Está com a corda no pescoço? Respire, não se desespere e saia da dívida!

Olá pessoal, aqui é o Trovó!

Enfim chegou o grande dia, o dia que todo mundo quer saber, sobre a aula que mais de 40 milhões de brasileiros estão nesta situação. Este seria um exemplo prático de como sair de uma dívida.

E antes de continuar, curta este artigo e compartilhe com seu amigo, porque se ele estiver endividado, dificilmente ele irá lhe falar. Então compartilhe, que você poderá ajudá-lo.

Muito bem gente… Temos uma situação que se enquadra em mais de 70% da nossa população.

Um salário de R$2.800,00 com um aluguel de R$800,00; gastos gerais por volta de R$2.200,00 e uma dívida acumulada de R$5.200,00. O juros pagos ao mês é por volta de 6% ou 70% ao ano. Se ficar do jeito que está e não fizer nada, em um ano, você dobra a sua dívida.

Além de dobrar a dívida, vai bater o desespero, vai afetar o seu relacionamento e tende a aumentar algum tipo de vício.

Hoje a maioria da população recebe um salário, como eu disse antes em um artigo anterior. Na faixa entre R$2.800,00 a R$8.000,00 mais de 50% da população recebe isso.

O problema não é receber. O problema é não deixar ficar nessa situação de dívida. Aqui existe um deficit. Lembra da regrinha da pessoa que está caminhando para riqueza ou para pobreza?

Se está caminhando para a pobreza, então está faltando dinheiro. Essas pessoas pagam um juros absurdo, por isso que a dívida dobra em um ano. Como é que eu saio desta situação?

O primeiro passo é não se desesperar.

O Segundo é aplicar a Regrinha de Ouro: Qual é a regrinha de Ouro, mesmo?

70% vai para os gastos mensais, 20% vai pagar a dívida e 10% para investimento.

“Poxa Trovó, como é que eu vou investir se eu estou endividado?”
A disciplina começa aqui e vou provar para vocês, que mesmo estando endividado, você consegue investir, e em um ano, pagar a dívida e ainda sobrar dinheiro.

Vamos lá então… Agora vou mostrar como deveria ser aplicado a regrinha do 70% 20% 10%.

O salário dele não tem como melhorar e dificilmente, isso depende dele. Se o contrato de aluguel estiver para expirar, é melhor procurar um aluguel um pouco mais barato, se não estiver para expirar… “Nossa Trovó vai vencer somente daqui um ano…”
Tudo bem, não tem problema mantenha o aluguel.

Onde está o problema desta pessoa aqui?
Nos gastos gerais ela está gastando demais.
Pela regra dos 70%, considerando inclusive o aluguel, o máximo que ela poderia gastar é R$1.960,00. Como já gastou R$800,00 de aluguel, sobra R$1.160,00.

Como é que você reduz de R$2.200,00 para R$1.160,00?
O primeiro ponto é ter controle, você deve controlar, você deve saber o que você gasta.

Primeiros cortes. Tem como reduzir o aluguel? Sim? Não?
Você não precisa morar de baixo da ponte para pagar suas dívidas.

Que gastos você vai cortar?
Almoço e Jantar no final de semana, cinema.. E isso por um ano. É um sacrifício, mas não é pra vida toda. Um ano só.

Vou te provar que se você não fizer isso, a sua dívida vai dobrar, vai para mais de R$10.000,00, e ainda você vai se desesperar.

O que você deve cortar?
Vai cortar a internet, TV A cabo, comer fora, academia (começa a caminhar, faz apoio de solo em casa mesmo). Vá cortando até chegar ao valor de R$1.160,00.

Basicamente o que você vai pagar com este valor, será plano de saúde, alimentação E combustível. Não vai fugir muito disso. Você precisa fazer a conta fechar. Não tem outro jeito, você precisa gastar R$1.160,00 ou reduzir o aluguel.

É possível? Sim, já cansei de ver pessoas neste exemplo de dívidas e rapidamente conseguiam adotar este planejamento, basta virar a chave para este conceito.

Então, seus gastos vão cair para R$1.160,00, somando o aluguel, vai dar os R$1.960,00.
Agora que vem a sacada…

Você vai reservar 20% do que você ganha para pagar dívida que seria R$560,00. O que acontece, via de regra?
As pessoas quando estão nesta situação de dívidas, tem várias dívidas.

O que é preciso fazer?
Você terá que negociar as dívidas, de preferencia consolidar a dívidas.

O que é consolidar?
Você vai pegar todas as dívidas e colocar em uma só. Basicamente você vai descobrir qual das suas dívidas cobra o maior juros e vai tentar consolidar.

Como você vai fazer isto?
Você conversará com todas instituições, fará um novo empréstimo e quitará as outras dividas.

Quando você fizer um empréstimo e fizer essa negociação quando for consolidar a dívida, você vai se surpreender, pois estará mostrando para instituição financeira que você está super endividado, mas que está disposto a pagar.

E você deixa claro que poderá pagar por mês R$560,00. Que você estará se comprometendo em quitar a dívida. A sua dívida que era R$5.200,00 deixará de existir em seu planejamento. Você fará um novo empréstimo e quitará o que devia com aquela instituição e consolidará tudo. A partir de agora você vai pagar uma parcela, pois você ainda não tem habilidade de fazer controle financeiro.

“Qual é a vantagem, Trovó, de trocar uma dívida por outra?”

Várias vantagens: A primeira, você vai ter somente uma prestação para pagar.

A segunda… Na dívida anterior você paga 70% ao ano, depois da dívida consolidada você vai pagar 34% ao ano. Então o que acontece você pagando R$560,00 por mês em 12 meses mesmo você pagando R$7.000,00? Então aumentou em R$2000,00 sua dívida? Você pagou juros?

Pagou! Ninguém vai lhe emprestar dinheiro de graça.

Mas você está pagando uma parcela que cabe no seu bolso, e a partir daqui parou a sangria, você parou de fechar o mês no vermelho. Em exatos 12 meses, mesmo você pagando R$7000,00 de dívidas, você conseguiu quitar sua dívida. Consolidando sua dívida e fazendo a regrinha do 70% 20% e 10% .

Sem o planejamento você dobra a dívida, agora com o mesmo salário e o mesmo valor do aluguel.

E com a Regrinha apenas controlando, você vai quitar a dívida no ano. E detalhe…

“Trovó, estou endividado posso investir?”

Claro que pode. 10% do que você ganha foi para investimento, ou seja, R$280,00 do seu salário mesmo você estando endividado. Você investe e recebe aqui na média 10% ao ano.

Se você multiplicar 12 vezes os R$280,00 vai dar por volta de R$3.000,00 e alguma coisa 10% ao ano de juros. Praticamente conseguiu aumentar R$3.700,00.

Depois de um ano, você pagou a dívida e ainda tem R$3700,00 no caixa. E o que vai acontecer a partir do segundo ano? Você não terá que pagar os R$580,00 pois a dívida já estará paga.

E você pode literalmente transferir para investimento o valor que pagava na dívida e começar a investir . Com tudo isso, você criou disciplina financeira.

O que é a dica de hoje?
Mesmo ganhando R$2.800,00 você consegue quitar a dívida em um ano e ainda guardar dinheiro. E a partir do segundo ano com a disciplina que você conseguiu, vai começar a investir muito mais, e começar a parar de pagar juros e começar a receber juros.

Então. não se desespere.

Compartilhe este post, isto é importante!

Um abraço.