Descubra qual a rentabilidade de 5 mil reais com a Taxa Selic em 13% ao ano

Na última quarta-feira (11), o Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) cortou, pela terceira vez consecutiva, a taxa básica de juros usada na economia nacional. A queda foi de 0,75 pontos e passou de 13,75% para 13% ao ano. A decisão já era esperada pelos economistas, que já havia até mesmo previsto os valores em reunião realizada no início do ano.

Apesar da queda, os economistas afirmam que a taxa continua elevada, ou seja, a poupança ainda tem rendimento menor do que a aplicações financeiras de Renda Fixa. O que é bom também para os CDBs (Certificados de Depósitos Bancários) com taxas pós-fixadas, Fundos DI e o Tesouro Selic, título do Tesouro Direto. Opções que tem rendimento atrelado à taxa CDI, que é próxima ao juro básico.

Para o investidor que busca aplicar dinheiro na poupança, o atual momento tem mostrado que isso não é um bom negócio. Com o rendimento abaixo da inflação, quem deixou dinheiro nessa caderneta recebeu menos do que investiu. Ou seja, houve uma descapitalização, que é uma palavra bonita para dizer que “perdeu dinheiro”.

E para uma pessoa que possui, por exemplo, 200 mil reais? Sim, a aplicação na poupança será diferente e isso quer dizer que o rendimento será maior. Mas é compensador?

Para Luiz Guarnieri, assessor de investimentos na RP Capital, com uma aplicação de 200 mil reais em um horizonte longo prazo e baixo risco, há espaço para compras em títulos públicos prefixados, como a LTN com vencimento em 2023. Esses sim, são mais compensadores.

“Com a queda da inflação esperada pelo mercado para este ano (traduzida pela diferença dos títulos pré-fixados e dos títulos atrelados à inflação, também conhecida como inflação implícita), o fato possibilitará um ciclo de queda de juros bastante forte e duradouro”, disse, em entrevista ao Infomoney.

Leia também: A Trovó Academy saiu no G1 para comentar a taxa da Selic.

Esse cenário possibilita mais ganho com a compra dos títulos em duas frentes: levando o título até o vencimento, pois a taxa pré-fixada tende a estar acima do CDI (Certificado de Depósito Interbancário) com o passar do tempo, ou via valorização dos títulos no mercado secundário, ocorrendo assim, um ágio entre o preço de venda praticado antes do vencimento e o preço do título que o investidor possui na carteira.

Já o assessor de renda fixa da RP Capital, Dalton Freitas, pensou na opção de um investimento com possibilidade de resgate diário. De acordo com ele, 30% dos 200 mil reais poderiam ser investidos em títulos públicos atrelados à inflação com vencimento longo, “por darem possibilidade de saída no mercado secundário e se aproveitarem de um movimento de corte na taxa de juros, podendo observar rentabilidades acima das contratadas”, afirmou em entrevista.

Ainda segundo ele, outros 20% poderiam ser investidos em fundos multimercados de estratégias macroeconômicas, acreditando em uma melhora no cenário econômico brasileiro ao menos no curto prazo.

Com informações da Revista Exame, fizemos um comparativo entre esses investimentos. Usamos para tal uma aplicação inicial de 5 mil reais, já descontado o Imposto de Renda, as taxas de administração e de remuneração, que são praticadas pelo mercado.

PERÍODO      POUPANÇA    CDB (90% CDI)     FUNDO DI (1%)        SELIC

6 MESES         5.191,34           5.21977                 5.225,11                 5.234,74

12 MESES      5.390,00            5.463,68                 5.475,20                 5.496,00

18 MESES      5.596,26            5.734,14                 5.752,80                 5.786,55

24 MESES      5.810,42             6.033,86                6.060,78                 6.109,55

30 MESES      6.032,77             6.324,14                6.359,44                 6.423,45

Investir 5 mil reais na Renda Variável

Na Renda Variável, é possível investir 5 mil reais em duas opções: Ações e Mercado Futuro.

1 – Ações

O mercado de ações possui rentabilidades mais altas do que os investimentos conservadores, como a Renda Fixa e a poupança. Isso porque não existe limite de valorização de preço para cada ação. Na prática, se você comprar mil ações de 5 reais cada, você pode ter uma variação de 2,50 positiva para cada ação. Essa valorização de 50% pode te render 2,5 mil reais.

2 – Mercado Futuro

Você pode lucrar com a alta ou baixa de um ativo, como uma commodity agrícola, moeda, índica ou taxa de juros. É tão simples quanto investir em ação, só que aqui você passa a ganhar com a alta dos preços e pode perder dinheiro se o valor cair.

Nota: 5 mil reais é um bom valor para começar um investimento na Bolsa de Valores, utilizando estratégias como a alavancagem do Day Trade. Se você ainda não conhece nada disso, mas está disposto a começar 2017 com um olhar de investidor, faça nosso curso gratuito e tenha bons negócios.

Com informações da Exame