Economizar Dinheiro Rápido para Ficar Rico – As 30 Melhores Dicas da Internet

Você pode ter mil motivos para economizar dinheiro – como começar logo a aplicar no mercado financeiro ou simplesmente quitar as dívidas que estão te tirando do sério. O fato é que fazer isso de forma rápida pode nos fazer tomar decisões financeiras incorretas.

Produzimos este artigo com a intenção de selecionar algumas práticas reais, verdadeiras, sinceras e que realmente farão sentido na hora de você economizar dinheiro. São dicas que valem para a vida toda e podem ser habituadas enquanto você precisar criar essa poupança.

Se você quer economizar dinheiro rapidamente, melhor fazer isso da forma certa!

1 – Estabeleça suas Prioridades Financeiras

Antes de qualquer pensamento, tente entender o que é realmente importante para você hoje!

Se pergunte quais serão os seus gastos para que essas escolhas sejam efetivas – tudo tem que estar de acordo com seu plano financeiro.

Você não vai estar errado se quiser se dedicar aos estudos, ao trabalho, à família, aos cachorros. Não há erro nisso. Mas você tem que saber qual é a sua prioridade.

Para quem não sabe onde quer chegar, qualquer caminho serve“, Alice no País das Maravilhas.

  • “Eu não sei o que fazer da minha vida”.
  • “Eu trabalho o dia todo e chego em casa disposto apenas à dormir”.
  • “Eu trabalho em um lugar que odeio”.
  • “Minha Vida é muito corrida e eu não consigo ficar disposto a fazer nada”.
  • “Eu não faço a mínima ideia de onde devo começar”.

Agora, se você não sabe exatamente o que são metas financeiras e objetivos financeiros, então, tem que ler esse artigo, que explicaremos tim por tim:

7 Dicas para Conseguir cumprir todas as Metas e Objetivos financeiros sem Falhar

2 – Aproveite a Facilidade da Tecnologia

Hoje em dia existem muitos aplicativos de celular que podem te ajudar nessa missão financeira de economizar dinheiro em todas as fases da vida – o controle de gastos é importante.

Só com esse controle você vai entender para onde está indo o seu dinheiro, o que pode ser reduzido, o que pode ser cortado, o que pode ser aumentado, o que pode ser revisto… Se você não tem noção dos gastos, perde-se todo fio da meada.

No vídeo abaixo temos um desses aplicativos, que foi lançado recentemente, e tem o objetivo de ajudar com o assunto do dinheiro. Nele há informações sobre o mercado, opções de investimentos para o seu perfil e muito mais… Conheça-o!

3 – Veja a Necessidade de Cortar Gastos

Coloque todos os seus gastos no papel e comece a cortar os menos importantes para não atrasar as contas e entrar em dívidas.

Entrar em dívidas, por sinal, tem que ser um dos seus maiores objetivos financeiros nessa parte da vida – e isso vai significar muito no futuro!

Isso tem a ver com o item número 1 – selecionar prioridades. Mas, vai além dele. Você pode cortar aqueles gastos chamados supérfluos, ou seja, que não tem necessidade de acontecerem, mas que existem por uma questão de “comodidade” ou “facilidade”.

Diminua o plano de celular, corte os canais da TV, substitua as lâmpadas quentes por de LED (que são mais econômicas) e por aí vai… Tudo que gera economia de dinheiro é importante para que o seu orçamento financeiro seja saudável.

4 – Opte pelos Pagamentos à Vista

Você começou a trabalhar – isso é bom. Mas não vá pensando que ter um Cartão de Crédito é sinal de credibilidade ou de poder, não caia nessa bobagem. Evite sempre os pagamentos parcelados e opte pelo à vista.

Isso te gera desconto e evita que você se endivide. A melhor forma de pagamento, que é opinião única entre os especialistas, é comprar à vista – a ideia é se programar para isso!

No Brasil, existem duas modalidades de crédito que são consideradas as mais caras do mundo porque têm os juros mais elevados do planeta – o cheque especial e o cartão de crédito. Isso prova que o uso deles não é viável e mudar esse comportamento é uma boa ideia.

