Confira 6 dicas para escolher a corretora de valores para os seus investimentos

ANÚNCIO

Aqui no blog, a gente fala bastante sobre investimentos financeiros. Inclusive, esse é o nosso carro chefe, né. E a gente sempre aconselha ao investidor, especialmente o novo, a migrar dos bancos para as corretoras. Por isso, a gente preparou algumas dicas para escolher a corretora de valores ideal para você.

Isso porque existem muitas corretoras de valores hoje em dia. E não é só isso. Cada empresa dessa tem um potencial e uma característica que pode ser interessante para cada investidor. Assim, tem aquelas que são isentas de várias taxas e outras que sempre focam na rentabilidade final para o cliente.

ANÚNCIO

Assim, além das dicas que trouxemos também vamos falar um pouco sobre as vantagens de se investir através de uma corretora de valores.

Por que uma corretora de valores?

Para ser um excelente investidor você vai precisar conhecer mais de ativos financeiros. Outra coisa é que você pode ter nas mãos uma gama de opções. Mas, isso só é possível se você estiver dentro de uma corretora de valores e não de um banco.

O banco só vai te oferecer os produtos que ele mesmo tem. E pode ser que nem sempre tenha aquele produto que é o melhor para você e para os recursos que você demorou a vida toda para juntar, né. Portanto, a ideia de corretora é muito válida para valorizar o seu tempo, trabalho e dinheiro.

ANÚNCIO

Dessa forma, você não precisa ter um banco tradicional. Esses bancos de bandeira que estão por aí há um bom tempo. Isso porque esses bancos são importantes no mercado financeiro, para o país como um todo.

Mas, se você quer fazer bons investimentos você precisa pensar em custos baixos e em serviço prestado também. O que a Caixa, o Itaú, o Bradesco, o Santander e o Banco do Brasil acabam não oferecendo.

Como escolher uma boa corretora?

Confira 6 dicas para escolher a corretora de valores para os seus investimentos

Muitos novos investidores querem investir, por exemplo, em títulos do governo. E isso é bem legal porque tem muitas vantagens, ainda mais quando a gente pensa no longo prazo, né.

E um caminho para que isso seja seguro é investir no Tesouro Direto. Dessa forma, quando você entra no site do tesouro direto, você vai encontrar informação dos bancos e das corretoras que estão credenciados para operar nesse ativo.

1 – Regularização!

Esse já é um bom começo para você ter uma referência de uma corretora que está habilitada e qualificada para operar no mercado financeiro. Ok? Então, temos aqui a primeira das dicas para escolher a corretora de valores ideal para você: estar habilitada para operar!

2 – Taxas Zero!

Seguindo essa nossa história, comece pelas taxas “custo zero” na aplicação do Tesouro Direto. A grande maioria das corretoras possuem essa taxa zero, que é a isenção da taxa para aplicar em títulos públicos. (Lembre-se que tem a taxa da B3 e essa não é isenta, ok).

3 – Transferências!

Outra coisa é que tem as taxas de transferência também. Assim, o dinheiro que vai sair da sua conta bancária e vai para a corretora tem um custo por operação. Exceto se você tiver uma conta gratuita, como o Nubank ou banco Inter, para transferir recursos de graça.

Essa não é bem uma dica para escolher a corretora de valores, mas sim para escolher o seu banco ou instituição financeira. Só que saiba que acaba influenciando porque nem todas as corretoras aceitam transferências de todos os lugares, viu.

4 – Aplicativos!

Outro aspecto importante é o serviço que a corretora de valores vai prestar. Será que ela tem, por exemplo, um aplicativo para facilitar o seu investimento? Isso é legal porque te dá um acesso à sua conta de forma simples. Onde você tem toda informação na palma das mãos.

5 – Consultoria!

Mais uma das dicas para escolher a corretora de valores é analisar se ela tem o diferencial de fazer consultorias para você, que é um investidor. Ela vai manter contato com você mensalmente, informando quanto foi o rendimento do seu portfólio?

Você precisa procurar uma corretora que não apenas opere fazendo a transição dos seus investimentos com bancos. Porque aí você vai aplicar em CDBs apenas. Mas, tem que ser uma que considere a diversificação do mercado, como o Tesouro Direto, por exemplo.

Aliás, algumas boas corretoras o convidam para você assistir palestras e você pode fazer isso online. Ao passo que ela disponibiliza alguns tutoriais, com orientações que você pode receber para aprender como fazer bons investimentos.

6 – Recomendação!

A última dica é sobre conversar com amigos que estão aplicando em corretoras de valores atualmente. Aliás, nem sempre vai precisar ser o seu amigo, mas pode ser alguém que teve problemas ou que recomenda uma empresa. Na internet você acha essas pessoas tranquilamente.

Portanto, procure se informar com eles sobre a corretora. Será que eles estão satisfeitos? Será que eles estão sendo bem atendidos? Será que eles têm informações precisas? Será que o aplicativo da corretora de valores funciona?

Certamente, uma referência e uma indicação serão fundamentais para você escolher uma corretora que está à altura do seu potencial de investimento.

Trocar de Corretoras!

Para fechar o texto, que tem dicas para escolher a corretora de valores ideal, vamos falar sobre trocar de corretoras. Isso é possível, você sabia? E olha que você nem precisa mexer nos seus ativos, viu. É bem mais fácil do que você imagina. E o melhor é que não tem custos.

A gente fez um conteúdo falando exatamente sobre isso há alguns dias. Veja um trecho:

“A única coisa que você precisa fazer para mudar de corretora é pedir uma portabilidade dos seus investimentos. Eles obviamente, serão transferidos de uma conta em uma corretora para outra conta de outra corretora”.

Ficou interessado nesse assunto? Leia na íntegra: MUDAR DE CORRETORA DE VALORES: DESCUBRA POR QUE ISSO PODE SER BOM!

ANÚNCIO