5 dicas para comprovar que a rentabilidade não é a melhor coisa do seu investimento!

Esse é um conteúdo do tipo “vamos desmistificar o mundo dos investimentos”. Isso porque vamos falar aqui sobre algo que muita gente acaba confundindo quando começa a investir dinheiro.

A rentabilidade da sua aplicação financeira é o item mais importante para você quando você vai investir? Se a sua resposta for positiva, melhor continuar lendo… E com muita atenção!

Então, aqui temos um artigo que vai desmistificar algumas informações que estão publicadas na internet, mas que não são “inteiramente” verdades.

1 – a melhor rentabilidade

Então, vamos já começar a falar sobre rentabilidade.

Um dia que você estiver com um tempinho livre para estudar o mercado financeiro, busca os quadros de discussões da internet sobre o assunto.

Você vai ver que um dos temas mais falado é sobre rentabilidade.

E há quem diga que: “Meu objetivo é ter a melhor rentabilidade”.

Você também pensa assim?

“É isso que importa no investimento financeiro”.

E também pensa isso?

Então, comecemos com a verdade: ter a melhor rentabilidade para o seu investimento é realmente a coisa importante. Mas, você tem que saber exatamente o que é ter a melhor rentabilidade.

2 – o que é a melhor rentabilidade?

É essa resposta que fomos buscar para desmistificar o assunto de hoje.

Então, pensemos: o que é ter a melhor rentabilidade?

A rentabilidade se dá pelo resultado das suas aplicações financeiras ao longo de um período. Concorda?

E aí acrescentamos ainda que isso pode ser em 1 mês, 6 meses, 1 ano, 5 anos, 10 anos.

Então, muita gente foca muito em: “como que eu posso fazer para obter a melhor rentabilidade para o meu capital”?

E as respostas buscam a resposta em frases como:

“Ah, mas eu tive aqui uma ação que eu comprei que rendeu 80%”.

“Eu tive aqui uma outra ação que teve 20%. Agora, eu sou um expert em investimentos.”

“Eu atinjo todas as rentabilidades, as melhores rentabilidades que existem.”

Sobre tudo isso, a pergunta que fica é: mas a rentabilidade é, de fato, mais importante?

3 – a melhor rentabilidade gera dívidas?

Por exemplo, eu posso ter a melhor rentabilidade do mundo na minha carteira de investimentos, que realmente é muito boa, mas ter dívidas.

E aí, isso importa para você?

Diga você mesmo: importa ter a melhor rentabilidade se você estiver endividado, sendo corroído pelos juros de alguma linha de crédito, que é mais elevada do que a rentabilidade dos investimentos que você tem?

A sua dívida, por menor que seja, pode sim corroer os seus investimentos. Isto é: mesmo que indiretamente, se você tem dívidas, você não está ganhando tanto dinheiro quanto pensa.

E mesmo que tenha a melhor rentabilidade do mundo nas suas aplicações.

O motivo é que isso drena um pedaço da sua rentabilidade. Sacou?

4 – aprenda a medir outros parâmetros

Então, de cara, a rentabilidade da sua carteira de investimentos não é um parâmetro único.

Outra coisa que você tem que ter em mente é o seguinte: de que adianta eu ter, por exemplo, R$ 10 mil e ter a melhor rentabilidade do mundo?

Não adianta nada. Por quê? Porque eu posso ter um amigo do lado, que trabalha comigo, que tem R$ 1 mil apenas, mas deposita mais R$ 1 mil todos os meses.

Isso quer dizer que faz ero dever de casa é muito mais do que ter uma boa rentabilidade. É, por exemplo, saber controlar as finanças.

Assim, em 11 meses, esse cara que tem só R$ 1 mil hoje vai ter mais do que o cara que tem R$ 10 mil, mas não faz aportes mensais.

Então, o crescimento patrimonial dele vai ser muito mais elevado que o meu se eu não fizer aportes também.

5 – o que é mais importante?

A questão a ser desvendada aqui neste mito sobre o mercado financeiro que trouxemos hoje é a seguinte: rentabilidade é a coisa mais importante nos investimentos?

Mito! Não é.

O que é o mais importante é a sua capacidade de acumular patrimônio e acumulação de patrimônio é proveniente, sim, da rentabilidade, mas também da sua capacidade de continuar guardando.

Sabe por quê?

Porque, senão, você pode ser o cara que tem a melhor rentabilidade e não atinge seus objetivos de vida, nem liberdade financeira e nem independência financeira.

Mas, o seu amigo do lado, ele pode não ter a rentabilidade igual a sua, mas realizar todos os sonhos que ele possui.

Então, a rentabilidade não é o mais importante e isso é um mito! Beleza?

O seu foco tem que ser na acumulação de patrimônio porque a acumulação de patrimônio é que, no longo prazo, vai te permitir realizar os seus objetivos, ter segurança financeira, conquistar a liberdade e a independência financeira, consequentemente.

5 dicas para comprovar que a rentabilidade não é a melhor coisa do seu investimento!

Anote aí o resumo

O resumo desse aulão de hoje é o seguinte: a rentabilidade é importante em todos os investimentos financeiros.

E tem tanta gente observando isso que já até saiu da poupança porque lá não rende nada.

Por outro lado, a rentabilidade não é a coisa MAIS importante do investimento.

Já que existem outros motivos que são importantes também, como a acumulação do patrimônio, que nada mais é do que ser consistente em depósitos periódicos.

No fim das contas, busque um ativo com boa rentabilidade e não pare de acumular patrimônio. Aí sim você estará no caminho certo.