Se você ainda usa o cartão para fazer pagamentos parcelados, confira o vídeo abaixo e tire suas próprias conclusões…

É muito importante avisar que a função do cartão de crédito é parcelar as compras, mas isso exige muita e muita e muita organização financeira. O ideal é nunca usar, já que os juros pagos são altos e o risco de contrair uma dívida é muito grande.

5 – Planejar com Antecedência

Ainda que a vontade de viajar seja muito instantânea, você não tem que programa-la para o mês que vem – isso seria um erro financeiro.

Citamos a viagem como exemplo prático, mas o planejamento em longo ou médio prazo é um hábito que precisa ser criado em todos os objetivos da vida.

Ainda considerando o caso da viagem, a dica é colocar tudo na ponta do lápis – o destino, os valores, as pessoas, o transporte, a data – e a partir daí, fazer um prévio orçamento financeiro para a viagem.

Dessa forma, você consegue comprar passagens aéreas com antecedência e mais baratas, além de outros benefícios econômicos.

Com esse planejamento você consegue economizar dinheiro e poderá se dar a luxos como de ir comer em restaurantes conhecidos e frequentar locais badalados no seu passeio.

Viajar requer um plano especifico – já que são muitos detalhes.

6 – Crie um Orçamento Financeiro

Essa dica está aqui no item 6, mas poderia ser o número 1, tamanha a sua importância.

Nessa planilha orçamentária adicione todos os valores e gastos que possa ter.

Mais uma vez, vamos citar um exemplo – o carro!

No caso da compra do automóvel, você precisaria incluir: valor da aquisição o automóvel, manutenção, seguro, combustível… Não adianta ter um bom carro se ele não sair da garagem por falta de gasolina, não é?

O Horário que Você Abastece o Carro pode te fazer Economizar Dinheiro – Acredita?

E assim você tem que criar um orçamento financeiro para tudo na vida. Isso te ajuda a economizar dinheiro e a ter uma visão geral sobre os seus gastos, tornando possível ajustar a sua renda às suas necessidades.

Para a sua vida financeira, anote todos os gastos, incluindo aqueles que possam parecer mais insignificantes porque na verdade eles não são. Você terá êxito a partir do momento que conseguir fazer o dinheiro que ganha ser maior do que o dinheiro que é gasto.

Aprenda a ter um Controle Financeiro Simples e Eficaz:

7 – A Realidade Financeira

Estar de acordo com a sua Realidade Financeiro é um segredo para quem quer ter controle sobre a vida financeira. Você não pode (e não deve) comprar um carro de 100 mil reais se o seu salário não permite isso.

O primeiro ponto é escolher uma casa que vá de acordo com a sua realidade financeira – você não precisa comprar uma cobertura na zona sul se não tiver dinheiro para isso. Mantenha o pé no chão.

Esses são apenas exemplos de como estar atento à atual situação é fundamental.

8 – Pense com a Cabeça

Por mais engraçado que isso pareça, a ideia é exatamente essa – pensar com a cabeça. Você vai comprar aquele que será seu 35º sapato porque achou ele bonito ou porque você precisa de um para trabalhar?

Pensar com a cabeça é ser racional o suficiente para entender que comprar é fundamental nos dias atuais, no sistema capitalista, mas comprar por impulso significará um gasto desnecessário.

Sobre esse ponto, vale analisar o comportamento das crianças – nem sempre elas preferem os presentes mais caros do mundo e sim aqueles que mais lhe agradam. Uma boneca de pano pode ser muito agradável do a coleção completa da Barbie, por exemplo.

Se falar em casa própria, a ideia da casa nova é ter ansiedade de querer comprar tudo de uma só vez – lembre-se, por exemplo, que os móveis e os eletrodomésticos são caros.

Outro ponto é que as pessoas tem o hábito de guardar o dinheiro na poupança para comprar a casa própria, porém, existem opções mais rentáveis, ainda mais se você tiver um planejamento financeiro definido. Isso é pensar com a cabeça.

9 – Mantenha seu Estilo

Para os adolescentes principalmente, o mais importante é entender que eles não precisam estar dentro das modinhas para serem reconhecidos na sociedade. Essa é a pior forma de perder dinheiro – viver por algo ou alguém que não é você próprio.

