Seja um dos poucos a saber como Economizar Dinheiro na Balada! #7 Dicas de Ouro

Se o fim do mês ainda não chegou e você já está sem dinheiro é porque algo está errado no seu orçamento financeiro pessoal. São muitas as justificativas para isso, mas, com certeza, elas estarão, em boa parte, dentro dos itens gastos! Um desses gastos que é muito comum, principalmente para os jovens, é o gasto com baladas.

As baladas são ocasiões que acontecem com a finalidade de divertir os amigos, descontrair, paquerar, encontrar a cara metade, ouvir uma boa música, comer um prato especial ou ver a banda preferida ao vivo. E, independente de qual seja o motivo, o resultado é o dinheiro indo embora. Convenhamos dizer que, dependendo do seu momento financeiro, a balada não é uma boa alternativa para os finais de semana.

A verdade é que nem todo salário suporta semanas e semanas de festas diárias e sem limites. Bom, como saber quando se está gastando muito na balada? É muito simples: se você está sem dinheiro antes que o mês acabe ou se está devendo dinheiro à alguém ou à algum banco, então, tem grandes chances de ser um desses baladeiros gastões.

Conheça a Mágica do Planejamento Financeiro para Você Controlar os Gastos

Ah, se as contas não estão fechando e se a conta de luz está atrasada ou se você só aumentou a sua dívida nos últimos tempos… Então, tem bons sinais de que está gastando mais do que deve, inclusive, na balada. Tudo isso pode estar relacionado com outros problemas que não seja, necessariamente, o gasto excessivo na balada.

Mas esse texto é para quem gasta além do que deve na balada, então, focaremos nisso.

Ah, ao final do texto mostraremos também um Guia dos Seus Direitos na Balada. Quando você passa a conhecer os seus direitos pode economizar um bom dinheiro. Por exemplo, quanto será que você precisa pagar se perder a comanda? Se não sabe, leia lá no final e descubra!

Seja um dos poucos a saber como Economizar Dinheiro na Balada! #7 Dicas de Ouro

Reprodução: Google

O Passo a Passo do Planejamento Financeiro para Quem não tem Salário Fixo! Se você tem uma renda que é variável, esse cronograma pode ser um pouco mais complicado de ser feito. Esse pensamento é muito atual se levarmos em consideração que o número de Empreendedores Individuais está em uma crescente progressiva nos últimos anos. E isso, apesar de ter vários benefícios, pode ser um fator preocupante, visto que os planejamentos orçamentários geralmente veem de uma renda fixa. Leia na íntegra!

Como Economizar Dinheiro na Balada

Ah, nós não estamos dizendo que você tem que deixar de sair, de socializar, de se divertir, ok? Mesmo porque isso é recomendação clínica dos médicos. Só estamos querendo que você tenha controle sobre os seus gastos nesses lugares. Por isso, selecionamos algumas orientações acerca do tema.

As festas e as boates são muito boas fontes de diversão e de lazer, mas nunca se esqueça que elas não durarão para sempre e se você teve disciplina com as suas finanças, essas baladas podem arruinar a sua vida financeira em um piscar de olhos.

Como Juntar Dinheiro Rápido Ganhando Pouco para Ficar Rico? #10 Jeitos Simples e Eficazes

Confere aí.

A 1ª dica é dividir o transporte. Provavelmente, se você vai à balada ou você pensou naquele amigo que será o motorista da rodada ou, então, pensou no Uber. Para ambas as opções, vale dividir os gastos com combustível. Isso sai muito mais barato, acredite.

A 2ª dica é fazer o famoso “esquenta” antes de ir à balada. Normalmente, nesses locais tanto a comida quanto a bebida costumam ser mais caros que o habitual. Então, vale comer em outro lugar antes de ir à balada, afinal, serão horas que você vai ficar sem comer e, se imaginarmos que você vá beber algo alcoólico, então, ficar sem comer não é uma boa opção.

