Empresas excluídas da Bolsa, Lucro da BM&FBovespa , Bolsa Argentina e mais 3 notícias do Mercado Acionário

ANÚNCIO

A Bovespa já avisou que 15 empresas serão excluídas da Bolsa de Valores no próximo mês, assim, elas serão obrigadas à fazer um OPA (Oferta Pública de Aquisição)… Mas, e os acionistas dessas empresas, como ficam? Flavia Mouta é diretora de Regulação de Emissores da BM&FBovespa e cedeu uma entrevista ao Infomoney. “Os investidores poderão colocar suas ofertas de compra e de venda, as quais só serão fechadas, se houver encontro de ordens, ao final do pregão”.

Mesmo porque, durante o comunicado, a Bovespa já havia afirmado que “não se responsabiliza por quaisquer prejuízos eventualmente sofridos por investidores ou quaisquer terceiros em virtude ou em decorrência do cancelamento de listagem”. Por isso, quem tem ações nas empresas Cobrasma, Schlosser, São José, Gradiente, Maori, Tecblu, Sultepa, RJ Capital, Agrenco, Agropecuária Jahu, Docas de Imbituba, DHB, Firmeza Laep e YPF precisa ficar atento!

ANÚNCIO

Leia TambémSolidez Corretora suspensa da Bolsa de Valores. Saiba o que fazer em 4 passos! A Bolsa de Valores de São Paulo – BM&FBovespa – determinou ontem (21) a suspensão de novas operações da Corretora de Investimentos Solidez CCTVM. O motivo deve-se ao fato de que um dos seus administradores foi considerado inabilitado pelo Banco Central, conforme o Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional. As informações são da Comissão de Valores Imobiliários (CVM) e a suspensão pode durar até 90 dias. Leia Mais!

A Bovespa, em nenhum dos casos, deixou claro quais os motivos para tais atitudes, mas o analistas afirmam que o principal deles é o famoso Penny Stock, onde as ações são negociadas abaixo de 1 real, ou pode ser também pelas informações em atraso ou falta de pagamentos. Por isso, caso as empresas quitem essas pendencias, elas não terão suas listagens canceladas.

Penny Stock: São partes comuns de companhias públicas pequenas que negociam em preços baixos por a parte. Nos Estados Unidos, a Securities and Exchange Commission (SEC) dos EUA define um estoque de moeda de um centavo como uma garantia que negocia abaixo de US$ 5 por ação, não está listada em uma bolsa nacional e não atende a outros critérios específicos. Saiba Mais sobre a expressão!

ANÚNCIO
Empresas excluídas da Bolsa, Lucro da BM&FBovespa , Bolsa Argentina e mais 3 notícias do Mercado Acionário
Reprodução: PixaBay

Outra notícia que é novidade no mercado é sobre os resultados da BM&FBovespa, que registrou um lucro líquido de R$ 927,9 milhões no ultimo trimestre do ano passado. No acumulado do ano, a bolsa lucrou R$ 1,446 bilhão, número 34,3% menor do que em 2015. Segundo comunicado, o resultado é devido à reversão da provisão de impostos ligados à venda de ações do CME Group.

A Receita total foi de mais de 691 milhões, alta de quase 15% ante 2015. A divisão da bolsa foi a impulsionadora disso. Já as despesas também subiram, 45%, em relação à 2015 e foram para 309,2 milhões. O motivo seria o aumento das despesas com funcionários, propostas de fusões e desembolsos para BSM.

A Bolsa afirma que a alta do valor da ação da BM&FBovespa contribuiu para o aumento dos gastos, sendo que a concessão de ações somou 57,5 milhões de reais no quarto tri de 2016, valor mais de 308% maior que 2015.

Outra notícia também sobre a Bolsa de Valores é que a BM&FBovespa é bem-vinda como licitante da Bolsa de Valores Argentina, já que, segundo uma regulamentação da Merval, ninguém vai poder deter mais de 20% do Merval.

A Bovespa já é a maior acionista acionista da Bolsa de Valores de Lima (Relembre essa notícia), e a Bolsa de Lima, por sinal, foi considera a Melhor Bolsa da América Latina em 2016: “O principal índice da bolsa peruana, desde janeiro, acumulou ganhos de mais de 57%, puxado pelo aumento do preço das commodities e da melhora de setores como o da construção. Em segundo lugar, aparece a Argentina com ganhos de quase 47%“.