Tenha o seu estilo, as suas roupas, os seus sapatos – esse é o melhor estilo!

A questão é sobre: “você quer ficar rico mesmo ou apenas aparecer”? Gastar dinheiro para manter a aparência pode te deixar pobre, assim como o uso desenfreado do cartão de crédito, empréstimos pessoais com juros altos ou cheques especiais com a mesma taxação.

Na imagem publicada por André e que vamos disponibilizar abaixo, a diferença entre o rico e o pobre está no valor das roupas. Fizemos a breve comparação:

O Rico gasta 322 reais para se vestir:

  • Óculos – 120 reais,
  • Camisa – 34 reais,
  • Calça – 70 reais,
  • Calçado – 98 reais.

O Pobre gasta bem mais – 13,7 mil reais – para se vestir:

  • Boné – 270 reais,
  • Óculos – 1,2 mil reais,
  • Fone de Ouvido – 950 reais,
  • Corrente de Ouro – 2,5 mil reais,
  • Blusa – 650 reais,
  • Relógio – 980 reais,
  • Celular – 6 mil reais,
  • Calça – 400 reais,
  • Tênis – 800 reais.

Manter o seu estilo pode te custar bem menos do que manter um estilo que não é o seu, e sim das grifes e coleções que está sendo divulgadas na televisão. Pense sobre isso!

10 – Troque Roupas com Amigos

Essa é outra medida altamente sustentável para o mundo e para o seu bolso.

Se você está cansado de sempre usar as mesmas roupas, mas não tem muito dinheiro para comprar roupas novas, faça permutas com os amigos. Troque peças, faça empréstimos e desfaça daquelas que não lhes são mais úteis.

Essa é uma medida ótima para o bolso e para o meio-ambiente tanto é que existem sites e aplicativos especializados neste tipo de troca. Procure na internet e conheça também os bazar da sua cidade – você não precisa gastar muito para estar bem vestido.

11 – Leve Lanche de Casa

Claro que não estamos falando de crianças, que levam lancheiras na escola de educação infantil – mas, todo mundo pode economizar dinheiro se levar a comida de casa para o colégio, para o trabalho, para qualquer lugar.

Por mais econômico que o restaurante seja ele vai cobrar os gastos que tem e que vão além da comida: gás, limpeza, pessoas, luz, impostos. Se você acha que levar comida de casa não é um bom comportamento, faça um teste mensal e descubra o valor da sua economia.

Além disso, essa opção de escolha dá uma chance de consumir alimentos mais saudáveis.

7 Receitas para Reaproveitar Alimentos e Economizar Dinheiro de Forma Efetiva

Economizar Dinheiro Rápido para Ficar Rico - As 30 Melhores Dicas da Internet
Reprodução: Google

12 – Aproveite o Desconto do Cinema

O cinema e outros eventos culturais costumam dar um bom desconto para os estudantes – e isso é ainda mais acentuado em dias específicos. Procure saber quais os dias em que há sessões e horários com descontos e faça bom proveito.

Idosos, professores, pessoas com doenças graves também podem ter tal desconto. Além disso, existem instituições que oferecem tal benefício, busque saber mais sobre isso.

3 Notícias Importantes:

  1. Como Ficar Rico e Lucrar mais de 300 mil reais assistindo Netflix?
  2. Entenda o Mercado Financeiro Assistindo Essas 5 Séries 
  3. 15 Filmes sobre o Mercado Financeiro no Netflix

13 – Opte pelos Programas Populares

Nos finais de semana, quase todas as opções são caras demais: o show é mais de 100 reais, o barzinho também fica por aí e assim por diante. Resta à você, portanto, encontrar programas gratuitos ou populares, como festivais livres.

Também dá para aproveitar lugares que não cobram taxas, como a de entrada, couvert, entre outras. O ideal é pesquisar, pechinchar e economizar dinheiro.

Você trabalhou duro a semana toda e quer descansar no sábado? Quer curtir os amigos? Tomar um suco natural? Por que não faz um encontro americano, do tipo que cada pessoa leva um pouco e todo mundo participa de tudo?

