Passo a passo para quem foi demitido não entrar em dívidas!

ANÚNCIO

Você foi demitido? E agora, o que será que deve fazer? Claro que procurar uma nova fonte de renda é a sua melhor resposta, mas e quanto ao seu orçamento financeiro nesse tempo? Você saber como controlar ele? Aprenda!

O que fazer para manter as contas em dia? Essa é a pergunta que muita gente se faz nos dias atuais. E a pergunta se torna agravante quando há casos de desemprego, onde a pessoa perde a sua principal fonte de renda.

ANÚNCIO

Sem dinheiro, sem pagamentos, sem serviços, sem mordomias e até mesmo sem itens básicos, como luz, água, alimentação. E agora?

Bom, separamos aqui algumas dicas que são simples e que todo mundo pode seguir se quiser controlar a vida financeira após receber uma demissão.

Atente-se ao fato de que não se trata de uma fórmula mágica que vai fazer cair dinheiro do céu ou te mostrar onde está a mina de ouro, mas, sem dúvidas, é um jeito inteligente de não se endividar!

ANÚNCIO

Faça um Orçamento Financeiro

Se você ainda não tem um, o primeiro passo é fazer um orçamento financeiro pessoal ou familiar.

Você vai precisra seguir um plano e controlar os gastos, mas só vai conseguir isso se tiver um orçamento onde estão todos os seus consumos e sua renda.

Um orçamento nada mais é do que pegar uma planilha do Excel ou um bloco de notas e fazer a anotação de tudo o que você tem de custo mensalmente.

Tudo mesmo: desde a parcela do seu apartamento até mesmo o cafezinho que toma na padaria toda manhã.

Então, a partir disso, você consegue criar limites de gastos para tudo o que não for gasto fixo, por exemplo, comidas fora de casa e gastos do dia a dia.

E também é a partir desse orçamento que você começa a ter ideias inteligentes, como usar listas de compras quando for ao supermercado e não fazer grandes estoques em casa.

Tenha uma Lista de Prioridades

Uma outra dica para quem não quer se endividar é focar nas prioridades.

Então, a sua prioridade é encontrar uma nova fonte de renda para não precisar viver em condições adversas por muito tempo. Certo?

A partir disso, use o tempo que estaria trabalhando para criar o seu currículo e distribuir em empresas. Essa deve ser a sua prioridade. Mesmo que possa ter outras menores.

Passo a passo para quem foi demitido não entrar em dívidas!

Diminua os seus Gastos

Diminua os seus gastos. Isso é demais importante a partir de agora, está bem?

Os acontecimentos drásticos, como o desemprego, exigem medidas drásticas. Então, corte tudo que não for essencial para você agora.

Você precisa ter fôlego para conseguir um novo emprego.

E poupar dinheiro vai te ajudar a sobreviver mais meses com a mesma quantia de dinheiro. Entendido?

Algumas dicas rápidas para você diminuir os gastos são:

  • Troca de alimentos caros por baratos;
  • Se alimentar em casa;
  • Vender o que não precisa para gerar capital de giro (roupas, equipamentos, etc);
  • Troque o plano de celular por um plano mais barato,
  • Diminua o consumo de energia na sua casa;
  • Use o transporte público ou bicicleta para se locomover;
  • Tente negociar o seu aluguel para um valor menor;
  • Malhar em parques ao invés de ir na academia, entre outros.

Tenha em mente “Não se Endividar

Essa dica é sobre não se endividar porque a pior coisa que você pode fazer em uma situação dessas é se endividar.

Então, por alguma aventura se isso acontecer, você deve optar por usar o menor juros possível.

Lembre-se que você terá que trabalhar para pagar suas dívidas. Então, ver o seu dinheiro indo para o bolso dos outros não vai ajudar a você a crescer nessa situação.

Os Programas Sociais e de Auxílio

Um deles é o Seguro desemprego. Agora, obviamente, não espere o seguro desemprego acabar para você começar a se preocupar com o seu orçamento.

O seguro desemprego não é férias e quando você tiver no seguro desemprego você pode também usar seu tempo livre para ganhar dinheiro extra, como bicos e trabalhos temporários.

Outra opção que existe no mercado é o seguro contra demissão! Se você está empregado, a maneira de permanecer seguro, mesmo em tempos de crise, é investindo parte do seu salário todo mês.

Geralmente, recomenda de 10% a 20% do seu salário vai para o investimento financeiro, que parte desde a velha poupança até mesmo os mais ousados, como o mercado acionário.

Assim se um dia for demitido, a rentabilidade desse investimento pode te ajudar a superar a tempestade sem maiores dificuldades.

Torne um Algo Ruim em Algo Bom

Transforme a sua demissão em crescimento profissional.

Se foi demitido aproveite para se oferecer para trabalhar naquela empresa que sempre quis ou naquele lugar que você poderia aprender algo novo e gerar mais valor para você mesmo.

Com mais valor, o seu salário tende a ser maior, por isso, se ofereça antes para cargos melhores e com melhores remunerações. E só depois opte por se candidatar as vagas no mesmo nível que você tinha.

Esse item tem a ver com você dar um passo para trás para depois poder dar 2 para frente. Entende? Considere a demissão uma oportunidade, mas saiba que dificilmente encontrará algo do mesmo nível que você estava.

A Rede de Contatos

A última dica é usar a rede de contatos. Então, não tenha vergonha de dizer aos seus amigos e familiares que perdeu o emprego, pois muitos deles podem conhecer boas oportunidades e indicar você para aquela empresa ou cargo.

ANÚNCIO