Leia Também: Unidas cancela IPO e mais 10 notícias para ler hoje sobre o Mercado de Ações

O ano de 2017 parecia por fim à era ruim de aberturas de capital na Bolsa de Valores (BM&FBovespa), os IPOs. Aliás, ainda deve ser um ano positivo, mas, uma das primeiras notícias já não é tão boa assim: A Unidas Cancelou o Seu Pedido de IPO. Quer saber os motivos? Leia o texto até o final. Mas, vale lembrar que na semana passada 2 companhias já entraram na Bolsa: A Hermes Pardini, rede de laboratórios, e a Movida, locadora de veículos. Continue Lendo…

IPO: o que é, como funciona e quais as vantagens

Carf retirou de pauta multa aplicada pela Receita Federal à BM&FBovespa

O Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) retirou os recursos, agora, o precesso será julgado na 1ª turma ordinária, mas saiu de pauta por determinação da Justiça Federal. Essa é a 2ª liminar na qual a Bolsa teve êxito, já que o mesmo havia acontecido na semana passada, quando um processo foi retirado da Câmara Superior do Conselho.

“Temos um litígio significativo com o Carf e seguimos a recomendação de que essa é uma medida cabível para assegurar que sejamos ouvidos em um ambiente mais equilibrado”, disse Daniel Sonder, diretor executivo de Finanças e de Relações com Investidores da BM&FBovespa, na última semana.

Em janeiro, o Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (Cesa) enviou ao Carf ofício para que todos os julgamentos fossem suspensos e que fosse feita nova análise do impedimento dos conselheiros indicados pelo Ministério da Fazenda.

BM&FBovespa e Ceti pedem prorrogação de prazo para fusão

O pedido é para mais 60 dias e ocorreu para que ambas companhias possam entregar informações para que os reguladores deliberem sobre combinação das atividades “de forma mais confortável”.

Sabe quem é o Investidor mais bem sucedido do século 20? Documentário sobre ele será exibido em Abril no Brasil

“Queremos dar segurança ao regulador e trazer benchmarks internacionais de países em que a concorrência existe há mais tempo e já é algo consolidado”, disse Edemir Pinto, diretor presidente da BM&FBovespa. “Queremos dar informações necessárias e até mais”.

Entre as justificativas para tal ação está a abertura dos serviços à terceiros, com acesso à BSM. “A BSM já tem escopo de atuação e está alinhada às premissas da CVM (Comissão de Valores Mobiliários)”, disse Edemir. A análise pelo Cade estava para completar 240 dias legais e havia previsão de aprovação no próximo dia 22.

Hermes Pardini comemora início das atividades na Bolsa de Valores

A cerimônia de comemoração contou com o presidente da Bovespa. “A chegada de uma companhia no segmento de saúde à Bolsa demonstra a força desse setor no país e a demanda crescente por serviços na área de saúde”, ele disse. E continuou: “O Hermes Pardini fez sua listagem da maneira que o mercado considera mais saudável para os investidores. Suas ações estarão no Novo Mercado da BM&FBovespa, que apresenta regras mais rígidas de governança corporativa, e essa decisão certamente será reconhecida pelos investidores”.

Empresas excluídas da Bolsa, Lucro da BM&FBovespa , Bolsa Argentina e mais 3 notícias do Mercado Acionário
Reprodução: PixaBay

Já o presidente do grupo Hermes Pardini, disse que as negociações no Novo Mercado é mais um passo importante no desenvolvimento da companhia. “A partir de hoje, a BM&FBovespa será mais um lugar para se acompanhar a evolução da nossa companhia. A cada dia, o mercado vai entender um pouco mais do grupo, nossos valores, boas práticas e resultados”, disse Roberto Santoro.

“Nunca sobra dinheiro para investir”? Saiba o que fazer nessa situação

De tanto ler as dicas do Trovó, você já conseguiu notar os benefícios de ter um dinheiro sempre investido. Mais do que isso, já ficou comprovado que deixar a grana guardada na poupança não te fará um homem poderoso financeiramente. Mas, mesmo sabendo disso, você ainda não tem autonomia sobre o seu salário não é?

Aquele dinheirinho que deveria ser poupado todos os meses e que não representa mais do que 10% do seu salário nunca é usado para o verdadeiro fim: investir. Sempre tem uma conta a mais: o carro quebra, o IPTU aumenta, a camisa rasga, a compra com remédios aumenta… Não interessa o motivo, o dinheiro nunca sobra para o investimento. Leia na íntegra!

Com informações do Infomoney e Valor

 

ANÚNCIO