Isso é bem econômico… Até o local que for alugado pode ser dividido entre os participantes.

Você adora ouvir uma música sertaneja ou um rock e está doido para ir a um show na sua cidade, mas… Não tem dinheiro. Uma alternativa é participar de promoções, como em rádios, páginas do Facebook e sites que fazem o sorteio de ingressos.

14 – Repense sobre Eletrônicos Novos

É muito comum encontrar problemas em smartphones como o “efeito fantasma”, quando ele começa a desligar sozinho ou a tela fica estremecida. Além disso, há o risco dele cair no chão e, literalmente, espatifar-se.

A dica nesse caso é não optar pelos lançamentos – ou seja, aqueles lançados recentemente – que são caros e podem ter poucas diferenças para modelos mais antigos. O ideal é sempre optar pelo custo benefício.

Saiba como Ganhar Dinheiro com o Celular Usado – na venda e na compra

Todo lançamento custa caro e nem todo aparelho “mais antigo” é ruim. Aqui vale a mesma ideia do ter o próprio estilo, lembre-se que você está vivendo para você e não para agradar os outros.

15 – Dinheiro Extra nas Férias

Todos nós sabemos que existem leis que beneficiam o adolescente, não permitindo, por exemplo, o trabalho infantil. Mas, ao mesmo tempo, se isso não interfere nos estudos, o adolescente pode aproveitar as férias para conseguir um dinheiro extra.

Já cogitou a possibilidade de cortar a grama do vizinho, passear com os cachorros do seu condomínio, ficar de babá dos primos por um tempo enquanto seus tios descansam? São formas simples para, mais do que economizar dinheiro, ganhar dinheiro. Pense nisto!

25 Aplicativos para Ganhar Dinheiro Extra Rapidamente

Adultos também podem ter essa mesma visão – podem ganhar um dinheiro a mais nas férias ou em horários que não atrapalhem o serviço fixo. Na internet é possível encontrar várias histórias de pessoas que ficaram ricas com trailers de sanduíches ou vendendo docinhos para festas.

A grande questão é entender que usar a criatividade é fundamental, além, claro, de ter planejamento para organizar o dia a dia e os horários.

16 – Gastos com a Diversão

Se o salário é curto, um dos primeiros gastos que precisam ser reduzidos é a diversão. Note que não estamos dizendo para você não fazer nada que é divertido, ao contrário, você precisa disso. Mas opte pelos programas gratuitos como está no tópico 13.

Por exemplo, prefira reunir os amigos em casa ao invés de irem a barzinhos e restaurantes caros. É disso que estamos falando, jovem!

Aqui também vale se atentar com o que é prioridade para você – tópico 1.

Falamos que a diversão é o primeiro a ser cortado porque outras categorias, como alimentação e saúde, costumam ser as prioridades financeiras das famílias brasileiras.

17 – Crie o Hábito de Pesquisar os Preços

Para quem quer economizar dinheiro em compras, essa é praticamente uma regra: pesquise os preços de tudo.

Evite sair comprando tudo que vê pela primeira vez – além disso, nunca saia de casa para comprar algo sem saber o valor que se pode gastar para tal produto.

Custo benefício também é uma palavra de ordem nesse caso – existem bons produtos que tem qualidade alta e preço baixo, basta encontra-los.

A internet também propicia um ambiente vantajoso na pesquisa de preços- alguns aplicativos fazem todo “trabalho sujo” para você, desde que você configure exatamente o produto que quer comprar.

Vai renovar a matrícula da escola? Comprar materiais escolares? Tem reforma da casa? Trocar o pneu dos carros? Crie o hábito de pechinchar! Isso não é feio e pode significar economia de dinheiro no fim do mês.

18 – Entenda a Necessidade de ter um Carro

Não estamos falando para você não comprar um carro – mas você tem que aceitar que ele vai te dar um gasto muito alto e não só pelo poder de compra, sendo principalmente com impostos e manutenções.

