IDEC indica 14 dicas financeiras para acabar com as dívidas

PROPAGANDA

Existem algumas dicas financeiras para acabar com as dívidas que fazem todo sentido. Até mesmo para quem não entende muita coisa sobre as finanças. E a gente buscou essas dicas lá no IDEC, que é o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor

A ideia é que está mais do que na hora de você começar a ver a educação financeira com outros olhos. Esqueça aquela imagem do cofrinho, do dinheiro embaixo do colchão e até mesmo do troco em bala. O assunto aqui é outro.

PROPAGANDA

IDEC indica 14 dicas financeiras para acabar com as dívidas

Você tem que tomar uma decisão na sua vida o tempo todo. E agora pode tomar a decisão de se livrar das dívidas. Independentemente do tamanho delas, você pode. E isso vai envolver muitos pontos, além do pagamento de boletos e faturas. É preciso saber gastar mais também.

Abaixo, temos 14 dicas bem legais e muito incríveis que o IDEC separou. A gente fez um apanhado geral e adaptamos. São dicas que vão desde a conta do celular até a alimentação, de forma bastante misturada. Confira e comece a mudar de vida agora mesmo.

PROPAGANDA

1 – CONTA GRATUITA

O IDEC afirma que ter acesso à bancos gratuitos é um direito de todo consumidor. Portanto, se você ainda não tem uma conta bancária livre de tarifas, saiba que está perdendo tempo, amigo.

E o IDEC ainda alfineta os grandes bancos dizendo que “se o seu gerente ainda não te contou isso, você deveria saber”. Afinal, a conta gratuita com serviços essenciais é uma realidade e direito de todo mundo.

E como é que faz para acessar a conta gratuita? “É só ir pessoalmente até a sua agência bancária e solicitar a conta com tarifa zero”, diz o IDEC. Lembrando que todos os bancos vão criar barreiras para isso e oferece outros pacotes, que tem custos, obviamente.

2 – PARCELAS

A segunda das dicas financeiras para acabar com as dívidas é sobre as parcelas. “Não entra no caminho obscuro do pagamento mínimo da fatura do cartão de crédito porque ele é cheio de multas e juros”. Então, já sabe: se organize e paga o cartão em dia.

3 – PRESTAÇÃO

Fazer inúmeras compras e parcelar no cartão de crédito também não é algo muito bom para você. “Pense que as parcelas vão durar mais do que o que você comprou. Use o cartão só quando for necessário”.

4 – ARTIGOS PESSOAIS

Mais uma dica do IDEC é se organizar para economizar. Então, comece a trocar o seu celular a cada mais tempo que se passar. E não todos os anos, por exemplo. Isso te ajuda no planejamento de longo prazo.

5 – COMPARE

A pesquisa de preços, de marcas, de lojas e de ambientes é importante para economizar dinheiro. Portanto, “não perca a oportunidade de pechinchar”.

6 – ESCAMBO

Sabe o que é escambo? Mais uma das dicas financeiras para acabar com as dívidas. Então, se tem roupas sobrando, faça trocas inteligentes, que a gente pode chamar de escambo também.

Descubra os principais cuidados na hora de contratar o empréstimo para aposentados

7 – FEIRA

Se você não tem o hábito de ir na feira deveria ter. Ao menos, é isso que indica o IDEC. “Lembre-se que esses alimentos costumam ser mais em conta e mais saudáveis também”.

8 – CONGELE

Agora, a dica aqui é quanto às comidas. Se não deu para comer tudo o que tinha, então, não jogue fora: congele! “Congelar alimentos é ótimo para consumir alimentos caseiros”. E, além disso, você economiza na próxima vez que for ao mercado.

9 – PLANOS

É só chegar a conta de celular que você se assusta? Tem um jeito de mudar isso. “Contratar o plano de internet fixa e celular mais populares”, como recomenda o IDEC. Considerando que sempre é melhor usar o Wi-Fi do que a rede móvel, né.

10 – ELETRÔNICOS

E já que falamos dos celulares, vamos aos eletrônicos. A dica é usar menos. Obviamente, quanto mais se usa eletrônicos e eletrodomésticos, maior será o valor da conta para pagar no outro mês, né. Ainda mais em épocas de tarifas vermelhas e nada brandas.

Além disso, tem alternativas mais econômicas para se ter em casa, como “apostar em lâmpadas econômicas e eficientes, desligar o stand by dos aparelhos”, etc.

11 – TRANSPORTE

Não se engane achando que o transporte solitário e individual de carro é mais barato do que ir de ônibus. “Prefira o transporte público coletivo para fazer compras, pagamentos e até mesmo outras atividades”, diz o IDEC. Isso, claro, considerando os lugares perto de onde você mora.

12 – BENEFÍCIOS

Agora vem os benefícios, como uma das dicas financeiras para acabar com as dívidas. “Fique de olho em benefícios oferecidos para ter descontos em produtos e serviços”. Considerando que você use esses produtos e serviços com frequência. Não adianta ter desconto de algo que não faz sentido para você. Isso é consumo burro.

13 – GENÉRICOS

Nem sempre genérico é sinônimo de qualidade ruim, viu? Ainda mais quando se fala em remédios, onde todos devem estar associados à Anvisa. Portanto, uma boa ideia é comprar mais barato, indo direto nessas opções.

“Você sabe que os genéricos são 30% mais baratos do que os remédios de referência? Isso porque eles não gastam com propagandas ou pesquisas, por exemplo”.

14 – DINHEIRO PARADO

Por último, o IDEC lembra que dinheiro parado é dinheiro perdido. Portanto, a dica é “você deve criar o hábito de poupar dinheiro e ter uma reserva de emergência. Isso se faz investindo. Afinal, nunca se sabe quando um imprevisto vai surgir”.

PROPAGANDA