Conheça 6 erros comuns que podem fazer sua empresa perder muito dinheiro

ANÚNCIO

A concorrência no mercado pede cada vez mais que empresas fiquem atentas. Às vezes um pequeno detalhe pode fazer o seu negócio parar gerar renda para você ou pode fazer com que os lucros diminuam significativamente.

Em outras palavras, uma empresa que busca obter lucro e destaque no meio não pode ter perda financeira.

ANÚNCIO

Só que o que poucos empresários percebem é que a perda é, muitas vezes, gerada por falhas na gestão.

Um simples erro de cálculo talvez. A falta de atenção no pagamento. A avaliação errada de um custo de entrega. E por aí vai.

A verdade é que são falhas que podem ser evitadas com um pouco mais de cuidado. São simples, mas bastante perigosas.

ANÚNCIO

A lista abaixo mostra os erros mais graves que podem prejudicar o desempenho e o rendimento financeiro da empresa.

Portanto, se você tem uma empresa, independente do tamanho dela, saiba que essas dicas podem significar uma coisa muito importante para você: melhores rendimentos financeiros no fim do mês.

Ah, inclusive, essa lista foi pensada em conjunto com empresários, com consultores, com especialistas e são indicadas até mesmo para os MEIs, que são os microempreendedores individuais.

empresa
Foto: (reprodução/internet)

1 – Não gerenciar o estoque

Planejar direito o estoque evita confusão e prejuízo, com certeza.

Uma mercadoria que fica no estoque por muito tempo pode ficar obsoleta ou mesmo “vencida”. Claro que isso vai depender do que você vende, é verdade.

Mas, produtos parados no estoque nunca é um bom sinal.

Uma falta no estoque também pode acarretar em perda de dinheiro para a empresa.

O cenário pode ser revertido de um jeito fácil: a partir de uma boa administração de entradas e saídas como avaliação de pedidos de fornecedores, a fim de priorizar produtos com alto giro.

Por isso, não tem segredo: tenha uma boa gestão do estoque!

2 – Calcular preços e margem de lucro errados

Antes de mais nada, conheça bem o seu negócio.

Calcular com base apenas na concorrência é uma falha grande. E olha que tem muita gente fazendo isso por aí, no Brasil afora.

Isso porque fatores particulares da empresa também influenciam no preço (estocagem, mão de obra, impostos…).

Se essa conta não foi feita da melhor maneira, os lucros estarão errados e a falta será grande.

Muitas vezes, o seu concorrente baixou o preço porque está em processo de falência ou porque tem muito estoque parado ou porque conseguiu uma melhor negociação com o fornecedor.

Então, não é porque ele baixou os preços que você deve fazer o mesmo.

Claro que comparar e usar esse parâmetro como base é uma boa ideia. Mas, use apenas como ideia para formar o seu próprio preço, está bem?

3 – Não fazer o fluxo de caixa corretamente

É mais um detalhe pequeno que exige muita atenção em toda e qualquer empresa.

Para conseguir planejar um futuro para a empresa, tem que saber do faturamento dela.

As dívidas, os gastos, os investimentos, as reservas de emergência. Tudo tem que estar na ponta do lápis.

Quando o caixa não é controlado do jeito certo, fica praticamente impossível ver os próximos passos que a empresa precisa ter e traçar uma boa estratégia para alcançar o objetivo.

Aqui vale o cuidado de ter alguém que saiba fazer isso. Claro que em caso de micro empresas, os próprios empresários são os gestores e tudo bem.

Mas, neste caso, opte por cursos gratuitos para se capacitar para fazer essa função com mais sabedoria e mais assertividade.

4 – Não investir nos colaboradores

Vários estudos mostram que gente que trabalha feliz trabalha melhor e, consequentemente, produz mais.

Incentive sempre a sua equipe e proponha treinamentos de capacitação.

Os funcionários terão mais autoestima e motivação para seguir em frente e superar as metas.

Não tem jeito: essa é uma regra que nunca sai de modo. O funcionário motivado e inteligente é determinante para gerar produção e lucro para uma empresa.

Busque formas de investir neles e não apenas com cursos, mas também com prêmios, com atividades e com detalhes que façam eles vestirem a camisa da empresa.

5 – Misturar as finanças pessoais com o da empresa

Um erro comum na vida de todo MEI.

O lucro da sua empresa é sim seu, mas misturar esse dinheiro com as finanças pessoas é um erro grave.

Quando pega dinheiro do próprio bolso para pagar uma conta da empresa ou mesmo ao contrário, você atrapalha o fluxo de caixa. Já falamos disso.

Fica difícil entender os lucros e as necessidades que a empresa possui naquele determinado momento.

E como você sabe a empresa tem que ter o capital de giro, o plano de investimento, os custos da manutenção e tudo mais que envolve o crescimento a longo prazo.

Não adianta diminuir o lucro da empresa e por o dinheiro no seu bolso agora.

O ideal é pensar grande e pensar também como um empresário que tem nas mãos a chance única de ter um tipo de negócio que vai se tornar cada vez maior.

6 – Não medir o desempenho da empresa

Como saber se o time está ganhando? Através dos resultados.

Empresas que medem o desempenho saem na frente dos concorrentes. É complexo, porém, necessário. Conheça o que foi feito e o que pode ser melhorado.

Coloque planejamentos nas coisas para prever possíveis imprevistos e registre as atividades realizadas.

Outros 2 pontos que não devem acontecer são: deixar de fazer o controle financeiro da empresa e não ter um sistema de gerenciamento.

ANÚNCIO