5 dicas para evitar problemas nas viagens internacionais de férias

PROPAGANDA

Receber dicas nunca é demais, não é verdade? Por isso, saiba que separamos as melhores para você que vai viajar nas férias de julho e não quer ter problemas e nem dores de cabeça.

O assunto aqui não é apenas financeiro. Mas, se você está indo viajar é para descansar, aproveitar os dias de folga, se divertir, ter lazer, estar com a família, né. Então, nada melhor do que evitar os problemas.

PROPAGANDA

E, claro, consequentemente, isso também afeta o seu bolso. Tanto de forma positiva como negativa. Então, siga aí essas dicas para evitar os transtornos nos próximos dias.

5 dicas para evitar problemas nas viagens internacionais de férias

1 – A mala

Antes de sair de casa, já pense em algumas coisas que reduz bastante os seus riscos de problemas.

PROPAGANDA

Por exemplo: escolha a mala que te dê mais segurança.

Alguns modelos de bagagem ajudam muito você a evitar que ela seja roubada. Como aquelas que possuem zíper e cadeado. Porque elas evitam um golpe que já é clássico em muitos aeroportos, a cesárea.

Basicamente, essas pessoas de má fé enfiam uma caneta na sua mala. Aí, abriu o zíper, já era né. Então, tente optar por aquelas que tenham bons zíperes e até mesmo cadeados.

Afinal, você nunca vai saber que ela foi arrombada até chegar ao seu destino final.

Você também pode investir em malas que tem trava mecânica e não só o zíper. Essa é aquela trava que também reduz bastante o risco de arrombamento e mantém a sua mala mais segura.

O mesmo vale para as malas rígidas, que protegem melhor os seus itens que estão lá dentro. Elas vão garantir que você chegue com tudo intacto no seu destino final.

E se você está viajando de mochilão, considere aquelas malas gigantes que são bem difíceis de fechar. A melhor opção para ela é ter uma capa protetora, que vai em volta e é fechada por zíperes também, além do cadeado.

Isso vai evitar que você tenha os itens roubados.

Outra coisa é que vale usar o sistema do aeroporto, chamado de embalagem plástica. Ele reduz bastante o risco da sua mala ser aberta.

2 – Os documentos

Outra questão que vai te ajudar a evitar a dor de cabeça é cuidar bem dos seus documentos de viagem.

Isso vale para o passaporte e também para a sua carteira de motorista e até essa carteira de identidade.

Portanto, antes de sair de casa faça uma cópia de todos os seus documentos e deixe eles em algum meio digital que possa ser acessível no caso de uma emergência. Deixe na nuvem, por exemplo.

Se você tiver sua carteira furtada ou você perdeu seus documentos, por exemplo, considere ser mais fácil entrar em contato com a embaixada e recuperar o seu passaporte se você tiver uma cópia dele.

Isso vale também para manter a sua identificação durante algum tempo enquanto você refaça os seus documentos.

3 – O seguro viagem

Aliás, dá para fazer isso no seu seguro viagem: você seleciona uma pessoa que vai ficar com todos os seus documentos (cópias) e ele será avisado se algo acontecer. Tanto no caso de roubos ou perdas de documentos, como em casos de desaparecimento.

Infelizmente, isso tudo pode acontecer e é bom estar prevenido.

Ao escolher uma pessoa para ser responsável por você, tenha em mente alguém que tenha tranquilidade para resolver problemas e dificuldades.

Se você estiver no exterior, talvez ela tenha que dar um telefonema e falar em inglês ou espanhol. Portanto, pense nisso também.

Ah, outra coisa é que antes de sair do Brasil tenha em mãos também os contatos de emergência que são importantes em casos de imprevistos, como o telefone da embaixada ou do consulado, por exemplo.

4 – A forma de pagamento

Ao viajar é muito importante você ter mais de uma maneira de realizar pagamentos.

Assim sendo, você pode levar o dinheiro em espécie e o cartão de crédito também. E se você levar cartão de crédito lembre-se de não ter só uma opção nas mãos porque ela pode falhar.

Detalhe: muito cartões de crédito exigem que você avisa o período da sua viagem para que ele seja liberado. Caso você não avisa, ele pode ser bloqueado na sua primeira compra e aí você vai ter mais dificuldade para realizar qualquer pagamento posteriormente.

Fique atento para não passar aperto e sempre tenha mais de uma opção para realizar os pagamentos durante a viagem.

Outro fator que é muito importante em relação ao dinheiro é o famoso ditado que diz:

“Nunca deixe todos os ovos no mesmo cesto”. Afinal, se você for furtado e tudo estiver na mesma carteira, obviamente, você perde tudo. Agora, se tiver separado em mais lugares, a sua perda é menor.

Por isso, prefira deixar seu dinheiro e seus cartões de crédito sempre em lugares diferentes. Assim vai ser mais difícil você dá azar 2 vezes.

5 – A saúde

Para evitar aqueles problemas de saúde desagradáveis, que podem acontecer mesmo, tenha sempre uma farmacinha básica. Especialmente, se você já tem alguns problemas de saúde recorrente.

Se você é do tipo que sente dor de barriga com mais freqüência, se você tem gastrite ou gripe e alergia, enfim, seja lá qual for seu problema de saúde, a dica é uma só: esteja preparado.

Agora, se precisar, tenha em mãos remédios que podem te ajudar a se recuperar mais rápido para curtir a sua viagem do jeito que toda a família merece, né.

É melhor você já levar tudo do Brasil, pelo menos uma farmácia básica.

Agora, claro que se for um atendimento mais grave, aí o ideal é você usar o seu seguro de saúde.

PROPAGANDA