Como Ficar Rico na Bolsa de Valores operando em Day Trade?

A transação de ativos na bolsa de valores é constante, todos os dias, ao redor do mundo. Boa parte desse dinheiro é movimentada de forma única e exclusiva em um tipo de operação chamada de Day Trade.

A expressão americana significa “negócio”, mas no mercado financeiro Day Trade se traduz em uma negociação feita com um ativo na qual ocorre a venda e a compra no mesmo dia, sem se importar, necessariamente, com o resultado dessa transação.

Day é dia, Trade é negócio. Obviamente, quando um trader realiza uma ação de um mesmo ativo no mesmo dia, então, Day Trade.

Mas, qual a finalidade disso? Exclusivamente, o lucro.

Como as ações da Petrobras… Será que é hora de voltar a investir na estatal?

Sendo assim, o trader tem como objetivo encontrar as melhores oportunidades para fazer trades (negócios) rápidos, sempre observando o tipo de variação dos preços.

Na prática, imagine que um produto custe 10 reais a unidade. Então, você compra 10 mil unidades desse produto. Mais tarde, o valor sobe para 10,05 reais a unidade. Então, você vende todo o seu lote e lucra 500 reais nessa única operação.

Quem pode fazer um Day Trade?

Qualquer pessoa física que esteja inserida na Bolsa de Valores, lembrando que essa é uma atividade totalmente legalizada e regulamentada. Se você ainda não tem conta na BM&FBovespa, então, vai precisar abrir conta em uma corretora, para só depois chegar à esse passo.

Custos do Day Trade

Os principais custos do Day Trade são: Custo da Bolsa de Valores, Custo da Corretagem e o Custo do Imposto de Renda. Separamos algumas informações sobre cada item para que você compreenda de forma didática.

  1. O custo da bolsa de valores varia conforme o ativo operado, mas, normalmente, é calculado como uma porcentagem do valor financeiro movimentado em seus trades.
  2. O custo da corretagem é cobra de forma direta quando você negocia na bolsa e é cobrado pela corretora em que você é cadastrado. Normalmente, essas corretoras oferecem pacotes fechados e que melhoram os custos finais para o cliente.
  3. Já o custo com o Imposto de Renda é uma alíquota de 20% para os Day Trade, onde não há isenção. A apuração desse imposto em casos de ganho tem que ser feito mensalmente, por meio de uma DARF.

É mesmo possível Ficar Rico operando em Day Trade na Bolsa de Valores?

Possível, sim. Como visto os valores negociados costumam ser altos, por isso, há grande chance de ganhos. Ao mesmo tempo, de perdas, também. Tudo vai depender da ousadia do trader, assim como do conhecimento aplicado na negociação.

Para muitos que não compreendem o mercado financeiro, o Trader pode ser considerada a melhor profissão do mundo e que realmente será se o profissional fazer aquilo com gosto, com prazer. Para isso, é preciso apenas um bom computador com uma excelente conexão com a internet e algumas horas por dia, além de um pouco de dinheiro no início.

Só que, por outro lado, a profissão de trader exige um alto nível de comprometimento, além de centenas de horas trabalhadas no mercado financeiro. Trata-se de uma atividade de risco, ao menos no sentido financeiro da palavra, lembrando que não existem certezas e sim possibilidades.

Leia Também: Quais as Ações mais Lucrativas para Investir na Bolsa de Valores em 2017?

Por outro lado, após 2 anos de recessão econômica, estima-se que o Brasil terá a retomada de alguns indicadores. O fato é que, se você mandar bem no conhecimento, poderá ganhar dinheiro, de alguma forma. Quem vem acompanhando o mercado financeiro há alguns anos sabe, muito bem, que 2017 será, sem dúvidas, um ano de oportunidades.

A compor essa informação está a positividade dos indicadores da Bovespa no 1º mês do ano que liderou o ranking de investimentos no país, com alta de mais de 7% em termos nominais e de 6,8% se descontado o IPCA. O SMALL CAP também foi bem e subiu 11,5%, seguido pela alta do índice de dividendos da bolsa (IDIV), que subiu 8,6%. Leia Mais!

