Veja o que é preciso para ter estabilidade financeira em casa

ANÚNCIO

Para alcançar a estabilidade financeira em casa, a família precisa administrar as finanças em conjunto. Por isso, você nem precisa ler o conteúdo até o final para saber esse segredo, que acabamos de revelar agora.

No entanto, administrar as finanças em conjunto é que é uma tarefa muito fácil. E, por isso, você pode continuar lendo. Aqui, nas próximas linhas, a gente vai falar um pouco de tudo o que é importante para você criar essa estabilidade com a sua família.

ANÚNCIO

Veja o que é preciso para ter estabilidade financeira em casa

Aliás, você já sabe a importância disso, não sabe? Essa estabilidade financeira vai ser importante para vocês evitarem brigas futuras. Até mesmo porque muitas pesquisas já foram feitas e provaram que uma boa parte dos divórcios vem, inicialmente, dos problemas financeiros.

Sobre administrar as finanças em família

O fato é que marido e mulher precisam ser parceiros. Ah, e não estamos julgando ninguém, viu. “Marido e Mulher” é uma expressão muito conhecida aqui no Brasil. Por isso, usamos. Mas, o mesmo vale para duas mulheres, dois homens, dois maridos, duas expostas, trios.

ANÚNCIO

Independente disso, o fato é que é preciso encontrar a harmonia financeira na relação, que depois será passada para os filhos, também.

Assim sendo, todo mundo que quer encontrar a estabilidade financeira em casa vai ter que tomar decisões em conjunto. Portanto, a gente precisa administrar as finanças juntos e isso é fundamental e imprescindível para o sucesso dessa área na vida.

Inclusive, pode ser até que um dos cônjuges seja aquela pessoa que paga as contas e que confere o extrato do cartão de crédito. E que analisa periodicamente a conta bancária e que faz a declaração do imposto de renda. Se tiver essa pessoa, saiba que ela pode ser como um “caixa” da família.

Mas, o mais importante é que a gestão financeira e as decisões sejam tomadas conjuntamente!

E para fundamentar esse conceito, a gente até encontrou um verso da bíblia, que para os religiosos é o que há de melhor na Palavra de Deus, para explicar isso. E mesmo que você não seja religioso e não crê em Deus, saiba que, no mínimo, essa frase vai te servir como ensinamento.

Até a Bíblia fala um pouco sobre isso…

A expressão vem do sábio Salomão. E para quem quer ler na íntegra, a referência é o fato de que está no livro de 13, no capítulo 4 e nos versos de 9 a 12. Ele diz assim:

“Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro. Mas, ai do que estiver só, pois, caindo, não haverá outro que o levante. Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão, mas como um só, como se aquentará? E, se alguém prevalecer contra um, os dois lhe resistirão e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa”.

Para quem gosta de ler esses versículos, saiba que a gente encontrou na Biblia Online, que cita vários sem cobrar nada. Inclusive esse, que está em Eclesiastes.

Agora, vamos trazer o assunto para a nossa realidade. O que a expressão mostra é a importância do trabalho do casal para tudo na vida. Inclusive, para as lutas da vida. E com devem fazer isso? Dividindo as responsabilidades, por exemplo.

A melhor coisa a se fazer é uma conversa aberta!

Para terminar esse conjunto de coisas que aprendemos aqui, inclusive, usando a Palavra de Deus, saiba que a gente tem que considerar que deve existir um diálogo aberto em toda família. Esse é o referencial para se ter estabilidade financeira em casa.

O nosso desafio aqui é fazer com que marido e mulher, mulheres e homens, todo mundo, inclusive, as crianças fiquem mais próximo do assunto do dinheiro. Ele não é pecado. E quando a gente divide isso em casa, a gente acaba tendo mais forças para enfrentar os problemas.

Descubra como fazer a família economizar dinheiro

É um grande erro deixar que uma única pessoa cuide de tudo. É preciso chamar todo mundo para uma conversa franca e realista. Seja para programarem uma viagem de fim de ano ou para ajustarem as contas do mês.

E como fazer isso? Comecem coloque em prática o orçamento financeiro da família. Assim, juntos façam um planejamento, incluindo os planos. Depois, dialoguem sobre o tema e vocês vão colher preciosos dividendos no futuro.

Esse compartilhamento da vida financeira, de ambas as partes, é muito importante dentro do casamento e de toda a família. E vai fazer com que vocês cresçam juntos e gerem engajamento, responsabilidade e comprometimento.

O resultado é uma família prospera!

A partir de tudo o que falamos aqui, inclusive desse último parágrafo, onde falamos da importância de se ter uma conversa franca sobre o dinheiro, a vida financeira da família vai melhorar.

Quando o casal passa a tratar desse assunto conjuntamente, falando sobre os desafios, tudo começa a ficar mais claro porque os esforços começam a valer a pena.

E quando o verso fala em “cordão de três dobras” saiba que Deus quer estar juntos com vocês até mesmo nesse momento. Assim sendo, quando vocês se reunirem para tratar de orçamento e finanças, saiba que tudo pode ser feito com base no que Jesus nos ensinou.

Dá para fazer esse planejamento e saber que Deus está guiando suas tomadas de decisão. Quando criar um objetivo financeiro, por exemplo, ore porque Deus ouve. E te ajuda a fazer com que a sua família cresça espiritualmente e também com relação ao dinheiro.

ANÚNCIO