Se você tem disposição e disponibilidade, opte por ir trabalhar a pé, de bicicleta, de ônibus ou mesmo de Uber, que tantas vezes acaba por ser mais vantajoso… Pense nisso e se você tem dúvidas, veja o vídeo abaixo – é bem rapidinho!

Se você deixou para ver o vídeo depois, nós vamos resumir para você: dependendo da sua distância de locomoção, o carro vai ser a alternativa mais cara e até mesmo o Uber pode ser mais em conta.

Para chegar aos números exatos, você tem que analisar todo gasto, como manutenção e seguro, por exemplo. Depois, confira tudo no vídeo – é rapidinho.

19 – Aproveite os Exercícios Físicos Gratuitos

A questão da saúde quase nunca deve ser cortada das prioridades, de fato. Porém, na maior parte das vezes, esse gasto pode ser reduzido de alguma forma.

Além de conseguir remédios e exames de forma gratuita, você também pode levar em conta praticar exercícios gratuitos, que influenciam diretamente na sua saúde.

Se você for trabalhar a pé ou de bicicleta, vai conseguir se exercitar sem gastar nada para isso – “matou dois coelhos com uma cajadada”, meu caro!

Mas, vamos supor que você não fez isso.

Então, nesse caso, tem que prestar a atenção para não gastar muito dinheiro na hora de praticar atividades físicas – elas são importantes sim, mas não podem representar muito da sua renda se você está pensando em economizar dinheiro.

Leve em conta as Academias ao Ar Livre, os passeios aos finais de semana nos parques e praças, caminhadas rotineiras e diárias, a academia do seu condomínio, entre outras opções.

20 – Escolha do Destino

A escolha do destino é um dos fatores mais importantes durante o seu planejamento financeiro, principalmente para viagens.

A ideia é conhecer lugares novos, mas eles têm que estar de acordo com a sua realidade financeira e o seu gosto – não adianta ir para a praia se você não gosta do mar, por exemplo.

Uma viagem de formatura é bem diferente de uma lua de mel, além de tudo. Pense sempre nisso – no seu perfil, objetivo, ocasião. E aí, comece a pesquisar os valores.

A ideia do destino é importante não apenas para viagens, mas também na hora de conseguir um emprego, mudar de cidade, de país.

21 – Opte pela Baixa Temporada

É claro que viajar na baixa temporada nem sempre é fácil – devido aos dias de trabalho.

No entanto, sempre que isso for possível, faça! Os preços gerais, principalmente da passagem e da hospedagem, podem ficar na metade do preço original, levando em conta que o fluxo de pessoas é menor.

É na baixa temporada também que é possível encontrar as passagens mais em conta, mais opções, locais mais agradáveis.

Existem companhias aéreas e empresas de turismo que fazem promoções anuais – com valores abaixo do habitual. Além disso, sites e aplicativos também podem gerar descontos. Isso é importante para encontrar as melhores oportunidades.

Dependendo do horário, dá para encontrar passagens mais baratas também.

22 – Escolha o Modelo Ideal para Você

A ideia de ter um carro é para se locomover, certo? E, na real, todos os carros fazem isso. A grande questão é entender que o que vai mudar de um modelo para o outro é o conforto e os acessórios.

Uma Ferrari te levaria muito mais rapidamente para o seu destino. Mas o mesmo trajeto poderia ser feito por um Fusca. Considere isso.

Faça pesquisas sobre o modelo na qual você consegue pagar, tanto no preço inicial quanto no custo da manutenção e outros gastos. Se for um financiamento, leve em conta observar o valor total dele – aposto que vai dar para comprar 2 carros do mesmo modelo a vista.

O modelo ideal tem a ver não apenas com automóveis, mas também com casa, viagens, escolas, diversões… Inclusive, tem a ver também com os investimentos financeiros. O ideal é encontrar produtos que tenham a ver com sua atualidade e seu perfil.

Economizar Dinheiro Rápido para Ficar Rico - As 30 Melhores Dicas da Internet
Reprodução: Google

23 – Considere comprar Usados

Se acima falamos de trocar roupas, aqui vale reforçar a ideia – opte pelos usados.

