Saiba como se inspirar para empreender em 2020

ANÚNCIO

No último artigo que publicamos aqui, nós falamos sobre como dá para ganhar dinheiro com o mercado de fraldas sustentáveis nos dias de hoje. Para hoje, o assunto é sobre como se inspirar para empreender em 2020. Logo, são assuntos complementares.

Para início de conversa, apenas relembre essa história. A empresária tinha apenas R$ 5 mil para investir. O dinheiro foi o da rescisão, já que ela pediu as contas na empresa de TI (Tecnologia da Informação) que trabalhava.

ANÚNCIO

Então, ela juntou esse recurso com mais alguns tecidos que recebeu de doação e abriu o seu próprio negócio. No primeiro ano, ela faturou mais de R$ 100 mil e ao longo dos anos, chegou em mais de R$ 340 mil. Atualmente, o faturamento da empresária é de R$ 1 milhão.

Apenas para fins comparativos, no primeiro mês de produção, ela conseguiu fabricar 80 unidades. Atualmente, o número é 3 vezes maior. Gostou dessa inspiração? No entanto, é claro que a gente não vai ficar apenas nesse resumo. Saiba mais.

Os desafios

Dessa forma, além de ter uma história para aprender como se inspirar para empreender em 2020, a gente também precisa falar do outro lado da moeda. Inclusive, a gente pode chamar isso de desafio. Até mesmo porque todo novo empresário passa por desafios.

ANÚNCIO

No caso da empresária citada, o desafio foi fazer o trabalho de mudança de mentalidade do consumidor. Afinal de contas, ela criou um produto sustentável que poderia ser substituído pelo descartável. Mas, a mudança não era tão simples assim.

Também era preciso destacar a valorização desse modo de produção, não é mesmo? Assim, esse foi sem dúvida um dos maiores desafios da empresa na opinião da própria empresária.

Inclusive, a própria produção tinha também os seus desafios diários.

A produção

Ela que gerir uma empresa e uma equipe com um pensamento diferente tem suas complicações. Assim sendo, sempre há questões a serem dialogadas. E isso acontece o tempo todo. Sem contar com a dificuldade de inserir no mercado um novo molde de venda.

Esse molde de venda precisa ser financeiramente sustentável para o crescimento da empresa. O que quer dizer algo como gerar lucro e ser sustentável. Tudo ao mesmo tempo.

Veja um trecho da entrevista que ela deu para uma revista impressa: “Abrir a fábrica foi um grande desafio para mim porque não tenho tanto conhecimento nessa área”. Agora, após 5 anos no mercado, ela conta que esse desafio ainda não foi inteiramente vencido.

O aprendizado

Saiba como se inspirar para empreender em 2020

Então, como se inspirar para empreender em 2020 entre tantos desafios? A saída é se adaptar. Confira outro trecho: ”Eles vão mudando de acordo com o porte da empresa. Por exemplo, em 2018 foi sem dúvidas manter com o crescimento da equipe”.

Nesse caso, ela conta que o objetivo foi mudar o modo de trabalhar. “Teve um ano em que fizemos muitas promoções, para movimentar o faturamento”. Portanto, aqui entra uma boa dica de empreendedorismo e finanças.

Ela conta que existem custos e gastos que precisam ser muito bem analisados para não interferir na produção e na perda de lucratividade, que é o que faz o negócio girar.

As próprias inspirações

A empresária diz que se inspirou na sua própria experiência como consumidora. Dessa forma, ela criou um produto novo, revolucionário e que atendeu a expectativa de muita gente.

O que ela queria é algo que fosse diferente do que já existisse no mercado. Para isso, foi preciso moldar toda a empresa. Inclusive, isso aconteceu em relação à forma como se trabalhava no começo.

“Inicialmente, foi a própria maneira de produzir: quando comecei, em 2013, a pessoa comprava no site e depois da compra confirmada o modelo era produzido. Isso gerava uns oito dias a mais de demora na entrega além do tempo dos correios, o que no caso de uma compra online é muito”, diz.

O segundo ponto gritante de mudança foi a usabilidade do site. Mais tarde, ela começou a usar aplicativos internacionais.

O reconhecimento

Para terminar o conteúdo sobre como se inspirar para empreender em 2020, saiba que o reconhecimento é a última parte de todo o processo.

Tanto é que a empresária acredita que já é notável o reconhecimento do público em relação à empresa dela. Mas, ela diz que isso só aconteceu anos após ter lançado a sua ideia, o seu projeto, o seu produto. E, claro, vencendo os desafios do mercado.

“Nas redes sociais observamos os comentários das famílias usuárias que compartilham e vemos que nossa marca está sempre sendo citada nessas conversas. Mas, hoje o nosso desafio é que o produto seja conhecido também por pessoas fora do grupo de interesse”, aponta.

Além disso, ela nunca deixa de lembrar que iniciou a sua história de maneira inovadora e fazendo as coisas de forma diferente do que vinham sendo feitas. É o tal do pensar fora da caixa, pensar diferente.

“Nesses anos tudo que fizemos foi pensando em facilitar cada vez mais o uso e o dia a dia das famílias que optam pelos nossos produtos”. O que é mais uma prova de que uma ótima ideia é se colocar no lugar do outro.

ANÚNCIO