A 3ª dica é ficar atento à lista de convidados ou, como chamam listas de nomes que são usadas para dar desconto no valor da entrada. É preciso atenção porque, muitas vezes, isso é apenas uma pegadinha para chamar público, ou então, quando se chega no local a fila de espera é tão grande que não vale o esforço.

7 #Vídeos para Aprender como Sair as Dívidas e Ganhar Dinheiro em 2017

A 4ª dica é sobre ficar atento à consumação mínima. Primeiro que você tem que saber que isso é venda casada, logo, é proibido e está no Direito do Consumidor. Mas, caso você não queira causar na balada, vale pegar provas e ir até o Procon da sua cidade para recuperar o dinheiro.

A 5ª dica é dividir os pratos e os petiscos. Se você estiver em grupo, vale a ideia de dividir os petiscos e as bebidas também. Além disso, sempre verifique se os produtos pelos quais você tem interesse não tem um desconto maior se for comprado em quantidade maior. Um baldinho de alguma bebida pode sair mais em conta do que a individual, se você souber que vai consumir aquele tanto.

A 6ª dica é beber de acordo com o que o seu organismo permite. Ninguém quer te proibir de beber a sua cervejinha, amigo. Mas, não precisa exagerar e beber até passar mal, não é? Se segure e beba apenas o suficiente. Lembre-se que o objetivo é se divertir, conversar, dançar e não passar mal e ficar com dor de cabeça no dia seguinte.

A 7ª dica é não ir. Oras, se você já não tem mais nem um único real na carteira não adianta sair de casa e usar o cartão de crédito. “Cilada, Bino”.

Bônus! E essa é a melhor de todas. Separe uma quantia exata e leve-a. Essa é uma dica sensacional e inclui NÃO levar o cartão de crédito. Tenha uma prévia do quanto pode gastar e leve apenas isso. Assim, vai conseguir se controlar e não gastar mais do que deve. Só não esqueça de incluir nesse total, o valor do táxi, da entrada e do estacionamento, se for o caso.

Como Ter Dinheiro Perpétuo para poder ir à balada a vida toda?

Ganhar Dinheiro e ter uma Renda Perpétua é possível de uma forma muito simples: investindo dinheiro! Logo, quando você investe dinheiro, você recebe juros e, por conseguinte, você enriquece. Quanto mais dinheiro tem investido, maior o lucro. Agora, já pensou conseguir juntar uma quantidade suficiente para que sua renda seja feita apenas do lucro desses investimentos? Isso é Ficar Rico e Viver de Juros.

Isso é possível e se você concorda, então, pode fazer um curso gratuito e descobrir como conseguir isso. Ah, e já vamos adiantando… Mesmo que tenha pouco dinheiro, a possibilidade também existe. Tudo vai depender do seu potencial, empenho, dedicação e conhecimento. Faça o Curso Gratuito!

Workshop 100% Online e Gratuito: Risco Zero nos Investimentos

Alternativas às Baladas para Economizar Dinheiro

Existem formas alternativas e que tem a mesma funcionalidade das baladas. Um barzinho com os amigos, onde os produtos são mais baratos e não há valor de entrada pode ser uma boa opção para os dias mais sombrios. É importante que, nessa altura do campeonato, você seja mais racional do que, de fato, é.

Se o seu foco é encontrar alguém que para ter uma relação mais próxima, um romance, saiba que não é apenas na balada que você vai encontrar o seu par perfeito. Tudo vai depender do seu interesse e da sua disposição. Pode ser no trabalho, na escola, faculdade e o encontro pode ser um evento na sua cidade, como esses onde se concentram vários food trucks, por exemplo.

