Como Pedir o Empréstimo Bolsa Família

O Plano Progredir, juntamente com o Ministério do Desenvolvimento Social, recentemente anunciou uma injeção de dinheiro voltada para os beneficiários do Bolsa Família. Portanto, muita gente tem se perguntando como devem fazer para solicitar o empréstimo nos bancos.

Realmente é o banco que faz essa intermediação entre o beneficiário e o crédito, no entanto, não é indo diretamente até uma agência que você vai solicitar o empréstimo da forma certa. Descubra, portanto, qual é o jeito certo de solicitar o empréstimo Bolsa Família.

Como Pedir o Empréstimo Bolsa Família

E considere saber também quais são os benefícios, as características e os possíveis usos do microcrédito produtivo orientado, que é o nome do empréstimo Bolsa Família.

O Plano Progredir

O Plano Progredir é do Ministério do Desenvolvimento Social é e um conjunto de ações voltadas para os empresários de pequeno porte e de baixa renda, como aqueles inscritos e ativos no Bolsa Família.

ANÚNCIO

Uma dessas ações é o Microcrédito Produtivo Orientado, que é uma injeção de dinheiro que o governo faz para auxiliar os empresários a alavancar seus negócios ou abrir um, independente de qual seja a área de atuação.

É por isso que hoje em dia é possível solicitar um empréstimo Bolsa Família, considerando que o uso deverá ser para fins empresariais e nunca pessoais. Então, dá para usar os recursos para capacitação, compra de insumos, organização do ambiente, entre outros fins.

Solicitar Empréstimo Bolsa Família

Entre os bancos parceiros do Plano Progredir estão a Caixa Econômica Federal, o Itaú, o banco do Brasil, o Santander, o Banrisul, entre outras grandes instituições financeiras do país. Só que solicitar o empréstimo diretamente nos bancos não é o jeito certo de pedir o crédito.

Isso porque a solicitação do empréstimo Bolsa Família deve ser feita pela internet, através do site do Ministério do Desenvolvimento Social, na opção do Microcrédito Produtivo Orientado do Plano Progredir.

Dessa forma, o ministério repassa todo o seu cadastro para os bancos parceiros da sua região e eles têm total liberdade para entrar em contato com o solicitante assim como para aprovar ou não a solicitação de empréstimo.

Só depois que os bancos entram em contato é que é possível ir até uma das agências pessoalmente para solicitar o empréstimo. Sendo que ao contrário disso, os bancos não vão liberar o crédito específico para beneficiários do bolsa família.

Quem pode Solicitar o Empréstimo

Como o próprio nome diz, o empréstimo Bolsa Família é para beneficiários do programa social Bolsa Família, sendo esse o 1º requisito para te direito ao crédito nos bancos. Depois, saiba que estar ativo no Cadastro Único também é essencial.

Agora, o que muitas pessoas esquecem-se de avaliar na hora de solicitar o empréstimo Bolsa Família é o fato de que é preciso também ser um MEI – Microempreendedor Individual. E um MEI nada mais é do que uma forma oficializada de ser um empreendedor.

O MEI está disponível no Portal do Empreendedor e é um cadastro jurídico que inclui todos os direitos de um empresário, como a criação de um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) assim como os direitos trabalhistas e pagamentos ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Quanto as taxas de juros, cada banco tem suas regras, mas no caso da Caixa, por exemplo, elas são: 3,3% ao mês, mais o Imposto sobre Operações Financeiras e 3% sobre o valor do contrato para a TAC (Taxa de Abertura de Crédito). Mais informações no site da Caixa.

Taxas e limites

Antes de contratar qualquer linha de crédito, é muito importante considerar quais são os juros envolvidos em seu uso. No empréstimo Bolsa Família, a taxa de juros varia de acordo com o perfil do beneficiário.  Geralmente, os valores variam de acordo com:

  • Valor solicitado para o empréstimo;
  • Número total de parcelas;
  • O seu salários mensal

Como, geralmente, o valor disponibilizado para este tipo de empréstimo não é muito alto (devido às condições financeiras do público alvo), as taxas de juros não deverão ser um empecilho.

Tomando como referencial a Caixa Econômica Federal, os juros cobrados serão, em média, 3,3% ao mês. Mas, como este índice é diferente para cada banco que tem parceria com o projeto, ele sofrerá mudanças de acordo com a instituição requisitada.

O limite do empréstimo também é bem relativo para cada cliente. O limite máximo, em 2008, era de R$ 15 mil. Ou seja, os beneficiários poderiam solicitar qualquer quantia que estivesse dentro desse valor.

A Caixa, que é um dos principais bancos que realiza este serviço, disponibiliza alguns canais de comunicação para demais dúvidas que pode ir surgindo. O primeiro deles é o telefone 0800 726 0207. Ao ligar neste número, esteja esclarecido que os atendimentos só são realizados de 8h às 21h, em dias de semana.

A sede da Caixa Econômica está localizada no seguinte endereço:

SBS Quadra 4, Bloco A, Lote 3/4, PRESI/GECOL 21º andar
Bairro: Asa Sul
Cidade: Brasília
CEP: 70.092-900

ANÚNCIO