20 Dicas Extraordinárias para Evitar o Consumo Excessivo de Água e Economizar muito Dinheiro

Economizar na água deveria ser um hábito na vida dos brasileiros, mas, infelizmente, não é. Além de fazer bem ao meio ambiente e garantir o futuro, também é uma excelente forma de economizar dinheiro. Logo, se a conta de água diminui, você pode investir mais dinheiro e se tornar independente financeiramente mais rápido.

Veja algumas formas de como é possível economizar água (e dinheiro).

1 – Tome banhos mais curtos: para se ter uma ideia, se cada pessoa em São Paulo reduzisse o banho em 5 minutos, daria para economizar mais de 26,8 bilhões de litros de água por mês.

2 – Feche o chuveiro: além de ficar menos tempo no banho, deixar o chuveiro fechado enquanto se ensaboa também é o correto a se fazer. O consumo de água nesse banho pode cair de 180 para 48 litros de água, na média.

3 – Mantenha a torneira fechada: ao escovar os dentes, por exemplo. A economia pode ser de 12 litros em casas e até 80 litros em apartamentos. Observação: fique atento ao bom funcionamento das torneiras.

4 – Cuidado com os Vazamentos: no mês, 96 litros de água potável são desperdiçados em um buraco de dois milímetros em um cano. Essa quantidade é capaz de lavar todas as roupas da máquina de lavar.

5 – Cuidado com a descarga: use-a de forma consciente, ou seja, pressione por apenas 6 segundos. Cada descarga dessa consome entre 6 e 10 litros de água. Portanto, use só quando necessário.

20 Dicas Extraordinárias para Evitar o Consumo Excessivo de Água e Economizar muito Dinheiro
Reprodução: Google

6 – Louça: não deixe a torneira aberta enquanto lava a louça e, além disso, sempre tire o excesso de comida antes de começar a lavagem.

7 – Lavar Roupa: Ligue a máquina quando ela estiver cheia e leve em conta que uma máquina de cinco litros consome 135 litros de água em cada uso.

8 – Mangueira: na hora de lavar o carro ou regar as plantas, não use a mangueira. Ela aberta por 15 minutos pode consumir até 180 litros de água. Pano e balde são recomendáveis para o carro e um regador, ideal para as plantas.

9 – Vassoura: para lavar a calçada, prefira a vassoura do que a mangueira.

10 – Piscina: cubra a piscina quando ela não estiver em uso porque saiba que a evaporação diminui em até 90%. Uma piscina de tamanho médio pode ter um desperdício de mais de 3,5 mil litros por mês.

11 – Caixa d’água: nunca deixe a caixa transbordar e mantenha-a sempre fechada para evitar a evaporação.

12 – Reaproveite a água: a água do banho e da máquina pode ser usadas para pequenas limpezas, como da calçada, por exemplo. Pense nisso.

13 – Sistemas de Reutilização: precisam ser pensados porque costumam valer a pena, principalmente no longo prazo, onde vão gerar economia no consumo da água.

14 – Banheira: se você usa banheira, saiba que o banho de ducha pode te trazer uma economia de até 50% na água. E banhos de menos de 2 minutos trazem poupança de 40 litros de água.

15 – Torneiras: existem redutoras de fluxo que são pequenas peças que podem ser encaixadas na torneira e que pode reduzir o consumo em 50% também. Outra opção é pensar nas torneiras com temporizador.

16 – Pequenos cuidados: ao descongelar um alimento, prefira fazer isso de forma natural ao invés de deixa-lo em uma bacia com água.

17 – Jardim: use medidores de umidade para saber quando há a necessidade de regar as plantas e quais delas. Regue devagar e permita que a água infiltre no solo.

18 – Chuva: aproveite, de alguma forma, a água da chuva. Elas podem ser usadas para lavar a calçada e a casa, por exemplo. Evite apenas usá-la em plantas, já que pode ser ácida demais.

19 – Vazamentos: fique atento aos vazamentos na sua casa e na rua. Avise os órgãos públicos porque isso pode interferir diretamente no seu bolso, já que com a crise hídrica, a bandeira pode aumentar, com o consumo mínimo.