6 em cada 10 brasileiros não tem Planejamento Financeiro Pessoal, aponta pesquisa

Agora, se já encontrou o amor da sua vida, então, a melhor saída é escolher aquele filme que há tanto tempo vocês queriam ver, mas que nunca havia surgido uma oportunidade tão propícia. Vale, inclusive, estourar pipoca e fazer um suco natural ou um café ou um achocolatado ou brigadeiro, entre tantas opções mais baratas. Pode acontecer também a famosa “Maratona de Séries”, afinal, o Netflix está aí né.

Por fim, se você ainda está sozinho e, mesmo assim, não tem o interesse de encontrar alguém no momento, então, pode pensar em passar a noite jogando vídeo game com os amigos ou outros jogos de tabuleiro, além de War, Banco Imobiliário, Imagem e Ação, entre outros. Ah, além desses jogos, tem também os Karaokês.

Seja um dos poucos a saber como Economizar Dinheiro na Balada! #7 Dicas de Ouro

Reprodução: Google

Leia Também: 10 vícios que podem acabar com o seu dinheiro, entre eles, o cigarro que pode custar mais de 7 milhões de reais durante a vida toda

O vício é um hábito repetitivo que degenera ou causa prejuízo ao viciado e aos que convivem com eles. Assim está no dicionário e, visto isso, os vícios (ou pelo menos a maior parte deles) são prejudiciais também ao seu bolso, meu amigo. O site ElHombre fez alguns cálculos e elegeu os vícios que mais casuais e seus respectivos gastos. Veja!

Guia dos Direitos na Balada

  1. Consumação Mínima – Já até citamos, mas vale reforçar. Desde 2005, a cobrança foi proibida no estado de São Paulo, conforme o Procon. Assim, o estabelecimento não pode estabelecer nenhuma quantia de consumo. Porém, depois disso, as casas noturnas adotaram a opção de pagar a entrada.
  2. Formas de Pagamento – Todas as formas de pagamento tem que estar destacadas na entrada da balada. É claro que a casa não é obrigada a aceitar todos os cartões ou cheques, porém, o cliente deve ser informado sobre isso. O Procon diz que a casa deve sempre ter mais de uma opção de pagamento para evitar confusão.
  3. Comanda – Se perder a comanda, é preciso avisar a gerência. Porém, a casa não pode cobrar uma quantia fechada, se isso acontecer. A prática é ilegal, conforme o Procon, e abusiva. Se a casa te obrigar a fazer isso, pague e exija a nota fiscal, na qual deverá estar escrito o motivo daquela quantia, depois, procure o Procon.
  4. 10% de Serviço – A prática é muito comum, porém, caso o consumidor não tenha gostado do serviço, ele não é obrigado a pagar. E se resolver pagar, o valor deve estar descrito na conta.
  5. Couvert Artístico – A cobrança é opcional e a cobrança tem que ser avisada antes da entrada do consumidor.
  6. Roupa – A casa noturna tem o direito de definir o tipo de vestimenta que os convidados terão que usar. Por exemplo, chinelos, camisetas de time e regatas pode ser proibidos pela casa noturna.
  7. Roubo e Furto – Em caso de furto, como é comum no caso de celulares, os gerentes são responsáveis pelo que acontece lá dentro, já que você, provavelmente, pagou uma entrada. Se caso nada for feito, você pode fazer um Boletim de Ocorrência e depois entrar com uma ação no juizado.
  8. Chapelaria – Alguns lugares fornecem a opção de chapelaria, então, conforme o Procon, as casas tornam-se obrigadas a anotar as condições dos objetos na hora de entregar os pertences. Caso algum objeto esteja faltando na retirada, fale com a gerência.
  9. Valet – A casa não é obrigada a oferecer Valet, mas quando oferece e você opta pelo serviço, ele torna-se responsável pelo veículo.
  10. RG – As carteiras de identidade não tem prazo de validade, logo, se o seu RG tiver em perfeito estado e com foto atualizada, a casa não pode barrar a sua entrada. Em caso contrário, sim.

Com informações da Abril e da Atitude