Descubra para onde vai o dinheiro do seu salário…

PROPAGANDA

Quem nunca passou por aqui ó: ver o salário do mês em um dia e no outro ver que não tem mais nada… Você, muito possivelmente, já passou por isso, não é mesmo? Afinal, para onde vai o dinheiro do salário?

Os descontos são alguns dos causadores desse feito “fantasma” do salário.

PROPAGANDA

Aliás, antes mesmo de o dinheiro chegar na sua conta corrente ou na sua conta salário você já perde uma grande parte, sabia?

Essa é uma diferença entre o salário bruto e o salário líquido.

Você sabe como entender a sua folha de pagamentos?

PROPAGANDA

Esse é um belo assunto de utilidade pública que vamos aprender agora. Descubra quais são esses descontos obrigatórios que fazem o seu salário reduzir significativamente antes mesmo de cair na sua conta!

INSS – Instituto Nacional do Seguro Social

Se você acha que o INSS só serve para sua aposentadoria, considere que não é bem assim…

Existe uma quantia que é destinada todos os meses ao INSS…

E esse valor vai depender do salário do empregado.

A porcentagem cobrada sobre o salário do trabalhador é chamada de alíquota.

E esta alíquota varia de 8% a 11% sobre o salário.

Outra regra é que chega ao máximo de R$ 621, como aconteceu nesse ano de 2018.

Por exemplo, uma alíquota de 9% é cobrada sobre um salário de R$ 2 mil.

E existe uma tabela de alíquota do INSS que deve ser seguida.

Em relação ao INSS vale lembrar que este valor é descontado do salário do empregado e que o empregador é sim um responsável por efetuar esses depósitos. Fechado?

Então, dá uma olhada no seu extrato para ver se está tudo certinho.

O valor deve vir demonstrado facilmente no seu holerite e esse desconto não cai na sua conta, obviamente. Mesmo que seja um direito seu.

IR – Imposto de Renda

Outro desconto obrigatório na vida de todo trabalhador brasileiro é aquele que não é nada amado por todos e que se chama Imposto de Renda.

O IR é calculado após o abatimento do INSS do salário do trabalhador e, nesse caso, a alíquota vai variar de acordo com o salário recebido por cada um também.

A tabela do IR também existe.

E vai aparecer aqui na tela pra vocês se você recebe até 1903 reais e noventa e oito centavos por mês não será cobrado e sobre o seu salário.

Ela pode chegar ao máximo de 27% que é pra quem recebe acima de R$ 4 mil – mais ou menos.

FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço

Temos também o FGTS, que não é descontado do holerite do trabalhador porque é uma obrigação do empregador.

Então, ele deve fazer um depósito mensal equivalente a 8% do salário dos funcionários.

Férias

As férias o trabalhador vai receber como?

O seu salário será acrescido de 1/3 que é descontado do INSS e do IR.

Então, você deve receber esse valor pelo menos 2 dias antes das suas férias começar.

13º Salário

Em um pagamento do 13º saiba que todo trabalhador que tem direito pode receber em 2 partes.

Sendo que a 1ª é chamada de adiantamento e que geralmente é paga entre fevereiro e junho.

O prazo final para o pagamento da 1ª parcela do 13º salário é o último dia útil de novembro.

Já a 2ª parcela deve ser paga até o dia 20 de dezembro de cada ano.

Resultado Final – o que sobrou?

Vamos agora para a prática!

Basta dar uma olhadinha no holerite para ver o que sobrou.

Por exemplo: em todo holerite nós temos algumas informações básicas: o nome do funcionário, nome da empresa, o salário base, o cargo e por aí vai.

Nós temos aqui a descrição de tudo o que o funcionário recebe.

Em uma coluna nós temos os vencimentos e na outra os descontos.

É tipo o que entra e o que saí, sabe?

Então, vamos analisar os descontos.

Vão estar lá: INSS, IR e tudo que falamos aqui.

A dica é checar o seu extrato de salário sempre.

É claro que a renda bruta vai ser maior que a líquida, mas sempre devemos saber para onde está indo nosso dinheiro, não é verdade?

Usar a renda líquida ou bruta?

Uma dúvida das pessoas é sobre usar a renda líquida… ou a renda bruta?

O ideal é sempre usar a renda líquida.

Ah, claro, estamos falando de quando vamos indicar para alguém a nossa renda.

Por exemplo, ao pedir um cartão no banco, ele vai solicitar a renda mensal… O ideal é falar a renda líquida, está bem?

O mesmo vale para um financiamento.

Os bancos costumam usar a renda bruta, mas o que adianta se o trabalhador só terá em mãos a renda líquida?

Vamos supor que seu salário seja de R$ 2 mil e que descontados os impostos e benefícios, você tenha uma renda líquida de R$ 1,8 mil.

Então, use sempre esse valor para o mercado financeiro.

Ainda que seja direito de todo trabalhador, a parte que é descontada não pode ser usada como ele bem entender, já que já é direcionado para outros fins, com o IR e o INSS.

E é justamente por isso que a gente sempre diz que todo mundo deveria ter direito aos programas e aos serviços sociais, como um bom atendimento médico e uma aposentadoria considerável…

Afinal, pagamos isso durante a vida toda, não é mesmo?

Lembre-se que este texto é voltado para quem trabalha com carteira assinada e existem outros pontos a serem estudados por quem já é dono do próprio negócio, como um MEI, por exemplo!

PROPAGANDA