Saiba o que é a estratégia de bandas de Bollinger, usada análise técnica

ANÚNCIO

A estratégia de bandas de Bollinger acaba sendo muito comentada entre os novos investidores da bolsa de valores. No entanto, antes de tudo é preciso entender que se trata de uma alternativa que deve ser usada apenas por especuladores.

Sendo assim, se você pretende especular na bolsa no curto prazo, então, esse texto é bom para você. As bandas de Bollinger fazem parte de uma ferramenta de reconhecimento de movimentos de compra e venda.

ANÚNCIO

Basicamente, o que temos como resultado é a chance de fazer análises comparativas em períodos de alta volatilidade ou de maior tranquilidade, também. Ainda está confuso? Não tem problema. Nos próximos tópicos, nós vamos explicar cada detalhe dessa estratégia.

O que saber das bandas de Bollinger

O estudo foi criado considerando a volatilidade dos ativos ou de derivativos. Isso tudo aconteceu na década de 1980 por John Bollinger. Por isso, o nome. Hoje, temos uma ferramenta que foca em estatísticas e no desvio padrão de tais papéis.

Bom, vamos trazer o tema para a prática. Se a gente usar um gráfico, nós vamos ver que essas bandas são compostas por 3 linhas. A linha do meio acompanha a média móvel do preço do ativo e as outras são paralelas e acompanham as mudanças acontecidas no processo.

ANÚNCIO

Essas linhas superiores e inferiores vão se desenhando conforme um cálculo. Essa conta é feita com base no desvio padrão. E ele indica o nível de dispersão dos preços dos ativos. Geralmente, usa-se um intervalo de tempo de 20 dias para esse estudo.

A utilidade da estratégia

De modo simples e para resumir o que falamos acima, considere que a estratégia de bandas de Bollinger ajuda a entender a volatilidade de um ativo em um prazo de tempo. Assim, o especulador pode usar a ferramenta para aumentar as perspectivas de venda ou compra.

Em termos de utilidade, elas servem para que a pessoa possa saber se o mercado está em um momento volátil ou de maior equilíbrio. E para complementar essa compressão, vamos considerar um estudo prático e rápido.

Em um dia, uma ação está variando entre R$ 10 e R$ 11. Assim, ela tem uma volatilidade menor do que quando oscilou entre R$ 10 e R$ 15. Portanto, o trader pode usar esse sado para encontrar possíveis operações, de venda ou de compra.

O funcionamento das bandas na prática

Como mencionamos acima, essa estratégia usa de dados estatísticos para acontecer. Além dos cálculos matemáticos. Mas, o resultado é simples, sempre sendo mostrado em gráficos com 3 linhas fáceis de serem identificadas.

De qualquer modo, se você é curioso, vale a pena conhecer essas fórmulas usadas. Usa-se o valor indicado pela banca central, no começo. Esse traço será a média móvel simples do preço. Depois, as outras bandas são calculadas com base no desvio padrão.

E para isso há regras. Por exemplo, a banda superior é igual a média móvel simples mais duas vezes o desvio padrão. Enquanto que a banda inferior é o mesmo que a média móvel simples menos duas vezes o desvio padrão.

Lembrando ainda que nessas contas se considera o prazo de 20 dias. Já para quem quer alterar o prazo de estudo, o ideal é pensar em outros valores para os desvios padrões.

Automatização!

Também é legal dizer que hoje em dia há formas automatizadas de usar as bandas de Bollinger. Nesse caso, é preciso definir alguns parâmetros com antecedência.

Por exemplo, dá para trabalhar com o “stop”. Ele representa o momento de saída, que pode ser dado por um sinal indicado pelas bandas Bollinger. Tem o “multiplicador de desvios” também. Ele indica um número máximo ou mínimo de desvios.

E uma última estratégia automatizada conhecida é a de “números de períodos”. Nesse caso, a gente tem que considerar que é preciso ter um número de candles a serem observados para gerar o resultado do cálculo. A Smarttbot fez um vídeo falando mais disso:

As vantagens da estratégia de bandas de Bollinger

Já chegando na parte final da matéria, a gente deve considerar que essa estratégia é muito usada para avaliar o preço de um ativo. Logo, se há uma grande vantagem nisso é a de ter uma compreensão simples e visual das oscilações do mercado quanto à volatilidade.

Para quem é trader, ou seja, que trabalha comprando e vendendo ações o dia todo, considere que saber quais o ativo mais volátil é bacana. Isso porque eles podem oferecer boas chances de maiores retornos no curto período.

Então, essas bandas são imprescindíveis para a análise gráfica completa. A se considerar que quanto mais volátil o ativo é, maior o risco de perda que ele traz, também.

Mais uma vantagem é que esse tipo de estudo também auxilia o investidor a encontrar padrões para limitar os melhores momentos para comprar ou vender um papel.

Usando a estratégia na prática

estratégia de bandas de Bollinger

Na prática, a gente não pode esquecer de que a estratégia de bandas de Bollinger é um complemento de um estudo mais aprofundado de compra e venda. Logo, pode ser um sinal de que é uma boa hora para comprar ou para vender.

Ademais, conheça também alguns usos dessa estratégia.

Por exemplo, existem os sinais de fundo. Eles indicam o início de uma nova tendência de alta no mercado. Geralmente, o trader usa esse dado com outros indicadores para confirmar essa força da tendência e saber se é o momento ideal.

Leia também – Entenda de forma simples como funciona a estratégia long e short

Depois, tem os sinais de topo também. Diferente do que falamos antes, nesse caso, eles podem indicar uma nova tendência de baixa. Aqui, também é preciso usar de outros indicadores para confirmar tal fato ou um rompimento falso.

ANÚNCIO