Descubra como fazer a família economizar dinheiro

ANÚNCIO

Você sabe como fazer com que toda a família participe para economizar de dinheiro? Isso porque hoje em dia a gente não tem tido uma boa educação financeira, de forma geral. E isso influencia na qualidade de vida e no futuro das crianças, por exemplo.

Então, a pergunta que fica é justamente essa: como fazer para toda a família ter mais educação financeira e começar a economizar dinheiro para realizar os sonhos juntos?

ANÚNCIO

Se você se perguntou isso, saiba que está no caminho certo. E aqui nós separamos algumas ideias que podem dar luz à sua dúvida. Entenda que cada família tem suas particularidades, mas todas podem conviver juntas em harmonia. E isso vale também para a parte financeira.

A conscientização

Em primeiro lugar, nós temos que entender, porque aqui no Brasil quase nunca entendemos, que precisamos estar conscientes de que a estabilidade financeira dentro da família só vai ser alcançada com êxito quando todos os membros e integrantes participam.

Somente o pai ser consciente não adiante. Somente a mãe, também não. Somente as crianças, negativo. Todos precisamos estar conscientes da educação financeira e da importância dela.

ANÚNCIO

Os gastos do orçamento são de todos. De quem tem o maior salário e de quem ainda nem tem salário. De quem tem renda fixa e de quem tem renda variável. De todo mundo, mesmo.

O fato é que se a outra parte não está nem aí para o problema e quer gastas do jeito que quer e sem limites, o planejamento vai furar, vai falhar e não vai dar certo.

Portanto, este engajamento é fundamental!

A persistência

Agora, entra um detalhe importante.

Mesmo quando essa conscientização falha ou quando alguém da família não está colaborando como poderia, tem outra coisa: não desista!

A palavra de ordem agora muda para perseverança!

É lógico que você tem que falar sobre isso, sobre o assunto das finanças, no momento apropriado. Mas, não deixe de falar e não fique prolongando isso por muito tempo.

Pesquisas mostram que a falta de comunicação entre casais pode levar a família às dívidas. Então, evite esse erro.

Vamos supor que o marido esteja cansado porque estava trabalhando até a noite. Ou vamos imaginar que a esposa chegou tarde do serviço naquela sexta-feira. Com certeza, esses não são bons momentos para a conversa.

Mas, tem que existir um bom momento, alguma hora, está bem?

Portanto, o momento apropriado é quando vocês estão mais relaxados e quando não tem nenhum compromisso com o horário, porque a conversa pode durar algumas horas.

Chame o parceiro e os filhos para o diálogo. Explique a situação e mostra quanto dinheiro está sendo desperdiçado, quanto está se pagando com juros, como poder ser feito para virar jogo.

Procure ter informação exata e o cônjuge que está sendo dedicado nas finanças vai conseguir com que a outra parte melhor e dando um bom exemplo.

Tem um ditado que diz assim: a água em pedra dura tanto bate até que fura.

A persistência a perseverança é fundamental para que haja harmonia na família.

A tomada de decisão

Além de ter consciência e ser perseverante, tem outro ponto importante: tomar a decisão certa.

Quando o assunto é o dinheiro, muita gente não tem uma tomada de decisão assertiva. Isso porque aqui no Brasil somos comovidos com o hoje, o agora, o momento.

Mas, quando o assunto é dinheiro temos também que pensar no futuro.

E a tomada de decisão tem que ser da família todo, no entanto, uma pessoa é que sempre pode tomar a frente do caso.

Hoje em dia, tanto os homens como as mulheres podem tomar à frente o assunto financeiro. E é importante que dedique parte do tempo que tem para esse estudo.

Estude os gastos, os salários, as formas de economizar, a realização dos sonhos.

Só embasado em números é que podemos tomar as decisões mais corretas.

Seja um bom conselheiro para a sua família.

E sempre que tiver oportunidade, converse com todo mundo. Deixe todo mundo a par de tudo o que está acontecendo, dos gastos, dos investimentos, do aumento de salário.

Bônus – 5 passos fundamentais para poupar dinheiro e fazer os seus sonhos saírem do papel

economizar dinheiro
Foto: (reprodução/internet)

Nos últimos anos temos nos dedicado à escrever sobre temas que possam mudar a vida das pessoas.

E um dos artigos onde conseguimos com mais êxito fazer isso foi um sobre os passos fundamentais para poupar dinheiro.

Aqui neste conteúdo, como falamos sobre como fazer a família participar e ajudar a economizar dinheiro, temos a indicação dessa leitura sobre como poupar dinheiro. Afinal, todo mundo pode participar, não é mesmo?

Veja o que disse um dos especialistas no assunto.

“Educação Financeira é um campo muito amplo, mas se formos defini-la em poucas palavras, podemos dizer que ela se resume em boas práticas”, comenta o professor de finanças do Insper, Ricardo Rocha

É por isso que separamos algumas dessas boas práticas.

Por isso, você já parou para pensar nos tipos de gastos que temos em casa e como podemos economizar dinheiro? Confira alguns…

Variáveis – Aquelas que têm todos os meses, também, mas que tem os valores variáveis, que pode subir (o que acontece na maioria das vezes) ou cair (que quase nunca acontecem).

Extras – Aquelas onde ficam os gastos não previstos e que normalmente se tornam inevitáveis, entre eles, uma consulta médica particular, o conserto do carro ou a reforma da casa.

Adicionais – Todos aqueles gastos dispensáveis, ou seja, que podem ser evitados. São eles: viagens, cinema, restaurantes, presentes, roupas, e outros.

E tudo isso está explicadinho na nossa matéria, acompanhe lá.

ANÚNCIO