Isso vale para todos os produtos, como celulares, carros, casas. Isso acontece porque tudo que “sai de fábrica” tem valores altos por ser “nunca usado”. Mas, alguns segundos depois já acontece a famosa depreciação e o seu bem perde valor.

Os carros zero quilômetro, que saem de fábrica, tem um custo a mais por ser novo – mas, com o tempo eles depreciam, ou seja, perder valor. Existem muitos usados em boas condições, tanto de motor quanto de valor.

Comprar um carro usado é importante para quem quer economizar dinheiro e alcançar os objetivos financeiros previstos.

24 – Tenha um Projeto no Papel

Observe e anote todos os pormenores que um casamento demanda – são muitas coisas – festa, decoração, casa própria, lua de mel, docinhos, padrinhos… São muitas coisas mesmo!

Tanto para o casamento como para a vida – a ideia é viver com base na realização de sonhos. Se você quer muito que alguma coisa aconteça, lute por isso. Para te ajudar com a missão, anote no papel – isso ganha força.

Dizer que quer ficar rico, por exemplo, é um pensamento muito vago. Você poderia escrever em uma folha a seguinte expressão: “meu sonho é acumular um patrimônio de 1 milhão de reais quando chegar aos 65 anos”, isso é um objetivo bem definido.

25 – Economize Dinheiro em Conjunto

Quando o casal está disposto a sonharem junto, com o mesmo objetivo, fica mais fácil apertar os cintos financeiros. Opte por um jantar especial em casa do que em restaurantes no aniversário de namoro, por exemplo.

Economizar dinheiro em conjunto não tem a ver apenas com um casal, mas com a família, amigos, parentes, grupos.

Pense, por exemplo, em uma festa de formatura. Nesse caso, a turma toda precisaria poupar dinheiro e fazer campanhas de arrecadação para que a festa final aconteça de forma benéfica para todos.

No caso da família, vale muito a pena incluir os filhos, mesmo que pequenos, nas contas e nos objetivos. Eles precisam entender que se economizarem água hoje poderão ir para a Disney amanhã, para se ter uma ideia.

26 – Alugar pode ser a Melhor Ideia

Quase tudo é possível de ser alugado – como o vestido de noiva. Procure lojas de aluguel em tudo que precisa para um casamento. Até a decoração da festa pode ser alugada.

Em outros aspectos, que não o casamento, podemos concluir que tudo é passível de aluguéis. Se você ainda não sabe, existe um aplicativo que aluga cômodos. Isso, se você tem um quarto que não usa, pode alugar para um viajante através do Airbnb.

Existe também plataformas que alugam carros particulares, sabia? Pois é! Atualmente, tudo é passível de aluguel, pense nisso para economizar dinheiro e, além disso, juntar dinheiro!

27 – Listas

Se você quer economizar dinheiro vai precisar entender que quanto menor for sua lista de convidados, menores serão os gastos com a cerimônia, celebrações, etc. Isso em se tratando de festas, como os casamentos.

Sem Dinheiro? 5 Passos para Organizar um Casamento Simples e Elegante

Além disso, as listas costumam sem indicadas para outros casos, como no caso das compras feitas nos supermercados. A recomendação é sempre ir com uma lista feita, onde tem que estar anotado todos os produtos que precisam ser comprados.

Isso evita gastos a mais, já que você vai ser direcionado apenas para os produtos a serem comprados e não precisará ficar lembrando de tudo que falta na dispensa.

Ir às compras sem uma lista é um dos maiores erros – vá sempre acompanhado com ela e não se desvie do que foi definido antes de sair de casa. Compre apenas o necessário!

A lista também é interessante na hora de selecionar as prioridades, os objetivos, as vantagens, os benefícios… Tudo é praticável com listas!

28 – Abuse do DIY

DIY, para quem não sabe, é a moda do “do it yourself”. Ou seja, faça você mesmo. Essa é uma opção cada vez mais forte de fazer coisas bonitas e assegurar o poder financeiro baixo. Você pode fazer os próprios enfeites e as lembrancinhas.

E isso é usável em casamentos ou em casa, por exemplo. Você pode criar sua própria decoração, personalizar seus objetivos, pintar seus panos, quadros, portas-retratos e uma infinidade de outras opções.

