Você sabia que a educação financeira pode aumentar a produtividade da empresa?

Isso é uma verdade absoluta e a nova pergunta que se faz agora é: -“como a educação financeira pode mudar os rumos da empresa para números cada vez mais positivos”?

É exatamente isso que vamos descobrir neste conteúdo.

Portanto, se você é MEI (Microempreendedor Individual) ou um grande empresário que vende produtos online deveria ler. Se você não é, também deveria ler porque um dia poderá ser!

Afinal, todo mundo tem algum dom ou alguma coisa que sabe fazer muito bem. E isso já é um motivo bastante forte para ser o ponto de partida para o sucesso no empreendedorismo.

Então, vamos aprender a entender essa relação bastante próxima e positiva entre o dinheiro e a produtividade dentro de uma empresa. Combinado?

Por que falar disso?

Falar de educação dentro de uma empresa é, sem dúvida alguma, algo muito relevante para os dias atuais porque um empresa é formada por pessoas, mas também por números.

Quando a gente fala de pessoas, basicamente, nós precisamos em busca pela qualidade total desse trabalhador. Qualidade que vai gerar os números, obviamente.

Agora, se pensarmos de forma direta temos mais  de 60 milhões de brasileiros inadimplentes. Isto quer dizer que são 60 milhões de pessoas com dívidas. Mas, há um fato ainda mais interessante nisso…

– Não são todos que estão desempregados porque se fosse poderíamos sugerir que essa é a causa da inadimplência. Só que nós temos 14 milhões de desempregados.

Logo, temos mais de 46 milhões de pessoas que tem um salário e que estão com dívidas!

Como explicar isso?

Um trabalhador que atua pensando na qualidade de vida e na qualidade do seu trabalho, mas mesmo assim, a vida daquele trabalhador não vai bem porque ele está inadimplente!

A resposta é uma só: produtividade!

Como a empresa entra na missão?

Considere que esse trabalhador está sendo abordado por telefones e recebendo todo tipo de cobranças.

Assim, esse trabalhador fica numa situação difícil.

Mesmo porque o cartão de crédito está estourado, o cheque especial está no limite e mesmo assim, com tantos problemas financeiros, ele tem que cumprir a missão da empresa, que é bater metas.

A missão da empresa é ter rentabilidade. E para ter produtividade no trabalho, você não acha que o trabalhador precisaria ter condições em um ambiente de trabalho bacana?

Nesse momento, a gente começa a perceber que a educação financeira é justa para todas as organizações.

E não trata de um treinamento técnico, como se fosse uma atividade física pontual. Mas, estamos falando de um treinamento que deve ser contínuo.

Então, não é apenas uma palestra de vez em quando. Mas é uma questão de sensibilização.

Você sabia que a educação financeira pode aumentar a produtividade da empresa?

Os tipos de conteúdos

E como a empresa pode colaborar com o trabalhador?

Colocando em pauta assuntos que são importantes para todo mundo. Por exemplo: quais são os investimentos que pagam mais juros? Que tipo de investimento é o melhor hoje? O que saber sobre o planejamento financeiro?

Mas, atenção porque se o seu funcionário nunca ouviu falar de educação financeira, então, se você chegar e falar sobre investimentos financeiros pode ser que ele tenha dúvidas.

Logo, busque assuntos tão importantes quanto esse, mas que tenha o foco no pequeno investidor, no iniciante, na pessoa que está aprendendo sobre finanças pessoais.

Estamos falando sobre treinamento dentro das organizações de forma comportamental, trabalhando o aspecto do comportamento mesmo.

  • Sobre o seu funcionário, o que você sabe?
  • Como ele utiliza dinheiro?
  • Quais os hábitos dele?

Você, como empreendedor, precisa envolver família dele nesse treinamentos de educação financeira.

E, você tem um resultado duplo porque você engaja o cônjuge e os filhos nesse movimento.

E por que isso é bom para a empresa?

80% do custo desse trabalhador está na casa dele, no lar, com gastos com alimentação, serviços e produtos. Por isso, nós precisamos fazer com que esses ensinamentos adentre aos lares destes nossos trabalhadores.

Por isso, saber um pouquinho mais sobre como administrar o dinheiro e saber que este trabalhador tem sonhos pessoais, sonhos familiares coletivos, sonhos materiais e não materiais, é importante para você aumentar os seus ganhos também, na empresa.

Todo esse conhecimento é necessário para que a gente possa ter uma empresa produtiva.

Uma empresa onde, efetivamente, esse trabalhador vá atuar com toda garra, toda força de vontade e que não seja incomodado por qualquer tipo de problema que venha de fora para  dentro.

Especialmente, os problemas financeiros.

Então, nossas áreas sociais, recursos humanos e organizações devem atuar diretamente nessa prestação de serviço e investimento no trabalhador, que vai gerar resultados para a empresa.

Busque por soluções ou mesmo treinamentos sobre essa área comportamental de educação financeira na sua empresa.

A educação financeira gera a produtividade

É preocupante quando as empresas buscam por crédito consignado com facilidade de compras para os seus funcionários, até mesmo levando esse trabalhador ao endividamento máximo dele.

Você realmente está preocupado com o seu trabalhador e a sua empresa?

Tem uma pesquisa que comprova que as empresas que investem em educação financeira tem crescido com a sua produtividade!

É uma pesquisa que já comprova que investimentos na educação financeira por parte das empresas é, sem dúvida alguma, uma forma de obter um grande retorno para os lucros e cofres empresariais.

E, em números, isso significa que “a cada 1 dólar, 3 dólares retornam” para a empresa.