Veja quais são as principais etapas de um plano de negócios

ANÚNCIO

Com o surto do novo vírus que surgiu no mundo todo, o que aconteceu foi que as pessoas tiveram que se reinventar para conseguirem seguir as normas sanitárias e manter a economia doméstica. Por isso, hoje vamos falar das etapas de um plano de negócios.

Inclusive, não é porque você vai começar a vender salgadinho para fora, fazer bolos ou até mesmo artesanato que deve sair por aí comprando a matéria prima e vendendo pelo preço do concorrente. Nada disso. Logo, em todo caso, esse planejamento se torna essencial.

ANÚNCIO

Afinal de contas, pode ser que esse seja o momento ideal para você dar uma virada na sua vida e fazer aquilo que sempre quis. Então, quanto mais você se dedicar a ter um bom plano, maior a chance de a ideia dar certo e você ter lucros e um negócio sustentável.

O sumário

A primeira das etapas é considerar o sumário. Para os especialistas, isso nada mais é do que sintetizar os pontos mais importantes do seu plano. Por isso, nesse sumário deve estar um resumo de tudo o que estará no seu plano, que será o documento oficial.

Também é importante que você acrescente os dados dos empreendedores que vão agir nesse projeto, assim como a experiência profissional deles e as possíveis atribuições. Depois, vem os dados do empreendimento, a missão da empresa, os setores de atividades.

ANÚNCIO

E antes de terminar, ainda devemos nos preocupar com a forma jurídica, o enquadramento tributário, o capital social e as fontes de recursos.

A preparação

Agora, vem a próxima das etapas de um plano de negócios, que tem a ver com a preparação do documento. Então, você terá que indicar temas importantes, que não podem ficar de fora do seu plano. Então, anote aí tudo isso.

As ideias – considerando os problemas que poderá ter que resolver, o posicionamento da marca, os diferenciais, os dados de mercado, as necessidades do público, o produto ou serviço que será entregue.

A logomarca e a embalagem – você deve saber como vai ser o perfil da marca, qual apresentação ela deve ter, se terá uma embalagem sustentável, de qual material.

As vendas e o marketing – nesse ponto, o segredo está em descobrir qual será a rota de mercado, como definir o produto, o perfil do meu cliente, os hábitos dele, o que será entregue, o preço.

O crescimento do negócio – ainda na preparação do documento, você deve dar atenção para o crescimento do seu projeto. Então, tenha uma visão detalhada do primeiro ano e uma visão resumida dos próximos 5 anos. Sendo assim, isso inclui: investimento, estrutura, custos.

A montagem

Agora vamos à montagem do seu plano de negócios. E isso, na prática, quer dizer que você deverá considerar alguns dados – os quais alguns já até foram citados. De qualquer modo, vamos relembrar o que é imprescindível para você.

Tem que ter os dados do empreendimento, o enquadramento tributário e as informações jurídicas, além dos setores de atividades, incluindo os produtos e os serviços, com os respectivos valores a serem cobrados.

Depois, você também deverá ter em mãos a análise do mercado em que o negócio será inserido, a necessidade do produto, os concorrentes, os preços, a classe social, o público-alvo, entre outros. Sem falar da parte financeira, que inclui o capital inicial e de giro.

E para terminar a montagem, você ainda deve pensar na definição de plano operacional e de execução. Isso se faz considerando os fornecedores, a logística, a estratégia de marketing, o teste de viabilidade, a análise de pessoal, a estruturação física estrutural.

A execução

Seguindo todas essas etapas de um plano de negócios, agora vem as recomendações gerais, que nada mais é do que focar na execução do seu projeto. Logo, é o famoso “colocar no ar”.

E para isso acontecer, você tem que saber sobre a matéria-prima, o setor de atuação e buscar tais dados em jornais, revistas, associações, empresários. Aliás, também deve entender que esse plano é como um instrumento que deve ser revisado e nunca fixado.

Para finalizar, considere ainda algumas dicas valiosas. A primeira é que quanto mais organizadas as ideias, melhores os resultados. E outra coisa é saber que sempre há espaços para novos sócios ou investidores, além das parcerias com fornecedores e clientes.

Bônus – para se inspirar

Você pode ter lido tudo isso e achado que é complicado demais. Só que não é. Seguindo essas etapas de um plano de negócios, a impressão que fica é que tudo não passa de “seguir o roteiro”. Lembrando que esse planejamento fará total diferença lá na frente, daqui alguns meses.

Curiosamente, a maioria das empresas novas falem em menos de 1 ano. E o motivo é óbvio: a falta do plano de negócio. Então, se você tem a chance, evite tal erro. Agora, para não achar que só temos notícias negativas, trouxemos aqui algumas frases inspiradoras.

Saiba quais os impostos que uma empresa paga no Brasil

A gente encontrou tais afirmações em revistas de empreendedorismo. E vamos compartilhar as frases dos executivos para você se inspirar e saber que sim, dá para usar de um momento de crise para criar um bom plano de negócios, inovar, empreender e se adaptar.

As frases dos empreendedores

“A virada aconteceu a partir do entendimento de todos os pontos principais de uma empresa de sucesso, desde o planejamento completo até a execução do plano, proporcionando menor risco de insucesso para qualquer negócio” – Bruno Zanetti, CEO e fundador do Grupo ZNTT.

“O momento que descobri que não precisa ser rico, superexperiente ou ter um talento especial para começar um negócio. Precisa simplesmente querer fazer e começar a fazer. De lá você encontrará seu caminho”. – Robledo Ribeiro, fundador da HostGastor no Brasil.

etapas de um plano de negócios

“Depois quebrei, isso mexeu demais comigo e vi a real necessidade de se preparar. Sofri na pele a consequência de não ter feito o planejamento. Depois, a minha empresa deu certo, tive êxito, vi o impacto de fazer as coisas certas”. – Thiago Sarraf, CEO da Dr. e-commerce.

“Poderia pontuar de maneira mais ampla que o ponto de virada foi quando fui demitido de uma empresa em que trabalhava de forma empreendedora há 20 anos e descobri a amplitude do mercado que existia”. – Alexandre Miserani, docente da Faculdade Arnaldo.

ANÚNCIO