Outra opção é sobre hortas – que podem ser feitas em casa, por você mesmo!

Mesmo para quem mora em apartamento – e não tem o quintal muito grande – pode considerar uma horta com ervas e com alimentos de fácil manejo. Cultivar hortaliças ajuda a economizar dinheiro e a ter produtos de qualidade na mesa.

Economizar Dinheiro Rápido para Ficar Rico - As 30 Melhores Dicas da Internet
Reprodução: Google

29 – Marcas Diferentes

O produto que passa na propaganda da novela costuma ser bem mais caro do que os seus concorrentes – justamente para custear a publicidade. Esteja sempre aberto à testar novos produtos que ainda não conhece e comece logo a economizar dinheiro.

Isso tem a ver, por exemplo, com estar aberto a testar novos produtos, sem preconceitos.

30 – Produtos da Estação

Optar por produtos da estação é uma boa pedida porque eles costumam ter valores mais em conta – o mesmo pensamento vale para as frutas, legumes, verduras e até mesmo as carnes.

7 Atitudes para Ficar Rico que todo mundo sabe, mas só os milionários fazem!

O que Fazer com o Dinheiro Economizado?

Com tanta economia de dinheiro, é importante saber que tudo isso precisa ter um foco, um objetivo maior. Afinal, para que você está economizando dinheiro? Uma das melhores respostas é aquela que diz que com a economia de dinheiro se deve investir para gerar ainda mais riqueza.

Poupar Dinheiro para Ficar Rico Definitivamente – 70 Dicas

Existem várias formas de economizar dinheiro, mas poucas de ganhar dinheiro extra, sem ser pelo esforço do trabalho diário ou com a venda de produtos.

Uma dessas formas de ganhar dinheiro é investindo dinheiro – imagine que você vai ganhar rentabilidade, ganhar dinheiro, simplesmente por investir dinheiro. É assim que funciona.

Como Investir em Renda Fixa: O Guia Definitivo

Por exemplo, sabe na poupança, quando você deixa o dinheiro lá e no final do ano tem um pouquinho a mais do que você deixou? Então, nas aplicações financeiras acontece o mesmo, só que de forma muito mais rentável e segura.

“A fuga da caderneta é uma consequência da falta de planejamento financeiro dos brasileiros”, diz Dany Rogers, que doutor e pesquisador do dinheiro.

Confira algumas opções de investimentos financeiros…

Onde Aplicar Dinheiro com essa Selic?

Ainda assim, os especialistas recomendam aos investidores convencionais continuar aplicando seus recursos no Tesouro Direto – que não tem taxa de administração e em fundos de baixas taxas, já que são garantidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito).

Marcelo Billi, da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), diz que conforme os juros caem, mais os investidores precisam observar o custo de cada uma das aplicações financeiras disponibilizadas no mercado.

“Quando as pessoas vão comprar uma geladeira ou um carro, elas pesquisam, vão em várias lojas, veem vários modelos e comparam as características e condições do negócio. Na hora de escolher investimento, elas acabam não dedicando tanta energia e tempo para fazer essa comparação e pesquisar as melhores condições”, ele diz.

E completa: “Sempre foi importante fazer isso, mas neste cenário atual, é mais ainda”.

Para Paulo Azevedo, que é professor de estratégia financeira do Ibmec-SP (Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais), as aplicações financeiras feitas na poupança ainda vão ter ganho em relação à inflação.

“Por mais que a Selic esteja caindo, a meta da inflação está abaixo do centro da meta. O governo pode se dar ao luxo de diminuir a Selic e isso não vai influenciar negativamente na última linha do investidor final”, garante.

Billi orienta o investidor a optar pela poupança  apenas para quem vai manter o dinheiro pelo menos por 30 dias.

“A poupança não paga a rentabilidade antes do aniversário. Às vezes, as pessoas usam a poupança e ao longo do mês vão sacando recursos. Assim, não ganha rentabilidade alguma”.

