Empresas de Capital Aberto somam lucro de R$ 25 bilhões e entre as 6 primeiras, 4 são bancos

ANÚNCIO

Vamos começar o texto definindo o que são empresas de capital aberto porque isso será muito importante para o decorrer do texto.

Empresa de capital aberto é uma sociedade anônima cujo capital social é formado por ações – títulos que representam partes ideais – livremente negociadas no mercado sem necessidade de escrituração pública de propriedade (por parte da pessoa física compradora).

ANÚNCIO

Vamos às notícias!

Os ganhos de 313 empresas de capital aberto no terceiro trimestre do ano totalizaram um lucro líquido de 24,9 bilhões de reais, uma alta de 14% ante os 21,7 bilhões de reais do mesmo período de 2015.

Entre os maiores lucros estão: Itaú, Bradesco, Banco do Brasil e Santander!

ANÚNCIO

Nenhuma novidade por aqui né? Na semana passada já havíamos noticiado aqui no Blog que no ranking das 10 empresas que mais valorizaram nesse ano, 5 eram bancos! Os dados que divulgamos eram os seguintes:

  1. O Itaú Unibanco é o primeiro colocado (83,33 bilhões de reais),
  2. Seguido por Bradesco (80,20 bilhões de reais),
  3. Banco do Brasil (40,40 bilhões de reais),
  4. Santander (39,70 bilhões de reais) e
  5. BB Seguridade (15,55 bilhões de reais).

Agora, se você ainda não leu essa notícia, entre aqui e leia. Tem muita informação boa e está tudo explicadinho, nos mínimos detalhes!

Reprodução: Google
Reprodução: Google

Mas, voltando ao lucro das empresas de capital abertos, temos outro dado muito importante. Entre os 10 maiores lucros do trimestre que terminou em setembro, 6 são empresas do setor de finanças, sendo que 4 são bancos, 1 seguradora e 1 empresa de cartões de crédito.

Workshop 100% Online e Gratuito: Risco Zero nos Investimentos

Vejam a lista completa das 10 empresas de capital aberto que mais somaram lucros:

  1. Itaú (5,3 bilhões)
  2. Bradesco (3,2 bilhões)
  3. Ambev (3 bilhões)
  4. Banco do Brasil (2,2 bilhões)
  5. Vale (1,8 bilhão)
  6. Santander (1,4 bilhão)
  7. CCR (1,1 bilhão)
  8. Cielo (1 bilhão)
  9. BB Seguridade (987 milhões)
  10. Telef Brasil (952 milhões)

Vale, Petrobrás e Eletrobrás registram prejuízos

O levantamento foi feito pela provadora de informações financeiras Economatica e o cálculo não considerou as empresas Vale, Petrobras e Eletrobrás.

O motivo seria “evitar grandes distorções em razão da elevada variação dos resultados destas empresas no comparativo anual”. Já que o lucro dessas 3 empresas de capital aberto somou 11 bilhões de reais no terceiro trimestre contra 7,27 bilhões no mesmo período de 2015.

E, nos prejuízos, a Petrobrás lidera o ranking com um valor de 16,45 bilhões, seguida pela PDG, com 1,71 bilhão.

Veja a lista de empresas de capital aberto que mais tiveram prejuízo no trimestre em destaque:

  1. Petrobrás – 16,4 bilhões
  2. PDG Realt – 1,7 bilhão
  3. Oi – 1 bilhão
  4. Nova Oleo – 293 milhões
  5. Ceee-D – 285 milhões
  6. OSX Brasil – 241 milhões
  7. Marfrig – 170 milhões
  8. Rossi Resid – 160 milhões
  9. B2W Digital – 144 milhões
  10. BR Phamar – 138 milhões

 

O prejuízo de R$ 16,5 bilhões da Petrobrás não desanimou os analistas: entenda o Mercado

O prejuízo da Petrobrás mexeu com o mercado financeiro. Mas, nessa semana, publicamos uma notícia que mostra que mesmo com esse valor negativo, os analistas continuam vendo resultados positivos da Petrobrás.

“Vemos o resultado positivamente com iniciativas de redução de custos ocorrendo”.

Entenda esse comentário e muitos outros, na notícia dessa semana: O prejuízo de R$ 16,5 bilhões da Petrobrás não desanimou os analistas: entenda o Mercado.

Desempenho por setores

Foram monitorados 25 setores, dos quais 14 tiveram lucros. O setor que concentrou maior volume foi o bancário, com ganhos que somaram 13,44 bilhões de reais, seguido pelo de Alimentos e Bebidas, com 4,52 bilhões de reais.

Somente 6 setores tiveram prejuízos consolidados, sendo o de construção o maior, com perdas de 2 bilhões.

Juros médios do Cartão de Crédito Brasileiro são de 436% ao ano, 10 vezes maior que o segundo colocado da pesquisa

Desde o início desse artigo, é possível notar como os bancos estão sempre bem colocados quando o assunto é lucro financeiro. E não é para menos, eles recebem muito mais do que gastam. Isso, na verdade, é o que você devia fazer, sabia?

Mas, rapidamente, vamos explicar como os bancos sempre conseguem ter bons resultados. Vamos supor que você seja um consumidor e tem uma fatura de 1 mil reais. Daí, você resolve pagar apenas o valor mínimo, que é de 15%. Em 1 ano, você terá uma dívida de 10 mil reais.

Simples, não?

É assim que as instituições financeiras lucram. Isso sem contar o cheque especial, outros dinheiros consignados, empréstimo, poupança, etc, etc, etc. Leia essa notícia, que também publicamos essa semana, e fique pasmo ao descobrir que os juros médios do Cartão de Crédito brasileiro é 10 vezes maior do que do Peru.

Ah, só aproveitando a deixa, saibam que é muito fácil fugir do empréstimo oferecido pelos bancos. Tem uma regrinha mágica que ensina como quitar as dívidas e começar a investir. Porque, diga-se de passagem, é assim que você vai enriquecer e aumentar de patrimônio, gradativamente.

E não importa qual seja o seu salário: 2 ou 20 mil. É possível enriquecer, quitar as dívidas e cobrir os gastos mensais. Descubra como: Clique Aqui.

Da Redação

ANÚNCIO