “Seus clientes insatisfeitos são a sua maior fonte de aprendizado”, Bill Gates.

Se você nunca se perguntar ao seu chefe como está o seu desempenho, talvez poderá ser mandado embora sem saber o motivo. Pense nisso.

8 – Overspending – Gastar Mais do que se Ganha

Gastar Excessivamente ou gastar mais do que a renda mensal é um dos hábitos mais ruins e mais persistentes na vida dos brasileiros. O resultado você já sabe – 60 milhões de endividados na atualidade.

O autor afirmou que 95% dos mais pobres costumam fazer dívidas para subsidiar um padrão de vida acima do que a renda é capaz de permitir. Essas pessoas criam mundos fantasiosos e de ostentação e isso compromete o orçamento financeiro.

Nos últimos dias produzimos um material que mostra a diferença entre um rico e um pobre pelo simples hábito de se vestir. É impressionante, mas verdadeiro: uma pessoa gasta 10 vezes mais do que a outra apenas com o vestuário.

Mas, no fim das contas, o mais rico é aquele que usa as peças “mais simples”.

“Ricos não gastam dinheiro em passivos que se depreciam, mas colocam em ativos que geram renda”. Confira essa matéria na íntegra.

É impossível acumular patrimônio quando os gastos são maiores do que as receitas.

“É melhor trabalhar alguns anos criando um ativo, do que passar a vida toda criando-o para outros”, Robert Kiyosaki.

9 – O Trabalho mais Odiado

Dificilmente você vai conseguir ficar rico se estiver fazendo algo que odeia. O trabalho será cansativo, doloroso e sem sucesso. Um dia faltará para ir no médico e buscar um atestado médico. No outro, não se importará de chegar atrasado. Por fim, levará a empresa ao prejuízo. E a si mesmo.

Conforme o autor do livro, o trabalho, se não for prazeroso, só te deixará estressado e insatisfeito com a vida, o que afeta diretamente a chance de prosperar financeiramente.

As pessoas mais bem sucedidas trabalham em atividades que dão retornos e são verdadeiras paixões. Algumas fariam aquilo serviço mesmo se não fossem remuneradas. É o famoso “fazer o que gosta e ainda ser remunerado por isso”.

As pessoas que não gostam do que fazem, sempre vão encontrar desculpas para trabalhar menos e assim, vão ganhar menos também.

10 – Seguir a Boiada

Tom chama de “Hábito do Rebanho” – afinal, nos sentimos bem em fazer tudo o que as outras pessoas fazem. No entanto, para Corley o sucesso financeiro acontece quando você se diferencia da multidão. Os mais ricos, por exemplo, são aqueles que não se sentem desconfortáveis em serem diferentes.

Eles preferem desafios e entendem que isso gera risco, mas que podem ser superados. A riqueza tem a ver com assumir riscos.

Para o autor, a busca pela segurança no rebanho é o que faz a minoria das pessoas do mundo atingirem um nível elevado de prosperidade financeira. A grande verdade é que as pessoas querem uma renda segura, mesmo que seja muito baixa e buscam isso em empregos assalariados, baseado em direitos trabalhistas.

“há apenas uma forma de evitar as críticas: não diga nada, não seja nada, não faça nada”, Aristóteles.

Considerações Finais

O autor do livro considera que riqueza é quando você ganha mais de 560 mil reais por ano. Logo, você precisa se perguntar se o que você tem feito será suficiente para chegar nesse valor no futuro. Se a resposta for negativa, você precisará buscar meios de conseguir inverter e mudar essa situação.

O emprego fixo, seja público ou privado, não oferece boas oportunidades no Brasil.

Reavalie seus interesses. As pessoas mais ricas não adquiram hábitos da noite para o dia.

Mesmo porque os hábitos precisam se tempo para serem fixados. Você deve começar dando o primeiro passo, cortando os vícios, por exemplo. E começando a investir parte da sua renda mensal. A partir disso, hábitos positivos tendem a aparecer até que se chegue ao sucesso.

Como é possível Viver de Juros?

Hipoteticamente e sem levar em consideração as contas exatas, vamos supor que você tenha 100 mil reais aplicados que tenha rentabilidade de 1% ao mês. Então, todos os meses, você vai ter 1 mil reais de juros.

Isso é viver de juros, é receber 1 mil reais por mês sem precisar estar vendendo seu serviço para isso. Agora, multiplique isso por um investimento que renda um pouco mais, fica ainda melhor, não é?

E, acredite, juntar 100 mil reais não é difícil. Ao menos, não tanto quanto parece.

Se você tem 20 anos e começar a poupar apenas 100 reais do seu salário todos os meses, tem grandes chances de chegar antes da aposentadoria, antes dos 60 anos, com mais de 1 milhão de reais no bolso, ou melhor, na conta! E diga a verdade: poupar 100 reais por mês é tão complicado assim?

Poupar Dinheiro + Investir Dinheiro = Ficar Milionário!

Essa é a lei, essa é a regra. Essa é a forma mais efetiva e sensata de ficar milionário. Pode ser que não aconteça tão rapidamente como em um reality show, que só dura 3 meses, ou na loteria, que o prêmio é quase que instantâneo.

Mas, para esse caso, você só precisa de você e de mais ninguém para conseguir chegar ao topo da montanha.

Afinal, o que você tem feito para ficar rico? Anda apenas reclamando da vida ou está dando um jeito de poupar dinheiro todos os meses e buscando as melhores opções de investimentos para rentabilizar o seu esforço?

Lembre-se que TUDO É UMA QUESTÃO DE ESCOLHA!

Ficar Rico pode ser uma questão de escolha! E isso só vai depender de você!

Com informações do Clube dos Poupadores

ANÚNCIO