5 dicas para ter uma empresa sustentável

ANÚNCIO

5Desde 2013, o Sebrae observa que a sustentabilidade vem conquistando espaço e relevância para os pequenos negócios. O Sebrae, para quem não sabe, é uma empresa focada em auxiliar pequenos e médios empresários em vários setores, desde atuação, preço até mesmo a gestão.

Entre os principais benefícios que os empresários buscam na hora de investir em medidas sustentáveis estão a redução de custos por causa da melhor gestão ambiental e a valorização da empresa diante do poder público e da sociedade.

ANÚNCIO

Essa é uma informação que vem de forma oficial do Sebrae.

Além disso, a instituição ainda cita outros benefícios de se investir em empresas sustentáveis. Como o amento das chances de contratos com grandes corporações, por exemplo.

Com foco nesse assunto, nós buscamos 5 dicas do Sebrae para você tornar o seu negócio mais sustentável. E considere que são medidas simples, eficazes e baratas. Portanto, nem sempre vai ser preciso por a mão no bolso. Veja!

ANÚNCIO

1 – O Planejamento Estratégico

Procure saber quais são os aspectos da sustentabilidade mais importantes no seu segmento.

Essa é a primeira dica do Sebrae e faz todo sentido. Sabe por quê?

Por exemplo, em lanchonetes o ambiente de atendimento têm impacto direto nas vendas. Concorda? Então, promova melhorias no espaço físico que você tem.

Aqui dá para entrar itens como instalação de janelas amplas e lâmpadas mais eficientes que também ajudam a economizar energia. Entendeu?

Outra coisa: revise permanentemente a sua produção e se for possível execute seu produto com a mesma qualidade, mas utilizando menos materiais – isso tem a ver com a redução dos desperdícios.

2 – O Uso Eficiente de Energia

Prefira sempre a iluminação natural. O motivo? Muita coisa importante e boa para a sua empresa. Assim dá para economizar na energia elétrica e ainda contribuir com o menor consumo também.

Por isso, o Sebrae recomenda: abra as janelas e deixe a luz do sol entrar.

Quer mais dicas? Pinte as paredes com cores claras, pois elas refletem os raios solares e deixam o ambiente mais fresco, além de tudo.

E tem mais formas de ser sustentável com o consumo menor de energia elétrica. Vamos lá. Faça isso gastando menos com ar condicionado, instale equipamentos que consumam menos energia e uso de aparelhos elétricos de maneira correta como está indicado no manual.

Além disso, limpe os filtros do ar condicionado já que a sujeira impede a livre circulação do ar e forçam o aparelho trabalhar. A limpeza periódica é essencial para economia de energia e bom funcionamento desse aparelho tão usado.

Aliás, fica a dica: tenha cuidado com os fios mal emendados, desencapados e mal isolados também.

Quando existem os famosos “gatos” feitos na sua empresa, isso se torna um perigo, além de gastar mais energia. Isso porque eles podem causar fuga de energia e originar incêndios!

Por último, troque lâmpadas comuns por lâmpadas fluorescentes ou de led.

E, como você já deve saber: desligue o computador quando não estiver usando. Uma boa recomendação é evitar as proteções de tela porque elas podem diminuir o consumo de energia, mas não tanto quanto um PC desligado!

3 – O Uso Eficiente da Água

Fique atento a vazamentos e desperdício de água no dia a dia da empresa.

O Sebrae recomenda avaliar a possibilidade de instalar novas tecnologias, como arejadores nas torneiras, que diminuem a vasão da água.

Análise o modo de fabricação de seu produto ou prestação de serviço para encontrar novas formas de reduzir o consumo de água.

Uma boa alternativa é buscar por produtos de limpeza biodegradáveis.

Aliás, antes de lavar o seu estabelecimento, use a vassoura para retirar a sujeira pesada.

Você também pode fazer campanhas estimulando a economia de água para seus clientes e funcionários. O que seria algo totalmente recomendável e sustentável.

4 – A Gestão dos Resíduos Sólidos

Análise o método de fabricação de seu produto ou prestação de serviço para encontrar formas de reduzir a geração de resíduos também.

Aí você pode pensar, mas o que são esses resíduos? São miutos, como as sobras de comidas, o tal do lixo orgânico, sabe?

Muitas vezes é possível produzir mais gastando menos matéria prima também, conforme o seu produto que é vendido.

Note que aqui estamos falando de gerar menos resíduos.

E ainda tem os produtos recicláveis que são usados na empresa, que podem ser encaminhadas para cooperativas de catadores enquanto os orgânicos vão para a compostagem.

Já os produtos perigosos, como as pilhas e as baterias, devem ir para as empresas especializadas ou outros tipos de resíduos ainda podem ser vendidos e gerar renda, como os metais e o óleo de cozinha.

5 – A Gestão Ambiental

Por último, temos a gestão ambiental. Que nada mais é do que o trabalho para reduzir ou eliminar todos os tipos de poluição causados pela sua empresa.

Poluição visual? Sim. Aqui temos exemplos como o excesso de cartazes e propagandas. Ainda dá para citar as placas.

Poluição sonora? Também. como a música muito alta e os ruídos de equipamentos.

E o acúmulo de resíduos no meio ambiente? Especialmente isso. Aqui valem citar exemplos como o lixo na calçada, o óleo de cozinha despejado de forma irregular, os esgotos a céu aberto e por aí vai.

Mais uma ideia do Sebrae para ser sustentável é: economize o papel nas impressões dando preferência ao meio digital, como os e-mails ou planilhas eletrônicas.

ANÚNCIO