Descubra como escolher o melhor fundo de investimento para este ano

ANÚNCIO

Com a Selic baixa, todo tipo de investimento conservador começou a perder força. Por isso, muita gente tem optado pelos fundos mais arrojados. Mas, você sabe como escolher o melhor fundo de investimento? A gente fez esse conteúdo com várias dicas interessantes.

Inclusive, você vai ver que é preciso analisar taxas, gestores e até mesmo conhecer as várias opções de fundos que existem no país. O fundo de renda fixa é o mais conservador, porém, ele não está com os melhores rendimentos. Já os fundos de ações e multimercados, sim.

ANÚNCIO

Mas, se você não sabe nada disso, pode ficar tranquilo que a gente vai dar dicas para você escolher um bom fundo de investimento com base no seu perfil de investidor.

Como escolher o melhor fundo de investimento

Hoje em dia, todo mundo que quer ganhar acima da inflação e até mesmo da Selic vai ter que colocar um pé no risco, dizem os especialistas. Mas, esse não precisa ser um risco dos mais violentos. Dá para investir com risco, mas com sabedoria, garantindo menores perdas.

Se você é alguém preparado vai conseguir ganhar dinheiro com fundos neste ano. Inclusive, mesmo que não queira correr tantos riscos. Agora, se você é aquele investidor desligado, então, poderá ter problemas.

ANÚNCIO

As dicas abaixo são para quem quer investir em fundos, mas não sabe por onde começar. São dicas valiosas. Confira!

Conhecer o fundo de investimento

A primeira dica parece um tanto quanto óbvia, né. Mas, é o primeiro passo que vai dizer se você terá sucesso ou se já será fracassado na sua escolha. Isso porque existem ótimos fundos no país. Mas, também existem as armadilhas, que são fundos bem ruins.

Basicamente, nesse início de conversa se atente para conhecer a diferença entre um fundo de renda fixa, de ações, multimercado, etc. Obviamente, a diferença não está apenas no risco dele ou no valor de aplicação… Existem mais diferenças.

Infelizmente, o foco deste conteúdo não é falar sobre isso. Mas, para quem está curioso, saiba que um fundo de renda fixa aplica quase tudo em títulos do Tesouro Direto. Por outro lado, os fundos de ações são mais arriscados porque aplicam em ações, obviamente.

Analisar o fundo de investimento

Descubra como escolher o melhor fundo de investimento para este ano

Agora que você já conhece os tipos de fundos, o próximo passo para escolher o melhor fundo de investimento é justamente analisar ele. E isso não deve ser feito vendo apenas a performance recente, do último mês.

A maioria das pesquisas mostram que os melhores fundos possuem bons desempenhos ao longo do ano. Então, não tem a ver só com o último mês, mas sim com os últimos meses. É isso que você deve fazer ao analisar um fundo.

Veja o que diz Glenda Ferreira, que é economista. “Quando um fundo não tem uma boa performance, há o que é chamado de sobre demanda. Isso mitiga a performance futura”. Por isso, não se dever ver apenas o último mês.

Conhecer gestores e administradores

Durante a sua análise de um fundo, o ideal também é conhecer o gestor, os administradores e até mesmo a equipe de técnicos. Isso porque cada um deles terá sua especialidade e são eles que vão cuidar do seu dinheiro.

Atualmente, essas pessoas estão abertas a conversas. Inclusive, lançam vídeos no Youtube, entrevistas na mídia online e possuem até mesmo perfis nas redes sociais, como no Linkedin. A sua corretora também pode te indicar tais informações.

Saiba qual é o seu perfil

Mais um ponto importante é saber qual é o seu perfil de investidor. Isso porque apesar de ser um fundo de investimento, essa aplicação pode ter mais ou menos riscos. E se você for avesso ao risco, deve evita-lo. Assim, o fundo de renda fixa é o mais conservador de todos os fundos.

Mas, o fato é que há muitas estratégias que podem ser usadas na hora de optar por esse ou aquele fundo. O ideal é entender o risco e a volatilidade de cada fundo, além da valorização e dos preços dele.

Inclusive, não há problemas em assumir riscos ou prejuízos, desde que você saiba que isso pode acontecer. Por isso, vem aquela ideia de diversificar os investimentos. Isso garante que você minimize os riscos.

Considerar as taxas de administração

Essa última e valiosa dica, para fechar o texto sobre como escolher o melhor fundo de investimento, tem a ver com as taxas que um fundo de investimento possui. A primeira delas é a de administração, que também é a mais conhecida.

E é muito simples entender essa cobrança. Como os profissionais estão dedicados a encontrar os melhores ativos para o fundo, eles vão ganhar algum dinheiro por isso. Então, temos a taxa administrativa. O problema é que essa taxa pode ser alta demais a ponto de diminuir seu lucro.

Por isso, você tem que ficar atento. Uma taxa de 2% ao ano é altíssima. Até 1,5% ao ano dá para considerar. Mas, o ideal é sempre pensar em taxas abaixo do 1%, que é o mais indicado para não desperdiçar muito da sua rentabilidade.

Outra taxa conhecida é a de performance. Ela é cobrada quando o fundo supera algum indicador, que é previamente escolhido, podendo ser o CDI, por exemplo, ou qualquer outro.

ANÚNCIO