Quais as Ações mais Lucrativas para Investir na Bolsa de Valores em 2017?

Um homem conhecido e um caso de sucesso

Rodrigo Santoro é mais conhecido por aparecer nas telonas do cinema, mas a história dele no mercado financeiro é mais antiga. Por 5 anos ele atuou em um grande banco e, depois, mergulhou na vida de trader. Isso aconteceu no final de 2012. “Mudei para o mercado financeiro porque buscava, acredite, uma melhor qualidade de vida”.

Ele conta que no antigo emprego a vida pessoal foi sendo substituída pela profissional, algo que se tornou cada vez mais constante. Como trader, ele conta que se desliga totalmente do trabalho quando mercado está fechado. Veja um pequeno perfil de Rodrigo Santoro!

O 1º contato foi enquanto administrava reservas matemáticas de mega fundos do banco em que trabalhava, dividindo os percentuais que seriam usados para investir. “Comecei a perceber que os fundos de renda variável davam muito mais que a renda fixa, então, fui atrás, por curiosidade”.

Descubra como investir em Renda Variável pode ser seguro!

“Conheci a análise técnica, fui brincando e gostei. Comecei a ver que era possível viver disso. Fiz o curso de formação de traders, daí comecei a conhecer pessoas que viviam de mercado. Fui aos poucos entrando no mercado e saindo do banco. Deixei meu emprego e treinei por um ano. Depois disso, aluguei uma mesa na Interfloat, onde atualmente opero”.

“Aprendi muito com os erros. Percebi que muitas vezes você vai errar mais do que acertar, mas a lição é fazer que os acertos valham muito mais a pena. Mantive calma, revi minha estratégia para saber o que fiz errado e corrigi. Em momento algum pensei em largar dessa vida de trader para voltar ao meu emprego antigo, eu gosto muito disso. Hoje opero praticamente só ações, de vez em quando faço algo com futuro”.

Os trechos acima foram retirados de uma entrevista cedida do ator ao infomoney.

Como Ganhar Dinheiro com Ações Small Caps: As #4 Melhores Small Caps para Investir em 2017

Como Ficar Rico na Bolsa de Valores operando em Day Trade?

Enfim, agora que você já conhece a profissão e viu que é possível ficar rico atuando como trader, então, seguem algumas dicas de como conseguir fazer isso.

O 1º passo é o conhecimento. Ninguém vai conseguir ganhar muito dinheiro na bolsa de valores se não souber nada sobre ela. Ainda mais se for um trader, que precisa agir com rapidez, mas sem ser por impulso. Além disso, é preciso saber, antes de tudo, qual o seu perfil investidor.

Se for conservador demais, então, o ideal é começar pela renda fixa antes de partir para algo mais ousado.

Depois, o fluxo seguirá naturalmente: com objetivos traçados, boas análises e o acompanhamento do mercado. Sempre vai ser preciso ficar atualizado com o que está acontecendo no mercado ou você poderá perder as melhores chances da sua vida.

Para quem tem muito dinheiro

Se você tem muito dinheiro e pretende se tornar um trader, então precisa conhecer o Swing Trader, uma forma de investir a curto prazo, mas não em apenas um dia e sim em semanas.

Nesses casos, os resultados costumam variar de 1 à 4%, no entanto, a desvantagem é que não são permitidos a alavancagem, então, por isso a necessidade de se ter um bom dinheiro inicial.

Para aplicar dinheiro nesse tipo de investimento, o trader precisa saber qual é o prazo de oportunidade que deseja realizar, mas não sem antes entender como o mercado funcional, quais as tolerâncias aos riscos, além de ter uma boa estratégia financeira.

No fundo, tanto os de curto prazo quanto os de longo prazo necessitam de conhecimento para gerarem bons resultados.

Com informações do daytradepro e infomoney