Economizar Dinheiro Rápido para Ficar Rico - As 30 Melhores Dicas da Internet

Reprodução: Google

 

Considerações Importantes para Escolher o melhor produto financeiro

“Cuidamos mal do nosso dinheiro no Brasil. Aqui ninguém faz conta. Tem de olhar os produtos, não falar para o gerente que quer aplicar em fundo e ele colocar em qualquer um. Tem que olhar nos rankings, na internet, encontrar um que tem baixa taxa de administração”, diz William Eid.

“E tem que planejar. Ver quanto tempo pode deixar o dinheiro ali, para não ter de tirar antes da hora. Assim, o investidor perde o mínimo possível com Imposto de Renda”, garante.

Simulações com a Selic em 8,25%

Milton Galvão é da FMU e fala sobre a redução dos juros. “As opções dependem do perfil de cada individuo. Profissionais jovens têm menor aversão a riscos e podem investir em renda variável, já aqueles em faixa de idade mais avançada devem buscar a segurança da Renda Fixa”.

Investimentos de 10 mil Reais com a Selic em 8%

Poupança R$ 10.566
CDB (95% DI) R$ 10.625
LCI/LCA (90% DI) R$ 10.717
Tesouro Selic R$ 10.658
Fundos (taxa administração de 0,3%) R$ 10.606

Investimentos de 50 mil Reais com a Selic em 8%

Poupança R$ 52.830
CDB (95% DI) R$ 53.129
LCI/LCA (90% DI) R$ 53.587
Tesouro Selic R$ 53.293
Fundos (taxa administração de 0,3%) R$ 53.033

Investimentos de 200 mil Reais com a Selic em 8%

Poupança R$ 211.323
CDB (95% DI) R$ 212.517
LCI/LCA (90% DI) R$ 214.348
Tesouro Selic R$ 213.175
Fundos (taxa administração de 0,3%) R$ 212.133

As tabelas acima foram baseadas em dados do Banco Central, Tesouro Nacional, Portal Simulador Investimento e ADVFN.

Com a Selic em 8,5%, o Crédito também fica mais barato

Agora, ao que tudo indica, deve haver uma diminuição na magnitude das próximas reuniões do Copom.

“A política monetária avançaria, após uma reunião de setembro, para uma fase de calibragem do ciclo de corte de juros”, disse o departamento econômico do Itaú Unibanco.

Assim, como visto com a queda da rentabilidade dos investimentos, por outro lado, a linha de crédito também foi reduzida, mas parece não ser agressiva para melhorar o bolso do consumidor.

A Anefac ainda simulou o impacto da queda de juros em operações de crédito contratado por pessoas físicas.

  • Uma compra de 1,5 mil reais em 12 parcelas terá um desconto de 9,32 reais.
  • 1 mil reais no cheque especial por 20 dias ficará 0,53 reais mais barato.
  • Cartão de Crédito, em 3 mil reais por 30 dias, terá economia de 2,40 reais.
  • Empréstimo Pessoal de 5 mil reais em 12 meses terá desconto de 29,88 reais.
  • O financiamento de carro de 40 mil reais em 60 meses custará 1,3 mil a menos.

Em cada Corte da Selic feito pelo Banco Central, os bancos anunciam LEVES reduções nos juros dos clientes. Assim, as taxas medias de juros que estavam em 36,5% em julho teve uma queda de 5,5% ao ano.

Isso representa um custo menor em financiamentos, por exemplo.

“Há essa tendência de redução de juros em diversas modalidades. Por mais que as famílias ainda estejam endividadas, o custo menor dá um alívio para quem precisa de crédito”, avalia Vitor Suzaki, que é da Lerosa Investimentos.

No acumulado do ano, o estoque de crédito para pessoa física teve uma alta de 2,4% e isso deu fôlego ao mercado. Porém, a alta do crédito depende muito mais do mercado de trabalho – e contando com o número de desempregados a demanda pelo crédito foi reduzida.

“O mercado de crédito ainda não está muito aquecido porque a demanda está baixa. Quem concede está com receio por conta do desemprego em alta e incerteza política. As concessões até melhoraram um pouco na margem, mas melhora de fato ficará concentrada mais para frente”, diz Flavio Serrano, que é do banco Haitong.

Da Redação