20 – Educação: invista na educação dos filhos e das crianças, afinal, quando mais cedo eles começaram a praticar essas boas ações, mais rápido acontecerão os resultados positivos.

20 Dicas Extraordinárias para Evitar o Consumo Excessivo de Água e Economizar muito Dinheiro
Reprodução: Google

Note que a sociedade atual parece não estar muito preocupada com a economia, seja da água ou do dinheiro. O resultado disso é totalmente imediato: crises hídricas e pessoas endividadas. Se você puder observar, ambos devem andar junto e pode ser benéficos para uma vida, amplamente, mais saudável.

Bônus: 3 Itens Domésticos Indispensáveis tiveram alta em 2017. Como manter o Orçamento Financeiro?

1 – Petrobrás eleva o preço do gás de cozinha em quase 10%

A companhia anunciou um reajuste médio dos preços do gás liquefeito de petróleo (GLP) para uso residencial vendido em botijões de até 13 kg em 9,8%. O novo valor entrou em vigor no dia 21 de março. A correção não se aplica ao GLP destinado ao uso industrial.

2 – Conta de Luz volta a ter bandeira vermelha

A bandeira tarifária vermelha voltou às contas de luz em abril, após 1 ano e 1 mês. Agora, o custo da energia elevou-se e o objetivo é sinalizar aos consumidores a menor oferta no sistema elétrico, conforme informações da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

3 – Remédios vão ter aumento de até 4,76%

Conforme publicado no Diário Oficial da União, o Conselho de Ministros da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed) autorizou os índices do reajuste anual de preços de medicamentos para 2017. Assim, os remédios terão um aumento que vai de 1,36% até 4,76%.

O que fazer para conseguir manter as contas em dias?

Óbvios que as notícias acima não são nada boas, no entanto, ainda assim, é possível manter as contas em dia. Alguns especialistas em orçamentos domésticos elencam algumas práticas eficientes para deixar as contas em dia e o melhor de tudo: conseguir poupar dinheiro!

  • Não dê um passo maior que a perna – É o básico, mas muitas pessoas pecam! Muitos brasileiros gastam e comprometem o dinheiro por simples falta de atenção e organização. Antes de passar o cartão de crédito, é preciso considerar o salário do mês, descontando, inclusive, os gastos primordiais, como saúde e alimentação, por exemplo. Esse é um hábito que tem que ser feito diariamente, semanalmente, mensalmente.
  • Não mais que a metade – O valor de despesas nunca, em hipótese alguma, deve ultrapassar a metade do salário líquido total. Na verdade, o ideal é que se gaste apenas 35% com isso. E nesses gastos estão inclusos itens como aluguel, prestação do carro e planos de telefonia.
  • Não compre por impulso – As melhores compras sempre vão ser aquelas que são planejadas, justamente porque você sabe que elas caberão no orçamento financeiro mensal. A dica, nesse caso, é evitar as vitrinas, os sites de promoções, os e-mails diários com descontos, entre outros. A armadilha das lojas é conseguir te vender aquilo que não é necessário para você.
  • Cheque Especial – Não faz parte do Salário. Muitas pessoas não tem ideia do quanto a taxa de juros está alta e usa o Cheque Especial como se fosse um complemento do salário e isso é uma coisa muito errada de se fazer!
  • Tempo – Todo mundo que entra em uma nova rotina precisa de tempo. Sempre vamos precisar dar tempo ao tempo. Por exemplo: uma mudança de hábito financeiro leva 3 meses para ser digerida, conforme dizem os especialistas. Por isso, a paciência é uma virtude muito importante.
  • Renegocie as Dívidas – E tenha um planejamento financeiro. Se você tem dívida com o Cartão de Crédito ou com o Cheque Especial, vale a pena fazer um empréstimo pessoal para quitá-los. Logicamente porque os juros são mais baixos. Depois, o planejamento é essencial para não fazer novas dívidas.
  • A união faz a força – Literalmente falando. Família que economiza junto tem uma vida financeira mais saudável. O importante é encontrar uma estratégia que agrade à todos. Ah, inclusive, as crianças também devem participar desse processo.
 Com informações do Infomoney e Saberpoupar